MarioSabino

Um país condenado ao arremedo

17.01.20

Jornalista que banca o jurista é patético, assim como advogado que faz o mesmo. Quantos juristas de fato existem no Brasil? Um amigo meu diz que, se na Alemanha existem dois ou três, no máximo, é de se imaginar o déficit nacional nessa área. O que importa? Aqui, basta ser bacharel em direito, defender criminoso, emplacar um artigo, assinar um manifesto ou fazer pareceres a peso de ouro e pronto — você vira automaticamente jurista. Ou seja, profundo conhecedor e estudioso da evolução das leis e da filosofia que as rege. Passa a integrar, digamos assim, o Sexto Constitucional. O jornalista jurista, por sua vez, é aquele que se apropria indebitamente do que lhe é apenas ditado por gente fantasiada de toga ou beca e interessada em terceirizar a jurisprudência de ocasião.

É um país de arremedos. Veja-se o caso do tal juiz das garantias. Ele foi apresentado como se fosse um juiz de instrução à maneira europeia, mas não é preciso ser jornalista que banca o jurista para perceber que uma figura nada tem a ver com a outra. A pretexto de ser o responsável por “controlar da legalidade da investigação criminal e pela salvaguarda dos direitos individuais cuja franquia tenha sido reservada à autorização prévia do Poder Judiciário”, o juiz das garantias foi pensado por políticos e comparsas apenas para dificultar a adoção de medidas cautelares contra corruptos e trancar inquéritos policiais contra gente poderosa. Para se ter ideia, a lei determina que o juiz das garantias seja informado sobre a instauração de qualquer investigação criminal. Trata-se de impedir que as investigações sejam transformadas em processo instruído, aí sim, pelo juiz natural que julgará o caso. Não bastou, portanto, revogar a prisão de condenados em segunda instância, pôr a Justiça Eleitoral para julgar corrupção associada a caixa dois, tolher o instituto da colaboração premiada e aprovar a lei de abuso de autoridade. É preciso tentar evitar ainda mais que inquéritos promissores cheguem a virar processos. Muito dependerá da sorte, coloquemos assim, na escolha do nome do magistrado das garantias.

Quando Dias Toffoli anunciou que curiosamente não haverá juiz das garantias em investigações de assassinatos (ao que parece, é o presidente do STF que agora dá a palavra final em tudo, como se dotado de poder divino), lembrei do magistrado de Crime e Castigo,  romance do escritor russo Fiódor Dostoiévski. O personagem chama-se Porfíri Pietróvich. Como juiz de instrução, é encarregado de conduzir as investigações sobre o crime cometido pelo protagonista Rodion Raskólnikov —jovem paupérrimo que matou a machadadas uma velha agiota. Atormentado, Raskólnikov pensa que talvez tenha sido autor de um ato que causou bem à humanidade, cuja história é banhada em sangue. Raskólnikov tenta, desse modo, evadir-se da moral comum. Entre os devaneios de ser um homem superior e a realidade que o condena a todo momento, ele encontra em Pietróvich alguém capaz de compreendê-lo, sem absolvê-lo. No diálogo final entre ambos, depois de tudo elucidado, o juiz aconselha o jovem abduzido pela própria inteligência filosófica: “Abandone-se ao rio da vida: ele o conduzirá a algum lugar.”

Há quem veja em Pietróvich um protótipo dos investigadores que viriam a fazer a popularidade da literatura policial. Pode ser. Não exclui que ele tenha uma dimensão maior e seja considerado a voz do que eu chamaria de compaixão racional. Pietróvich dá a Raskólnikov a responsabilidade de entregar-se à Justiça, passados dois dias, porque consegue enxergar-lhe a alma. Vê-se refletido no jovem ainda não gasto pela experiência. Diz o juiz ao assassino: “Não, o senhor não fugirá. Fugiria um camponês, um partidário das ideias em voga, lacaio do pensamento alheio. Mas vamos lá: o senhor também acredita nas suas teorias? Portanto, como é que haveria de fugir? E, como fugitivo, que existência levaria? (…)  No caso de ocorrer-lhe a ideia, durante estas quarenta e oito horas, de acabar com a existência e atentar contra a sua própria vida (desculpe-me a suposição absurda), deixe então uma cartinha suficientemente explícita. Apenas duas linhas, duas simples linhazinhas, indicando onde se encontra aquela pedra, isso será mais cavalheiresco.” Raskólnikov o ouve. Nas palavras de Dostoiévski, “o próprio assassino decide aceitar o seu castigo para expiar o seu crime”.

Divago literariamente, para variar, reduzindo com algum remorso Crime e Castigo a dois parágrafos. A realidade jornalística me chama, não consigo evadir-me por muito tempo. A verdade do arremedo é que o juiz das garantias não produzirá um Pietróvich e não há nem haverá Raskólnikovs entre os nossos corruptos. As absolvições judiciais são tão prévias que impedem não só a expiação do crime por meio do castigo. Impedem a internalização da culpa. O Brasil está condenado a ser um rio que não leva a lugar nenhum, onde só navegam inocentes acompanhados de jornalistas que bancam juristas e advogados que fazem o mesmo.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. O Brasil é um eterno arremedo de última categoria e por isto é e sempre será o país do carnaval. Nada nele é para valer, nada é sério, tudo é passageiro e é como o carnaval. Está na alma dos brasileiros ser esculhambado,vigarista,corrupto .

  2. Adiraria viver num pais de jornalista, jornalista; advogados, advogados; e políticos que não fossem banqueiros, ruralistas, empresários... e que também não fossem empregados desses.

  3. QUEM VIVEM COMO CÃO NÃO PODE RECLAMAR DE SER TRATADO COMO TAL, QUEM VIVE BOVINAMENTE NÃO PODE RECLAMAR DE SER ABATIDO COMO GADO. Está mais do que na cara que o JUIZ DE GARANTIAS não foi criado para que os CÃES deixassem de ser tratados como CÃES e o GADO deixasse de ser abatido como GADO.

  4. O que se depreende de nossos CORRUPTOS é simples, a LEI QUE VALE PARA OS OUTROS, NÃO VALE PARA ELES, a LEI QUE VALE PARA ELES, NÃO VALE PARA OS OUTROS. É por isto que precisam de um JUIZ GARANTISTA, para que GARANTAM nem a LEI QUE VALE PARA OS OUTROS SEJA APLICADA A ELES nem que a LEI QUE VALE PARA ELES SEJA APLICADA AOS OUTROS. Não é por isto que o JUIZ GARANTISTA não vale para crimes que se enquadrem na LEI MARIA DA PENHA e tribunais do júri?

    1. O Brasil às vésperas de colher a jabuticaba absoluta: um juiz para garantir que outro juiz nao julgue. Um juiz para garantir a impunidade...

  5. Pois nenhum CRIME jamais é tão GRANDE que não mereça ser perdoado e, portanto, não há que se falar em CASTIGO. É mais do que óbvio que tal raciocínio não vale para os INIMIGOS, com estes qq GARANTIA é excessiva e não há CASTIGO que pague pelos "PECADOS" cometidos contra nossos GARANTISTAS. E é exatamente por isto que se faz tão URGENTE e PREMENTE expor a DISTOPIA em toda a sua EXTENSÃO e MAGNITUDE, se a AUTOESTIMA do INDIVÍDUO é tão baixa que ele aceita ser CASTIGADO SEM CRIME, a coisa é grave.

  6. Será que elas precisam cometer algum CRIME para serem CASTIGADAS ou já fazem isto pq sofrem de uma espécie de SADOMASOQUISMO em que se FERRAM achando que vão FERRAR os outros? A verdade é que para um INDIVÍDUO CORRUPTO o que não falta são motivos e desculpas para se auto-indulgenciar e perdoar, pois acima dele ninguém há, portanto tudo lhe deve ser permitido. É exatamente para estes INDIVÍDUOS que um JUIZ DE GARANTIAS se faz indispensável.

  7. Estamos em uma DEMOCRACIA ou uma TEOCRACIA CORRUPTA onde os deuses do OLIMPO DA CORRUPÇÃO determinam o que os "MORTAIS" podem fazer? Mesmo com isto, com Lula solto, ainda há gente dizendo que ele foi vítima de PERSEGUIÇÃO POLÍTICA. Quem é capaz de viver em meio a tanta CEGUEIRA pode reclamar de ser CASTIGADO mesmo não tendo cometido CRIME algum? Será que nos caso destas pessoas a MERA EXISTÊNCIA já não é um CASTIGO, não só para eles, mas para os outros?

  8. De que adiantaria os MAIORES SALÁRIOS do país se os CORRUPTOS estivessem impossibilitados de comprar algo com eles (cerco a Brasília)? De que adiantaria o STATUS e o PODER se não podem sequer sair à rua? Se os CORRUPTOS não têm o poder, então todas as tentativas de SABOTAGEM e FUGA DA CADEIA deles é uma OPORTUNIDADE para que sejam DESGASTADOS AO MÁXIMO. Prisão em 2ª instância, JUIZ DE GARANTIAS, tirar a SP de Sérgio Moro, lei de ABUSO DE AUTORIDADES, quanto ABUSO um povo é capaz de suportar?

  9. Mesmo que ele não tenha o que oferecer, ele ainda pode tirar da população aquilo que eles têm, mesmo que a cada momento isto se reduza mais e mais, pois o povo tem cada vez menos o que "oferecer" a Maduro e seus COMPARSAS, o que ironicamente e sadicamente reduz o valor deles para Maduro, pois eles não têm o que oferecer. Mas esta relação no Brasil não vale, pois é exatamente o contrário: são os CORRUPTOS quem dependem da SOCIEDADE e não o contrário.

  10. Apesar de tudo, uma vez que não estamos em uma AUTOCRACIA e nem os CORRUPTOS nem o JUDICIÁRIO realmente podem COAGIR a população e a SOCIEDADE a engolir as leis que eles implantam ou criam fora da própria CONSTITUIÇÃO, basta que eles sejam "BLOQUEADOS". Pq isto pode ser feito? Pq eles realmente não tem nada a oferecer para a SOCIEDADE nem efetivamente condições de tirar algo desta, tal como seria o caso do regime bolivariano de Maduro.

  11. Basta ver o julgamento da 2ª instância no STF, nesta hora os POBRES e HUMILDES não foram citados por todos aqueles que votaram contra ela? Mas na hora de SAIR DA CADEIA, que POBRES e HUMILDES foram libertados? A verdade é que o JUIZ DE GARANTIAS nada tem a ver com GARANTIAS, mas sim com GARANTISMO. Basta observar que a primeira coisa para ele existir é que o fato de que o indivíduo vai PRESO logo após sentença de PRIMEIRO GRAU. Neste contexto faz TOTAL SENTIDO.

  12. Por isto que o primeiro critério de um SISTEMA que almeja a JUSTIÇA deveria ser a LEI VALER PARA TODOS, sem discriminar CLASSE ou INDIVÍDUO. Matou alguém, pouco interessa se o INDIVÍDUO é RICO ou POBRE, vai para a cadeia de um jeito ou de outro, CLASSE ou INDIVÍDUO são IRRELEVANTES. Quando qq SISTEMA DE LEIS aspira a INJUSTIÇA, a primeira coisa que se pode observar é que ele está sempre tentando criar distinções e brechas que possam ser exploradas.

  13. Além de não cumprirem o que foi determinado pela CONSTITUIÇÃO, que é PRÓDIGA em "GARANTIAS" e DIREITOS para que viola a lei, ainda se associam aos CRIMINOSOS e CORRUPTOS do MEIO POLÍTICO para desvirtuar ainda mais a CONSTITUIÇÃO. É dentro deste contexto que se pode entender a COMPLETA ABERRAÇÃO que constitui o JUIZ DE GARANTIAS, ele em nada tem a ver com qq IDEAL DE JUSTIÇA, mas exatamente de CORRUPÇÃO. É a LEI sendo criada e aplicada em prol da INJUSTIÇA.

  14. Começando pelo fato de que elas agem exatamente para minar a DEMOCRACIA, pois tem por PRINCÍPIO mais elementar separar os indivíduos em CLASSES DE DIREITOS e DEVERES DIFERENCIADOS. O que VALE PARA UM, NÃO VALE PARA TODOS e o que VALE PARA TODOS, NÃO VALE PARA UM. Neste sentido, o JUDICIÁRIO BRASILEIRO é algo totalmente ANÔMALO e INCONGRUENTE com qq ideal de DEMOCRACIA que possa existir na CONSTITUIÇÃO. É o PODER que mais contribui para minar a DEMOCRACIA no país.

  15. Se uma LEI VALE PARA TODOS, mas a SOCIEDADE não concorda com ela, em uma DEMOCRACIA PLENA o CURSO NATURAL é que esta seja ALTERADA ou SUPRIMIDA, já que em uma AUTOCRACIA é irrelevante se a LEI É JUSTA ou INJUSTA, o que a garante é a COERÇÃO PURA e SIMPLES. O que deveria se ressaltar no caso do Brasil não é nem a LEGALIDADE ou ILEGALIDADE das LEIS, mas a total INCONGRUÊNCIA destas com o CÂNONE que as rege e garante. As LEIS aprovadas no CONGRESSO para proteger CORRUPTOS contradizem a CONSTITUIÇÃO

  16. Disto depreende-se que um INDIVÍDUO BOM e JUSTO em uma SOCIEDADE CORRUPTA será esmagado por esta, enquanto que um INDIVÍDUO INJUSTO e MAU será esmagado por um SOCIEDADE JUSTA. Estes seriam os dois extremos no qual uma SOCIEDADE poderia transitar em termos de JUSTIÇA, sendo que SOCIEDADE alguma jamais se colocaria em um dos dois extremos, senão haveria somente MALDADE (e CORRUPÇÃO) ou BONDADE (e JUSTIÇA). Por isto que a primeira coisa de todas deveria ser a LEI VALER PARA TODOS.

  17. Se não podemos afirmar que todos os nossos MAGISTRADOS e LEGISLADORES que DESOBEDECEM e SUBVERTEM a lei são PEREMPTORIAMENTE INJUSTOS e MAUS, podemos dizer que eles estão IMPONDO à SOCIEDADE seus próprios CÓDIGO DE CONDUTA, VALORES e PRINCÍPIOS, o que não é nada condizente com uma DEMOCRACIA, pois nesta o que deveria valer é o CÓDIGO DE CONDUTA, VALORES e PRINCÍPIOS compartilhados pela SOCIEDADE. Veja que não há JUÍZO DE VALOR, somente a ideia de que o TODO se sobrepõe ao INDIVÍDUO.

  18. Portanto, o que se depreende de tudo até agora é que não se pode PEREMPTORIAMENTE rotular qq indivíduo que escolha DESOBEDECER a uma lei como uma INDIVÍDUO MAL e INJUSTO. No entanto, dentro de um SISTEMA SOCIAL, qq indivíduo que queira SUBVERTER ou DESOBEDECER a uma lei instituída deveria sofrer as consequências, do contrário o próprio SISTEMA passa a ser SUBVERTIDO por aqueles que impõem aos demais seus próprios CÓDIGO DE CONDUTA, VALORES e PRINCÍPIOS.

  19. A diferença entre uma DEMOCRACIA e uma AUTOCRACIA no quesito JUSTIÇA estaria exatamente de como esta se manifesta dentro de cada um destes sistemas. Em uma AUTOCRACIA a JUSTIÇA viria de cima para baixo e seria fundamentalmente IMPOSTA. Já na DEMOCRACIA, esta deveria se manifestar como uma espécie de SÍNTESE do CÓDIGO DE CONDUTA, VALORES e PRINCÍPIOS existentes no SEIO DE UMA SOCIEDADE. Mas é mais do que razoável que um SISTEMA CORRUPTO se aproxima mais de uma AUTOCRACIA do que de uma DEMOCRACIA.

  20. Portanto, qq SISTEMA, DEMOCRÁTICO ou AUTOCRÁTICO, é na verdade formado e alimentado por aqueles indivíduos que SEGUEM às NORMAS INSTITUÍDAS. Dentro de uma VISÃO MACRO, a CONDUTA, VALORES e PRINCÍPIOS de um indivíduo dizem respeito tão somente a ele. Uma vez que ele venha a considerar uma LEI INJUSTA, isto está antes de mais nada partindo de um ponto completamente ARBITRÁRIO e EGOÍSTA, pois expressa antes de mais nada uma CONDUTA e CRENÇA pessoal, sem relação com a SOCIEDADE.

  21. A questão é complexa, sendo que um exemplo básico do DILEMA de se OBEDECER ou não a uma LEI INJUSTA está nas estórias de soldados alemães ou austríacos que desobedeceram ordens de matar civis, incluindo crianças, e foram executados juntos com estes. Como deveria se portar um indivíduo diante de uma LEI INJUSTA? A COMPLEXIDADE desta questão está exatamente que cada indivíduo tem seu próprio CÓDIGO DE CONDUTAS e VALORES, apesar de que estes podem ser compartilhados.

  22. Mas se esta LÓGICA vale para a APLICAÇÃO DAS LEIS, ela não vale para a NÃO-APLICAÇÃO, pois um INDIVÍDUO IMPOTENTE diante da INJUSTIÇA de uma LEI INJUSTA pode escolher aplicar esta ou sofrer as consequências de não APLICÁ-LA, o que não raro implica em ser INJUSTIÇADO ou até mesmo PERDER A VIDA, ou seja, o indivíduo é TRAGADO PELO SISTEMA. Mas o indivíduo que escolhe não cumprir uma determinada lei estaria ABRINDO UMA BRECHA para ser RESPONSABILIZADO pelo não CUMPRIMENTO desta.

  23. Então como é que podem ser BONS? É claro que o fato de algo ser LEGAL não implica que isto perante a LEI DE DEUS ou a própria MORAL INDIVIDUAL seja JUSTO e BOM, mas o indivíduo que aspira a tais coisas não pode simplesmente escolher o que melhor lhe apetece. Um MAGISTRADO que não concorda com as LEIS que deve APLICAR não tem condições de ser MAGISTRADO, sobretudo pq é irrelevante o que ele FAÇA ou DEIXE DE FAZER, se não é ele que faz as leis e as garante, ele realmente não tem PODER algum.

  24. Isto serve para ilustrar um PRINCÍPIO SIMPLES: não pode haver BONDADE sem JUSTIÇA. Pois o JUSTO exige aquilo que está na lei e o BOM não só é JUSTO, isto é, SEGUE A LEI, mas transcende esta, abrindo mão até mesmo do que lhe é de direito. Tal coisa serve de PARALELO com o que no Brasil se autointitula JUSTIÇA, um SISTEMA que nem capaz de SEGUIR AS LEIS ESTABELECIDAS é, os MAGISTRADOS BRASILEIROS não são pagos para fazer JUÍZO DE VALOR ou serem BONS, mas para APLICAR A LEI.

  25. Se só Eu posso te dar a vida, então sou Eu Quem estabeleço as condições para que esta se dê. Se Eu propicio a existência, então sou Eu Quem estabeleço as condições para que esta se dê. É BOM quem segue as minhas LEIS e PRECEITOS, é MAL quem as quebra CONSCIENTEMENTE e animal quem as quebra INCONSCIENTEMENTE. O ser humano é um animal, mas com uma condição diferenciada em relação aos outros animais, pode cometer o MAL tanto CONSCIENTEMENTE quanto INCONSCIENTEMENTE, REFLETIDA ou IRREFLETIDAMENTE.

  26. A MALDADE nos animais é INCONSCIENTE e IRREFLETIDA, mas nos seres humanos é tanto ambas quanto CONSCIENTE e REFLETIDA, pois um ser humano capaz de DISCERNIR, mas que escolhe fazer o MAL ao invés do BEM sabe exatamente o que está fazendo. Portanto, se Deus é ONIPOTENTE, ONISCIENTE E ONIPRESENTE, só ele poderia ser bom pq basicamente é ele quem define o que é BOM ou MAL, não há o que se discutir, é ABSOLUTO, MANDA QUEM PODE, OBEDECE QUEM TEM JUÍZO.

  27. Enquanto seres criados à IMAGEM e SEMELHANÇA de Deus, os seres humanos seriam capazes de demonstrar amor até mesmo por aqueles que sequer conheceram, por aqueles que sequer nasceram ou tem ainda uma existência. Seria exatamente neste ponto que as noções de AMOR e BONDADE seria transcendidas pelo DISCERNIMENTO ou o fruto dele: a JUSTIÇA. Pois quem discerne, em tese é capaz de fazer JUSTIÇA. Mas aí surge o problema, quem DISCERNE tb se torna capaz de fazer o MAL.

  28. Se o que separa o ser humano dos animais é sua inteligência, do ponto de vista espiritual, o que separaria o ser humano dos animais não seria exatamente o AMOR nem a BONDADE, pois ambos podem existir nos animais, mas de uma forma EGOÍSTA, INCONSCIENTE e IRREFLETIDA. Seria EGOÍSTA pq o animal não tem condição de DISCERNIR, o que o tornaria seu AMOR objeto de sua CONDIÇÃO FÍSICA e MATERIAL, o que por sua vez é aquilo que tornam este AMOR e BONDADE tanto INCONSCIENTES quanto IRREFLETIDOS.

  29. Se ele é o CRIADOR de todas as coisas e mesmo que vc repouse em suas "MÃOS" ou viaje em suas "ASAS", mas mesmo assim o rejeite como uma formiga rejeita o ser humano, mesmo que não por sua falta de fé, mas incapacidade e ignorância. Portanto, quando o ser humano rejeita a Deus, Este fará o mesmo com ele, pois mesmo recebendo uma VIDA, ALIMENTO para o CORPO e a ALMA, ainda assim o indivíduo se recusar a aceitar Deus, pq Este o aceitaria tb?

  30. Claro que esta é uma discussão complexa, pois nem ao menos capaz de determinar se Deus existe o homem é capaz, independentemente dele acreditar em uma coisa ou outra, é somente através da fé que o homem pode acreditar ou não na existência deste. Inclusive pq Este parece não fazer qq questão de se manifestar ao homem, pois pelo menos dentro de uma VISÃO CRISTÃ, estaria exatamente aí aquilo que separa o JOIO DO TRIGO, a capacidade de perceber e seguir a Deus.

  31. Se Deus o que é impossível para o ser humano é possível para Deus, então ele pode conceder conhecimento e inteligência a qq uma na medida e quantidade que assim desejar. E ele assim o faz pq as leis da natureza não obedeceriam em essência à aquilo que Deus determinou como condição para a existência da VIDA e de um MUNDO FÍSICO? Portanto, para haver vida e a REALIDADE FÍSICA como a conhecemos seria necessário que as LEIS e PRECEITOS de Deus fossem mantidos.

  32. Na Bíblia, quando é dito que Deus criou o homem à sua imagem e semelhança, o que isto quer dizer exatamente? Que semelhança com Deus seria esta? Que imagem seria esta? Estaria no amor, na abnegação? Mas se até os animais são capazes de demonstrar amor e abnegação, não seriam eles tb criados à imagem e semelhança deste? É de SENSO COMUM que o que distingue os seres humanos dos animais é a inteligência, mas de uma perspectiva espiritual esta é vazia.

  33. Só lembrando aqui que na entrevista ao Roda Viva, Sérgio Moro diz que o instituto da delação premiado não foi tolhido. Não porque os vagabundos não quisessem, mas porque o entendimento do que foi aprovado não é possível de ser aplicado.

  34. Mário , essa gentalha corrupta , cafona , mafiosa que governa o país e domina a cena política / jurídica nacional , não merece divagações com Dostoiévski. Estão mais para um filme da boca lixo . Lamentável !!! O Brasil voa como galinhas . Muito triste !

  35. É mesmo desanimador!, Fux trouxe um raio de esperança, porém existem Flávio Bolsonaro e seu pai e sem vontade política, tudo fica difícil...

  36. Algëm não compreendeu ainda o Juiz de garantia. O juiz que colhe a prova fica contaminado na sua isenção porque à medida que os fatos lhe são apresentados vai formando uma convicção. E não deve ser assim. Poderia ser se vivêssemos num mundo perfeito onde investigadores não burlam nem falseiam. Por exemplo: na escuta o comentário do gol do time o investigador inventa que significa: "bom esse valor de propina". Nossa polícia, tem evoluído, especialmente a PF, mas ainda somos muito primitivos.

    1. Num julgamento, existem varias instancias ate q se defina se a pessoa sera ou nao presa. No rigor ideal q vc coloca, seria muito mais importante ter um medico de garantia. Um pede os exames e o outro faz o diagnostico. Esse teu mundo ideal so esta aumentando o custo e o tempo de tramitacao do processo e beneficiando bandidos num pais ja reconhecido mundialmente pela sua impunidade.

  37. Você diz que jornalista que banca o jurista é patético, mas não se esqueça que Reinaldo Azevedo representa exatamente este caso. E aí, vai querer enfrentar um deus da imprensa escrita, lida e falada, hein, hein? Sim, pois é isso que alguns dizem dele, e ele acredita. Consta que está dando aulas de Direito para o espírito de Rui Barbosa.

  38. Eu acho que este artigo tem destinatário certo. E acho que sei quem é... Capaz até de ser consultor de certos juízes do STF, hahaha...

  39. Por uma feliz coincidência terminei de ler, faz uma semana, a obra de Dostoievski Crime e Castigo e por esse motivo pude aproveitar ainda mais esse artigo. Parabéns Mario Sabino.

  40. Para lembrar: A figura do juiz de garantias foi criação do deputado federal do PSOL do RJ, Marcelo Freixo. Os esquerdopatas são todos podres, corruptos e traiçoeiros. Nunca mais PT, PCdoB, PSOL, PCB, PSB, Rede e todos os demais partidos podres de esquerda.

    1. Para lembrar: e sancionado por Bolsonaro aquele que se elegeu jurando que ia combater a corrupção.

  41. Perfeito! Seu amigo está errado, há mais de 3 juristas na Alemanha, talvez uns 10. Aqui devemos ter uns 200 mil. O sujeito faz concurso para juiz e leva pau, inconformado, faz outro, segundo pau! Aí vira ministro o Supremo Tribunal Federal e o preside. Assim, digamos, num congresso de juristas mesmo, e esse cara se intrometesse seria um vexame. Se há lugar em que não falta juiz de garantia é o STF. Há uns 6, a outra banda.

  42. E o Moraes em entrevista ao Villa dizendo que o tal juiz será um sucesso, pois em SP já existe algo parecido. Um ingênuo, pouco provável, ou um cínico.

  43. Se "parece que o presidente do STF que agora dá a palavra em tudo" não é porque ele seja "dotado de poder divino", mas porque Flávio e Jair Bolsonaro estão nas mãos do STF.

  44. A constatação de uma outra instância que foi criada (ou sub instância), me leva a pensar no que ouvi de um político a mais de 20 anos ... acompanhamos as tendências e quando aperta mudamos de lado, sem não antes garantir que não fique "rastro" e se ficar que se mude o "conceito" das "coisas", até o esquecimento (entendo hoje como prescrição). Cada vez mais acredito nas ideias, independente da figura humana, desde que resulte no real bem coletivo, onde deveres sempre estão antes do direito.

  45. Pior de tudo é as águas do Rio Brasil só correrem para lugar nenhum depois de receberem o esgoto pútrido que vem das cloacas do stf e do congresso...

  46. Todos da Lava Jato sabiam q a "reação" viria. Havia o exemplo histórico da Mãos Limpas. Moro não tinha como recusar ir para o MJSP porque os operadores do direito precisavam de apoio de "dentro". Ninguém contava q Bolso seria dominado tão fácil, se aliando e se alinhando com a "reação". Afinal, durante 28 anos como parlamentar se preocupou com questões menores, amigo de Queirozes da vida. já conseguiu criar diversos opositores q o apoiavam cegamente. A "reação" tá muito feliz, esperando 2022.

  47. Mário, você é brilhante, como sempre! É um desalento imenso constatar que os castigos tão severos no mundo da ficção não se tornam realidade neste Brasil surreal em que vivemos... Que sina é esta?

  48. Existem órgãos (que nome interessante) de imprensa que gostas de "especialistas". Sabe, eu já vi muito amigo ou amiga não participando da política porque dizem que não querem entrar no inferno, pois do paraíso cuidam outros espíritos. Também dizem que não querem ser entrevistados, embora seu grande conhecimento e sabedoria, porque não seriam compreendidos e apoiados e, ao contrário, poderiam ser maltratados por pensamentos e atitudes cruéis enfeitadas com injustiças e perseguições.

  49. O Brasil já possuí o seu juiz das Garantias... Gilmar Mendes. Mas só àqueles que podem recorrer.. Esse Juiz é contra qualquer condenação sempre Garantindo o direito de ser bandido para qualquer cidadão endinheirado!! Um salve salve ao nosso emérito e maior Juíz das Garantias...

  50. Uma primeira providência : voltar à aposentadoria aos 70 anos para os ministros. Segunda: indicar o Moro e o Bretas para as próximas cadeiras. Um passo de cada vez, não desanimemos!

  51. Genial, Mário. E é interessante que em um país tão cristão, as pessoas não desenvolvam sentimentos de culpa. Aqui sempre vigorou um arremedo de cristianismo - o catolicismo popular, as pentecostais, de modo que um dos principais resultados práticos do cristianismo - a autoinspeção dos pensamentos e da conduta e o sentimento de culpa nunca tiveram lugar. Mas se pensarmos por que só esse tipo de cristianismo se desenvolveu aqui, a conclusão é óbvia e dramática.

  52. Que divagação maravilhosa! Parabéns! Um pouco de “poesia” ajuda a fortalecer os braços-de-ferro precisamos de mta força para continuar remando contra a maré! A manipulação é escancarada; outras mudanças virão e limitarão ainda mais o campo de atuação dos juízes. Quintana na veia: “Eles passarão, eu passarinho”

  53. Mário, ao ler o seu artigo discordei do seu pensamento negativo, que agora, com o juiz garantista, a justiça ficará pior do que antes. Me veio a mente uma ditado budista, "Não apresse o rio ele corre sozinho". Temos sim Juízes (com maiúscula mesmo) probos e com o devido saber jurídico. Deixo claro que eu não concordo com a figura do juiz garantista e pelo meu acompanhamento o Senador e Deputado Federal nos quais votei, também não.

  54. Estou aqui pensando: tivemos a roubalheira do PT que foi descoberta com a Operação Lava-jato, que colocou vários figurões na cadeia. Atualmente, parece que prender gente rica ou políticos- ricos, ou não-, é tarefa impossível. É impressão, ou a 'Nova Política' está pior do que a 'Velha Política ' nos quesitos da investigação e condenação?

    1. Acho bem fofo quem acredita em total isenção e imparcialidade! E ainda dizer qur de ilações e poesias estamos fartos. Viver num mundo paralelo é sempre uma opção...

    2. Acha realmente que a velha política não existe mais? Ou que a "nova" seria miraculosa?

    3. De poesia e ilações o Povo já está de orelha cheia, o dia em q a imprensa for totalmente isenta, ela falará a todos a verdade . Em todas as atividade há o conhecimento de q estamos carentes de homens dignos seja o executivo, legislativo ( esse então, só vigaristas) e judiciário ( esse só apadrinhados). É agora ou voltamos ao caos.

  55. Mario Sabino como sempre um grande jornalista e um grande pensador. Matéria elaborada que destrincha os meandros da malandragem jurídica. Minha admiração e esse mago do jornalismo brasileiro.

  56. De novo, mais uma vez , parabéns, Mario Sabino! Você pode ser jurista ou jornalista, não importa, só não pare de escrever.

  57. Vc quer o que? Num país que já teve um Presidente analfabeto, tem um Presidente do STF que nunca leu nem Paulo Coelho e que fala em javanês?

    1. Pois é... Complicado, muito complicado companheiro!!

  58. Isto se chama "Ditadura Jurídica", já dizia o tribuno na antiga Roma, "Nom omne quod licet honestum est", "nem tudo que é lícito honesto é". O Direito inviabilizando a Justiça, existe coisa pior?. A injustiça está legalizada, muito bem aparelhada, desde os que promulgam até os que policiam para que se cumpra fielmente as Leis. Só extremos derrubam extremos.Art. 142 neles.

  59. Mário Sabino entrega uma reportagem como poucos jornalistas competentes conseguiriam, analisando a vergonhosa condição do Brasil 🇧🇷 entregue à malta de anti-juristas que lideram o STF, com o obscuro Toffoli à frente...

  60. Esses são os ilustres habitantes da Neverland, milhares de doutores, milhares com milhões, milhões de ladrões. Não há o que se esperar de melhor de seus dominadores. O que têm de melhor de sua natureza viciada está aí. É um geração digna de terceiro mundo. Que passe logo.

  61. Esses milhares de doutores, milhares com milhões, milhões de Ladrões, compõe uma geração que sustenta uma republiqueta de terceiro mundo. A Neverland nasceu no lugar certo. Seus mais ilustres habitantes Eles não têm o que dar de melhor. A natureza desta geração acima está viciada para sempre. Que ela passe rápido.

  62. E pior, só arremedam o que os outros fazem de puor. Srm vergonhice,desonestidade, beneficiamento de criminosos através de leis criada especialmente para eles. Honestidade, firmeza de caráter, essa quadrilha não copia. Trampa e trampa contra os eleitores e o Brasil.

  63. Texto excelente! Os corruptos brasileiros não tem têm super- eu. Não internalizaram vergonha nem culpa, por isso atuam para dificultar as investigações.

  64. É fácil consertar o STF. Voltar a idade de 70 anos como antes. Sai três esquerdopatas de uma única tacada no dia da aprovação da medida. Limpeza necessária para o supreminho virar STF.

    1. Que sonho! Infelizmente nada mudará nesse País com esse "Congresso". Estamos "lascados". Minha decepção só aumentou após a leitura dessa bela análise do Mário Sabino!

  65. Seu artigo desta semana, ao analisar "nosso quadro de juristas" e comentar trechos e personagens do romance maravilhoso de escritor russo, foi genial. Desculpe o lugar comum...

  66. O Brasil voltará ao velho armário de fazer justiça, isto é, justiça a favor dos poderoso.A lava jato através de pés de cabra, arrombou o armário da impunidade dos colarinhos branco. Acontece, óbvio. os poderosos da corrupção, espalhados em toda parte, trabalha no porão da vergonha, para destruir a lava jato, nas beiradinhas, como mingau quente. Ultimamente, tem tido sucesso. Sentiu um descaso popular na defesa da lava jato, começou ataques para implodi-la.Desejo que esse descaso seja momentâneo.

  67. Juiz de garantias=juiz que garante a impunidade. Mas, ao contrário, do que disse Sabino, o juiz das garantias não pode ser escolhido, já que ainda vige o princípio constitucional do juiz natural. Portanto, o juiz de garantias só pode ser definido por distribuição do processo ou por especialização de vara. A dificuldade é serão necessários DOIS JUÍZES que concordem na existência de provas contra o réu, o que é muito difícil.

  68. Não somos seres racionais. Somos seres emocionais que raciocinam. Assim, sem tegiversar, o supremo não julga pelo bem do País e sim, na maioria, pessoal.

  69. Excelente o seu artigo. Muito bem avaliado o juiz das garantias. O Brasil é, sem dúvida, o país do futuro, só que, com o Legislativo e o Supremo Tribunal Federal que temos, nem meus bisnetos, chegarão lá !!!

  70. Ainda teremos d remar muito pra elevar esse Brasilão, q não verei totalmente aprumado do alto d meus 65 anos. Mas a esperança voltou depois d apearmos a esquerda do poder maior. Agora é tirá-la dos poderes adjacentes

    1. Enfim, uma manifestação coerente. Évisso aí Iolandaaaaa, tal como a canção. Alvaro Costa (@brasília_urgente)👇🏾👇🏾

    2. mas quem não vetou estes absurdos foi nosso presidente de direita. Na era petista a lava jato fluiu...na era bolsonaro ela esta sendo desmontada.

  71. A ideia de propiciar a impunidade no nascedouro do inquérito é supimpa para qualquer bandido. O juíz das garantias das impunidades pode ser, digamos, uma primeira instância conivente. Esse é a suspeita de muitos cidadãos de bem que, a despeito de neófitos em ciência jurídica, pensam que o ministro mensaleiro, e seus cúmplices, tem que entregar a serviço. 🆘😳

    1. Aí está o Sr Mário Sabino bem sintonizado com a crescente e exigente audiência da Crusoé. Congrats.

  72. Bons juristas deixam seus ensinamentos e opiniões nos livros que escrevem. Basta um estudante aplicado para saber exatamente como as coisas devem funcionar. Titulares de cátedras em universidades de renome também sabem tudo sobre o que lecionam. Há inúmeros profissionais competentíssimos em suas áreas. Não há falta de juristas no país mas total desinteresse da imprensa e do mundo político pelo que têm a dizer.

  73. Renata, será que esta se referindo ao jornalista/jurista que está a serviço de certo ministro do supremo e que são amiguinhos do Aécinho.

  74. Lindo texto! Leio isso e sinto uma grande tristeza em saber que nada podemos fazer para colocar o país nas mãos de gente honesta e comprometida com nosso progresso moral e material. Por enquanto estamos nas mãos de pessoas perversas.

  75. VENEZUELA! Isso sim é que já somos! Com tantos tranqueiras, safados, falsos e corruptos existentes em nosso Congresso tanto quanto nas Instituições Públicas e na advocacia, que deveriam ser exemplos de capacidade, honestidade e honradez, estamos virando um lixo, enquanto os "poderosos de plantão" estão no luxo, com suas mansões aqui e no exterior, milionários e, pior: com a família toda conivente com os crimes, claro. Pobre Brasil! Bando de ORDINÁRIOS, isso sim!

  76. Mais uma jabuticaba para justificar nossa incompetência! Nos abstemos de qualquer decisão mais severa e justa para sairmos “à francesa”! Nunca o famoso jeitinho brasileiro de resolver as coisas foi tão explícito! Vergonhoso!

  77. Tenho formação jurídica. Quando estudante, juristas eram poucos. É moda, desde a chamada redemocratização, chamar qualquer advogado de jurista. De Sarney até Michel Temer, quem foram os ministros da Justiça? É de aterrorizar! Fazem as maiores barbaridades, com algumas expressões jurídicas, para permitir que crimes continuem a ser praticados sem qualquer empecilho. O atual presidente do STF é o produto acabado da falência do sistema de justiça, onde qualquer um vira jurista.

  78. Minha vontade é de dobrar a coluna em reverência a este artigo! Ótima reflexão, mas a referência ao jornalista e advogado é impagável!

  79. Condenados ao arremedo. Já passei da fase da indignação e agora me divirto. Aguardando ansiosamente um certo jornalista/jurista voltar das férias para ver quais malabarismos fará para defender a estrovenga do juiz das garantias da impunidade. Nesse momento o tal deve estar arrancando os poucos cabelos que lhe restam para tal feito.

    1. Renata, sei do jornalista/jurista a quem ele está a serviço e é de um certo ministro do supremo sempre nas causas dos corruptos e amiguinho do Aecinho?

  80. Abstraindo o juízo filosófico que contamina a criação desse malformado feto jurídico, deve ser considerado que a criação desse sistema (dois juízes, uma sentença), acaba por aniquilar um princípio que rege a persecução criminal: o da identidade física do juiz com a causa.

  81. P. S. Gostaria de acrescentar que a tua mente, Mario é muito afinada com o profundo conhecimento do inconsciente. Talvez pela intimidade que possas ter tido com a própria psicanálise. Abraço

    1. Acho que sim, Jorge. Pelos nossos filhos e netos não podemos desistir nunca. Pelo menos é assim que eu penso. Com muito esforço para não ajoelhar. Abraço

  82. País de arremedos! De onde tu tiras essas idéias, Mario. Tua cabeça é brilhante. Nada de arremedos com ela. Sempre pensamentos novos com novas luzes na mediocridade impune e soberba que viceja no Brasil. Parabéns nosso jurista de idéias da Crusoé.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO