Bandeira branca

30.10.20

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, fez um carinho no colega da Economia, Paulo Guedes. Ambos andam às turras desde que Guedes o acusou nos bastidores de traição, em meio à briga sobre o fura ou não fura o teto de gastos do governo travada ainda no primeiro semestre. Nas últimas semanas, Marinho ajudou Guedes a chancelar o nome de Vitor Eduardo de Almeida Saback para a diretoria da Agência Nacional de Águas. Desde 2019, Saback exerce a função de assessor especial do ministro da Economia para demandas com o Congresso. Seu nome foi aprovado pela Comissão de Meio Ambiente do Senado na segunda-feira passada, 19. A trégua foi rompida nesta quinta-feira, 29: em audiência no Congresso, Guedes voltou a partir para cima de Marinho, sem citar o nome do colega de ministério. Disse que a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) é uma “casa de lobby” que financia “ministro gastador para ver se fura o teto, para ver se derruba o outro lado”.

Agência SenadoA nomeação de Vitor de Almeida Saback para a Agência Nacional de Águas foi um momento de trégua na briga entre Paulo Guedes e Rogério Marinho

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Vindo de Rogerio Marinho, esta nomeação parece mais um beijo de Brutus...Guedes tem de reforcar sua linha de acao e trucar, pois vai ficar cada vez mais emparedado descartado assim que possivel pelo "mito".

    1. O "mito" nunca teve compromisso com nada muito menos com as ideias de Guedes. Hoje o "mito" tem somente um compromisso : salvar a própria pele.

    1. Verdade, Carlos, ainda que parte de suas batalhas sejam importantes, ele já se tornou um estorvo para o Bolsonada. Ruim com ele, péssimo sem ele.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO