Entre amigos

22.05.20

Na sexta-feira da semana passada, a Polícia Civil e o Ministério Público do Distrito Federal deflagraram uma operação para apurar fraudes em um contrato de 79 milhões de reais para a montagem de um hospital de campanha no estádio Mané Garrincha, em Brasília. A suspeita é a de que tenha havido direcionamento na escolha da empresa contratada emergencialmente para o serviço. Na véspera, um jantar na casa do governador Ibaneis Rocha reuniu alguns dos principais secretários locais, incluindo o de Segurança, Anderson Torres, a quem a polícia é subordinada. Entre os convivas estavam ainda os senadores Eduardo Gomes e Flávio Bolsonaro, filho do presidente da República. A Crusoé, um integrante do governo disse que um dos assuntos do encontro, à boca miúda, foi justamente a investigação da fraude. Detalhe: o empresário alvo da ação que seria deflagrada no dia seguinte, um amazonense que já foi preso e investigado em diferentes frentes por envolvimento em desvios de dinheiro público, é um velho conhecido de Gomes. À mesa estava o genro de um dos alvos da investigação. No governo, a operação foi considerada um sucesso do ponto de vista político, uma espécie de “explosão controlada”, porque não houve maiores danos à imagem do governador ou de seus aliados. Para Anderson Torres, observa reservadamente um colega dele na administração, serviu como um vistoso cartão de visitas diante do clã Bolsonaro. Delegado da PF, o secretário é próximo da família presidencial e já se pôs à disposição para assumir um cargo no governo federal. Em tempo: no dia da deflagração da operação, o Ministério Público já desconfiava de um possível vazamento.

Correção: na primeira versão desta nota, publicamos que o senador Eduardo Braga, do Amazonas, participou do jantar. A informação estava equivocada. Além de Flávio Bolsonaro, quem esteve no encontro foi o senador tocantinense Eduardo Gomes, também do MDB e líder do governo no Congresso. Pedimos desculpas.

Agência BrasilAgência BrasilIbaneis: jantar na véspera da operação, com direito a convidados especiais

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Urge insistir e enfatizar: as manobras do BOÇALnero e seus "parças" expuseram à luz do sol o "núcleo podre" da PF ! Trata-se de um grupo de servidores que, em troca de poder e benesses, aceita executar os "serviços sujos" ordenados pelos corruptos de plantão. Para preservar o profissionalismo e o respeito que angariou da população brasileira, máxime, a partir da LAVA JATO, a PF terá que cortar na própria carne e expurgar a moita de "RAMAGENS" e correlatos que a infesta e conspurca !

  2. Notícua bombástica. Coloquem os repórteres para apurar mais de perto o roubo nos Estados e Prefeituras. Vai ficar mais bonito pra voces. Melhor q essas noticias q não dizem nada, apenas baseadas em fofocas, de que alguem falou. Que é isso, tá feio.

  3. “Coronão” correndo solto por todo o Brasil, mensaleiros e centrão colocando a mão no $ público novamente e numa reunião daquele baixo nível, ainda há gente que acredite em reeleição. Bolsonaro e Lula não serão reeleitos jamais!

  4. Vamos separar bem as coisas para depois juntar tudo de novo: O Lula foi um ladrao descarado e chefe da quadrilha que sempre pendurada no Poder, quase quebrou o Brasil (e seus lambe-saco são uns quadrilheiros sem escupulos, apátridas e sem vergonha). O Bolsonaro é um rufião despreparado e tem uma prole que como ele vive da política e poderão quebrar o país (e seus lambe-saco são uns militantes sem escrúpulos, apátridas e sem vergonha). No fundo são 2 espertalhões incultos e farinha do mesmo saco.

    1. Por que razão, o Brasil que tem 148 milhões de eleitores, não consegue encontrar 1 mísero cidadão capaz de pensar apenas numa boa administração este país ? Por que só temos gente que não presta na presidência da republica, no senado, na câmara, no STF ... ??? Seria a política remunerada uma exclusividade de picaretas?

  5. Isso é só o começo de um governo que desmorona a cada dia... Filho do presidente junto com investigado mais vazamento de investigação da PF... Está se formando uma NomenKlatura... É incrível, mas nada é tão ruim (PT) que não possa piorar (JB)...

  6. O Eduardo Braga não é amazonense, embora tenha sido governador aqui e siga como senador investigado e com “culpa” no cartório como mentor intelectual dos que o seguiram e aluno com mestrado de seu antigo professor. A história vai contar a verdade, esperemos.

  7. Crusoe, ”uma ilha no jornalismo”. A ilha poderia ser Alcatraz ou Ilha do Diabo, afinal estou preso nessa revista por mais um ano, por um esquecimento de cinco dias (renovou automático). Já o jornalismo é um show de parcialidade, perseguição e outras mazelas que a esquerda instalou no Brasil. Mas, tudo tem fim.

  8. Corrupção de amigo do Bolsonaro, aí não aparece nenhum MAV reclamando. Imagina se fosse no Rio, como estaria essa área de comentários.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO