O amigo de Gilmar

03.07.20

Próximo de Gilmar Mendes, o desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, trabalha nos bastidores para assumir a cadeira de Napoleão Nunes Maia no Superior Tribunal de Justiça. Napoleão deixará a corte em dezembro, quando completa 75 anos e será obrigado a aposentar a toga. A vaga é destinada a magistrados federais. Diante da movimentação de Bello, juízes que não o veem como um bom nome para o STJ já fazem circular por Brasília alguns predicados capazes de minar seu nome junto ao Palácio do Planalto. Um deles pode ser fatal: os colegas dizem que o desembargador, maranhense, é muito próximo de políticos de esquerda, incluindo o governador Flávio Dino, do PCdoB. Após a elaboração de uma lista tríplice pelo próprio tribunal, a escolha cabe a Jair Bolsonaro.

Reprodução/redes sociaisReprodução/redes sociaisO desembargador Ney Bello é bem relacionado em Brasília

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Se Bolsonaro o indicar, não será um espanto, afinal de contas, ele nomeou o Aras para a PGR, coisa que não consigo entender. E o Aras tem demonstrado ser um verdadeiro opositor do se chefe, o Presidente Bolsonaro.

  2. Que nosso Presidente tenha juízo e iluminação Divina e esqueça essa criatura; amigo do GM não pode ser útil a nossa sociedade.

  3. e tudo acaba na base do compadrio , como se o Brasil pertencesse ao piores servidores públicos , viramos capitanias hereditárias , só que com encabeçamento pela pior composição da história do STF , é uma nação refém de alguns servidores em sua maioria nem concursados mas indicados pelos piores critérios, até quando um país continental vai assistir a todo esse aparelhamento calado ?

  4. Esses predicados estão longe de ser impedimentos ao Minto. Seus critérios e motivações estão muito parecidos com o do Brahma.

  5. O comentário é a mais pura verdade! Ele é amigo e contemporâneo de faculdade e de magistratura do comunista governador do Maranhão, além de carreirista de primeira!

  6. Se for amigo do Gilmau Mendes deve ser barrado na porta. Não pode adentrar as dependências do Tribunal de maneira nenhuma. Já basta um.

  7. Se o senhor Ney Belo for mesmo próximo do PCdoB é porque ele é vendável. O governo Bolsonaro está com a licitação aberta para compra de aliados que salvem à ele e aos filhos trambiqueiros. Vai levar a vaga, aposto!

    1. Esse é o risco...Jair se resolve no curto prazo e complica o país no longo prazo...

  8. Esse Belo de safado é arrumador de decisões e liminares que interessam a amigos. Todos os Juízes e funcionários do TJMA sabem disso. O capitão Jair precisa tomar conhecimento disso. Amigo de Flávio Dino é um de seus trunfos.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO