Bolsonaro e as bananas

29.05.20

Na reunião ministerial do dia 22, logo depois de se queixar de supostos excessos do Iphan, que em suas palavras “enquanto tá lá um cocô petrificado de índio, para obra”, o presidente Jair Bolsonaro citou a ministra Tereza Cristina, da Agricultura, como exemplo de quem resolve demandas que chegam ao governo. “O que que tem que fazer? Alguém do Iphan que resolva o assunto, né? E assim nós temos que proceder. E assim, cada órgão, como eu falei da Tereza Cristina, que mudou uma instrução normativa, revogou uma instrução normativa, ajudou 400 mil pessoas no Vale do Ribeira – parabéns a ela –, assim são outras decisões”, disse. O Vale do Ribeira é a região do interior de São Paulo onde Bolsonaro passou a infância e a juventude. Crusoé perguntou à Agricultura de que instrução normativa o presidente estava falando. Em resposta, o ministério respondeu que “deve ser” uma que foi publicada em abril deste ano e regulamenta a aplicação de fungicidas em plantações de banana, bastante comuns na região. Disse ainda que se trata de uma demanda antiga de produtores, que começou a ser analisada em 2017, e que não houve solicitação da presidência da República para acelerar o processo. Tempos atrás, chamou atenção o esforço do presidente para dificultar a importação de bananas do Equador, movimento que foi lido como uma tentativa de proteger a produção do Vale do Ribeira. Um dos irmãos de Bolsonaro, Renato, mora na região e é ligado a produtores locais. Àquela altura,o presidente chegou a negar publicamente que algum de seus parentes cultive banana. “Nenhum parente meu tem um hectare lá cultivando banana. Não temos climatizadora, minha família não mexe com transporte de banana, nada no tocante a isso”, disse.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéBolsonaro elegiou Tereza Cristina por mudar norma

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Mas o irmão que mora na região de banana aparecer na notícia como "ligado" ao setor é um comentário meio enviesado...devi ou retirar do texto isso ou explicar com um aparte, de maneira provatoria, com fatos também..sem opinião de comunismo jornalístico neste caso.

    1. Essa revista perdeu a mão, viraram antagonistas da própria origem. Se tornaram aquilo que diziam não ser e guardam uma bílis maior do que seus concorrentes e, por isso, serão reduzidos a fração do que um dia foram. Triste fim mas merecido.

  2. Crusoe continua no varejo e atacado com a “pilantrisse” e parcialidade. Vão para o JN, o Bonner vai receber vocês chorando igual ao Ciro Gomes. Palhaços !

  3. Nesse caso, acho que está certo, pois já comprei diversas vezes bananas do Equador e sempre elas apresentavam gosto e cheiro estranho, além de, mesmo maduras, serem ressecadas e duras. Desisti.

  4. É tiro pra todo lado! Se colar, colou! Investiguem os fatos com profundidade. Deixem ao leitor tirar suas próprias conclusões. A imprensa no Brasil virou um negócio triste. A quem interessa a população burra e bitolada?

    1. Exatamente, oque vcs jornalista entendem de agricultura. É um presidente que se preocupa com um pequeno detalhe da economia da sua região natal(reconhecimento, gratidão) merece meu respeito. Crusoe fuxico

  5. Se não ouve pressão do governo ela levou o crédito por algo que não fez...faltou explicar que tipo de fungicida foi liberado, faz mal a saúde? Se não faz não tem problema se faz investiguem e puna se os culpados oras.

  6. Melhorar a vida dos plantadores de banana do vale do Ribeira é algo ruim para o país? Ouve alguma conduta irregular ou nociva ao erário público por parte de algum envolvido no processo? O que apurou, jornalista?

    1. Remulo <> Ouve alguma conduta? <> Houve alguma conduta!

  7. Esse presidente é um completo idiota, criação espúria do PT, perfeito para a esquerda, porque não poderia haver pior chefe do Executivo como esse.

    1. Pode ser muita coisa. Como exemplo, o Bolsonaro, ao que tudo indica, está ligado às milícias, à Orcrim de fake news, ao laranjal, aos esquemas de grileiros, fazendeiros, ruralistas etc...deu pra entender o que significa estar "ligado" a algo?

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO