Gigantes na mira

22.01.21

A investigação do Ministério Público de São Paulo sobre um esquema bilionário de sonegação montado por empresas do setor de medicamentos avança sobre algumas das maiores redes de farmácias do país. Até agora só apareceram nomes conhecidos no mercado local – que, inclusive, já receberam visitas da polícia durante duas operações –, mas marcas estreladas do setor no Brasil também estão sob a mira dos promotores. Há indícios de que elas recorrem ao mesmo expediente usado pelos alvos já conhecidos da investigação, para deixar de recolher impostos. O esquema, estimam os responsáveis pela apuração, já teria dado um prejuízo de 10 bilhões de reais aos cofres públicos.

DivulgaçãoDivulgaçãoA sede do MP de São Paulo: investigação de tiro longo

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Dizem que aquelas farmácias populares de marca vermelha corria solto com milícias e máfias ,será verdade? Investigar é bom

  2. Igual irmãos Batista da JBS comprando as leis, as montadoras de veículos e agora as farmacêuticas. Só tem f d p nessa po r ra.

    1. Concordo. Só tem ladrão nesta latrina chamada brasil

  3. Como sempre quem tem dinheiro, para garantir a impunidade, recorre ao GM do STF, campeão de liberar harbeas corpus para colarinho branco, através de filigranas jurídicas com apoio legal da CF 88, mais emendada do que colchas de retalhos do oportunismo e da politicagem barata.

  4. Se não houvesse impostos sobre medicamentos, não haveria sonegação. O Brasil é um dos únicos países onde remédios são taxados.

  5. Tem que cair matando mesmo esse pessoal de farmácia. ao redor da minha casa tem pelo menos doze . Algumas até se repetem num raio de menos de um quilometro.

  6. Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” O Brasil finalmente terá Um Governo Fundado no “IMPÉRIO DA LEI!” Triunfaremos!

  7. É crime, tem que haver punição. Mas vamos falar a verdade: somos roubados pelo governo insaciável. Se não está funcionando para ninguém esta barafunda de impostos escorchantes, reforma tributária já!

  8. Até que enfim resolveram se debruçar sobre a estranha abundância de farmácias pelas cidades. Sempre me perguntei se nos brasileiros somos assim tão doentes a ponto de ter 5 farmácias num raio de 200m sendo que o SUS distribui parte dos medicamentos gratuitamente.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO