Pacote sob ataque

15.02.19

Dez entre dez parlamentares, incluindo os da base governista, acreditam que o pacote anticrime de Sergio Moro sairá do Congresso bem diferente de sua versão inicial. Deputados e senadores dizem que alguns pontos terão, necessariamente, que passar por reformulação antes mesmo de começarem a tramitar. Uma parcela importante dos congressistas defende que a prisão imediata após condenação em segunda instância, por exemplo, seja submetida por meio de uma proposta de emenda constitucional, e não de projeto de lei, como propõe o ministro. A proposta de endurecer a punição para quem pratica caixa dois é outra que será espancada até ficar mais alinhada com os interesses dos próprios legisladores. Eles até topam a ideia, mas querem deixar clara a jurisdição responsável por processar os acusados: defendem que a prática continue a ser tratada pela Justiça Eleitoral, sem os riscos embutidos em um julgamento na seara criminal.

Agência BrasilAgência BrasilDeputados na eleição de Rodrigo Maia: ajustes à vista no pacote anticrime

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Temos que pressionar o congresso. Na verdade, esse pacote ainda é muito brando, mas foi o possível no momento. Precisamos de uma reforma no código penal e processual penal e medidas duras contra o crime organizado, corrupção e formação de quadrilha.

  2. Tiramos a Orcrim do comando com a eleição de Jair Bolsonaro. Agora, nós, os mesmos eleitores, a favor do verde e amarelo, vamos ter que sair as ruas de novo para exigirmos as mudanças que vão mudar de verdade o nosso país. Como ja foi dito antes: "E o povo? Onde esta o povo?"

  3. Isso já sabemos porque o pacote atinge o congresso. Para mim o mais importante deste pacote é a prisão imediata após condenação em segunda instância porque é absurdo criminoso condenado solto.

    1. Solto, com todas as mordomias preservadas, recebendo salários. Alguns até se aposentam com uma bela soma, mesmo tendo sido condenados, acho que isso é um prêmio pela esperteza.

  4. Atualmente o “crime do caixa 2” JÁ é julgado como crime sim na Justiça Eleitoral, (crime de falsidade ideológica eleitoral previsto no Código Eleitoral). Acontece que esse crime tem a pena muito menor do que o crime de corrupção (julgado pela justiça comum). Exemplo: Alckmin Odebrecth quer ser julgado por caixa 2 na eleitoral e não por corrupção na justiça comum.

  5. Sou cética em relação ao nosso parlamento. Espero estar errada, mas creio que nenhuma regra que agilize o processo de punição, passará. Eles podem até se reunirem e definirem quem vota em tal cláusula, para passar um ar de credibilidade. É lamentável, mas quem entra se contamina.

    1. Sou muito pessimista em relação ao parlamento. Acho que vão fazer reuniões para escolherem quem vota em em que, para dar um ar de legitimidade. Nada importante que agilize o processo de punição vai passar. Tomara que esteja totalmente errada.

  6. Todo e qualquer projeto de lei não é aprovado conforme proposto, portanto estaria como sempre foi, todavia o Moro está cumprindo o prometido. Se mudarem vão ter de se justificar com o povo.

  7. Sérgio Moro vai precisar da ajuda da população, eles não votam nada que não seja do interesse deles e esse projeto muito pelo contrário dificulta e muito a vida deles que só pensam meio de burlar a lei visto agora por último Bebiano com o fundo eleitoral e outros Mouro neles

  8. Entusiastas em espancar o governo, perseguir os filhos de Bolsonaro para enfraquecê-lo, inflar crises e desqualificar integrantes, começam a perceber que um governo fraco talvez possa ter dificuldades em enfrentar quadrilhas no congresso. Parabens a todos que lutam pelo enfraqueimento do governo e de Bolsonaro. a garantia de nada mudar deve agradar a todos, embora muitos acreditem que quem perde votação é o governo.

    1. Quem não quer dar notícias não dê motivos para a imprensa. O congresso é composto também por criminosos eleitos pelo povo( até hoje me pergunto como puderam eleger Gleise e Renan por ex.), eles se reúnem e chamam mais alguns e pronto, está feita a oposição contra qualquer coisa que vier do governo. A imprensa até tem dado apoio mais do que notícia a reforma da previdência e o pacote de Moro

  9. O problema é que o Brasil vai estar de olho, o mundo vai estar de olho e pior: Os eleitores de suas Excelências vai estar de olho, porque quem se posicionar contra, ou ficar criando caso, vai ficar na incômoda ‘posição’ de parecer uma vadia corrupta que subiu na mesa rodando a baiana de saia curta e sem calcinha.

    1. Exatamente assim, os eleitores estão ligados, acompanhando todos os passos, quem ficar contra as reformas necessárias estarão contra o povo brasileiro.

  10. Nosso sistema político facilita a entrada de bandidos para a chamada vida pública, seja através do funcionalismo ou das eleições. Enquanto a gente não mudar o sistema todo, vamos continuar com as consequências.

  11. Essa raça, não querem perder nenhum privilégio, ao contrário, vivem para alcançar novos para si. Se a população não se levantar e gritar para essa turma, não adianta, que os Whisky escoceses, as viagens, os almoços, e tudo mais que tem, não largam de forma alguma. Nós é que precisamos nos unir e fazer uma petição com milhões de assinaturas para que acabe de vez com essas e tantas outras regalias que existe neste meio e noutros também,!

  12. Enquanto as casas legislativas abrigarem contumazes fora da lei, pelas próprias mãos dos eleitores (provavelmente também fora da lei) será custoso imprimir um caráter totalmente dentro da lei. Quando a maioria dos eleitores forem cumpridores das leis, quem sabe um Sérgio Moro faça sentido. Na prática, não na teoria como tem sido. Tem muita "Gente de bem" devendo coerência entre ambas.

  13. Essa questão da prisão para condenados em Segunda Instância deve ser mesmo via PEC. Mas, a complicação no assunto é que, em 2009, os "mensaleiros" mudaram a lei, que vigia desde a década de 40, com uma emenda à constituição e, segundo consta, deram-lhe o status de "Cláusula Pétrea". Uma zona!

  14. Ou seja, as ratazanas vão continuar a fazer o mesmo jogo da legislatura anterior. Mesmo com a grande renovação do Congresso. É tudo o que os presidentes das duas casas poderiam desejar para fazer corpo mole, ou mesmo torpedear as reformas. São capazes de negociar a desfiguração do pacote do Moro com a promessa de se debruçarem sobre o pacote da previdência. Depois... depois eles retalham o pacote da previdência também, ora bolas! Se o povão não se manifestar... fica tudo do mesmo jeito!

  15. É lamentável, mas o verdadeiro crime organizado encontra-se encastelado no Parlamento Nacional. Até quando ? Só mesmo a força popular !..

  16. Lembrando: o POVO apoia incondicionalmente Moro e suas iniciativas contra o crime organizado e a corrupção. Políticos que sabotarem esses esforços serão severamente punidos nas urnas. A limpeza que começou nas últimas eleições vai continuar!

  17. Bando de covardes! O projeto é muito bom, espero que a renovação na câmara e no senado seja capaz de fazer esses projetos andarem, sem muitas modificações e concessões.

  18. O caixa dois para os parlamentares não é um tema muito sério e importante. Como eles irão se eleger? Querem continuar nas "fraudes" e a Justiça Eleitoral é muito passiva nesses casos.

  19. Temos que fazer mais pressão e acompanhar mais de perto cada deputado, caramba, foi só chegar a Brasília já viram bandidos?

  20. O recado das urnas já foi dado !! A cada eleição, cabe ao "patrão" escolher seus funcionários, para representá-lo no circo . Não correspondeu, demite !!

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO