A fusão PSDB-DEM

19.10.18

Em um almoço em Brasília ocorrido dois dias depois do primeiro turno, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, do DEM, e o secretário-geral do PSDB, deputado Marcus Pestana, iniciaram as conversas para a fusão dos dois partidos. A ideia é atrair também o PSD e o PPS e, juntos, formar uma bancada com 100 deputados. O embrião desse plano, ao menos na vontade de seus entusiastas será um bloco parlamentar que eles pretendem organizar com essas legendas na próxima legislatura e cuja primeira missão será apoiar Maia na disputa pela presidência da Câmara.

Luis Macedo/Câmara dos DeputadosLuis Macedo/Câmara dos DeputadosRodrigo Maia é peça-chave do plano

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Ninguém, de princípios nacionalistas, pode apoiar essa maquiavélica fusão. Juntam-se os crápulas sob título de democracia. Em verdade são os gatos azarentos da política brasileira se juntando para tornar qualquer mudança de limpeza Bolsonaro na anarquia devastadora do erário brasileiro.

  2. Lá vai o DEM embarcar numa canoa furada só para incensar esse moleque do Maia.O PSDB precisa,como o PT e puxadinhos,curtir uma esfrega de rejeição do tamanho desse maravilhoso e amado País /Continente.

  3. Maia pode sair do DEM para o PSDB. Onyx Lorenzoni jamais estará ao lado de FHC. Kim Kataguiri jamais estará com FHC. Mais fácil Doria trocar o PSDB pelo PSL.

  4. Penso que esses partidos devem passar por um amplo processo de autoanálise, uma reflexão crítica sobre os erros que cometeram ao longo desses 33 anos de redemocratização e, ao final, fazerem uma reciclagem total banindo, de vez, toda forma de fisiologismo. Tentarem criar siglas novas sem alterarem profundamente o modus operandi, é a mesma coisa que colocar uma máscara da Gisele Bündchen no rosto da Derci Gonçalves antes de morrer.

  5. Temos nojo dessa podridão. Mas o Capitão se eleito irá publicar via Redes Sociais tudo que esses podres farão contra o Brasil.

  6. Uma tentativa desesperada que se chama "tática de sobrevivência". Esses mortos-vivos fazem esses arranjos e se esquecem do principal: combinaram com os eleitores? É uma estratégia casuística que visa tão somente aglutinar forças mirando a Mesa da Câmara.

  7. Para mim podem juntar quantos partidos quiserem, desde que se alinhem com o novo Presidente, ou seja, JAIR MESSIAS BOLSONARO...

  8. Xi, o "botafogo" ficou irritado com a negativa do meu Rio em colocar seu paizinho de volta. Será o mesmo que fizeram na coligação com o Chuchu, 4,5%

  9. O DEM vai entrar em uma furada. Ele está no meio desta barafunda, e o PSDB criador do PT, graças ao Fernando Henrique e sua finada esposa está chegando ao fim. Acredito mesmo que o Doria se eleja e deixe o Partido. Se tentarem a formação de um bloco para pleitear cargos, isto não caminhar com o Bolsonaro, que diz sempre que não vai utilizar a política de troca para governar. o que ele quer mesmo é a Presidência da Câmara. Aliás o Michel apareceu lá não vamos assistir a um 'replay' com novo ator.

  10. Será o abraço eterno do morto com o desesperado. Esses partidos terão que aprender a se refundarem. O PSDB sempre teve meu voto, agora entre uma dúvida e outra, ficou minha certeza depois da declaração do FHC sobre a porta para o PT e um muro para Bolsonaro. Eles ainda não entenderam a lição. Teremos que desenhar?

  11. E o povo continua votando nesses lixos de partidos. Eles sempre dão um jeito pra governar pra si e não pro povo. Voto avulso pra ontem!!!

  12. Essa pilantragem de partidos se unirem deveria ser proibida, o eleitor quando vota num deputado, está escolhendo ele e não o partido

  13. Pois é... Voltando as origens! PSDB + DEM = MDB + ARENA Sempre juntos para parasitar o estado, desde o regime militar. Predadores em busca de vantagens.

Mais notícias
Assine
TOPO