Feitor com currículo

10.09.21

Indicado por Flávio Bolsonaro para chefiar a estratégica Corregedoria da Receita Federal, o auditor aposentado Dagoberto Lemos é conhecido no órgão por suas ligações com funcionários enrolados. No passado, ele chegou a defender a criação de uma espécie de bolsa, bancada pelo sindicato dos auditores, para colegas demitidos em razão de processos disciplinares. Flávio tem um apetite especial pela Receita. Ele acusa setores da corporação de estarem por trás dos levantamentos que deram origem à investigação sobre o rachid em seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. O ministro Paulo Guedes, da Economia, já tinha escolhido um outro nome para o cargo, o do também auditor Guilherme Bibiani, mas a nomeação foi travada em razão do esforço do 01 para colocar no posto alguém de sua estrita confiança. A Corregedoria, onde correm os processos internos de apuração da Receita, é justamente o setor que pode fazer valer a vontade de Flávio de punir os funcionários que ele acusa de perseguição.

Agência BrasilAgência BrasilUnidade da Receita: indicado de Flávio tem passado controverso no órgão

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Sempre é uma questão de tempo e com relação a esta notícia não é diferente: faça planos e o Universo rirá deles. Uma questão de tempo.

    1. Costuma dar certo para os poderosos no Brasil. Dado que no mérito é indefensável, como Lula e tantos outros, tentar criar uma nulidade parece ser a melhor estratégia. Grandes chances de sucesso no Brasil. O país do jeitinho para os poderosos.

  2. Bolsonaro que se segure no poder. Quando sair ele e sua gangue vão todos parar na cadeia. Serão chutados como páreas. Não terá os mesmos privilégios e indulto que tiveram os criminosos do petrolão concedidos pelo superior tribunal marginal

  3. FAMÍLIA BOLSONARO: os EXEMPLOS EXECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! São DEGENERADOS MORAIS que IMPEDEM o BRASIL de AVANÇAR! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

    1. Mas a coisa q ele mais gosta é Fu do de pensão e i formação previlegiada

    2. O posto Ipiranga do ASNO de chifres,não manda mais nem no orçamento da própria casa....A FAMILICIA MALDITA vai arder nas profundas do INFERNO.

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO