Marcos Oliveira/Agência Senado

Pachequismo em causa própria

Rodrigo Pacheco, favorito para suceder Davi Alcolumbre na presidência do Senado, é mais um exemplar do que há de pior na política brasileira: na essência, ele usa o mandato para defender os próprios negócios
22.01.21

Desde 2014, quando decidiu entrar na política, o senador mineiro Rodrigo Pacheco, do DEM, já investiu 8,2 milhões de reais do próprio bolso em suas campanhas eleitorais. Tamanho interesse em conquistar cargos públicos pode ter duas explicações: o desejo altruísta de trabalhar para a sociedade ou a perspectiva de obter vitórias pessoais ou empresariais com o mandato. Candidato favoritíssimo para ocupar a presidência do Senado, graças a uma aliança insólita que envolve Jair Bolsonaro, Davi Alcolumbre e o PT, Pacheco tem uma atuação parlamentar pontuada pelo lobby em defesa de seus próprios negócios.

Votações realizadas no final de 2020 escancararam as tratativas em benefício dos interesses do senador. Algumas das negociações são tão abertas que estão até registradas em atas públicas das sessões do Senado Federal, assim como as declarações de alguns poucos senadores estarrecidos com os conchavos. O que o leitor verá nesta reportagem é um dos mais incontestáveis casos de conflito de interesses da história do Congresso Nacional. A inexperiência parlamentar de Rodrigo Pacheco deixou de ser um empecilho e passou a ser um trunfo na corrida. Para Alcolumbre e Jair Bolsonaro, a falta de vivência no Legislativo e, sobretudo, o foco do parlamentar nas suas ambiçōes empresariais tornam mais fácil a tarefa de fazer dele uma marionete. Depois de passar quatro anos na Câmara dos Deputados e dois no Senado, o mineiro que pode ser em breve o presidente do Congresso nunca aprovou um único projeto de lei sequer.

Empresário do setor de transporte rodoviário, Pacheco fez acordo com o governo para conseguir aprovar um projeto de lei que restringe o mercado de ônibus, reduz em três vezes o valor máximo das multas aplicadas, cancela a concessão de novos concorrentes e, pasme, anula sumariamente todas as sanções aplicadas até hoje pela ANTT, a Agência Nacional de Transportes Terrestres. Trata-se de um mimo de pelo menos 2 bilhões de reais para o setor. No pacote do acordão com o Planalto, há outras obscenidades. O senador indicou um assessor do próprio gabinete para dirigir a agência que fiscaliza as suas empresas. O escolhido de Pacheco para a ANTT é dirigente do DEM, não tem experiência na área e ainda é condenado por improbidade administrativa.

A indicação motivou a indignação de parlamentares, que acusaram Alcolumbre de “tratorar” o Senado em benefício do afilhado político. As reações, porém, foram em vão. O nome do indicado já passou pela Comissão de Infraestrutura. O projeto que fecha o mercado de ônibus, segundo especialistas e o próprio Ministério da Infraestrutura, é extremamente danoso aos consumidores, limita a concorrência e afeta moradores de cerca de 600 municípios, que poderão perder opções de transporte. Ainda assim, o texto foi aprovado em dois turnos no Senado e seguiu para a Câmara. Logo depois do presentão assegurado pelas costuras de Alcolumbre com o Planalto, o candidato do DEM à presidência do Senado oficializou o acerto com o governo.

A ata do Senado com o registro do lobby de Pacheco em causa própria
Como a sutileza é desnecessária nas negociatas do Congresso, o projeto 3.819/2020 teve como relator o senador Acir Gurgacz, do PDT. Herdeiro da Eucatur, empresa que tem uma das maiores frotas de ônibus do país, o parlamentar foi condenado a quatro anos e seis meses de cadeia pelo Supremo Tribunal Federal em regime semiaberto e, durante sete meses, teve que dividir o trabalho no Congresso com as noites na cadeia. Gurgacz foi condenado por desviar recursos de um financiamento concedido por banco público para a renovação da frota de sua empresa e, no final do ano, manobrou com Rodrigo Pacheco para conseguir aprovar o texto que também o beneficia.

O acerto foi confirmado pelo líder do governo, Fernando Bezerra, do MDB, durante a votação da proposta, no dia 15 de dezembro. Depois da inclusão extrapauta, sem nenhuma deliberação prévia, Bezerra apoiou a medida e explicou os motivos. “Essa foi uma negociação conduzida pelo senador Acir Gurgacz com a colaboração do senador Rodrigo Pacheco”, confessou o líder do governo, durante a sessão. “De fato, chegou-se a um acordo no texto desse projeto, em um compromisso do ministro Tarcísio (Tarcísio de Freitas, titular da Infraestrutura) de incluir esse texto no marco legal do transporte terrestre. E sairá uma resolução da ANTT no mês de janeiro”, anunciou Bezerra. Tarcísio e técnicos da ANTT se posicionaram duramente contra o projeto em todas as tentativas de pautar o texto em 2020 e enviaram notas técnicas ao Senado, com argumentos em prol da manutenção da abertura do mercado, promovida pelo próprio governo em outubro de 2019.

Pela proposta que passou pelo Senado, todas as 144 outorgas concedidas pelo governo a 42 empresas desde então serão anuladas. Se a Câmara mantiver os dispositivos, Tarcísio e os técnicos terão que abdicar de um projeto pensado para beneficiar os consumidores em troca de uma transação política da cúpula do governo.

Parlamentares ficaram perplexos com a manobra realizada por Alcolumbre para beneficiar Pacheco, com as bençãos do governo. Para o senador Eduardo Girão, do Podemos, houve uma “inclusão sorrateira” do projeto na pauta, à revelia de uma nota da consultoria do Senado, que indicou o risco de “instabilidades no mercado e prejuízos aos consumidores”. Já Fabiano Contarato, da Rede, disse nunca ter presenciado uma sessão como aquela. Para ele, o Senado foi “tratorado”. “Eu não tenho outra palavra para adjetivar essa conduta”, disse. Até a bolsonarista Soraya Thronicke criticou: “Isso tinha de ser discutido com mais parcimônia, com mais tempo, e não foi isso que nós combinamos, não é isso que nós queremos”.

Fechado com Pacheco, Alcolumbre ignorou os apelos e, em votação simbólica, rápida e sem nenhum debate técnico, aprovou o projeto. A proposta exclui de licitações todas as empresas que tenham capital social inferior a 2 milhões de reais. Em tese, o estabelecimento de um piso quanto ao capital social é uma medida legislativa desejável — visa a garantir que a concessionária venha a honrar as sus dívidas, como as tributárias e trabalhistas. Mudar o capital social de uma empresa é uma coisa simples, inclusive. No contexto do pachequismo, contudo, não deixa de ser curioso que o valor que consta do projeto seja justamente o do capital social da Viação Real, uma das empresas de transporte rodoviário da qual Pacheco é sócio, por meio de outra firma, a CH3 Participações e Empreendimentos.

Marcos Brandão/Senado FederalMarcos Brandão/Senado FederalAlcolumbre costurou o apoio do Planalto a Pacheco, que tem o PT a seu favor
Outro espetáculo indecoroso promovido a partir do acerto entre Pacheco e o Planalto foi a indicação do ex-deputado estadual mineiro Arnaldo Silva Júnior para a direção da ANTT. Assessor do gabinete do próprio Pacheco, Silva Júnior é presidente do DEM em Uberlândia. A lei que rege as agências reguladoras proíbe a indicação de dirigentes estatutários de partidos políticos e, portanto, a escolha é ilegal. Advogado, o funcionário de Pacheco é alvo de oito ações em tramitação no Tribunal de Justiça de Minas Gerais, de acordo com relatório entregue por ele mesmo ao Senado. Em uma delas, foi condenado em primeira instância por improbidade administrativa. A contratação de seu escritório de advocacia por órgãos públicos como prefeituras e câmaras municipais, sem licitação, foi alvo de diversos questionamentos e o Ministério Público cobra a devolução de recursos aos cofres públicos por conta de irregularidades.

Habitualmente, as indicações políticas são feitas com reserva, mas o afilhado de Pacheco preferiu escancarar as articulações que o levaram ao posto. Durante sua sabatina na Comissão de Infraestrutura, o ex-deputado estadual fez um discurso elogionado o padrinho. “Quero aqui cumprimentar de forma muito especial o senador Rodrigo Pacheco pela indicação e confiança no meu nome. É um senador que tem honrado, pelo seu trabalho e pelos relevantes serviços à nação brasileira, aqui no Senado”, disse. A desfaçatez chocou os parlamentares que participavam da sessão. “Eu fico constrangida com a sua declaração de que foi indicado pelo senador Rodrigo Pacheco. Isso é o fim do republicanismo no Senado, uma indicação explícita e reconhecida para todo o Brasil. Não foi isso que Bolsonaro prometeu quando se candidatou à Presidência”, afirmou a senadora Kátia Abreu, do PDT. “Tenho 12 anos de Senado e nunca tinha visto uma declaração pública nesse sentido.

Caso seja aprovado pelo plenário, Arnaldo Silva Júnior terá, à frente da ANTT, a atribuição de definir regras de interesse de seu padrinho político. Só a empresa Ônibus Santa Rita, também ligada a Rodrigo Pacheco e familiares, tem 47 autos de infração em aberto na ANTT. Segundo a assessoria de imprensa da agência, os valores devidos são sigilosos.

Há mais. Em setembro, Rodrigo Pacheco apresentou um projeto de lei que beneficia empresas em dívida com o governo federal. A justificativa foi ampliar “a perspectiva de arrecadação da União no futuro próximo, o que será de absoluta necessidade para que o Brasil possa retomar o crescimento econômico”. A proposta de Pacheco permite a redução de até 100% dos juros e multas. Juntas, as empresas de ônibus ligadas ao senador têm dívidas que somam quase 1,4 milhão de reais. A Viação Real tem 29 débitos em aberto, entre dívidas previdenciárias e tributárias, em um total de 1 milhão de reais. A Santa Rita tem 36 contas atrasadas com a União e deve, no total, 380 mil reais mil reais. Ao contrário do texto que limitou a concorrência no setor de transporte, o projeto que facilita a vida de devedores da União não tramitou por conta da pandemia.

A própria ANTT apontava benefícios na abertura do mercado de ônibus, derrubada depois pelo Senado
Outra proposta apresentada por Pacheco cria facilidades para quem é dono de imóveis comerciais e empresariais. O texto fixa multas para quem devolver antecipadamente salas, lojas ou escritórios alugados. Em sua primeira declaração de bens entregue à Justiça Eleitoral, Rodrigo Pacheco declarou ser dono de um patrimônio milionário em imóveis comerciais. Ele afirmou à Justiça Eleitoral ter financiado 10 salas de escritório em um prédio de Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte, no valor de 3 milhões de reais, além de ter a propriedade de outros imóveis comerciais na mesma cidade, avaliados em 1,2 milhão de reais.

Uma parcela dos projetos apresentados por Rodrigo Pacheco desde os tempos de Câmara dos Deputados propõe benefícios corporativistas a advogados como ele. Uma das iniciativas prevê o fim da multa aplicada a advogados que abandonarem processos. O mineiro protocolou ainda uma proposta de criação da Frente Parlamentar da Advocacia no Senado Federal. Na justificativa, alegou que a profissão “é atividade que deve ser cercada de cuidados especiais”. O projeto está parado na CCJ da casa. Ainda na Câmara, ele tentou aprovar, sem sucesso, propostas que previam a autorização para contratação de estagiários que estiverem nos três últimos anos do curso de direto – hoje, a regra da OAB só libera a atuação de alunos nos dois últimos anos da faculdade. Pacheco tentou ainda emplacar a exigência de contratação de advogados para servidores que são alvos de processo administrativo disciplinar. Esse é o mercado com o qual os advogados sempre sonharam – de 2019 para cá, a CGU registrou a instauração de mais de 13,5 mil processos administrativos contra funcionários públicos. Uma súmula vinculante do Supremo estabelece que funcionários públicos que respondem sindicâncias não têm a obrigação de constituir advogado.

A pérola do corporativismo é uma iniciativa de Pacheco que altera o Código Penal e prevê que advogados, assim como os servidores públicos, também podem ser vítima de crime de desacato. Com isso, quem desrespeitar um profissional da advocacia no exercício da função fica sujeito a pena de detenção de até dois anos. “É inegável que o advogado exerce função equiparada à pública. Todavia, a jurisprudência de nossos tribunais, muito em razão de questões corporativistas, se nega a assentar que o advogado – assim como o juiz, o promotor de justiça ou o delegado – também pode sofrer desacato”, argumentou o senador.

Na corrida pela cadeira de seu parceiro Alcolumbre, Rodrigo Pacheco reuniu o apoio de oito partidos, além do DEM: PSD, PT, PP, PDT, Pros, PL, Republicanos, e PSC. Outras bancadas, como a do PSDB, estão rachadas, mas os prognósticos dão conta de que, a menos que aconteça uma reviravolta de última hora, Pacheco conseguirá os 41 votos necessários para levar a eleição. Sua adversária, Simone Tebet, do MDB, apoia as reformas e boa parte das pautas econômicas do governo, mas é vista pelo Planalto como muito independente. Partidos de esquerda, como o PT e o PDT, decidiram se posicionar contra Tebet e em favor do candidato de Bolsonaro porque a senadora tem boa relação com o movimento Muda Senado, que apoia a Lava Jato. Se eleito, Pacheco terá a missão de seguir os passos de seu antecessor, barrando processos disciplinares contra os colegas, como Flávio Bolsonaro, e mantendo na gaveta todo e qualquer pedido de impeachment de ministros do Supremo ou do procurador-geral da República. Um acordo bem conveniente às autoridades dos três poderes, incluindo boa parte dos senadores que vão às urnas no próximo dia 1º. A expressão pachequismo, nascida de um personagem de Eça de Queiroz para definir atitudes e comportamentos tão pomposos quanto medíocres, nunca se encaixou tão bem a uma excelência da República.

Já é assinante?
Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Assine a Crusoé

*válido até 30/06/2021

Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Não entendi a declaração de Kátia, dizendo que não foi isso que BOLSONARO prometeu. Não entendi mesmo -se é que é verdade- pois, o Senado tem vida propria. O que o PRESIDENTE tem haver com isso? Pasmem ,pois, o senado tem que resolver seus problemas se não conseguem são uns "bananas". Precisamos melhorar a qualidade de jornalistas, do contrario em breve não haverá leitores.

  2. Pachequismo rima com patrimonialismo, que lástima. Por que servir ao público se se pode usar o cargo em benefício próprio. Senadores decentes, votem em Simone Tebet!

  3. O perfil desse senador RP se encaixa à perfeição a uma vaga no STF. Seria mais um garantista. É um grande homem, probo, honesto, íntegro e ético, que só atua em benefício de seus eleitores. Vocês mineiros, que o elegeram, agora aguentem essas barbaridades arquitetadas por esse sacripanta.

  4. É vergonhoso as atitudes desse Pacheco! Aos eleitores que o elegeram, meus pêsames. E a nós, como sociedade, vamos ficar cada mais “presos” a esse deboche. 😠

    1. Kkkk aqui se pula do caldeirão para cair na fogueira!!! Kkkkk

  5. Me recuso a acreditar que o Ministro Tarcísio, que eu respeitava, esteja aceitando, sem se manifestar, esse projeto de lei obsceno.

  6. Que vergonha ministro Tarcísio de Freitas! vc vai aceitar tamanho descalabro? Vc vai ser cumplice dessa negociata? Onde está sua honra, sua moral, sua isenção? É nessas horas que poucos têm grandeza, hombridade... Não compactue! Se for demitido por não concordar, será uma honra p/ você Ministro Tarcísio de Freitas!

  7. Com a presidência deste senador Pacheco no Senado Federal, podem ficarem tranquilos o povo brasileiro o STF continuará mandando no Poder Executivo e Legislativo, jamais os membros do Senado vão aplicar a competência do Art. 52,inciso II da Constituição Federal.

  8. Este BILTRE está perfeito para a máfia que ocupa o poder no senado! Nosso país nunca fará o mínimo de justiça social enquanto se permita que este tipo de negociata seja feita assim, “à luz do dia” e estas figuras asqueirosas sintam-se completamente à vontade para dar um FODA-SE para toda a população do país! Absolutamente Repugnante! ARHHHGH!

  9. Pacheco é um autêntico representante do bolsopetismo e, como tal, vai providenciar aa volta do Brasil pré-Lava Jato. Corruptos unidos, jamais serão vencidos.

  10. E o Brasil continua a descer a ladeira . Impressionante a falta de pudor . Pacheco não deveria estar no Senado , muito menos presidir.

    1. Simples cara leitora, os políticos que temos é o reflexo do povo deste país. A culpa é do povo, que vende seu voto, que não tem ética e nem moral. Você colocam sempre a culpa nos políticos, esta ótica é equivocada.

    1. Não precisa votar, a multa é ridícula, cerca de menos de 5 reais. Só precisa votar os servidores públicos e quem precisa renovar passaporte. O problema são os que votam, que elegem está LAIA. A culpa é do povo e não dos políticos.

    2. Esse é o caminho. Pelo menos até tornarem o voto NÃO OBRIGATÓRIO.

  11. A sociedade precisa participar mais, reagir mais se quisermos mudar nosso país. Político tem medo de povo na rua. Já passou da hora de nos manifestarmos em massa. Vamos encher suas caixas de e-mail, suas redes sociais. NÃO para Lira e Pacheco!

  12. https://diariodotransporte.com.br/2021/01/23/antt-apreende-11-onibus-a-servico-de-empresa-de-aplicativo-por-transporte-irregular-na-regiao-nordeste/ Só para chatear a assessora de imprensa das empresas de transporte por aplicativo, que só querem o filé, o ponto a ponto que tem demanda e aí, quando a ANTT reage, vem com histórias de concorrência saudável. Saudável seria se cumprissem também todas as exigências que as empresas regulares são obrigadas, para o bem do passageiro.

  13. Muito boa reportagem. Espero que Simone Tebet se sagre vencedora. Expressa-se bem, com boas idéias. Moro em BH e acompanhei a campanha de Rodrigo Pacheco para o senado. Vi uma campanha insossa, sem nenhum conteúdo, bem como a reportagem o descreve. Espero que a Câmara dos Deputados reverta essa baixaria aprovada pelo Senado apontada pela reportagem.

  14. Desvio de dinheiro público, que valor, multas da fábrica de multas que os burocratas criam, concessões de transporte público falida, os desvios não existem se comparados ao passado, crusoe quer lançar seu candidato

  15. Quando o povo vai entender que a mudança tem que começar urgente Melhor educação , tolerância zero para crimes políticos , Corrupção tem que ser considerado crime passivo de prisão longa sem apelação e sem saída antecipada Temos que limpar todos os poderes que estão quase que totalmente corrompido. Fim da tolerância para estes crimes por parte da população .

  16. Se esse Rodrigo Pacheco candidato à PR do senado e Artur Lira candidato à PR câmara Federal ,ganharem com certeza a maioria dos politicos SENADO/CONGRESSO SÃO UM BANDO DE SALAFRARIOS O que essas RAPOSAS farão de HONESTIDADE NADA!!!!!!

  17. Um número bem pequeno de políticos exercem o mandato para servir a nação. Existe um estudo que mostra que o número de sociopatas na política é muito maior que o da média da população civil. Eles são, na política, cerca de 20% do contingente eleito enquanto que na sociedade a porcentagem não ultrapassa a 2% do total. Esse porcentual entre os políticos é similar ao existente nas penitenciárias, o que mostra claramente que o crime exerce o poder.

    1. Existe um equívoco na ilustração desse artigo. Nem Trump e nem Bolsonaro são psicopatas. São ambos esquizofrênicos. Psicopatas são frios, calculistas e sedutores, e os dois citados mostram claramente que são movidos por impulsos emocionais. Trump porque botou na cabeça que é um "vencedor" e Bolsonaro porque demonstra, como Trump também, que os fatos não lhe convencem sobre a verdade, e sim suas emoções criam na sua consciência sua versão da realidade. "Eleição fraudada", "cloroquina", etc.

  18. É de causar estarrecimento as informações publicadas nessa reportagem! Em suma, quem vota nesses sujeitos merece todo tipo de desgraça e miséria!

  19. Que nojo; não tive estômago para ler até o fim; cadê o MPF, a oposição, a grande imprensa; depois vcs ficam irritados quando alguém pede intervenção militar.

  20. INCRÍVEL A CAPACIDADE QUE OS CORRUPTOS E PICARETAS TEM DE ELEGER E APOUAR O QUE HÁ DE MAIS PODRE NO CONGRESSO .. PAGOS COM NOSSO 💰PARA TRABALHAREM CONTRA O PAÍS E A FAVOR DOS PROJETOS MAIS SÓRDIDOS

  21. Misericórdia, meu Deus! Sair de Renan pra Alcolumbre, de Alcolumbre pra Pacheco é continuar caindo no precipício. Como nós mineiros fomos enganados mais uma vez, elegendo um crápula e mau caráter deste naipe!

  22. prezada jornalista. Bom, ruim ou péssimo ele está lá por vontade dos eleitores dele que o credenciaram para isso, não sei se você tem conhecimento mas os outros 80 entraram pelo mesmo caminho, inclusive imagino eu que algum deles pelo seu voto. Portanto levantar ficha corrida do candidato depois de eleito não vinga.

    1. Meu Deus Manoel, que raciocínio torpe! Os eleitores o elegeram para que ele cumpra suas obrigações institucionais e não para cometer malfeitos. E, aliás, a matéria da jornalista é fantástica.

    2. Não vinga mas, pinga. Conhece a expressão, chove lá fora e aqui dentro pinga? Pois é, cabeça de barro, barriga de moringa, povo desinteligente elege, país de lombriga...

  23. Não vejo possibilidades de nosso país melhorar. Não tenho mais esperança. E não é através do voto que isso vai acontecer. Nossos postulantes a cargos públicos são da pior espécie. Não temos educação e nem cultura. Tentamos mas não conseguimos.

  24. Há algumas décadas político de sucesso tem que pertencer e/ou chefiar alguma quadrilha. Criam leis para roubarem legalmente. Nesse desgoverno não há corrupção apenas escancarou-se as portas para os corruptos com o conceito de que uma mão lava a outra e as duas lavam o rosto.

  25. Por essa reportagem podemos ver como o paulo guedes, o libertador dos mercados, é outra grande fraude desse gorverno corrupto, o sujeito é uma enorme mentira, só mais um vassalo estelionatário atrás de uma boca e de informação privilegiada para vender ao mercado. Ao melhor estilo guido mantega e palocci. Só tem gente safada nesse governo.

  26. Rodrigo Pacheco foi eleito por MG menos por seus méritos, mais como uma forma de impedir que Dilma chegasse ao Senado. Na verdade, trocou-se um lixo por outro.

  27. IMPEACHMENT JÁ. Acorda Povo Brasileiro! Participar de Panelaços e Carreatas para pressionar democraticamente os parlamentares do Congresso Nacional a iniciar um processo de IMPEACHMENT contra o Pinóquio que ocupa a presidência da república. Fora Pinóquio-Genocida-Fascista-mandrião. O único presidente do mundo que é contra a vacina, ou seja, que despreza a vida dos cidadãos de seu próprio país. Pinóquio Traidor da pátria. IMPEACHMENT JÁ.

  28. Os eleitores precisam exigir uma reforma política urgente. E obviamente não votar mais em corruptos e aproveitadores que desprezam a população brasileira. Fora canalhas. IMPEACHMENT JÁ.

  29. IMPEACHMENT JÁ. Muito boa matéria do El Pais. Leia e compartilhe. “Pesquisa revela que Bolsonaro executou uma “estratégia institucional de propagação do coronavírus”.” El Pais Link: https://brasil.elpais.com/brasil/2021-01-21/pesquisa-revela-que-bolsonaro-executou-uma-estrategia-institucional-de-propagacao-do-virus.html IMPEACHMENT JÁ.

  30. O APOIO DO GOVERNO BOLSONARO E DAS EXCRESCÊNCIAS PARLAMENTARES QUE APOIAM E PRETENDEM ELEGER RODRIGO PACHECO PRESIDENTE DO SENADO CONSTITUEM UM ATENTADO CONTRA O POVO BRASILEIRO E UM GRANDE GOLPE NA DEMOCRACIA... ACORDA, BRASIL!!!

  31. Políticos, todos farinha do mesmo saco. Não existe presidentes, senadores, deputados, vereadores e prefeitos, existem políticos que só trazem danos ao povo brasileiro.

  32. Já algum tempo esses conchavos aconteciam de forma velada, agora é a luz do dia e na cara do fregues. A república está nas mãos de badidos, isso é reflexo do que a maioria do povo excreta nas urnas.

  33. e desanimador depois de 6 anos de lava jato, ver esse retrocesso, ver a velha República com novos integrantes, tomando força, é desanimador !!! parabéns pela reportagem 👏👏👏

  34. Pelo amor de Deus, espero que esses senadores votem em alguém que realmente represente o povo. As eleições de 2022 já estão próximas. A inapetência do Senado ficará cada vez mais exposta.

  35. Esse sujeito não elaborou um projeto que beneficie a população. Que o povo mineiro preste atenção e que na próxima eleição der uma banana pra esse cretino.

    1. Fico estarrecida com as cabeças brilhante dessas corjas.Ó meu Deus!

  36. Desacato a advogado? A IMENSA MAIORIA dessa classe só atende quem lhe paga melhor, não pratica a justiça... é a classe MAIS NEFASTA que existe... a maioria, UMA CANALHADA sem tamanho! Querem ser "otoridade" para que, esses vagabundos?

  37. Reduz em TRÊS VEZES o valor das multas? Não seria reduz para 1/3? Se algo for reduzido TRÊS VEZES, significa que deixa de existir e passa a existir DUAS VEZES na coluna contrária! Aritmética pura! Nada cujo limite seja ZERO (no caso de uma multa) PODE SER REDUZIDO a mais de uma vez ou 100%, porque chegaria no limite ZERO! Analfabetismo funcional em toda parte, principalmente na imprensa... conta de 4ª série do antigo Ensino Primário! Viva Paulo Freire!

  38. Vergonhoso, escandaloso, o que essa turma faz e joga no nosso peito. Não tem diferença entre partidos. Só interesse próprio. Nós pagamos o salário de vcs. Não existe Estado que vota melhor. Ninguém sabe votar. Asqueroso. Mais 2 anos de impunidade e retrocesso. Nem pra covid baixar no congresso e levar essa turma pros hospitais de Manaus sem oxigênio.

  39. É o BolsoPetismo 🤑 tudo podre,o crime organizado de Brasília espalha violência , miséria,e injustiça pelas ruas do país....agora o q é Kátia Abreu horrorizada com isso? kkkkk não é ela q dá jantares com ministros do STF pra fazer acordos, é pq é escondido? mas o fatiar do impeachment chefiado por ela, Renan e levandovisk na cara de todo mundo? haja cinismo dessa grilheira 🤫

  40. É lamentável que tenhamos um parlamento conivente e interessado em colocar pessoas que claramente se posiciona somente em atender a problemas de interesses pessoais . O presente candidato apoiado pelo governo , diz claramente a que veio sem nenhum pudor. Falta muito para o país se tornar Grande , com esse tipo de pessoa isso jamais será alcançado .

  41. E vai ficar tudo por isto mesmo? Ah, meu Brasil e cidadãos, o q estão fazendo com vc e conosco, o povo? A imoralidade é explicita, como pode?

  42. Parabéns à Crusoé e seus ótimos jornalistas investigativos! Aqui mais um RETRATO CRIMINAL dessas Excelências-Excrescências que envergonham e atrasam nosso Brasil.

  43. Lembraremos sempre que PDT, de Ciro Gomes, e PT, apóiam este indivíduo para a presidencia do Senado.... Tudo para enterrar a Lava-Jato de vez! Bando de bandidos! Se gritar "pega ladrão"....

  44. É por essa e outras (indicação do Kássio pro STF, proteção aos rebentos, etc.) q não voto mais em Bolsonaro. Mas, se estão querendo aplicar um "impeachment" no cara por "falta de capacidade", então TODOS os apoiadores deste golpe vão ter q se preparar pra guerra civil. Não menos que isso. Vamos tratorar Forças Armadas e o diabo q vier na frente. O STF impede o cara de agir na pandemia, Lewandowski acolhi meio mundo de pedidos absurdos contra o governo, e, não satisfeitos, querem dar o golpe?

  45. Como pode o Senado aprovar um projeto corporativista que só beneficia esse vagabundo? Perto de Alcolumbre e Pacheco , Renan Calheiros é trombadinha

  46. Que vergonha!Mais uma vez,o governo e o PT unidos para escolher mais um “picareta” para a Pres do Senado! Total apoio à Simone Tebet!

  47. Após essa reportagem concluimos que o Brasil realmente não tem jeito. Entre quem entrar uma coisa se definiu no país, qual seja, uma quadrilha especial de larápios composta de Deputados, Senadores e alguns membros do STF se apossou dos destinos da Nação. Não vemos luz no fim do túnel.

  48. Esses políticos regulam o transporte público de péssima qualidade para a população enquanto reservam carros e motoristas particulares em benefício próprio

  49. Infelizmente a sanha para a continua destruição do país, não para!! Estamos assistindo mais um complô entre os poderes Leg. e Exec. com a conivência do Judiciário(não julga os processos dos políticos ladrões para chantageá-los), para continuarem chupando o sangue da nação que se enfraquece. Esse Bozo se aliou muito rapidamente a esse esquema de rapinagem e está levando toda a alta cúpula militar com ele!! Será que vão esperar o pais cair na lona para alguém dar um golpe com milhares de mortes!!!

  50. Sou mineira de Belo Horizonte e endosso todas essas denúncias...como se diz aqui na minha terra esse vagabundo não vale o que o gato enterra, presta não sô!

  51. Excelente reportagem. Só confirma o corporativismo das duas casas. No caso, o senado.É a regra. O interesse do país é tratado desde que os interesse deles não sejam prejudicados.Se intitulam homens do povo. Hipocrisia repugnante. O país não mudará, se não houver reformas drásticas, sem protagonismo dos parlamentares.Se depender deles, será o mesmo que colocar lobos no galinheiro. Reformas Gerais, a começar pela Reforma Política. Fora mordomias, verbas rachadinhas,etc.

    1. Mais uma vez petistas se unem aos apoiadores do Bosolnaro para fu... o país.

    2. 👏🏻👏🏻👏🏻 ... esses políticos nem abdicaram de seu auxílio-paletó, nem que fosse para fingir que se preocupam com o povo...

  52. Obrigada pelos esclarecimentos, Cruzoé! Não tinha ideia da dimensão de trapaças que se esconde atrás de uma carinha limpa, postura ereta e discurso didático.. vivendo e aprendendo.

  53. Para quem condenava a "velha política " na campanha eleitoral, Bolsonaro mudou bastante se opinião desde que assumiu a presidência.

  54. Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE” é nossa resposta ao ACORDÃO de BOLSONARO com o ESTABLISHMENT! Não seremos LUDIBRIADOS com o “velho plano de MELHORAS NA ECONOMIA!” Triunfaremos!

  55. Vergonhoso para o Senado se essa pessoa for eleita presidente da casa- mas o que esperar ? Que criem vergonha na cara de uma hora para outra?

  56. Mais um crápula ocupando a cadeira do Congresso! Estamos cheios deles, pessoas que fazem de tudo para chegar a Brasília com o único intuito de defender interesses pessoais e enriquecer a qualquer custo!

    1. O universo político brasileiro é um antro de tranqueiras, ban.didos e corruptos. Será que algum se salva nesse ambiente tóxico? Pobre Brasil!

  57. Definitivamente, nosso país é dos malandros e ladrões. Me pergunto: até quando vou concordar em ser governado por esta gente da pior laia? O nível da nossa tolerância vêm diminuindo e o da indignação aumentando, até o dia, em que tomado pelo torpor do inconformismo, comece a cometer atos contra essa gente e sem avaliar as consequências.

    1. Esse cabra da peste aí☝🏿ou é um desses malucos desvairados ou precisa ser rastreado.Pelo que entendi está informando que vai cometer insanidades. Olho nele..👀

  58. Resumindo , tem todos os requisitos e mais alguns para ocupar o cargo em questão.Para cachorrinho novo já entrou bem no mato.

  59. Sou mineiro e sei que esse cafajeste do Rodrigo Pacheco é um verme asqueroso e que só foi eleito graças a candidatura da Dilmanta.

    1. Estamos nas mãos de VERMES da pior espécie,Tão cagando pro POVO. E o ASNO 171,como sempre,abraçado as RATAZANAS,velhas ou novas,pro tenentezinho de MERDA,o importante é continuar Saqueando o BRASIL.

  60. Uma reportagem desse quilate vai ter repercussão zero na mídia e no congresso. Uma bomba dessa, em um país sério, mudava a eleição no Senado e os envolvidos responderiam pelas safadezas. Aqui? Deve favorecer a eleição do candidato de Brochanaro. Que país é esse?

    1. Num país sério não existem vermes desse calibre na política. Geralmente eles são mortos no ninho. Aqui na Banânia os eleitores analfabetos votam às cegas, os esclarecidos votam em interesse próprio e os sérios são minoria. Resultado: seremos sempre um país de merda.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO