Josley Batista, em visita ao IDP em pleno sábado, um mês antes de estourar a delação: encontro com Gilmar Mendes (que aparece atrás dele na imagem) e Dalide de cicerone

A mulher-bomba

Crusoé teve acesso a uma investigação da Polícia Federal que ficou pelo caminho, apesar dos indícios de que a JBS usou a sede do instituto de Gilmar Mendes para tramar a oferta de 200 milhões de reais para se aproximar de juízes. O caso fez o ministro se afastar de Dalide Corrêa, a sua faz-tudo por 20 anos e personagem central do episódio
08.06.18

A advogada Dalide Corrêa e o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, se conheceram há pouco mais de duas décadas. Ainda no governo Fernando Henrique Cardoso, quando Gilmar era o advogado-geral da União, Dalide chefiava o departamento jurídico da Caixa Econômica Federal. Como tinham assuntos em comum a tratar, acabaram se aproximando. Começou ali uma sólida relação. Anos mais tarde, já ministro da Suprema Corte, Gilmar convidaria Dalide para ser sua assessora parlamentar. Ainda no começo da amizade, ele viu nela algumas raras qualidades. A principal era a facilidade com que Dalide se relacionava com as pessoas, de dentro e de fora do poder. “A Dalide é uma profissional de relações institucionais. Em pouco tempo ela vira a melhor amiga de qualquer um. É uma pessoa que se comunica bem, conhece todo mundo”, costuma dizer o ministro, ao ser indagado sobre a mulher que, com o passar do tempo, se tornaria quase que seu alterego.

Quando Gilmar se tornou sócio e, depois, o controlador do Instituto Brasiliense de Direito Público, o IDP, foi a Dalide que ele confiou a missão de tocar o dia a dia da instituição — na prática, uma faculdade de direito que também organiza eventos e cursos para servidores públicos. Durante anos, Dalide foi os olhos, os ouvidos e a boca do ministro no IDP. Tinha poderes para falar em nome dele — e para decidir em nome dele. Era a Dalide que cabia, por exemplo, gerenciar os vultosos patrocínios que o IDP passou a receber de algumas das maiores empresas do país. Parte delas, como Crusoé mostrou recentemente, colaborava com as atividades do instituto, na forma de patrocínios, mas fazia questão de não aparecer. Parte delas tinha e tem interesses em curso no tribunal de que Gilmar Mendes faz parte. Em sua defesa, o ministro diz que uma coisa nada tem a ver com a outra. Sustenta que os patrocínios ao IDP nunca interferiram em suas decisões no Supremo. Dalide, porém, com sua decantada aptidão para as “relações institucionais”, sempre soube explorar ao máximo o potencial de atração de parcerias — e patrocínios — à custa da imagem de Gilmar.

O relatório final da investigação: a ex-assessora de Gilmar disse que delegado queria atingir o ministro

Em algumas situações, ela operou alguns contatos — e contratos — capazes de gerar embaraços para o ministro. Um deles, com a Federação do Comércio do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ), acaba de render uma dor de cabeça para Gilmar. Na última quarta-feira, o braço fluminense da Lava Jato pediu à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que questione no Supremo a atuação de Gilmar nos processos criminais que envolvem Orlando Diniz, ex-presidente da federação. Na sexta-feira anterior, o ministro concedeu um habeas corpus a Diniz, preso desde fevereiro sob suspeita de integrar uma quadrilha que desviava dinheiro dos cofres públicos do Rio em parceria com o ex-governador Sérgio Cabral. No período em que Orlando Diniz estava no comando, a Fecomércio patrocinou alguns eventos do IDP. Obra de Dalide, diria o ministro. Em um desses eventos, em 2015, o próprio Diniz esteve presente — na companhia de Gilmar, como Crusoé mostrou ainda na semana passada. Mesmo com a Fecomércio tendo sido patrocinadora de seu instituto, o ministro não se fez de rogado ao receber em seu gabinete o pedido de habeas corpus. E tratou de libertar o velho parceiro do IDP em um dos vinte habeas corpus assinados por ele no últimos 15 dias para soltar presos da Lava Jato no Rio.

Foi essa relação de proximidade via IDP que levou os procuradores a pedir à PGR que levantasse a suspeição ou o impedimento de Gilmar nos processos criminais envolvendo Orlando Diniz (no ofício enviado a Raquel Dodge, por sinal, eles mencionam informações publicadas por Crusoé). Até esta quinta-feira, Gilmar Mendes nada falou sobre o assunto. Não veio a público nem sequer para repetir, mais uma vez, o argumento que carrega na ponta da língua sempre que é indagado sobre eventuais cruzamentos de interesse entre os patrocínios do IDP e as decisões que profere no Supremo: “Isso é coisa da Dalide”. No ano passado, na esteira da delação premiada da JBS, também patrocinadora de seu instituto, o ministro tratou de adotar uma providência urgente. Já antevendo os questionamentos que poderiam vir, o ministro tirou Dalide do IDP. Depois de anos como diretora-geral do instituto, ela estava fora.

Do começo ao fim, o caso girou em torno do suposto pedido de 200 milhões

O processo de saída de Dalide Corrêa coincide com a eclosão da delação premiada da JBS, empresa com a qual a agora ex-braço-direito de Gilmar mantinha relações estreitas. Tanto que a JBS e o próprio Joesley Batista, acostumados a patrocinar o IDP, passaram a usar o instituto como uma espécie de quartel-general a partir do qual se davam ao desfrute de atuar em Brasília, especialmente na área jurídica. Uma dessas situações, que também coincide com o, digamos, rompimento entre Gilmar e Dalide, virou, literalmente, caso de polícia. Um caso cujos detalhes acabaram relegados aos arquivos secretos da Lava Jato, mas que Crusoé traz à luz nesta reportagem. Era novembro de 2016. Havia um ano que a JBS já patrocinava os eventos do IDP. A relação de Joesley e companhia com o instituto ia às mil maravilhas. A delação premiada ainda não estava nos planos do empresário, mas ele e seu conglomerado já eram alvo de investigações que, entre outras suspeitas, apuravam pagamento de propinas milionárias a autoridades por negócios com fundos de pensão de estatais e em troca da liberação de financiamentos públicos na Caixa e no BNDES. Como as investigações encontravam-se sob a responsabilidade da Justiça Federal de Brasília, Joesley estava decidido que precisava se aproximar dos juízes Ricardo Leite e Vallisney Oliveira, responsáveis pela 10ª Vara, onde corriam os casos. Àquela altura, estava em negociação um acordo de leniência em que a holding da JBS poderia ser obrigada a pagar nada menos do que 11 bilhões de reais. Ele precisava reduzir esse valor, mas para isso dependia da benevolência de um dos magistrados. Em busca de uma solução, ele recorreu a Dalide.

Coube à então super-assessora de Gilmar Mendes tentar promover a aproximação. Joesley e o diretor jurídico da holding, Francisco de Assis, estavam em visita ao IDP. E Dalide tratou de colocá-los frente a frente com Rony Moreira, diretor do Imafe, um instituto criado havia pouco tempo e que tinha como sócios exatamente os dois juízes federais dos quais Joesley queria tanto se aproximar. O encontro se deu no instituto de Gilmar. Dalide diz que foi obra do acaso, pura coincidência. Joesley, que como mostrou a sua própria delação dominava a arte de fazer amigos e conquistar pessoas, se colocou à disposição para, da mesma forma que patrocinava o IDP, patrocinar também o Imafe. Rony Moreira, o diretor do instituto, saiu do encontro animado. E levou a oferta ao conhecimento de Ricardo Leite. O juiz estranhou. Entendeu que poderia estar em curso uma tentativa de aproximação indevida. Quando os termos da delação da JBS vieram à luz, em maio do ano passado, o assunto voltou à tona. Especialmente porque, na famosa gravação da conversa com Michel Temer, Joesley dizia ao presidente que estava conseguindo “segurar” os dois juízes encarregados dos processos que mais o incomodavam àquela altura em Brasília. Ficou no ar, entre aqueles que conheciam o episódio ocorrido meses antes, uma pergunta: na reunião clandestina com Temer, Joesley teria se referido à aproximação promovida pela então auxiliar de Gilmar Mendes? Houve quem tivesse certeza que sim. E aí teve início uma das histórias mais nebulosas (e mais bem guardadas) dos bastidores da Operação Lava Jato.

Dalide Corrêa e Gilmar Mendes: ela deixou o IDP, mas é mantida por perto (Reprodução)

Com o conhecimento da cúpula da Polícia Federal e do comando da força-tarefa da Lava Jato em Brasília, um delegado da inteligência da PF que tomara conhecimento do encontro na sede do IDP procurou o juiz Ricardo Leite pessoalmente, para tentar convencê-lo a prestar depoimento relatando o que havia acontecido no encontro em que Joesley se dispôs a patrocinar seu instituto – e detalhando, inclusive, a participação da assessora do ministro Gilmar Mendes na suposta trama. Com a delação da JBS já pública, e diante da declaração do próprio Joesley de que estava conseguindo cooptar os juízes, seria uma forma de passar a história a limpo. E de o próprio Ricardo Leite esclarecer que não havia topado receber o patrocínio da JBS. Nesse meio tempo, surgiu um dado adicional – grave, gravíssimo. A ponto de ampliar ainda mais o potencial explosivo do enredo: ao delegado havia chegado o relato de que, na conversa na sede do IDP, os participantes haviam comentado que, caso Joesley conseguisse reduzir da forma que planejava a multa a ser arbitrada pelo juiz Ricardo Leite no acordo de leniência, os responsáveis por essa vitória da JBS poderiam ganhar nada menos que 200 milhões de reais.

O juiz Ricardo Leite disse à PF que entendeu o movimento de Joesley como uma tentativa de aproximação indevida

Logo a história ganhou forma: Rony Moreira teria relatado ao próprio Ricardo Leite que foi Dalide quem solicitou à JBS os 200 milhões de reais como forma de conseguir que o magistrado reduzisse a multa de 11 bilhões para 3 bilhões de reais. Ricardo Leite não gostou nada de ouvir o relato. E ficou preocupado com os desdobramentos que a história poderia ter. Discretamente, ele pediu uma reunião com Gilmar Mendes. Quis saber do ministro por que Dalide havia feito aquela aproximação. A conversa foi nervosa. Gilmar garantiu que não tinha conhecimento do episódio. E logo em seguida chamou Dalide para conversar. Era 25 de maio de 2017. Gilmar relatou o que acabara de ouvir do juiz. Disse, textualmente, ter ouvido que ela teria solicitado 200 milhões de reais para ajudar a JBS a conseguir o que queria na 10ª Vara Federal. Dalide negou que tivesse tratado de valores durante o encontro na sede do IDP.

Sabedores da proporção que o caso poderia ganhar àquela altura, os personagens envolvidos trataram de tomar suas providências. Gilmar cobrou explicações de Leandro Daiello, então diretor da Polícia Federal. Quis saber por que, afinal, um delegado da inteligência da PF estava tentando convencer o juiz Ricardo Leite a prestar um depoimento relatando o episódio ocorrido na sede do IDP. O ministro viu na iniciativa do delegado uma tentativa de envolvê-lo nas tramoias da JBS. Estaria a Polícia Federal executando uma operação clandestina para tentar fisgá-lo? Na conversa, Daiello, polidamente tratou de acalmar o ministro. E negou que houvesse uma ação institucional para investigá-lo. O delegado que procurou o juiz Ricardo Leite para tentar convencê-lo a relatar a “tentativa de aproximação indevida” ocorrida na sede do IDP teria tomado a inciativa por conta própria, embora houvesse comunicado a situação a seus superiores. Gilmar não se deu por satisfeito. Sugeriu a Dalide que, para evitar que a suspeita sobre ela e o IDP se avolumasse, procurasse a PF e pedisse uma investigação sobre o ocorrido. E assim foi feito.

A ideia era que Dalide tomasse a rédea da história. E denunciasse o delegado que tentou tirar do juiz Ricardo Leite um depoimento que a incriminaria. Para dar peso à denúncia que faria, ficou acertado que Dalide iria à Polícia Federal na companhia de um delegado conhecido na corporação. Assim seu caso seria tratado com a gravidade que merecia. De novo, assim foi feito. O escolhido para acompanhá-la foi um certo Fernando Segovia, amigo da própria Dalide e próximo também do ministro Gilmar Mendes (Segovia, igualmente íntimo de políticos do MDB, seria nomeado meses depois diretor da Polícia Federal). O objetivo foi atingido: a queixa de Dalide virou uma investigação. Não para apurar a possível existência de crime por parte de Joesley ao oferecer patrocínio ao instituto dos juízes encarregados de seus processos, mas para averiguar a conduta de Felipe Leal, o delegado da inteligência que tentou dar partida a uma investigação mais ampla. À PF, Dalide disse ter tomado conhecimento, por meio de Gilmar Mendes, que o delegado “teria insistido na necessidade de o juiz (Ricardo Leite) formalizar uma declaração de conduta criminosa” atribuída a ela. Afirmou ainda que o intuito do delegado, ao tentar convencer o juiz a relatar o episódio, tinha por objetivo “atingir o ministro Gilmar Mendes” e “colocar em total descrédito a seriedade de sua atuação”.

Paralelamente, o próprio Gilmar tratou de desarmar a bomba. Logo depois da conversa que teve com o ministro, em seu gabinete do Supremo, Dalide correu para tirar satisfação com Rony Moreira, personagem da origem de toda a história, o diretor do Imafe que havia passado adiante o teor da conversa que haviam tido com Joesley no IDP. Os dois marcaram o encontro em uma padaria. Dalide gravou a conversa. E tentou tirar de Rony Moreira uma declaração negando que ela tivesse pedido os tais 200 milhões. Assustado, e alertado das consequências criminais que o episódio poderia ter, Rony procurou amenizar o relato. Instado pela interlocutora, na conversa gravada, ele desta feita negou que ela tivesse tocado em assunto de dinheiro. Na sequência, Dalide levou uma cópia da gravação para Gilmar Mendes. Seria a prova de que tudo não havia passado de um grande mal-entendido. Gilmar, então, deu mais um passo no sentido de acalmar os ânimos dos envolvidos.

Trecho do depoimento do delegado Felipe Leal: ele disse ter estranhado a oferta de patrocínio

Três dias depois de ter sido procurado pelo juiz Ricardo Leite, que queria satisfação sobre a postura de Dalide no encontro na sede do IDP, Gilmar convidou o magistrado para uma nova conversa. Agora na sua casa. Era um domingo. Na companhia de sua mulher, Ricardo Leite foi então ao endereço do ministro. Gilmar o aguardava, também com a sua mulher, Guiomar Feitosa. O juiz não sabia, até porque não tinha sido avisado disso, mas Dalide estava lá. E eis que ela se materializou na frente dele. Gilmar queria passar a história a limpo. E, numa caixa de som portátil, pôs para tocar a gravação da conversa de Dalide com Rony, aquela da padaria, em que a história foi colocada em panos quentes. Ricardo Leite ainda ensaiou cobrar explicações da então braço-direito do ministro, desta vez pessoalmente, mas não havia clima para isso. O ambiente estava pesado. O juiz percebeu que o recado, ali, era claro: a história tinha mesmo que ficar restrita a um grande mal-entendido. O juiz foi embora contrariado.

A “sindicância investigativa” para apurar a conduta do delegado Felipe Leal foi instaurada em 26 de junho do ano passado. Todos os personagens da trama, à exceção de Gilmar Mendes, foram ouvidos: Dalide Corrêa, Rony Moreira, o juiz Ricardo Leite e, claro, o próprio Felipe Leal. Ao final, a Polícia Federal concluiu não ter havido qualquer desvio de conduta por parte do delegado – e que ele estava no estrito cumprimento do seu dever. Nenhum outro procedimento foi aberto, porém, para apurar a história de fundo. O Imafe, o instituto do juízes federais de Brasília ao qual Joesley Batista queria dar dinheiro, acabou fechado. Foi nessa época que Gilmar se deu conta de que precisava tirar Dalide de suas proximidades. Não antes de ela se envolver em outro imbróglio que envolveu o nome do ministro. Tão logo a delação da JBS veio a público, Dalide se encarregou de procurar uma advogada de Brasília que trabalhava para a holding de Joesley. Queria que ela fosse a São Paulo apurar em que medida as revelações contidas na delação avançavam sobre o Judiciário. Dalide estava especialmente preocupada com mensagens — cujo teor, até hoje, é guardado a sete chaves — que havia trocado com Francisco de Assis, o diretor jurídico da JBS. “A Dalide ferrou o Gilmar”, resumiu a advogada da JBS em uma conversa já conhecida e atualmente em poder da Procuradoria-Geral da República.

A Crusoé, Dalide Corrêa negou que tenha deixado o IDP por causa de sua relação com a JBS e das histórias rumorosas que dela derivaram. “Eu já vinha sinalizando havia mais de um ano que pretendia sair. Inclusive tinha começado a fazer a transição para a nova direção (foi o filho de Gilmar, Francisco Mendes, quem assumiu o comando do instituto). Não tem ligação com esse episódio com a JBS”, disse ela. Sobre a confusão em torno do suposto pedido de dinheiro para ajudar Joesley Batista a resolver os problemas que queria na Justiça Federal de Brasília, ela afirmou nunca ter tratado desse assunto: “Pergunta à própria JBS se alguma vez eu pedi dinheiro para eles que não fosse dinheiro para eventos do IDP. O próprio Rony Moreira acabou confessando que ele criou essa história dos 200 milhões”. Depois de perder o posto de diretora-geral do IDP, a ex-faz-tudo de Gilmar Mendes abriu um escritório de advocacia no nobilíssimo Lago Sul de Brasília. Ela passou a estar fisicamente distante, mas segue próxima do ministro. Tanto que é acionada por ele para responder a questionamentos sobre assuntos como os rumorosos patrocínios do IDP. Foi assim quando Crusoé publicou reportagem sobre o assunto. Na ocasião, Dalide Corrêa tratou de assumir tudo – e de eximir Gilmar Mendes de qualquer responsabilidade. Como ele mesmo diz: “Isso é coisa da Dalide”. A mulher-bomba está, ainda, sob controle.

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem;

500
  1. A matéria foi muito interessante, pena que, já deve ter seus poderes ocultos contra ela. Gostaria muito de ver até o fim uma investigação que bate no topo da cadeia alimentar dos políticos.
    Parabéns por esse trabalho

    1. A caixinha (xão) é bem gorda, paga bem a tudo e todos,
      JBS é um caso, e os outros milhares???????
      Oque o Boca de Sofaco sabe dos outros tem seu peso, então: TODO MUNDO C A L A D O !

  2. O LUPANAR nunca será desmontado, dado à estrutura blindada que os donos tem. Há que haver uma DIREITA DEFINIDA E ORGANIZADA para fazer frente, caso contrário esta massa amorfa que compõe o país será sempre massa de manobra.

  3. As decisões do ministro Gilmar Mendes dão a impressão de que ele está criando jurisprudência para, no futuro, se defender de alguma situação que possa lhe comprometer. Afinal, o envolvimento dele com marginais políticos e bandidos milionários é muito evidente.

  4. Muito exclarecedora essa materia. Parabens a Crusoe por desvendar aos seus leitores e nornar compreenciveis todas essas tramoias que estao por tras das atuacoes nefastas dos poderosos.

  5. O QUE CABE PARA GIGI MENDES , O VIADO DE VOZ GROSSA ,É O PAREDÃO OU A FORCA !!!! DESGRAÇADO !!!! O CÂNCER E A DEMÊNCIA TE ESPERAM MISERÁVEL !!! TU VAIS PAGAR CARO PELOS CRIMES QUE VENS COMETENDO CONTRA A LEI E A ORDEM SEU BANDIDO … E AINDA DEBOCHAS DO POVO , SEU CÃO VELHO . ANTES DO FINAL DE 2018 ESTARÁS BABANDO NUMA CAMA DE HOSPITAL , SUA PÚSTULA . O BRASIL DESEJA A TUA MORTE SUA BESTA FERA !!!!!

  6. Tá aí, o fio da meada, que pode, finalmente, levar ao impeachment do Ministro Gilmar Mendes. Investiguem-se a advogada, processem-na, prendam-na e oportunizem a ela o benefício da delação premiada. Se ela “abrir o bico”, o Senhor Gilmar, certamente, estará em “maus lençós”…

    1. Diz isso por que não considera a do Ruy Goiaba como humor, ou com intuito de crítica à veracidade dos fatos relatados na matéria? O Ruy é sensacional e concordo que a realidade brasileira seja mesmo tragicômica.

    1. É, inclusive, mais que 1 Barusco, 150 mi, expressão dileta ao próprio Min., verbalizada pelo mesmo quando a Lava-Jato ainda não alcançara o amplo espectro políticoestatal de atualmente e que se referia ao valor na Suíça em posse de um mero gerente da Petrobrás.
      Ps. 1 IDP, ou 1 Dalide, seria agora a maior de todas as cifras desse meio?

  7. A presidente do Supremo, ontem, fez uma defesa enfática da liberdade de imprensa.
    Espera-se que os consectários de uma macro liberdade, quais sejam, independência e imparcialidade, fundem a atuação da Justiça nesse gravíssimo episódio atentatório à República Brasileira.

  8. Isso já ultrapassou a prática empregada em repúblicas das bananas; virou uma feira, onde vendem-se poder, influência e benesses de toda ordem, a quem está disposto a pagar alto preço. Esse Joesley, como ele próprio confessou, era um grande consumidor das benesses oferecidas pelos donos do poder. Faoro deve estar se revirando na tumba, pois não imaginou que os donos do poder seriam tão promíscuos e desavergonhados

  9. O mais interessante é que o Excelentíssimo Gilmar Mendes está, claramente, usando seu poder de ministro para coagir agentes públicos (crime gravíssimo) e, o STF, materializado pela Presidente, tratam o caso como se normalíssimo fosse.
    Impossível não indagar o que motiva a Excelentíssima Presidente da Suprema Corte a fazer ‘vistas grossas’ aos possíveis crimes do seu par? Precisamos conhecer logo a verdade sobre a dupla Gilmar/Carmem. Só a verdade liberta o povo… e prende os bandidos.

  10. Gilmar Mendes , o Libertador, esta muito próximo de entrar de vez para a história do Brasil pela porta da frente do noticiário politico-penal, não como juiz, mas como réu. Parabéns CRUSOÉ pela excelente matéria.

  11. Dalide, ajude o país de seus filhos e netos. Conte tudo. Caminhamos para um país de corruptos poderosos que manterão a impunidade. Você e seus filhos/netos nãp escaparão da violência. O país precisa desmontar este esquema sórdido de gente poderosa no judiciário.

  12. Falar sobre às decisões do Sr. Gilmar Mendes é chover no molhado. Todas elas tem um odor fecaloíde. Essa figura, inadjetivável, é horrenda de se ver e absolutamente intolerável de se ouvir! Só mesmo em um país como o nosso ele conseguiria chegar a uma suprema corte!

  13. Enredo de máfia. Gilmar Mendes é um criminoso. Juizes empresários que recebem patrocinio dos réus que julgam …… ( juízes podem ter empresas ??? creio que não ….. ) Há 3 ou 4 anos atrás , não imaginávamos que lula fosse presso , embora razões para isso não faltassem. Gilmar mendes será o próximo !!! Ele que aguarde …o dia dele há de chegar!!

  14. É triste ver uma pessoa supostamente educado e integro se embrulhar com essas historias!! E com a maior cara de pau do mundo!! Espero que a PGR considere o pedido de suspeição e afastem este crápula laxante do caso Fetranspor!!

  15. O Brasil não é um país para idealistas amadores!!! Aqui só dá cria “profissionais do crime organizado, da mentira, do coluio, em detrimento do bem comum”!!!
    Triste Brasil!!! O país que não deu certo para o povo de bem!!!

  16. O Tema gilmar mendes, a mulher bomba o instituto dele os patrocínios e as respostas apresentadas, inclusive a do gilmar mendes” isto é coisa da fulana!!! são uma VERGONHA UMA TRISTEZA que paira sobre o judiciário brasileiro assim como , não devemos esquecer, da reação imediata de TODOS os ministros no plenario do STF, PURO E DEFASTO CORPORATIVISMO JUNTOS quando o orador provou que as urnas eletronicas não são confiáveis. NÃO PODEMOS ESQUECER QUE O STE É PRESIDIDO sempre por um MINISTRO do STF !

    1. Dr Gilmar é um Deus no Brasil,,prende solta(+SOLTA claro..) ,manda e desmanda !! Tem alguem mais poderosos do que este Sr hoje em dia??

  17. Nesta segunda-feira (11/06), o jurista Modesto Carvalhosa, que ingressou com um pedido de impeachment contra Gilmar Mendes no Senado, fará o evento de lançamento de seu livro “Da Cleptocracia para a Democracia em 2019”. Será a partir das 18 horas, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo/SP (Av. Paulista, esq. com Rua Augusta).

    1. Todos esperam contar EXATAMENTE com essa valiosíssima (logo descobriremos o valor) e altruísta qualidade do amado Ministro. Aliás, corre pelos bastidores e porões do poder, que a figura do Ministro está muito próxima de ser elevada ao status de deus Olimpiano… de tanta prece que enviam a ele (juntamente com outras coisinhas mais), na esperança de serem prontamente atendidos quando encontrarem-se, inevitavelmente, sob o cruel julgo daqueles moleques, conhecidos como “república de Curitiba”

  18. Parece que Gilmar e Lula tem mais coisas em comum que simplesmente o deboche : os dois gostam de jogar a culpa de seus negócios excusos nas mulheres idiotas que os servem. Nojento.

  19. Muitas vezes ouço o comentário de o Brasil é democrático. Penso o contrário. Basta ver matéria dos principais noticiários locais mostrando que nas próximas eleições legislativas, há uma grande probabilidade de que os maus políticos ou consigam se reeleger ou irão eleger seus filhos. Isso só reforça a tese de que vivemos em uma cleptocracia. Para vencermos esse status quo é mandatório uma ruptura. Não dá mais. Enquanto o Brasil não tomar a sua bastilha, continuaremos nessa mesmice.

  20. É imperativo que o jornalismo investigativos da crusoé consiga extirpar essa erva daninha do STF. Talvez aí mude o rumo da prosa. O pavor desse senhor está disfarçado de autoridade e arrogância. Ele não é nem uma coisa nem outra, é só um chinelão enganador.
    Em nome dos brasileiros agradeço ao brilhante RODRIGO RANGEL.
    Olivio Silveira

  21. Vergonha nacional! Como esse tal de Gilmar Mendes pode ser ministro do Supremo Tribunal Federal e obter ainda o aval/silêncio complacente, de seus pares em suas decisões?
    Resta-nos concluir que todos desejam o mesmo, ou seja o máximo do poder de fazer justiça, em nome da respeitabilidade e sem suspeição, traduzindo uma descabida tolerância aos desatinos por vezes ao arrepio da lei, à covardia e, principalmente, a seus escusos e subliminares interesses pessoais.

  22. Conforme a matéria, concluo que: tanto a esposa e filho do Gilmar, são conviventes com as sujeiras de Gilmar, a esposa estava junto em relação ao juiz Ricardo Leite, e o filho assumiu as funções da Dalide, é vergonhoso, revoltante, não me conformo 😣😣

  23. Que reportagem hein, quanta armação, quanta sujeira de pessoas que tem poder de decisão em nosso país, qualquer semelhança com a ficção é pura realidade, é revoltante.

  24. o grande problema do Brasil e’ a falta de capital humano de qualidade para administrar e assumir cargos de uma certa importancia, simplesmente n tem gente suficiente que reuna as qualidades necessarias, e muitos dos que teriam essas qualidades não querem se envolver pois acham que n vale a pena se comprometer por uma população que n merece

  25. Lamentável, ter no supremo um ser tão repugnante. Ou esse idiota e louco ou um grande bandido, protetor de seus pares. Espero um dia termos uma queda da bastilha e ver esse verme degolado.
    Nada é terno e tudo tem limite. Não esqueça disso Gilmar.

  26. O ministro Gilmar Mendes é uma vergonha para o Judiciário brasileiro. Ele demonstra ser, com suas ações e reações, a face da corrupção e do compadrio na instância máxima da justiça. Como os brasileiros podem acreditar num Judiciário que tem entre os seus representantes máximos uma figura de conduta tão torpe quanto este senhor? Num país sério, um magistrado com essa conduta inadequada já teria sido afastado do cargo.

  27. O ministro Gilmar Mendes não demonstra possuir estatura moral pra compor a Suprema Corte de nenhum país que não seja o Brasil. Infelizmente a vitaliciedade do cargo impõe aos brasileiros conviver com decisões esdrúxulas da Corte.

  28. É difícil vc acreditar em um Judiciário onde um Juiz, que deveria ser totalmente imparcial, pode ser empresário e julgar empresas e pessoas sem haver conflito de interesse.
    Triste Brasil!

  29. Que história nebulosa e nojenta. Em nenhum país do mundo um Ministro do Supremo se sustentaria no cargo. Em menos de 24 horas pediria renúncia ou pelo menos afastamento até que o caso fosse esclarecido.

  30. Gilmar Mendes é o salvador da lavoura! Não é atoa que ele solta todos os ladrões ilustres da lava jato. Ele é de fato o último recurso disponivel, confiável e não acovardado, diria Lula.

  31. Prestem bem atenção aos parágrafos 07, 09 e 10. Na complexidade do assunto é que se esconde o ilícito. Como a reportagem frisou: o elo, o detalhe principal está guardado nas entranhas da OLJ. O primeiro passo é tornar GM, o principal interessado, suspeito. Temer e Joesley ainda tem muito a explicar.

  32. Devagarzinho, pouco a pouco, com muita investigação, a Crusoé chegará lá. São veículos diferentes mas, quando o Antagonista surgiu com o propósito de expor a incompetente Dilma, o corrupto lavador de dinheiro sujo Lula e a ORCRIM/PT e assim ajudar a varrê-los para a cadeia e para o lixo da história . . . poucos deram crédito. Ó no que deu! Avante Crusoé!!!

  33. Diante a tudo o que foi relato pela CRUSOÉ, o extrato do que se conclui: O ministro Gilmar Mendes é um empresário que exerce o cargo de ministro, ou é um ministro que atua como empresário? Se as provas de recebimento de valores a título de patrocínio são claras e incontestáveis, qual o motivo de ninguém ter intentado uma Ação de Impeachmente contra Gilmar Mendes? É lamentável que Gilmar esteja zombando de todos, como fez por não se declarar impedido na concessão do Habeas Corpus do Jacó Barata

    1. Quando passei a ler “marotagens e bobagens das grossas” na Veja, cancelei minha assinatura. Afinal, para quê assinar um veículo independente que só fala bobagem da grossa, não é mesmo? Está perdendo 04 latinhas de cerveja com essa assinatura, cidadão.

  34. Explica em boa parte o porquê da declaração de inconstitucionalidade do voto impresso. Uma vergonha para qualquer um e só reforça a necessidade de se ter um Bolsonaro na presidência.

  35. Excelente reportagem, nem o mais premiado autor de romances policiais seria tão criativo! Pena não ser ficção e sim nossa pobre realidade escrita por crápulas como estes citados. Será que a justiça cega “verá” tudo isso?

    1. Parabéns Crusoé por esta reportagem, a imprensa Brasileira esta acorvardada e tem medo do Gilmar Mendes, já esta na hora de mostrar quem é este sujeito.
      Um corrupto no supremo.

  36. Menos, gente. Vcs publicam uma matéria afirmando na manchete um fato que, no curso da própria matéria, é desmentido. As pessoas envolvidas produziram prova da própria inocência, quando não poderiam ser nem acusadas justamente porque não haviam provas, apenas ilações da cabeça de um delegado. Isso que vcs estão fazendo é desinformação.

    1. Releia os parágrafos 07 (principalmente), 09 e 10. Preste atenção. O assunto é complexo mesmo. Pois é nessa complexidade que se esconde o ilícito.

    2. Com todo o respeito ao Adriano, mas quando o verbo ‘haver’ é conjugado no plural com o significado de existir, é porque as provas são mesmo abundantes.
      Até o ‘português’ está do nosso lado.

  37. Se de fato tiver pelo menos 6 ministros sérios e honestos em nossa Suprema Corte, esse Gilmar Mendes será afastado. Mas se nada acontecer, podemos dizer com toda certeza, que nossa Corte Suprema está infestada do que há de pior em uma sociedade.

  38. Gilmar Mendes é um campeão da empulhação. Da mesma forma que recorre a malabarismos jurídicos para justificar o injustificável e sair soltando toda sorte de bandidos, a matéria mostra que ele é mestre também em desfocar e desfigurar situações que estejam apontando contra ele. O sujeito é muito do mal.
    O mais curioso é que ele vem aprontando uma atrás da outra, sob as vistas de todos e nada acontece. É fácil concluir que a podridão é muito mais extensa e o arrogante Gilmar é apenas um fragmento.

  39. Achei estranho quando o juiz Ricardo Leite, que estava sendo duro e correto com os Joesley, de repente mudou o rumo da prosa e disse mais ou menos assim: que os irmãos eram boas pessoas, que iria aguardar mais um pouco para decidir o caso. Depois disso, houve a delação e este juiz saiu do caso. Foi tudo x estranho, tanto é que me chamou a atenção e lembro até hj disso.

  40. Que podridão…e tudo fica do mesmo tamanho ?? Este juiz bandido , soltando todos da lava jato , ainda com todas estas provas vai continuar togado ??? É tudo tão sujo , tão deprimente , tão sem consequência ( pq não acontece nada com eles ) que tenho até vontade de não ler mais a Crusoé , deixar de curtir os sites de política..como O Antagonista..e outros..e me tornar uma alienada..dar um FODA-SE bem grande ao Brasil..que fiquem os ratos..e mudar daqui !!!!

  41. Amigos, escutem!
    Vocês não acham estranho a grande mídia assistir, de camarote, todos os mandos e desmandos do beiçudo, como se ele fosse o próprio STF e, ver os demais integrantes da Corte ficarem de biquinho calaaado, só assistindo a PF e MP prendendo bandidos e o beiçola soltando em seguida. A grande mídia assiste a tudo, engessada por forças estranhas.
    Alguém poderia decifrar esse fenômeno?
    – Crusoé nesses canalhas.

    1. Poucos falam, mas com pouco espaço na mídia. Srs Bretas, Deltan, Carlos Fernando dos Santos Lima.
      Por isso assinei essa revista. É isso e compartilhar para informar.

  42. Continuo acreditando que a verdade é como o azeite na água: um dia vem à tona. O Ministro Gilmar Mendes não é ético, não inspira confiança e, se não está senil, tem muitas explicações a dar por sua postura e atos. Vou aguardar os acontecimentos…

    1. Salva? Vc espera que um político de carreira salve o país? Vc espera que um político que sempre atuou em defesa dos interesses da sua corporação salve o país? Jura que vc tem essa ilusão? Em que mundo vc vive? Vc era nascido na eleição do Collor, qtos anos tinha qdo Collor se elegeu prometendo acabar com os marajas?

  43. Caraca. Estas relações promíscuas podem ter a fachada de “patrocínio” para quem recebe, mas para quem paga trata-se de compra de prestígio e de investimentos futuros.

    Há algum tempo atrás jamais teríamos chegado tão longe nas investigações. Muito boa atuação das Instituições. Certas pessoas na Capital Federal sabem que vão cair, só não sabem quando. É questão de tempo.

    Que bela matéria de investigação. Jornalismo na veia. Não consegui parar de ler a matéria até chegar ao fim.

  44. O comportamento desse Sr com relação aos envolvidos na lava-jato carioca, mostra perfeitamente que ele está envolvido até o pescoço com os casos de corrupção. Ele tenta livrar a própria pele. Mas ele que aguarde, essa arrogância “suprema” irá derrubá-ló. Pode apostar. Aplaudiremos de pé a sua derrocada.

  45. Só a Crusoé, através de seus profissionais, tem a coragem de colocar a mostra, as mazelas promíscuas desse senhor das leis. Parabéns pela reportagem e que sirva de exemplo a grande mídia, que se acovarda diante de nossa “elite” mandante do país…

  46. Isto é escandaloso. Este senhor não tem a menor condição de permanecer no cargo que ocupa, e deveria se declarar impossibilitado de julgar até uma partida de ping-pong.

  47. Promiscuidade total, “patrocínio” compra sentenças favoráveis de um “juiz” da Suprema Corte! Este ser tem que ter seu cargo de juiz cassado PELO BEM DO SERVIÇO PÚBLICO. É uma afronta, um escárnio!!! I

  48. Ela claramente se apresenta como militante, servil. Não haverá denúncia, delação, prova ou ação que a faça abrir o bico.
    Ela tem GM, RL, MAM e DT para protegê-la.

  49. Quanta sujeira! Os fatos minuciosamente narrados nesta reportagem e o que se vê nos atos do ministro dos patrocínios ao IDP, ao soltar seus “amigos” especialmente do Rio de Janeiro, é flagrante. E o cinismo impera na conduta de quem inverteu a situação deixando um delegado de mãos atadas. STF precisa criar vergonha ao compactuar com isso e não tomar nenhuma atitude.

  50. Essa reportagem merece o maior de todos os prêmios de jornalismo investigativo.
    Faltam advogados com a coragem e a prudência de jornalistas e policiais federais como esses, para romper a OMERTÀ instaurada entre a cúpula de nossa justiça e os que lhe gravitam.

    1. Estranho o ‘mainstream’ da mídia não ter ainda reverenciado e consequentemente reverberado a mais completa e reveladora matéria sobre fatos e eventos de importância capital à república brasileira, ‘providencialmente’ ocultados e obnubilados e pretensamente ‘esquecidos.’

  51. Definitivamente este país é nogento! Como tem bandidos, gangsteres, mafiosos, criminosos, assassinos em todos os poderes. Que beleza, trocar 11 bilhões por 200 milhões, que facilidade, assim, sem mais nem menos. E o povão se matanto para pagar um kilo de batatas a 7 reais, o dobro do preço… Imaginem o que não anda ocorrendo neste exato momento por aí, nos bastidores do país inteiro, as negociatas correndo soltas, sem que ninguém saiba. A impunidade é muito grande.

  52. Boa tarde verdadeiros brasileiros!!!!
    Porque os senhores demoraram em nos brindar com uma revista com
    conteúdos tão explosivos e verdadeiros? Meus parabéns, até agora nota 1.000. Que se cuidem os corruptos!!!

  53. Crusoe e Antagonistas expondo os fundilhos de Gilmar Mendes… investiguem os demais comparsas da 2a. turma do STF…. vamos adorar impicha-los todos de uma so vez!

  54. Parabéns Rangel pela excelente reportagem. Continue na cola desse demônio, tenho certeza que a Crusoe vai impicha-lo. Antagonista e Crusoe são os maiores apoiadores da Lava Jato é o GM é o principal inimigo da Lava Jato (solto, por enquanto).

  55. Esse ministro é muito pior que parece. Está metido em vários “negócios” com investigados e condenados e usa a intimidação como meio de se safar, e seu poder de ministro do STF para liberar todos seus “amigos e colaboradores”.
    Queremos outro país, mais ético, mais digno.

  56. Pensando bem, solicitar, melhor dizendo, cobrar
    200 MILHÕES não é coisa da cabecinha de uma “gerente” é
    uma quantia tão grande que parece ideia de gente poderosa.
    Gilmar Mendes junto com a sua “gerente” chantagearam um juiz
    Federal usando uma gravação? Aprenderam a gravar com Joesley.

  57. Pois é, como nas histórias contadas em livros e filmes, todo bandido político ou não, tem quem faça seu trabalho sujo, até que são pegos como aconteceu com Al Capone! Mas uma mulher fazer esse papel é a primeira vez que vejo!

  58. QUEM deve investigar esse vigarista ? Enquanto estivermos a mercê desses vagabundos, não chegaremos a lugar nenhum. Os 3 poderes deste País estão corrompidos e somente uma intervenção militar poderia por fim a essa bandidagem toda.

    1. Se perder o foro privilegiado vai parar na 1a. instancia? Qual juiz federal sera incumbido? Curitiba ou Rio de Janeiro?

  59. Belíssima reportagem, mais é uma pena que não vai dar em nada. Os ministros do STF são considerados Deuses fazem o que querem e não dão satisfação a ninguém, sem saber o cidadão da reportagem esta sendo cabo eleitoral da extrema esquerda ou extrema direita. O POVO esta cansado dessas nossas instituições de FAZ DE CONTA, que só tem poder para os pobres.

    1. Ate que o governo mude…quando isso acontecer vamos ver cair um a um. Os pre-candidatos militares estao avidos para por a mae nestes fdp. Precisamos votar em militares e Bolsonaro. Sao os unicos com culhoes para mudar tudo isso. Da para entender agora o porque de o voto impresso ter sido eliminado nestas eleicoes? Vamos com tudo brasileiros. Precisamos vencer!

  60. Sendo isso tudo verdadeiro, evidentemente trata-se de uma coisa horrorosa, nojenta. Há coisas que não consigo compreender: Pq pessoas ricas, que não mais precisam de dinheiro, ainda querem mais? Não têm medida? De onde vem tanta cobiça? Pq “vendem” a honra, a ética, por mais um pouco? Parece-me mesmo, tratar-se do “pior da raça humana”, o lixo, a podridão, corrompidas pelo pecado, na essência.

  61. Nossas instituições, todas, estão contaminadas. Lamentável, mas não causa nenhum espanto, considerando os despachos do ministro Gilmar Mendes. Uma velha raposa, nem melhor nem pior que Lula e sua corja

  62. Há que abrir a caixa preta do Judiciário. É a mais hermética, a mais difícil, mas não evoluiremos como sociedade enquanto isso não for feito. A Sempre Ministra Eliana Calmon tem muito a ajudar a respeito!

  63. Nossa apodrecida “República” não passa de um conglomerado de lavanderias de propina, algumas pomposamente chamadas de “Consultorias” e outras de “Institutos”, de propriedade de ex-presidentes , ex-ministros, juízes e até mesmo “ministros” de Tribunais Superiores. Toda grande empresa incorporou ao seu organograma o cargo de “Diretor de Relações Institucionais”, um nome “chic” para uma atividade simples: comprar de autoridades dos Tres Poderes da República decisões favoráveis aos seus “negócios”

  64. Não vai acontecer nada!!!!Aqui no país que vivemos estamos acostumados com escândalos e nada ser punido. Isso Já faz parte da rotina e daqui uns dias vem a maldita copa e esse povo ficará como zumbi nas telas e nos botecos com sua gelada Enquanto isso a quadrilha trabalha nos gabinetes roubando o que ainda podem. Após o torpor vem mais uma vergonha :Votar, ser obrigado a validar o que achamos menos importante bandido. É novamente recomeça o ano com um negociador no picadeiro passando meses divid

  65. A receita federal sabe tudo que eu tenho, onde moro, a folha do registro do meu imóvel… etc… Se eu mijar fora do pinico estou fodido. Agora esses institutos, advogados, a cambada toda nada de braçada em dinheiro e nada acontece…

  66. Incrível a reportagem! Crusoé se tornou rapidamente a publicação semanal brasileira de maior relevância no cenário político, jurídico e judicial. Continuem assim!!

  67. Pergunta que não quer calar: O que é que o ma(u)gistrado GILMAR MENDES tem, que não tem quem o defenestre do STF!? Faz cada sandice e é só o ministro Barroso para confrontá-lo. Mas ‘uma andorinha só não faz verão’; pensemos nisso!!

  68. A bomba está a mostra, o pavio bem a vista de todos, se riscar um fósforo vai estremecer o prédio do STF, alguma coisa tinha por trás deste festival de habeas corpus, parece que a caneta do ministro escreve sozinha, todo Brasil está alarmado com que este faz, e a passividade das outras instituições também é impressionante.

    1. Porque aqueles com poder de cobrar dele seu comportamento vergonhoso estão tão comprometidos quanto ele. No momento tem nove petidos de suspensão do GM na gaveta do presidente do Senado, passado e presente.

  69. Seria interessante a Crusoé pesquisar e publicar a respeito dos empréstimos escandalosos do Bradesco ao IDP, assinado por Gimar Mendes e da entrada do filho do Gilmar como sócio do IDP. Este cara é um bandido!!!

    1. Esses escândalos já fazem parte da rotina do país que habitamos, como também a não reação também. Nada vai acontecer!!!! No Brasil é assim! Em uma semana tem a maldita copa que deixará milhões de pessoas como zumbis vidrados nas telas e nos botecos tomando a gelado há. É os canalhas trabalhando nos seus altos postos rindo da turba adormecida. Depois vem outra maldição :a obrigação de votar no menos pior dos ordinários. É quando o novo governo subir no picadeiro vai negociar com os quadrilheiros

    2. Vera, apenas candidatos militares podem fazer o que tem que ser feito. Querendo ou nao temos que votar em todos eles. Nao adianta querer construir sem demolir. Estes candidatos estao avidos para receber esta missao de forma democratica, e nos, o povo, somos os unicos que poderemos avaliza-los nas urnas. Votemos pois em Bolsonaro e nos candidatos militares!

  70. Não estará sob controle por muito tempo Sr. Gilmar…a cerco está fechando e vai ter que fugir para não ser presso, afinal, vai acontecer o seu impedimento logo logo…

  71. Eu não confio neste cara. Ele é o esgoto.
    Quem quiser ser uma água potável deve evitar qualquer contato com este ser, sob pena de ter abdicado do direito de ser considerado água pura.

  72. o elemento está fazendo e desfazendo por absoluta certeza do bundamolismo do poveco bundão… já que das instituições ele não precisa ter medo , pois são da mesma láia… e pegar ele é pegar todos…..

  73. O “Ministro” Gilmar Boca Mole Mendes criou um novo jargão: “Aqui se faz, aqui não se paga”. Precisa ser detido o mais rápido possível, antes que o estrago seja maior!!!

  74. Aposto todas as minhas fichas que a Crusoé vai derrubar o beiçola.
    Vai ser um dia de glória e regozijo para a nação, onde finalmente poderemos arrancar a máscara desse chefão da bandidagem.
    A isca está lançada.

    1. Claro, está agindo em causa própria, primeiramente.
      E imagina-se o quanto os atos “laxativos” e de bloquear prisões tem rendido ao beiçola. Este sujeito tem que ser afastado do STF imediatamente.

  75. SE RESUME EM JUIZ “VENDELHÕES”, USURPADORES E TRAIDORES DA PÁTRIA. OS TRÊS PODERES PODRES. PERGUNTA-SE: A QUEM RECORRER? ESTAMOS FERRADOS. INTERVENÇÃO CÍVICO MILITAR JÁ!

  76. SE RESUME EM JUIZ “VENDELHÕES”, USURPADORES E TRAIDORES DA PÁTRIA. OS TRÊS PODERES PODRES. PERGUNTA-SE: A QUEM RECORRER? ESTAMOS FERRADOS. INTERVENÇÃO CÍVICO MILITAR JÁ!

  77. O comportamento do ministro deixa transparecer que ele deve estar metido em tenebrosas transações. Espero que venham à luz e esse péssimo ministro seja defenestrado do STF.

  78. Para quem achava estranho o fato de Gilmar Mendes regularmente ligar as turbinas da sua usina e produzir habeas corpus em escala industrial, a reportagem da Crusoé traz a explicação: Gilmar Mendes é protetor da bandidagem graduada. A troco de quê? Grana, talvez?

  79. Parabéns Crusoé, só com essa reportagem já valeu a assinatura!!!! 1000% para toda a equipe! O Brasil PRECISA SABER!!!!!!!!!!!! Fora Gilmar e todos os togados!!!!!!!!!!!!!!!! Brasil a limpo!!!!

    1. É isto que eu não consigo entender. Por que ninguém faz nada com este bandido?
      Talvez o que falte é o povo se organizar e ir para as ruas exigir o impeachment deste stf corrupto. Precisamos ficar atentos ainda mais a partir de setembro pois além deste câncer, haverá outro câncer presidindo o TRIBUNAL DA CORRUPÇÃO.

  80. Trabalho perfeito da Crusoé.Durante a leitura vamos ficando cada vez mais assustados e,no fechamento dela, nos convencemos que Gilmar Mendes é um verdadeiro bandido e chefão.Os facínoras têm as mais variadas faces:Partidos,Lula,Temer,Gilmar,PCC,Cabral,ufa!Do lado de cá temos Antagonistas decididos a nos informar.Faremos nossa parte nas eleições?Votarei e pedirei votos para o NOVO

  81. Beiçola, Beiçola… tá chegando a hora! Parabéns pela reportagem. Como é bom ter o prazer de ler um jornalismo de alto nível, com narrativa e fatos bem amarrados, sem amarras obscuras, muito pelo contrário.

  82. Grave, muito grave isso que acabei de ler, quero ver quem tem colhão pra bater de frente com esse Lacto Purga e expurgar de vez esse cancro desse chamado “estado de falência da justiça”

  83. Parabéns a Diogo Mainardi e seus parceiros , 💯% de satisfação por ter assinado a Crusoé.
    Enfim uma revista independente e de uma qualidade editorial inquestionável.

  84. Só para recordar as informações que circularam quando da delação da JBS que, segundo o Rodrigo enganôt “atingiria ministros do STF”. Faltou essa ligação da reportagem.

  85. Sugiro a Crusoé que segunda-feira libere essa reportagem completa aos brasileiros, acredito que nenhum assinante será contra, pelo contrário…. os brasileiros tem que saber a VERDADE sobre o boca-mole.

    1. Penso que tocaram num ponto nevrálgico!!!

      A Imprensa no Brasil não é parte da construção desse estado de coisas?!

      Comentário de vocês foi genial e necessário!!!

      Tem que abrir sim… com Gilmar nunca nada desse lixo vai ter fim…

    2. Dou completo apoio à iniciativa. O Brasil inteiro precisa lê esta reportagem. Talvez, assim, o povo crie coragem de tomar as ruas e destituir este stf absurdamente corrupto, o verdadeiro câncer do país.

    3. Eu apoio, esta reportagem devia ficar aberta e viralizar no WhatsApp e todas redes sociais. Como assinante tem meu apoio.

    4. Plenamente de acordo com a sugestão! Juro que me havia ocorrido isso, tão logo me dei conta da gravidade do assunto.

  86. É o balcão de negócios do judiciário, vendem proteção,
    como as milícias, quer dizer, servicinho mais caro usando
    o poder do estado. Só em existir esse tipo de conversa sem
    “voz de prisão” já é crime, e envolvendo encontros com ministro
    do STF, com gravações etc. é o fim da picada. foi parecido com o
    “encontro” Joesley/Temer. O juiz Ricardo Leite devia colocar a boca no trombone.

  87. Fico muito feliz com a reportagem. Porém, queria saber o motivo das ótimas reportagens mostrando as falcatruas da Geise e do Gilmar não chegam à grande mídia. O Estado, Jovem Pan, Band News não comentam nada sobre esses casos comprovados. Porquê?

    1. Porque recebem verbas públicas sob forma de anúncios, propagandas do governo federal. E precisam dessas verbas para se sustentar.

  88. Impressionante como uma figura que exerce um dos principais cargos do país, Ministro do STF, se envolve em bandalheiras desse tipo. Quem viu (e vê) seu instituto em Brasília, não tem dúvida: salário de Ministro e ganhos considerados normais não constróem aquilo. GM jamais conseguirá convencer a nação brasileira (pode até tentar explicar), de que não tem envolvimento com o que de mais podre existe por aqui. Deplorável. Espera-se que as instituições pertinentes apurem a verdade dos fatos.

  89. Se isso não bastar para impedir esse marginal de se expressar em nome da nação. Pergunto o que é necessário para afasta-lo? É um corrupto como todos os outros envolvidos nessa desordem que se chama Brasil.

    1. É verdade, Ana. Não só os canalhas se protegem, se blindam, mas as leis brasileiras são extremamente favoráveis à bandidagem em geral. Honestidade neste país é para burros de carga, que tudo aceitam e continuam carregando nas costas, via produção e recolhimento de impostos, seres perniciosos e descartáveis como esse.

    1. Crusoé, essa reportagem é a mais quente de todas. E mostra que vocês realmente merecem o crédito de melhor revista semanal atualmente. Parabéns!! O comportamento desse senhor nunca me pareceu normal…

Mais notícias
TOPO