ReproduçãoDoria com Marcelo Braga: uma mistura complicada entre público e privado, em vários aspectos

O braço chinês de Doria

Quem é o advogado metido em transações financeiras heterodoxas e relações suspeitas com o poder que comanda o Lide China, a frente oriental do grupo criado pelo governador paulista
23.04.21

No começo de 2019, logo após a posse do governador João Doria, um carro preto blindado entrou no Palácio dos Bandeirantes carregado com garrafas de uísque e champagne. As bebidas seriam servidas em um convescote na sede do governo paulista e eram um mimo oferecido por Marcelo Braga Nascimento, um advogado abastado que ficou muito íntimo do tucano depois que ele entrou para a política. Pouco antes do coquetel, Braga havia servido um almoço em seu apartamento para comemorar o aniversário de Doria e sua apertada vitória na campanha eleitoral, da qual participou ativamente. O advogado abrigou em um de seus imóveis o comitê do PSDB e recebeu 300 mil reais para fazer a assessoria jurídica da candidatura. Desconhecido no cenário político, ele teve um breve momento de fama em 2017, quando espalhou dezenas de bandeiras do Brasil pelas ruas de São Paulo, com propaganda de seu escritório, em uma ação autorizada pela gestão do então prefeito João Doria. O objetivo declarado era estimular o patriotismo dos paulistanos, em plena onda antipetista. A repetida aversão à “bandeira vermelha” era mera retórica política. Desde aquela época, Braga comanda a “filial chinesa” do Lide, o grupo empresarial fundado por Doria em 2003, promovendo eventos pagos e reuniões entre empresários e agentes públicos na China e no Brasil, inclusive com o próprio governador e com seu vice, Rodrigo Garcia.

Pelo enorme interesse das empresas brasileiras no mercado e no capital chinês, o Lide China já era considerado a “menina dos olhos” de Doria quando ele se elegeu prefeito e teve de se afastar formalmente do comando de toda a organização, que tem como chairman o ex-ministro Luiz Fernando Furlan. Na prática, porém, o governador nunca deixou sua frente privada de negócios de lado. Ele mantém despachos frequentes com Celia Pompeia, vice-presidente executiva do grupo, e transferiu sua participação societária nas empresas para o filho mais velho, João Doria Neto, o Johnny. Já o braço chinês do Lide foi para o advogado das bandeiras, que já era filiado ao grupo, circulava pelas mesmas rodas sociais frequentadas por Doria – de Campos do Jordão a Miami – e havia feito generosas aquisições das esculturas produzidas pela primeira-dama, Bia Doria (uma única peça dela chega a custar até 150 mil reais). Marcelo Braga assumiu a presidência do Lide China em julho de 2017, no mesmo mês em que Doria fez sua primeira viagem oficial ao país asiático, como prefeito, com o objetivo de vender uma carteira de projetos de parceria público-privada e de privatizações na capital paulista. Na delegação do tucano, estavam alguns de seus secretários. A comitiva voltou trazendo na bagagem apenas doações de câmeras de segurança e drones, além de algumas promessas de investimentos que nunca se concretizaram. Nesse período, Braga se cacifou também como advogado de confiança de Doria e assumiu a defesa do governador em uma ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público por suposta fraude na licitação do carnaval de rua de 2018 – o processo acabaria extinto pela Justiça tempos depois.

Fabio Leite/CrusoéFabio Leite/CrusoéA sede do Lide China, em São Paulo: negócios se fundem com escritório de advogado ligado ao governador
O braço chinês do Lide de Doria opera, na prática, como uma espécie de unidade de negócios do escritório de Marcelo Braga. A sede do Lide China fica em São Paulo mesmo, em um portentoso casarão de arquitetura neoclássica no bairro do Jardim América. O imóvel pertence à banca. Além de Braga, o vice-presidente do Lide China, Everton Monezzi, e seu CEO, José Ricardo dos Santos Luz Júnior, também são sócios do escritório de advocacia, que custeia todas as despesas do “negócio da China”, como compra de brindes, contratação de buffet para eventos e o serviço de tradutores. A seção oriental do Lide fica com a receita das anuidades pagas pelas empresas filiadas – hoje são 30 companhias – e repassa uma parte do dinheiro à matriz do Lide, onde atua o filho de Doria, pelo uso da marca. A mistura é flagrante. Crusoé teve acesso a documentos que mostram alguns dos pagamentos recebidos pelo escritório em 2018, que vão de alguns milhares a 2,3 milhões de reais. Na relação, há empresas que possuem concessão de rodovias, uma empreiteira que venceu recentemente a licitação de uma obra do metrô do governo paulista e até pagamentos da TV Bandeirantes, que anunciou no fim de 2019 uma parceria com uma companhia de mídia chinesa em um evento que contou com a presença do próprio João Doria. A relação inclui os pagamentos feitos pelo PSDB, que continuou pagando consultoria jurídica e alugando o imóvel de Marcelo Braga, que fica a 500 metros da sede do Lide China, mesmo depois da campanha.

Além das transferências feitas pelas empresas, o escritório do presidente do Lide China movimentou grandes quantidades de dinheiro em espécie, segundo o relato de um ex-funcionário que moveu uma ação trabalhista contra a banca justamente por fazer “serviços particulares” para Marcelo Braga. O funcionário diz que transportou volumes elevados de dinheiro vivo desde agências bancárias na capital e outros endereços até a sede do escritório. Em alguns casos, o veículo usado era aquele mesmo carro preto blindado que foi levar as bebidas de cortesia até o Palácio dos Bandeirantes, no início do governo Doria. Em uma das operações de transporte de dinheiro, diz o relato do funcionário, as notas estavam armazenadas em duas caixas de uísque. As movimentações de dinheiro vivo teriam sido mais intensas entre os anos de 2017 e 2018. Elas foram confirmadas por outras duas testemunhas ouvidas por Crusoé sob a condição de anonimato. Entre os pagamentos feitos pelo escritório de advocacia do presidente do Lide China, chamam atenção cheques que somam cerca de 1 milhão de reais emitidos entre julho e dezembro de 2018 a Claudio Carvalho, braço direito de Doria na prefeitura que se associou à banca de Marcelo Braga depois que o tucano renunciou ao mandato de prefeito para concorrer a governador.

Divulgação/Governo de SPDivulgação/Governo de SPDoria recebe delegação chinesa no Palácio dos Bandeirantes: agenda acompanhada pelo braço oriental do Lide
Ex-executivo da construtora Cyrela, Carvalho foi um dos assessores que convenceu Doria a colocar Braga à frente da consultoria jurídica da campanha ao governo. Presidente do Lide Solidariedade, outro braço da organização, ele caiu nas graças do tucano quando passou a levar até ele uma série de empresários interessados em fazer doações para a prefeitura. Doria criou um cargo no primeiro escalão, o de secretário especial de Investimento Social, para abrigar Carvalho, que também é advogado. Depois, o colocou como secretário das prefeituras regionais no lugar do então vice-prefeito Bruno Covas, o que gerou atrito político à época. Foi nesse período que Carvalho autorizou Marcelo Braga a instalar as bandeiras do Brasil com publicidade do escritório de advocacia em algumas pontes da cidade. Apesar dos pagamentos recebidos da banca em 2018, Claudio Carvalho não inclui sua passagem pelo escritório no Braga Nascimento no currículo. Em abril de 2019, ele se associou a Athié Wohnrath, uma empresa de arquitetura e construção de alto padrão que doou a mobília para o gabinete de Doria quando ele foi prefeito e fez, recentemente, uma reforma em um dos seis imóveis que o governador possui em um mesmo quarteirão no bairro dos Jardins, área nobre de São Paulo.

A ligação de Doria com a China e com empresários chineses é estreita. Em todas as vezes que ocupou cargos públicos, ele fez questão de visitar o país. A primeira viagem ocorreu em 1987, quando foi presidente da Embratur, a agência brasileira de promoção ao turismo, no governo de José Sarney. Em agosto de 2019, já como governador, ele promoveu uma viagem ao país que mais cresce no mundo com 40 empresários. A expedição, batizada pelo próprio de “Missão China”, foi destinada a “ampliar cooperação e atrair investimentos”. Entre os integrantes da comitiva, estava o CEO do Lide China, José Ricardo, que morou cinco anos naquele país. Foi nessa viagem, aliás, que Doria inaugurou o escritório da agência de fomento do governo paulista, a InvestSP, em Xangai, para ser um “ponto de apoio para as empresas brasileiras”. Também foi quando o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, visitou as instalações da Sinovac – essa aproximação foi considerada crucial pelo governo para o acordo assinado no ano passado com o laboratório chinês para a compra da vacina Coronavac. Dois meses depois da missão oficial de Doria, foi a vez de o Lide China promover sua “business trip” para o país asiático, levando empresários filiados ao grupo. Mais uma vez, o público se misturou com o privado. O Lide levou o vice-governador Rodrigo Garcia e o secretário de Infraestrutura, Marcos Penido. A comitiva contou ainda com o filho de Doria. No mês seguinte, José Ricardo levou para uma reunião com Garcia a presidente de um conselho de promoção do comércio internacional na China que tem mais de 700 mil empresas associadas e é parceiro do Lide China. Outros encontros do vice e do governador João Doria com autoridades e empresários chineses também contaram com a participação do braço chinês do Lide.

ReproduçãoReproduçãoNesta quinta, o site oficial do Lide apontava Braga como presidente, mas staff de Doria dizia que ele já não ocupa mais o cargo
Crusoé, José Ricardo disse que o Lide China “tem atuação absolutamente independente do governo” e que “há uma tendência viciada” de fazer a conexão de Doria com o grupo de líderes empresariais que ele fundou. “É uma relação profícua, positiva. Mas o João Doria, da mesma forma que atende o Lide China, atende outras plataformas e outros empresários”, afirmou. Apesar do discurso, o Lide China está debruçado neste momento sobre outro ativo vinculado ao governo tucano, a Coronavac – sim, também há vacinas na história. O dirigente disse a Crusoé que tem sido procurado por muitas empresas brasileiras e estrangeiras interessadas em importar a vacina da Sinovac ou de outros laboratórios que já produziram o imunizante. “Tem muito mercado pela frente. Então, o Lide China tem feito, sim, essa aproximação, essa interlocução com várias empresas chinesas e indianas para atender a demanda do empresariado brasileiro”, afirmou José Ricardo, que já conversou com representantes dos laboratórios chineses Sinovac e Sinopharm e do indiano Bharat Biotech. Segundo ele, as empresas produtoras de vacina ainda estão com dificuldades de atender à enorme demanda mundial pelo imunizante e a prioridade, como no caso da Sinovac, tem sido a venda para governos. “Por incrível que pareça, ninguém está falando em dinheiro. Está todo mundo falando em saúde, porque a gente sabe que a melhora da economia depende da reabertura do país”, emendou.

O histórico do escritório que comanda o Lide China é desabonador quando há cifras envolvidas. A banca é alvo de inquéritos policiais e de uma série de ações judiciais por apropriação indébita de valores dos clientes. Braga fez fortuna como advogado atuando basicamente em causas milionárias contra a Sabesp, a companhia de saneamento básico do governo paulista. São dezenas de processos nos quais o advogado representa condomínios, shoppings e hospitais que questionam judicialmente excessos na cobrança da tarifa de água ou esgoto. Nos últimos anos, vários clientes se deram conta de que ganharam a disputa contra a Sabesp, mas nunca viram a cor do dinheiro pago pela companhia em razão dos processos. O escritório de Braga recebia os valores, mas não os repassava aos clientes que representava. Em uma parte dos casos, Braga já foi condenado a fazer o repasse do dinheiro a quem de direito. Só em uma ação movida pelo Senac de São Paulo, o ressarcimento soma mais de 8 milhões de reais. Em dezembro, o escritório chegou a ter os bens bloqueados pela Justiça em outras ações. Diante da série de derrotas judiciais que tem pesado sobre o caixa do escritório, Marcelo Braga decidiu ser menos benevolente com o PSDB, partido para o qual advoga. No dia 12 de abril, ele entrou com um pedido de conciliação na Justiça para dobrar o valor do aluguel da sede do partido, hoje em 20 mil reais, dizendo que o valor é “muito inferior” ao preço de mercado para a região. Segundo pessoas próximas de Doria, o governador tem agora evitado contato com advogado enrolado nos últimos meses, mas ele segue firme tocando o braço chinês do Lide.

Zhang Yuwei/Xinhua NewsZhang Yuwei/Xinhua NewsFábrica da Sinovac: o CEO do Lide China admite que está intermediando interesses de empresários que querem comprar a Coronavac
Crusoé questionou o próprio advogado Marcelo Braga, presidente do Lide China, sobre os pagamentos recebidos pelo escritório de empresas com contratos públicos e interessados em parcerias com chineses e acerca das retiradas de dinheiro em espécie, mas o escritório limitou-se a dizer, por meio de nota, que “as relações entre o escritório e seus clientes têm caráter privado, sem interesse público, e são protegidas por sigilo profissional previsto em lei”. A banca disse ainda que “o mesmo vale para suas despesas”. Sobre as inúmeras ações judiciais nas quais o escritório tem sido obrigado a indenizar clientes por ter se apropriado indevidamente de valores, a nota afirma que “processos judiciais decorrem de conflitos comuns a qualquer escritório ou empresa e não estão resolvidos até que transite em julgado a última decisão”. O escritório não quis informar o nome dos filiados ao Lide China, nem o valor das anuidades, nem a taxa paga à matriz do grupo fundado pelo governador João Doria. “O grupo não tem o Estado como sócio, nem utiliza dinheiro público. Paga seus impostos em dia e não responde a qualquer processo judicial. As relações do Lide China com o governador João Doria remontam unicamente ao tempo em que ele era presidente do Grupo Lide”, diz o texto.

Já o governador João Doria afirmou, também por meio de nota, que o CEO do Lide China, José Ricardo dos Santos Luz, “não participou da comitiva oficial da Missão China” realizada pelo governo em agosto de 2019. Mas o próprio CEO do Lide China admitiu a Crusoé que viajou juntamente com os empresários e o presidente da InvestSP, Wilson Mello, um dia antes da partida de Doria com secretários de estado. Na China, José Ricardo gravou um vídeo ao lado de Doria (assista aqui), no qual o governador enaltece a viagem. Sobre a participação do vice-governador Rodrigo Garcia e do secretário Marcos Penido na viagem organizada pelo Lide à China em outubro, a assessoria do tucano afirmou que eles “foram convidados e aceitaram o convite” para “fortalecer as relações comerciais entre a China e São Paulo, apresentar oportunidades de investimentos no estado e conhecer inovações tecnológicas”. A nota de Doria diz ainda que o CEO e o presidente do Lide China não participaram de reuniões com empresas chinesas no palácio, mas registros feitos pelo fotógrafo oficial do governo mostram José Ricardo e o vice-presidente do braço chinês do Lide, Everton Monezzi, sentados ao lado do próprio governador durante reuniões com uma delegação chinesa da Província de Shanxi, em outubro de 2019. O presidente do Lide China também esteve ao menos uma vez na sede do governo para acompanhar um encontro intermediado por ele entre um grupo chinês e o vice-governador, Rodrigo Garcia.

Na noite desta quinta-feira, 22, horas antes da publicação da presente reportagem, a assessoria do Palácio dos Bandeirantes – e não a do Lide, diga-se – enviou mensagem a Crusoé dizendo que Marcelo Braga não é mais presidente do Lide China e que o cargo estaria, hoje, sendo ocupado por José Ricardo, o sócio do escritório dele. A informação, porém, não condiz com o que informa o próprio Lide. Além de não ter contestado em nenhum momento a posição de Braga em seu organograma, o grupo o apontava até esta quinta, em seu site oficial, como presidente. Indagados, os mesmos assessores não souberam informar quando se deu a troca — ao que tudo indica, se ela de fato ocorreu, foi em razão da apuração desta reportagem. Os auxiliares do palácio também não esclareceram por que, em mais uma evidência da mistura de interesses, coube ao staff de Doria — e não ao do Lide — o papel de tentar diminuir a relevância do braço chinês do governador na história. Não cola, nem em mandarim.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. É subestimar o próximo , estão tentando esconder um elefante em uma plantação de morangos pintando suas unhas de vermelho

  2. Muito bom ter conhecimento desse lado inglorio de Dória. Nós público, jamais teremo o verdadeiro poder sob nossa batuta. Eles, os oportunistas, se multiplicam a cada ano que passa e nós continuamos a ser enganados e forçados a pagar tudo o que eles imaginam e fazem. As vezes eu tenho vergonha de mim mesmo apenas por sentir alguma simpatia por gente dessa espécie e depois ver que não há um que preste. Votei no bozo, contra lula e hoje odeio a Hole family, mais um motivo de vergonha

  3. Doria, cai na real. Vc mal chegou e já quer a presidência. Não vai dar. Controla tua vaidade. Tá na hora de calçar a sandálias da humildade, q não é teu forte. Se recandidata a governador e espera pra ver se dá , na próxima. O Brasil agradece.

    1. Você quer um presidente alinhado com o Foro de S.Paulo, né? Você quer é fazer parte da Nomenklatura do Partido que comanda um ícone presidente vitalício. Se é isso, não vote em ninguém mais que o seu ídolo metal-corrupto. Felizmente, Deus nos dará outras opções vencedoras. Aguarde 2022! Enquanto isso: estude e medite sobre política e governança.Há: fale a vontade, o Brasil ainda é uma democracia liberal!

  4. Esta difícil continuar assinando a Crusoé, a reportagem traz acusações sem prova, que podem facilmente ter sido geradas pelo gabinete de ódio. Isso parece mais um texto de propaganda ao preconceito ao povo chinês do que uma reportagem séria. Fora o fato de tentar de toda forma viabilizar a candidatura do Tasso Gereissati, um candidato totalmente irrelevante sem a menos condição.

  5. Não precisa ser jornalista para perceber que Doria é lobista e só está interessado em lucrar com os chineses. Interessante vcs só terem percebido isso agora, será que é porque veio à tona o contrato de vcs com a tv cultura e precisam se mostrar isentos?

  6. China e EUA são os maiores parcerios comerciais do Mundo. Nem EUA nem China tém uam parceria maior do que a de um para com o outro. Os EUA mantém um número crescente de representantes e negociadores na China. Mas quando tenta-se no Brasil construir pontes de parceria com a China publica-se como se fosse um ato de traição, de desvio de conduta. É muito limitada e ilógica essa abordagem, frente ao que a UE, EUA e outros países natural e normalmente desenvolvem nas relações comerciais com a China.

  7. Eu só queria saber, onde entra o erário nessa história? Ou não entra? De resto, se for verdade, é caso entre prestador e cliente. Eles que ajuízem o que acharem que deve ser.

    1. O Problema é que esse lado do Atlântico existe uma tendência de se corrupto, os interesses individuais estão acima dos da Pátria. Nos USA e UE existe instituições que fortes que intimidam tal prática. Aqui se vende o País, e o povo ignorante intelectual assiste tudo. Não existe nação amiga, entre nações há interesses, somente isso.

    2. A matéria não ilumina, mas enegrece. Não informa, distorce. Da minha acanhada capacidade de leigo o que vejo é a tentativa de estabelecer uma frequência comercial crescente entre empresários paulistas e chineses, e isso os EUA e a UE fazer diuturnamente e em volumes inimagináveis. Por que nós não podemos entrar nesse circuito? Não há nada que indique corrupção ou desvio na matéria, só o desenvolvimento de uma visão distorcida, limitada e castradora.

  8. Resumindo, graças ao lobby do Governador o Butantã teve acesso a parceria para imunizante que hoje vacina 9 em cada 10 brasileiros. Tem parceria público/privada que é muito produtiva. Essa foi, só não dá pra saber se foi tudo feito de forma lícita. Mas por hora, diante do que foi apresentado aqui, não vejo nada de concreto. Continuem fiscalizando, onde há fumaça há fogo.

  9. Esse deve ser o motivo pelo qual os porcos comunistas chineses não são citados como o provedor do pior holocausto da humanidade. Há tempos eles vem comprando políticos corruptos mundo afora. Parabéns porcos comunistas chineses. Vocês são mais inteligentes que Hitler. Matam e faturam ao mesmo tempo.

  10. pode puxar o fio da meada que aí tem corrupção e corrupção grande, valores altos. mais um político que a pandemia matou.

  11. vestígios de matéria encomendada....um emaranhado de suspeitas jogadas no ar, sem nada concreto....Será que Crusoé também tem seus negócios extra-jornalismo?

    1. Não, só a sua mãe tem negócios extras. Ou talvez não sejam tão extras assim.

    2. Também achei uma matéria muito enrolada, muito diz que me diz, sem nada de concreto. Parece mais de interesse político. Havendo fatos, devem ser divulgados com elementos. É o que se espera.

  12. leitores daqui estão assistindo muito JN, lendo o Globo, Estadão, Folha de São Paulo, Estado de Minas e outros.😁😆😄😂😃🤣😅🐁🐩

    1. achando que Crusoé tem seus negócios extra-jornalismo. Jeitão de reportagem encomendada.

  13. Que se investigue. Tudo. Todos. Com profundidade, isenção, sem atacar reputações pelo menos até se ter algo concreto. E eventuais culpados sejam responsabilizados. A cultura de denuncismo já acabou com reputação de inocente, mas depois q chega nas redes sociais é custoso, quase impossível corrigir o dano. Não tenho a menor ideia das responsabilidades e eventual culpa do Doria. Investigue-se. Com transparência e profundidade. E comuniquem o q acharam ou não. Tipo operação Lava Jato.

    1. Esse tipo de matéria tem cheiro de jornalismo encomendado. Insinuações graves sem comprovação.....suja-se reputações no atacado e se desculpam no varejo...Será Crusoé mais uma decepção??

  14. Pergunto por que razão essa matéria, cheia de fios soltos, abre a última edição da Crusoé? Não ocorreu na semana que passou nada mais relevante a ser destacado e noticiado? Ou acaso Doria passou a ser o adversário público número um? Muito estranho!

    1. Desconfionque está matéria já deveria ter sido feita a mais tempo. O Doria vem fazendo merda em SP já a bastante tempo. Espere entrarem no DETRAN/SP....

  15. ENTRE UM PSICOPATA BURRO E UM LADRÃO FABULOSO DE BOA LÁBIA ENGANADOR, ENTRE TODOS DECLARADOS CANDIDATOS MEU VOTO É DORIA! O ÚNICO QUE NÃO É IMPRESTÁVEL.

    1. Caro Antonio, enfrentar o mecanismo se associando-se a Toffoli, Gilmar, Waldemar Costa Neto, Ciro Nogueira, Roberto Jerfeson, etc.. colocando Aras na PGR, Kassio no STF, sancionado juiz de garantia, sabotando a CPI da lava toga, vetando artigo do PL que impedia decisões monocráticas no STF, certamente não se referes a JB.

    2. Não quero psicopata, genocida, nem corrupto - seja de terno bem cortado, seja de macacão de torneiro mecânico. Quero gente honesta, competente, com boas propostas para o país, que tenha apoio político e popular e que consiga separar bem o público do privado.

    3. Com seus defeitos ,sem duvida q tenho preferência por Bolsonaro...teve e tem coragem de enfrentar "o mecanismo", q é pesado! Nenhum se iguala ! Nenhum se posicionar melhor !

  16. Vai que é sua DÓRIA! Estão tentando te desmoralizar, você vai conseguir, há tempo até 2022, você salvou milhares de vidas, demais isso, só não enxerga quem é ceguinho. Você é inteligente!

    1. Ô rapaz decente , esse Dória,hein? Charlatanismo de primeira

  17. Em meio a confusão entre o público e privado que lamentavelmente está no DNA de nossa cleptocracia, chama a atenção os valores das esculturas da primeira -dama. A arte usual de lavar $ com "palestras" parece que se tornou mais artística.

  18. Se o Brasil está indo bem na vacinação (apesar de acharem 18 mi pouco) é graças a política do Doria que deu força ao Butantã. Vai Doria!

  19. Se vcs estão denegrindo o Doria, tô com ele e não abro! Qual é antas, viraram mandetta? O que vcs falaram mal ao ser nomeado pro Bolsonaro??? Por mais calça justa no planalto! Viva Doria!

  20. Doria nunca deixou de ser o empresário agressivo que sempre foi, onde o nacionalismo não tem o mesmo valor dos negócios altamente rentáveis aos quais a política abre portas generosas.

  21. A LIDE é uma agência de lobby que promove encontros entre os chefes de entidades publicas e os executivos de grupos privados. Este é o objetivo.

  22. li e reli a reportagem e não consegui encontrar nenhum crime praticado por Dória. Não entendi o auê. Muito estranho o timing dessa matéria. Coincidindo com o editorial do Diogo e a entrevista do Mandetta. Usando o mesmo tom de insinuações da reportagem, é muita coincidência para ser só coincidência. Abra o olho Crusoé.

    1. Perfeito! Mandetta era canalha até brigar com o Bolsonaro (aliás, péssimo currículo ter sido indicado ministro da saúde e criticado pelo antagonista/Cruzoe). Agora é a “terceira via”! Afff! Tô com Doria e não abro! Por mais calça justa no planalto!

    2. Com essa turma, Ivan, não existem coincidências. É tudo armado com vernizes de acordo com o momento. Crusoé, pego no " Mamata Connection " tem oito milhões para tergiversar, procrastinar explicações, coisa de criança pega assaltando a geladeira. A questão é maior e quanto mais explicam, mais atolados na mamata, ficam. E pensar que a turma do " Mamata Connection " posa de últimas habitantes da Atrium Vestae. Quem mora na Terra de Vivaldi deve ser o Mestre-Sala do Atrium. Pois é...

  23. Tem duas maneiras de ficar rico no Brasil. Ou é um empresário privado, ou é um funcionário publico que vira empresario, via interposta pessoa. Os dois se tornam políticos pelos mesmos motivos, vaidade e ambição desmedida. Os eleitores escolhem os que serão bem sucedidos, porem, os custos são completamente diferentes para o próprio eleitor. Compare os resultados obtidos no mundo, acerte copiando os que deram certo. Esqueça a ideologia, que foi inventada pelos espertos incompetentes.

    1. Também não existe político otário. Neste país, ser honesto é ser otário.

  24. Fico incomodado com a complacência da mídia ao Dória. Com certeza é pior que LULA e BOZO juntos ! Sou professor e sei bem o que o funcionalismo público está passando. Além de estarmos há 10 anos sem reajuste, ainda presenteia os aposentados taxando seus parcos salários. Ele se mostra um anjo mas no fundo é um ladrão contumaz

    1. Ele é o dono dessa empresa, rsrsrs. Daí a ligação. Cada uma!

  25. Se no lugar de Agripino Ditadoria estivesse o Bolsonaro a tempestade teria levado ao impeachment do Presidente. Porque a imprensa dos antas não assume o princípio da equidistância para promover o verdadeiro jornalismo? Assim parece que é o jornalismo de conveniência, total.

  26. os EXEMPLOS EXCECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! São DEGENERADOS MORAIS que IMPEDEM o BRASIL de AVANÇAR! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

    1. 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

  27. Será que teve um racha entre os Antas? Uma parte tem crachá e recebem cachê do governo Dória, outra parte faz essa reportagem!!! MISTÉRIO!!!!!

    1. @Ederson como vc escreve bobagem, fica nessa que a Crusoé é PSDB, que chato.... a Crusoé faz reportagens de todos os Partidos, a única Imprensa que não protege ninguém!!!

  28. Lamentável como sempre o tom arrasa quarteirão da turma do só nós somos honestos, que habita vários m2 da Antagonista/Crusoé. Dizer que algum político no Brasil, não tenha seu pezinho enroscado com a iniciativa privada é muita inocência; mas não vi até agora nenhuma conclusão criminosa desses fatos relatados. Só faço ressalva para o fato de sempre existir um advogado/banca daquelas bem suspeitas envolvidas com os governantes. Isso não me desce. O resto é campanha do Sabino contra o Doria.

  29. Essa reportagem é só a ponta do Iceberg, pode ter certeza que os interesses chineses sobre a principal cidade da América do Sul, não estão sendo revelados, e que essas testemunhas terão que ter muito cuidado agora pois mexeram com gente muito poderosa, já é provado que o Partido Comunista Chinês tem em toda empresa chinesa algum representante para que sigam os interesses do partidos nas relações público e privadas. Já vimos está história antes...

  30. Alguém por favor, me explique quais são os crimes cometidos por João Dória, porque lendo a reportagem eu não consegui identificar nenhum.

  31. Até quando iremos ver políticos e empresários misturando tudo como se fosse normal? Por isso ambos neste pais são mal vistos.

  32. O país democrático capitalista nas mãos de comunista, o vírus chinês é uma pequena amostra desse regime, que cerceia o direito de ir e vir, excelente texto mostrou quem é Dória, pelo poder vende até a mãe.

  33. Gente, é preciso esclarecer para essa turma aí o que é PPP (parceria público privada). Eles estão juntos e misturados numa parceria muito suspeita e que nada tem a ver com PPP. É muito imbróglio!

  34. A reportagem nem surpreende tanto assim. Quem acredita nas boas intenções do Doria? Ele faz parte da banda podre da política “se é que temos banda limpa”.

  35. O esgoto está cheio de ratos. o balcão de negócios da BANÂNIA, é somente parte deste esgoto. Mas vamos lembrar sempre: Somos nós que elegemos o ratos deste esgoto.

  36. Lendo críticas que leitores da Crusoé têm feito à oportuna reportagem sobre as várias Lide - que Doria sabia que seria publicada tanto que até afastou o personagem central - sou levado a pensar que nosso ilustre governador adota procedimento semelhante ao do Carlucho, o 02. Se não há mentira no relato da matéria - e creio que não há porque confio na honestidade profissional dos jornalistas desta revista - vem ao nosso conhecimento fatos que precisamos saber. Parabéns CRUSOÉ!

  37. Isso ilustra bem como os tentáculos do poder financeiro da China vem avançando no Brasil. Ainda melhor é a ilustração sobre como o mau caratismo e a corrupção de agentes públicos brasileiros podem entregar e prejudicar o país, não importante as consequências futuras. A grande maioria dos nossos políticos é formada por corruptos, entreguistas e outros tipos de criminosos. Sem contar a grande ineficiência e despreparo. Por isso afundamos, mas somos coniventes enquanto cidadão.

  38. Sobre o comentário que acabei de fazer: a diferença entre Doria e Amaury é que este nunca ocupou nem quis ocupar cargo público, enquanto que aquele tem como meta de vida eleger-se presidente da república custe o que custar.

  39. Empresas como a Lide que atuam promovendo encontros entre empresários, realizando palestras, eventos e atividades desse gênero, não trazem nenhum benefício ao país. Apenas enchem o bolso dos seus dirigentes. Assemelha-se ao ramo de negócio exercido pelo Amaury Júnior que mostra em seu programa de televisão badalação de gente rica que gosta de aparecer e são as empresas desses milionários que anunciam no programa. Penso que João Doria e Amaury Junior nunca produziram um parafuso. Nem apertaram.

    1. É, demorou mas começaram a aparecer as toupeiras do atraso civilizatório. O antigo rouba mas faz de roupagem nova: tem negócios escusos mas aplica a vacina. Lamentável.

  40. Mais uma "reportagem investigativa" que demonstram que a minha decisão de suspender a renovação da assinatura foi acertada. Só especulações sem fatos e notícias requentadas. Como minha assinatura não é paga pelos gabinetes de deputados bolsonaristas e não sou da torcida organizada do ex-juiz (cuidado, foram esses mesmos que convenceram vocês que a candidatura do atual era séria e confiável), desisti da revista.

  41. For por essas "reportagens investigativas" que eu cancelei a renovação da minha assinatura. Hoje, grande parte do conteúdo da Crusoé são especulações sobre "fulano se encontrou com sicrano" e fatos antigos requentados com ar de novidade. Como minha assinatura não é vip (MAVs pagos com dinheiro público que podem até escrever palavrão nos comentários) e nem pago pra ler a torcida organizada do Moro (da última vez convenceram muitos que a candidatura do Bolsonaro era séria), desisti da Crusoé

  42. Vender contatos e relacionamentos não é corrupção, é gerar mais negócios. Claro que como governador alavancou a Lide, mas ainda não entendi os desvios, perto da Lava as Mãos e da Lava Jato, está barato. Aguenta Brasil!

  43. Perdi tempo lendo essa B à procura de algo relevante...e nada. Pára com isso Crusoe. Vai investigar os negócios do palhaço.

  44. Notícia redigida no mais puro estilo Intercept. O tom é de quem está denunciando um grave crime mas, procurando com cuidado onde estão as irregularidades, não se encontra nada. Nada diz de desvio ou mau uso de dinheiro público, que é o que interessaria. De resto, ainda bem que o Governador tem bom relacionamento com os chineses.

  45. vejamos, antes a corrupção era direto ao gestor público, depois passamos para a corrupção pelo partido (pagava a propina ao partido), e agora o gestor monta uma empresa e é está empresa que recebe a propina pra fazer a ponte ...

    1. Exato! Estamos nos aprimorando!! A bandidagem dos agentes públicos é a única coisa que avança nesse país. De resto, estamos caminhando pra trás vertiginosamente!

  46. Fraquinha notícia ein Crusoé !?!?!?! Suposições de uma possível influência!?!?? Não vi dinheiro público no meio . Se o escritório tem discussões com seus clientes sobre valores e não tem dinheiro público envolvido, não é notícia , é fofoca de revista de celebridades. Deveria ser publicada em CARAS

  47. É claro que Dória, sendo quem é, não iria se envolver de graça até o pescoço com a China. Ele não dá ponto sem nó. Qualquer brasileiro razoavelmente esclarecido já estava desconfiado desse empenho todo dele com a China. Eis os detalhes do caso.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO