Carlos Fernandodos santos lima

Precisamos reformar a política e não a Constituição

30.10.20

Ricardo Barros, atual líder do governo Bolsonaro, ex-ministro da Saúde no governo Temer e membro da base de apoio de Dilma, Lula e Fernando Henrique Cardoso, um dos mais proeminentes representantes do que há de pior da política brasileira, o Centrão — um agrupamento que suporta qualquer governo desde que bem remunerado —, propôs esta semana o golpe definitivo contra a democracia brasileira: uma nova Assembleia Constituinte.

“Mas, Carlos Fernando, um plebiscito não é um mecanismo essencialmente democrático? Como isso seria um golpe?”, podem questionar os caros leitores. Antes de mais nada, uma nova constituição deve decorrer de um rompimento da ordem constitucional anterior, ou seja, de um momento em que as soluções apresentadas pela velha constituição não tenham mais condições de resolver os problemas atuais da sociedade que pretende reger.

Assim acontece agora com o Chile, pois a atual constituição chilena é fruto do regime militar de Pinochet, ou seja, é uma imposição aos chilenos de um preço para que os militares deixassem espontaneamente o poder. Assim, enquanto a nossa Constituição Federal é resultante de uma escolha democrática, mesmo que imperfeita, pode-se dizer que somente agora o Chile está rompendo com a ditadura. Os problemas atuais da sociedade chilena e que estão levando parte significativa da população para as ruas, portanto, precisam ser equacionados finalmente pela vontade maior do povo.

Aliás, foi por compreender que uma constituição ganha legitimidade quanto mais próxima do povo que no Chile houve a opção popular por uma assembleia constituinte exclusiva, composta por cidadãos, não partidária, e com igualdade de representação por gênero. Os chilenos não estão cometendo o erro de nosso processo constituinte, que permitiu uma assembleia não exclusiva, dominada pelos políticos brancos e homens, imiscuindo a política rasteira nas grandes discussões constitucionais. Note-se inclusive que não foi por coincidência que ali nasce o nefasto Centrão.

Aqui no Brasil, com certeza, o desejo de Ricardo Barros não é o de uma constituinte exclusiva, aberta para cidadãos em candidaturas avulsas. A ideia de Ricardo Barros, não duvidem, é a de transformar o atual Congresso Nacional, esse mesmo legislativo repleto de investigados, denunciados e até condenados por corrupção, na nova Assembleia Constituinte. Teríamos, enfim, que engolir a participação exclusiva da classe política no processo, com seus interesses particulares e privados, quando não criminosos.

E um desses interesses criminosos é revelado pelo mesmo Barros sem qualquer pudor. O seu maior desejo é o de acabar com a interferência dos órgãos de controle sobre o que ele chama de “política”. Em um país com uma impunidade secular de poderosos, Ricardo Barros pretende agora explicitá-la, torná-la regra constitucional, destruindo a independência do Ministério Público e do Judiciário, transformando-os em sinecuras cujo único objetivo seria de encarcerar a população mais pobre, negra ou parda, mas nunca de fazer cumprir as leis para quem detém poder político ou econômico. Enfim, o desejo de Ricardo Barros é o de dar um golpe, implantando um governo do corrupto, para o corrupto e pelo corrupto.

Entretanto, não se pode negar que temos problemas graves ameaçando nossa legitimidade constitucional. Cada vez mais a Constituição brasileira é uma colcha de retalhos formada por um processo de emenda constitucional descontrolado e vulgarizado. É só ver o processo de dois turnos em cada casa, Câmara dos Deputados e Senado Federal, pensado para permitir uma maior reflexão sobre as mudanças e suas consequências, e que foi transformado em uma brincadeira de votações pela manhã e à tarde do mesmo dia.

Além disso, a opção do constituinte de 1988 por uma lei maior detalhada tem sido levada ao extremo, pois grupos de interesses procuram hoje cimentar seus interesses particulares na Constituição, de modo a garantir-lhes os benefícios do estado em detrimento dos demais cidadãos. Assim, esses agrupamentos políticos, comandados principalmente por Rodrigo Maia, somente falam nas reformas que objetivam manter o estado vivo, mas tísico, funcionando o suficiente para que o sistema parasitário sugue os recursos públicos. Nós, brasileiros, somos para eles apenas animais em currais cujo objetivo é o de os alimentar com o suor de nosso trabalho.

A única forma de resgatarmos a Constituição Federal desse sequestro que os políticos impõem é a de procedermos a uma ampla e profunda reforma política. Precisamos diminuir a necessidade de recursos lícitos e ilícitos do atual sistema político-eleitoral-partidário. Para isso, é preciso compreender que uma estrutura de 33 partidos políticos – pelo menos até esta semana segundo o site do TSE – é insustentável. Um partido político deve representar uma visão de país, e não contas bancárias a serem abastecidas com dinheiro público ou conseguidos com a venda de apoio e tempo de televisão.

Precisamos democratizar os partidos, impondo-lhes diretrizes claras que impeçam o seu controle apenas por caciques partidários, como se partidos políticos fossem apenas propriedades particulares. Temos que incentivar a participação popular nessas agremiações, fazendo com que haja a filtragem de lideranças que possam contribuir com o processo democrático em seus mais diversos níveis. Mesmo com os avanços da democracia direta, não podemos prescindir dessa função de criação de lideranças que os partidos políticos possuem, pois é justamente a capacidade de compor interesses diversos e legítimos através de um processo de diálogo de lideranças informadas e imbuídas de interesse público que define o melhor sentido a política.

A conclusão a que se chega é a de que precisamos revolucionar o país, não com uma nova constituição, mas com o retorno aos seus princípios básicos: igualdade de todos perante a lei – com o fim de uma casta de poderosos que abusa das facilidades do sistema jurídico para burlá-lo; a tripartição dos poderes, especialmente com o respeito pelo Judiciário como instância final de decisão sobre conflitos, mas também com a restauração dos limites de competência entre as diversas instâncias e com o retorno à colegialidade e à circunspecção e cautela das decisões dos tribunais; e com um assertivo esforço para que o estado seja um grande equalizador, por cima, e nunca por baixo, das condições de saúde e educação dos brasileiros, para que esses possam se desenvolver como pessoas e cidadãos. Infelizmente, não são esses os objetivos do adesista Ricardo Barros.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Coletivista, progressista, adepto de cotas para tudo, fissurado em controle e burocracia. Enfim, mais um “perfeito idiota latino americano” nas palavras de Montener.

  2. Como alguém pode falar em reforma política  e não mencionar a excrescência que é o sistema proporcional? De 513 deputados eleitos na Câmara, só 27 dependeram dos próprios votos para se eleger. Mais um sucesso de representatividade da nossa Constituição cidadã. 1) Voto distrital, impresso ou auditável, recall de mandato,fim do fundo eleitoral e partidário, candidatura independente. 2)Regimento interno da Câmara e do Senado. 3)Reforma partidária, a forma de seleção de candidatos de forma aberta.

  3. Em uma democracia madura e séria - não recheada de bandidos como a nossa- uma meia dúzia de partidos é mais do que suficiente para representar todas as vertentes ideológicas e visões de sociedade. O triste é que no Brasil fundar partidos políticos virou um grande negócio. Os partidos deveriam ser sustentados exclusivamente pelos seus simpatizantes.

    1. Só pq o financiamento é público! Partidos livres SEM financiamento público!

  4. “...igualdade de representação de gênero (...) o erro do nosso processo (...) dominada por políticos brancos e homens” O q visão identitária tem a ver com desenho de estado? A constituição americana seria melhor de alguma forma se tivesse sido escrita por um grupo composto somente por transgêneros, negrxs da classe C? E pq só gênero ou cor de pele? Incluam profissão, cor dos olhos, time de futebol, nível de escolaridade. E pergunta q n quer calar: qual % evangélicos, pró-vida teremos neste grupo

    1. Compreendo você. Contudo, para para mim, o problema é que o termo "gênero" passou a ser associado automaticamente ao sexo, sentido desfigurado pela própria língua portuguesa. Quando foi criada, a CF representava o que tinha de mais conservador para os progressistas. Não falo de esquerda, ok? Cansada de confundirem esquerda, oposição, progressismo (não disse que você faz isso), assim como muita gente inteligente confunde política com partido político. Antes de mudar a CF, precisaríamos testá-la.

  5. “...enquanto a *nossa* CF é resultante de uma escolha democrática, msm q imperfeita, pode-se dizer q somente agora o Chile está rompendo com a ditadura ” O fato da constituição chilena de 80 ter sido ratificada em plebiscito e reformada ao longo das décadas é esquecido. Tb é irrelevante o fato da CF 88 ter sido feita por tons do mesmo espectro ideológico resultando na 2a maior constituição do mundo q não protege devidamente garantias mas q tem o estado gigante q manda em tudo dsd o Dit Getúlio.

  6. É impressionante como pessoas esclarecidas não conseguem se livrar dessa visão coletivista do mundo, visão esta que é essencialmente antiliberal. E esta é a característica mais traiçoeira desta visão, ela se vende como liberal, plural e tolerante quando na verdade só aceita a conformidade ao pensamento do meu grupo.

  7. Excelente Carlos Fernando! Uma aula de cidadania em formato de alerta. Texto claro, objetivo, bem escrito e com visão ampla e social do Direito! É muito bom poder lê-lo! Parabéns!

  8. sim; verdade seja dita: o Brasil nao precisa de mais leis; ja temos o suficiente, o que precisamos é de fazer cumprir estas leis a todos e sobretudo punir com maiores rigores criminosos do colarinho branco.

  9. Além dessa famigerada constituinte feita nas cocas, estão tramando com as comissões formadas por Rodrigo Maia, para normatização das facilidades para impedir que eles sejam investigados, condenados e presos. Vejam que estão fazendo todas as modificações para beneficiá-los, com a PEC da Prisão em 2ª Instância.

  10. Uma constituinte só deve ser implantada com a eleição de pessoas de reputação ilibada, probos, sem manchas na biografia, não com os políticos que estão atualmente, que não teem nenhum desses predicados. Eles teem que ser de fora da política e que não pretendam se eleger após a promulgação ou que não possam se candidatar a cargos públicos nos próximos 15 anos. Nessa constituinte deve ser, também, incluida uma Reforma Política, com a implantação do voto distrital, e redução do número de políticos.

  11. Não adianta fazer uma nova constituição se quem a fizer forem os mesmos que fizeram a última, os próprios políticos, que não representam o povo e sim seus próprios umbigos. A "Constituição Cidadã" brasileira foi feita por quem detém o poder e quer permanecer lá... Político não pode nem deve participar de elaboração de constituição nenhuma. Quem tem condição de fazer uma constituição decente é quem entende de lei, juristas renomados. A constituição deve proteger e representar o povo.

  12. Fui, a primeira vista, favorável à possibilidade de uma nova constituição. Sobretudo, diante dos fatos narrados, a de se pensar melhor. Realmente, No momento atual, uma nova publicação, seria entregar de vez o país aos Cleptocratas. Triste realidade!!!

  13. A ideia foi excelente. Escrever uma CARTA não uma cartilha ,como temos hoje. Já deu inicio a discussão e isto é importantíssimo. Precisamos simplificar , e fazer as mudanças necessárias. Teremos que eleger ou nomear pessoas ilibadas que terão somente este objetivo. Ou seja para alterar e ou criar esta CARTA. Assim hoje sem tomar partido faria um trabalho para o PAIS. Direitos e deveres para o CIDADÃO e aí sim evitaríamos esta leviandade que hoje favorece "CASTAS" e prejudica o restante.

  14. extinguir ministérios, fundir Câmara e Senado com máximo de 100 pessoas de alto saber, extinguir cargos de confiança, unir municípios com menos de 300 mil habitantes, para administração única. reduzir número de prefeitos, secretarias, etc moldar o peso do estado para, no máximo, 30% do PIB. Esmagar a corrupção etc Sem isso, o Brasil não sai da merda

  15. Fosse feita novas eleições e com novos membros fosse feita a nova Constituição. O problema que esta como está, cheia de vícios e proteção aos corruptos não vamos a lado nenhum .

  16. Concordo plenamente com a necessidade dessas reformas? Mas como os ratos estão as soltas e não há gatos suficientes para caçá-los, me pergunto qdo isso será possível. Há alguma maneira de a sociedade se organizar, exigir e participar, por exemplo, de uma reforma política? Poderia a sociedade fazer isso via moções populares?

  17. Concordo que o plano de mudar a constituição agora pode não ser o melhor, mas a nossa constituição é demasiadamente grande e confusa, inacessível ao brasileiro médio. Além, disso, como o Senhor escreveu, grupos de interesse se aproveitam da forma como a constituição foi redigida e inserem privilégios para si dentro da carta magna. A nossa constituição nasceu errada, feita por políticos que se achavam e ainda se acham donos da ditadura. Na realidade, a República já nasceu errada, com um golpe.

  18. É tudo que eu queria ouvir: "Assembleia Constituinte composta por cidadãos". Aí pode ser que saia alguma coisa que ajude a população.

  19. Caro Carlos, figuras como o senhor, Deltan e Moro não podem passar ao largo do processo político. Ficaram muito grandes para não se lançarem candidatos. Apenas com um time forte de políticos gabaritados como vocês poderemos sonhar com dias melhores. Apesar de todo o sacrifício pessoal, precisamos de vocês mais do que nunca. Uma vez lá, poderão inspirar outras candidaturas exemplares conforme novas figuras se destaquem. Assim teremos um legislativo forte e capaz de promover as reformas necessári

    1. Só com a lava jato no Senado, poderemos sonhar com a faxina no STF por exemplo. Com iniciativas genuínas de melhora do sistema judiciário. E a partir de então criar os alicerces para reformas mais profundas. Precisamos de vocês no legislativo. #lavajatonosenado

  20. Certíssimo. Para isso é preciso q o povo se mobilize, como o fez à época do impeachment. Sem liderança, como a do movimento Vem pra Rua, fica difícil. Se o Vem pra Rua se concentrasse nisso, ganharia adesão até mesmo dos bolsominions...

  21. Excelente texto, está perfeito. Ricardo Barros é o esgoto da política brasileira, como gde parte do Congresso repleta de Investigados e Réus por corrupção e lavagem de dinheiro. Esses bandidos é q fazem a leis, claro , sempre a seu favor. Um bando de aproveitadores do dinheiro público, liderados por Maia e Alcolumbre tb, investigados. O cenário é vergonhoso !!!

  22. Concordo integralmente com sua visão! Além do mais, não há constituição ou governança que resista à indecência.

  23. ...Nenhuma Regorma Política ou Constitucional transforma bandidos em cidadãos. Uma civilizacao que muito legisla, esta em decadência. Essa horda de aloprados hipopótamos quer é passar o resto da boiada pro pasto da impunidade.

  24. Precisamos, no governo, de pessoas éticas. Menos esperteza e mais sabedoria, pessoas integras, que querem o bem para todo o Brasil, não para esse ou aquele grupo. Pessoas que se empenhem arduamente, sem atalhos, sem passar por cima dos que são bons, por cima do que é correto, sem passar boiadas na calada da noite, trabalho constante, com metas, c/ foco e sem entrar em discussões e temas estéreis, inúteis. Não precisamos de pessoas pequenas, nem medíocres. Precisamos de pessoas c/ grandes ideais!

  25. Quanta lucidez! como trilhar esse caminho? NÃO conseguimos mudar os integrantes do congresso, e quanto tentamos renovar acabamos com mais do mesmo? Estou completamente sem esperança em um futuro melhor, sinto a democracia sendo destruída

    1. Com certeza! O Brasil vai acabar de novo em um golpe militar. É muita podridão, é muito deboche. Alguém no quartel deve estar MUITO incomodado com essa esculhambação. É questão de tempo, já aconteceu antes...

  26. PARABENS, DR. CARLOS FERNANDO! INFELIZMENTE GRANDE PARTE, OU MELHOR DIZENDO, A IMENSA MAIORIA - DA POPULAÇÃO DE NOSSO PAÍS, NÃO POSSUI ACESSO A ESCLARECIMENTOS COMO ESSES CONTIDOS EM SEU ARTIGO.

  27. Como conseguir tudo isto com um Congresso repleto de réus, com um stf e trib superiores compostos por interesses rasteiros. A CF88 com seu transitado em julgado é uma farsa. tal qual o próprio Centrão o é.

  28. A Reforma Política é prioritária, porém, faz-me lembrar aquela fábula: "Assembléia dos Ratos". Sabemos que temos que colocar o guizo no pescoço do gato, mas, quem irá colocá-lo? (como perguntou o velho rato que quietinho tudo observava, ao ouvir a decisão da assembléia) Como realizá-la com o Congresso que temos, independente dos políticos de plantão, já que traz em sí vício de origem, aperfeiçoado pelo tempo, ano após ano, desde a Velha República? Como vencer esse espírito de corpo?

  29. Permita-me minha leitura assinada desse memorável artigo. Indagações surgem-me como simples pensador do Direito: Não foi o centrão da Constituinte (1987-1988 ) que trouxe para essa Constituição tudo de ruim que ela pode abrigar? Pelo visto naquela época e agora com esse misto de baixo clero e centrão presentes estiveram aqueles homens tão bem definidos por José Ingenieros em sua clássica obra? E o STF como legislador Constituinte em algumas causas não é negação da Lei Maior. Mas HABEMOS LEGEM!

  30. Muito bom Dr Carlos Fernandes. Dá calafrios achar que os deputados irão arrumar uma forma de criar uma 'comissão de notáveis' ou algo do gênero para criar uma nova CF, vai estar lotada de 'notáveis do Centrão'. Serão capazes de inventar uma sexta instância na Justiça (já inventaram a quinta - o juiz de garantias).

  31. Infelizmente o Governo atual, deixou-se dominar pelo Centrão e vai ser difícil de se livrar dele. Tudo que o Governo quiser , tem que ser aprovado por este maldito grupo de políticos, que governam em seus próprios interesses. Esta suposta alteração da Constituição, tem que ser paralisada.

  32. Concordo que a reforma política seria a primeira das reformas, no momento atual do Brasil. Contudo feita pelos atuais políticos, seria um "arremedo"!

  33. E mais, Bolsonaro quer destruir a democracia e de tentativa em tentativa, acabará conseguindo. Com vários erros, vai se aperfeiçoando até que... Só a imprensa atenta pode impedi -lo. Continuem a luta, não abaixem a guarda, o homem só pensa nisso e não mede esforço!

  34. É golpe sim, porque esse deputado sabe que a maioria dos eleitores não sabem avaliar se a constituição é boa, ruim ou qualquer outra coisa. Portanto vão escolher o que esses crápulas golpistas quiserem!!! Bando de safados!

  35. Excelente. precisa ficar cada vez mais claro, quais açoes são necessárias pra mudarmos a polica e torna-la viavel para um BRA melhor.

  36. Perfeito Doutor, sem tirar nem por. Os políticos estão se sentindo apoiados pelo Jair, pelo 01 e seus simpatizantes e “forçando a colagem” dos termos “judiciarização e criminalização” da política, como se inocentes perseguidos fossem pelas instituições de fiscalização e justiça do Estado. Os advogados de bandidos de Brasilia e os togados garantistas blindadores aplaudem.

  37. ÀS CLARAS, AS NA SOMBRA Assim que o meliante apresentou sua milagrosa idéia, pensei "isto não saiu por acaso" vem do discurso do Bolsonaro e sua trupe familiar, de resolver as coisas na ponta do coturno e na porrada. a Assim como agora o Bolsonada virou centrista, uns e outros querem aproveitar para passar a boiada. CHEGA PÔRRA!

  38. Excelente artigo! A "Brasília Política" e a "Brasília Judiciária" estão acabando com o Brasil. O caminho da redenção é a reforma do sistema político atual, conforme propõe o autor do artigo.

  39. Perfeito, leituras assim parecem fazer renascer uma esperança q insiste em morrer por esse país. Q a revolução surja e aconteça contra a velha política.

  40. "Um governo do corrupto, pelo corrupto e para o corrupto." Que pérola demonstrativa da era que vivemos, Sr. Carlos. Mas o que esperaríamos caso estelionatários tomassem o poder, senão isso? Leis contra eles? Rigor da justiça contra eles? Ainda bem que não é o caso. Fomos salvos pelo messias.

  41. Muita verdade em poucas palavras.... Mas, ao contrário do slogan da ITAIPAVA, dias piores virão.... uma sociedade atacada diariamente pelas insanidades públicas; com uma classe trabalhadora entregue à própria sorte; com uma juventude sem formação, educação e cultura; com uma quantidade absurda de “ ninguens” nos poderes da república não vamos infelizmente a lugar nenhum. É só lembrar que a maior renovação do Congresso nas últimas eleições nos trouxe mais do mesmo. As próximas trarão o quê?

  42. Excelente texto!! É importante que seja reproduzido e disseminado, para que toda essa informação chegue a mais e mais pessoas. Informação é tudo o que se precisa para conseguirmos mudar essa situação lamentável em que estamos.

    1. Concordo plenamente! O artigo é impecável e vai direto ao cerne da questão!

  43. A Reforma mais urgente neste país, é a Reforma Política, para eliminar esse monte de partidos, políticos corruptos e essas traficâncias. Só assim poderemos ter um futuro. MORO22!

  44. Parabéns, direto ao ponto, excelente artigo ! Obrigado ! A luta começa dia 15 de novembro, muito mais na camara de vereadores que na prefeitura em si, esta ja eh uma consequência de nossos votos anteriores ! Para limpar a politica, acredito que o Partido eh mais importante que candidatos (haja visto nosso exemplo maior "mito"), tem de haver uma "auto faxina" como a que o Novo fez com Sabara e a que PT, PSDB, MDB nao conseguem fazer (Centrao nem conta pois pega a sujeira toda de volta).

  45. Sempre tem um maluco inventando algo para aparecer. Basta a imprensa não anunciar. Mesmo está iprensa podre que é esta revistinha

    1. Se esta “revistinha” é o que você diz, por que então você a lê? Ninguém é obrigado a ler o que não quer! Afinal ainda moramos em um país livre apesar de tudo! Abraços!!!

  46. Texto de clareza, de obviedade e de oportunidade ímpar. Parabéns!!! Os princípios constitucionais nascidos da igualdade de todos precisam ser restabelecidos com a urgência que tão somente a REFORMA POLÍTICA poderá patrocinar. Sua manifestação precisa ser levada à imprensa aberta e livre para conhecimento de todos no país!

    1. Só ouço precisamos fazer e eu quero saber como fazer ,será que alguém não pode sugerir para nós irmos paras ruas pois foi assim que o Chile fez.

  47. Perfeito! faz tempo que afirmo o mesmo. Não adianta fazer reforma da previdência, tributária ou administrativa. Sem uma verdadeira reforma política q anteceda as outras, será apenas trocar 6 por meia duzia. Quando digo "verdadeira" reforma política, entendo q seja uma reforma q valorize a vontade e desejo popular dos brasileiros e q tenha mecanismos fáceis de destronar esses políticos hipócritas q prometem A e nos entregam B depois de eleitos. Pra finalizar, Bolsolula ou Lulanaro nunca mais!!!!

  48. Na hipótese possível e democrática de uma constituinte exclusiva , em momento oportuno e não “oportunista” , que tal repensar na REPÚBLJCA DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL ? A ex. dos EEUU? Criar Estados autônomos , descentralizados do poder central com independência nos moldes americanos talvez sustasse a volúpia do sistema atual e desse outro contorno à gestão política , econômica e social . Cada um no seu quadrado, unidos nos interesses comuns como nação.País continente é ...ingovernável !

  49. nova constituição...ta bom...isso cheira a golpe, com certeza iriam transformar o Brasil na nova Venezuela, poder total para oo nefasto PR.que Deus nos livre desta praga logo

  50. Bravo, bravíssimo! Uma denúncia completa. Todos os pontos bem colocados. E de modo a simples e direto, que desperta a consciência do cidadão brasileiro. Com a marca da coragem e lealdade.

  51. Excelente texto que aborda com precisão a necessidade de uma reforma política séria. Não podemos permanecer reféns de péssimos políticos, que se elegem comprando voto de eleitores pouco esclarecidos.

  52. Neste texto traduzistes com excelência o que almejo para este país. Concordo com cada letra deste inspirado arrazoado. Pena não contarmos com mais cabeças lúcidas e bem intencionadas, como a tua , para gerir esta Nação. Ao ler teus conceitos, entendo o sucesso da lava-jato - não foi um acaso, ou uma circunstância. Foi o fruto de um sonho de alguns que ousaram romper o nosso status quo tão lamentável. Seria pedir muito que o senhor se lançasse candidato a Deputado Federal?

    1. Melhor fazer parte, Vice Presidente, na Chapa SérgioMoro

  53. Texto forte , verdadeiro e amargo. Um retrato da política comandada pelo Coronel da impunidade Rodrigo Maia, Criatura do Pântano e Pelos Mendes , Toffolis e Aras. Sinto náuseas

  54. Carlos Fernando = admiramos seu trabalho e esforço . Sua dedicação e persistência. Só que o "precisamos" usado tantas e tantas vezes por você e outros com iguais intenções ,já nos cansaram , já sabemos e concordamos com mudanças radicais. Mas como, se lutamos contra a enorme muralha , inatingível e poderosa?

  55. Poxa que artigo maravilhoso, com uma clareza que dói na mente dos corruptos e oportunistas de plantão. Seria perfeito uma Constituição justa e igualitária num país que fosse justo e igualitário

  56. O último parágrafo mostra que a missão de reformar o Brasil para os brasileiros, será impossível. Se a população não se indignou nem mesmo com a nomeação de um ministro que fraudou o próprio currículo, como iremos reformar o Brasil? Na minha modesta opinião, os brasileiros não enxergam falta de ética como uma falha grave .

    1. Se continuarmos a acreditar em salvadores da pátria nada vai mudar. Não dá mais para fazer frente à dimensão que tomou essa corja sem que o povo vá em massa para a rua. Mas agora, em meio à Covid, o melhor mesmo seria alguém aproveitar o tempo para começar a organizar isso, a fim de que as grandes manifestações futuras venham a ter sentido e eficiência.

  57. Sim ! Precisamos qualificar nossos políticos e nossos administradores públicos ! Precisamos qualificar o ensino brasileiro , desde a creche , até as formações de pós graduação ! - Sem estas qualificações , um Brasil bom para se viver , fica cada vez mais longíquo !

  58. Em 2022 SÉRGIO MORO será nosso “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” O Brasil finalmente terá Um Governo Fundado no “IMPÉRIO DA LEI!” Triunfaremos!

    1. Prezado Claiton, minha preocupação é o que fazer com Gilmar Mendes, Lewandowiski, Dias Toffoli, Kassio Marques, etc. Será que eles deixariam o Sergio Moro criar o "Império da Lei" como gostaríamos ou continuariam a sabotar as iniciativas de moralizar o país e proteger a elite de bandidos ?!

  59. Antecipo meu #VotoNãoPlebiscitoContituição com esses políticos que estão aí seria todos os deveres para os cidadãos e todos os direitos só para os políticos e poderosos.

  60. Concordo no fato de que precisamos de uma reforma profunda na política brasileira e que esta reforma traga a lisura necessária ao seu domínio. Entretanto, como quem participa dela são os políticos existentes e, a maioria deles tem processos em andamento, duvidam que possam querer reformar para não continuar beneficiando-os. Lamentável!

  61. As diversas quadrilhas que operam nas esferas de poder querem legalizar seus crimes. O artigo foca bem o problema e dá boas sugestões, realmente precisamos reconstituir a moral, a ética , a vergonha na cara e a honestidade no ambiente político. Gentalha como ricardobarros e o botafogo nada tem de útil para o país.

  62. Perfeito! Tocou em pontos fundamentais! Mais uma análise consequente e coerente com o que se espera de um cidadão compromissado com a ética e a justiça social. Um chamamento: "sapere audi"! Parabéns Carlos Fernando!

  63. Ótimo Dr. Carlos Fernando! Esse é o meu pensamento também: uma reforma política ampla. Você foi preciso em todos os pontos.

  64. como sempre bellissimmo texto-quanto a ricardo barros é mais um malandro brasileiro na politica(pior; malandro linguinha presa) o sujeito constrange os paranaenses decentes. em 2022 esse excremento vai ter de fazer outras coisas.

  65. Muito bom!! “A lição sabemos de cor, só nos resta aprender” e ter forças para colocar em prática. Sua lucidez e vigor é sempre uma luz no fim do túnel. Obrigada

  66. Teu texto, como sempre, direto ao ponto e verdadeiro, porém, infactível- Eclesiastes 8:9 diz “homem governa o homem para seu próprio prejuízo “.

  67. Infelizmente, com tristeza no coração mas com respeito à família preciso dividir meu tempo, diminuir minha dedicação ao trabalho para iniciar uma migração patrimonial para fora do Brasil. Estou jogando a toalha...

    1. Te respeito e desejo boa sorte, Mario, mas espero que Moro não faça o mesmo..

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO