Adriano Machado /Crusoé

Uma semana de distorções da realidade no governo Bolsonaro

22.01.21 07:27

É bem verdade que a gestão Jair Bolsonaro, marcada pelo comportamento errático, adota posicionamentos contraditórios com frequência, culpando imprensa, Legislativo e Judiciário. A distorção de informações, no entanto, atingiu o ápice nesta semana, quando o chefe do Executivo, ministros e até mesmo assessores palacianos reverberaram versões falsas sobre a postura do governo federal no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

Assessor Especial para Assuntos Internacionais da Presidência, Filipe Martins tentou emplacar uma narrativa que não condiz com a realidade na quinta-feira, 21, poucas horas após a Índia liberar a exportação para o Brasil do lote de 2 milhões de doses da vacina fabricada pelo Instituto Serum com base na tecnologia desenvolvida pela AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford.

Nas redes sociais, Martins alegou que “estava tudo certo” para o despacho dos imunizantes, marcado para o início da semana,  “até que a informação vazou para a imprensa, causando desconforto na Índia e o atraso do envio”. A versão não pára em pé. O próprio Ministério da Saúde anunciou, em 13 de janeiro, que um avião da companhia aérea Azul partiria de Recife no dia seguinte com rumo a Mumbai para buscar o lote. A aeronave chegou a ser adesivada com a imagem do Zé Gotinha, símbolo da imunização nacional.

Como mostrou Crusoé, a pirotecnia incomodou o governo indiano, que havia pedido máxima discrição à gestão Eduardo Pazuello, uma vez que a vacinação no país asiático começou no último fim de semana. Para evitar um novo desencontro, o Itamaraty sugeriu ao general que a operação logística fosse contratada diretamente na Índia, em um voo comercial. O transporte até o Brasil, que deve ser finalizado ainda hoje, custará 55 mil dólares.

O Ministério da Saúde foi outro a divulgar informações inverídicas. Criticado pelo aplicativo TratCov, que indica o “tratamento precoce” a pacientes com sintomas que podem ou não ser de Covid-19, o órgão afirmou que a ativação da plataforma ocorreu “indevidamente“. “Informamos que a plataforma TrateCov foi lançada como um projeto-piloto e não estava funcionando oficialmente, apenas como um simulador. No entanto, o sistema foi invadido e ativado indevidamente – o que provocou a retirada do ar, que será momentânea”, detalhou, em nota.

Apesar da versão oficial, o ministério divulgou a plataforma “tratecovbrasil.saude.gov.br” em seu site oficial. Além disso, Eduardo Pazuello falou abertamente sobre o aplicativo na semana passada, durante visita a Manaus, no Amazonas. Em nota, chegou-se a dizer que a ação do Ministério da Saúde tem como objetivo fornecer mais um mecanismo que dará maior segurança e agilidade no diagnóstico da COVID-19, visando reduzir o risco de internações e óbitos”.

Jair Bolsonaro não ficou para trás na propagação de inverdades. Mesmo após o Supremo Tribunal Federal desmentir, oficialmente, a tese de que a corte impediu o governo federal de adotar medidas para o combate à pandemia, o presidente voltou a repetir que ficou de mãos atadas em razão de decisões da corte.

É uma decisão bastante longa, onde eu comprovo, aqui, que as ações de combate à pandemia ficaram restritas a governadores e prefeitos. Para nós coube enviar recursos”, repetiu. A despeito do falatório, a Suprema Corte apenas fixou a competência concorrente da União, dos estados e municípios para a implementação de ações para a contenção da crise sanitária.

As incongruências não roubaram a cena apenas ontem. A segunda-feira começou com o presidente Jair Bolsonaro afirmando, ao se referir à Coronavac, que “a vacina é do Brasil, não é de nenhum governador, não”. Na ocasião, o chefe do Planalto comentava a liberação do uso emergencial e temporário de um lote de 6 milhões de doses do imunizante pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa. 

O tom se contrapõe à postura adotada pelo presidente em outubro de 2020. Naquele mês, em uma publicação intitulada “a vacina chinesa de João Doria”, Bolsonaro usou as redes sociais para falar sobre a decisão de mandar o Ministério da Saúde cancelar o protocolo de intenção de compra de 46 milhões de doses do imunizante.  

Para o meu Governo, qualquer vacina, antes de ser disponibilizada à população, deverá ser COMPROVADA CIENTIFICAMENTE PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE e CERTIFICADA PELA ANVISA”, assegurou. Apesar da escrita em letras garrafais, a pasta chefiada por Eduardo Pazuello acertou a aquisição de 100 milhões de doses do imunizante antes do sinal verde da Anvisa. 

Ainda na segunda-feira, Eduardo Pazuello deu mais uma prova da memória curta do governo federal. Em coletiva de imprensa, o ministro insistiu que jamais indicou medicamentos para o tratamento da Covid-19 ou autorizou a pasta a fazê-lo. O general não mencionou, entretanto, que, sob sua batuta, o órgão publicou, em maio, uma nota informativa que orienta a prescrição da hidroxicloroquina desde os sintomas leves da infecção pelo novo coronavírus, combinado ao antibiótico azitromicina.

O ministro ainda ignorou os meses de entrega em massa dos medicamentos pelo país e o fato de que a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação da Saúde, Mayra Pinheiro, chegou a enviar, dias antes, um ofício à prefeitura de Manaus para cobrar a receita de cloroquina a pacientes com Covid-19 na capital amazonense, enquanto o sistema de saúde passava por um colapso.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Vocês distorcem tudo como se seus leitores fossem ignorantes. Não adianta. Nos sabemos a verdade e vocês vão se ralar. Incompetentes e recalcados

  2. Pois eh. Pessoas inteligentes sabem muito quando algo ajuda ou faz mal. Se fizer mal é só parar. É muito melhor de que deixar as pessoas morrerem sem tomar nada. Acho que não devem por a culpa no governo. Esses autoritarismos estaduais, muncipais ejudiciárias são terríveis.

  3. A impressão que dá (impressão????) é que  aspergiram um mega-inseticida no Planalto e na Esplanada dos Ministérios e, que essas baratas tontas perderam totalmente o rumo, estão esperneando de dorso no chão e umas escorregando entre as outras!!!! A imagem é dantesca mas, a metáfora adequada para a situação dantesca do desgoverno do país  é essa mesmo!!!!!!...

    1. É traumático, sobretudo numa hora dessas, mas, temos que remover essa cambada, antes que ela remova o país do mapa!!!!!

    2. É traumático, sobretudo numa hora dessas, mas, temos que remover essa cambada, antes que ela remova o país do mapa!!!!!

    3. As fofocas a respeito correm planetariamente, como se não bastassem as doses de 10 vexames por dia 'interna corporis'!!!!

    4. Completando as ""baratices"" estão dizendo que o governo então solicitou que a Índia enviasse as vacinas em outra aeronave (veio numa da Emirates) e pagou 50 milhões pelo frete!!!!

    5. Completando as ""baratices"" estão dizendo que o governo então solicitou que a Índia enviasse as vacinas em outra aeronave (veio numa da Emirates) e pagou 50 milhões pelo frete!!!!

    6. O que o "minto" oportunística e desonestamente atribuiu ao ""tanso" das des-relações exteriores""!!!! Pode um conjunto de coisas inomináveis dessas???? Essas notícias circulam em alguns jornais sérios.

    7. Olha só essas: a Índia solicitou o máximo de discrição para o envio das vacinas, porque ainda não havia posto em prática todo o processo de vacinação em seu país. O que fizeram as baratas tontas daqui ??? Adesivaram uma aeronave com o Zé Gotinha de toooooodo tamanho e, maior ainda a frase "Brasil imunizador" ou coisa análoga!!! Os indianos ficaram "p" da vida, é por isso deram uma travada. Quem resolveu o impasse???? Os grupos de empresários brasileiros e indianos foram os que resolveram tudo!!!

  4. Sem querer magoar ninguém acho essa turma, imprensa, os famosos "especialistas" e comentaristas de plantão para quem tudo que o Bolsonaro faz não serve, eu acho-o semelhante a uma mãe, ou qualquer pessoa, que vendo alguem doente, mal, sai correndo atrás de algo que ajuda ou quem sabe até cura a pessoa. Razões lógicas de sua insistência com os "ínas"que ele descobriu. Pode não curar más é como um chá caseiro que, para muitos resolve. O pior é que o culpam pelas mortes pela covid.

    1. 1) Existem muitas provas documentadas de que o governo federal se omitiu diante da pandemia, portanto as mortes são por culpa da negação e omissão presidencial sim. 2) muitas dessas "inas" não só não ajudam no combate do vírus como conseguem piorar o quadro clínico dos pacientes e isso a ciência já comprovou, portanto, temos aí uma prova forte do atentado genocida do Bozo para com o seu povo. 3) Incentivar o povo a não usar máscara e se aglomerar é mais um motivo para a alcunha de genocida.

  5. Esse governo mente tanto que já passou a acreditas nas mentiras que fala. Já perderam a noção do que é verdade e o que é mentira.

  6. Boçalnaro e sua trupe vivem em uma realidade paralela, onde as ordens do “jacaré” estão acima da conjuntura nacional. E onde até os generais de alta patente se submetem, como cúmplices, aos delírios de um capetão, desmoralizando cada dia mais o Exército brasileiro. #Impeachment Já!

  7. É incrível ver como bolsonaristas fanáticos se parecem com petistas militantes. São idênticos! Dos comentários abaixo, aqueles que vieram de bolsonaristas insistem no culto à mentira ou na negação cega da realidade. Também tem o maniqueísmo (nós contra eles). Assim como a elevação de si próprio ao patamar de autoridade ("eu sou empresário, e vc?")? Tem também a tentativa de ridicularizar os adversários. Tudo muito petista. Mas vindo de bolsonaristas. Os extremos se dão as mãos nos bastidores.

    1. Concordo com vocês. Este tem sido o meu mantra desde fevereiro de 2019: bozista = Petralhista!

    2. Concordo plenamente. Fazem se de cegos pro acórdão do PT apoiando o mesmo candidato do Minto pro Senado. RODRIGO Pacheco apoiado por Bozo é pelo PT acorda gado fanático!

  8. Excelente retrospectiva das MENTIRAS DESCARADAS DESSE DESGOVERNO igual conversa de malandro! CONGRESSO Nacional cúmplice desse caos imposto ao povo de bem brasileiro! Vergonha vergonha e nojooo

  9. Enquanto o Biden toma medida sérias contra a pandemia, o Bozo aqui está promovendo mecanismos para categorias que não são prioritárias na ordem da vacina se tornarem prioritárias. Como eu sempre falei, os bozistas são seres decrépitos. Antes da vacina diziam que a vacina transformaria as pessoas em jacarés. Agora, com a vacina, são os primeiros a pressionar para que as filas sejam furadas. O Bozismo é genocida, necrófilo, delinquente e fura-fila. Como há ainda gente que apoia este lixo?

  10. O único que criou um campo de distorção da realidade e conseguiu ser bem sucedido, foi Steve Jobs. Um gênio. Bolsonaro, o presidente do cercadinho, distorce a realidade por sua limitação intelectual. Um estúpido. Quando Bolsonaro falou que a pandemia estava no finalzinho, recorrendo provavelmente ao seus "feelings", alguém deveria relembrá-lo da sua limitada intelectualidade e capacidade analítica. Feeling

    1. Verdade Paulo. De qualquer forma, criar narrativas que distorcem a realidade é a única coisa que o governo genocida, racista e necrófilo pode fazer para manter o apoio das récuas de bozistas iletrados, beócios e delinquentes que habitam os esgotos do Brasil.

    2. Feelings serviu para Morris Albert ganhar dinheiro com a sua música. Feelings do Bolsonaro matou pessoas no Brasil por sua postura negacionista. BOLSONARO, MENOS DISTORÇÃO DA REALIDADE. MENOS FEELINGS. MAIS TRABALHO E RESPONSABILIDADE.

  11. Como para a Imprensa e para os famosos "especialistas" nada que esse governo faz serve, esses devem estar aborrecidos com os sucessos conseguidos. Que coisa!...

    1. Antonio, precisa ser específico. Qual o sucesso que este governo tem obtido? O envio das 2 milhões de doses da Índia é um sucesso? Sucesso seria se o Bolsonaro fosse o Messias, conseguindo o milagre da multiplicação das vacinas. Mas Bolsonaro é só um estúpido louco.

    2. Sucesso pra este cidadão é um altíssimo número de pessoas falecidas por incompetência e negação da ciência? Porque este é o único número positivo deste desgoverno de um cidadão inepto e despreparado.

    3. Quais sucessos? nos brinde com esses acontecimentos que desconhecemos.

  12. Esse tipo de reportagem só serve pra piorar mais o cenário Fala dos ladroes de vacina no Amazonas Do aumento de impostos do Doria Das INTERFERÊNCIAS DO STF Haaa isso não pode né kkkkkk HIPOCRISIA TOTAL

    1. Para serem coerentes, vocês devem achar que todos os governantes do mundo inteiro são incapazes e genocidas!

    2. Paulo, depois dessa eu acho que o Marcos acha que teu mandarim está fluente. Com certeza ele não compreendeu nada! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    3. Fica claro para todo o mundo que o Marcos não é empresário. Ele faz parte do custo Brasil. Nós empresários de verdade, estamos concientes que o Bolsonaro não vai entregar o que prometeu. Quanto ganha o Marcos? O tal sobrinho Índio ganha mais de 20 mil. Bolsonaro é uma criatura do estado inchado, pesado, oneroso. Ele é um parasita que se aproveita disso. O Marcos é só mais uma formiga, dentre tantas, que se alimentam do doce, tornando a vida do empresário mais amarga.

    4. Marcos, eu sou empresário. Me responde então. Você tem um produto que o preço de custo é R$ 100,00. Você quer uma margem de 10%. Por quanto deve vender esse produto? Nos dias de hoje, você acha que o Princípio de Pareto continua válido? A Amazon, uma das empresas mais bem sucedidas da atualidade não trabalha com o Princípio de Pareto. Qual abordagem a Amazon adota na definição do mix de produtos? O que são Inputs e Outputs na gestão de um negócio? O que é mais importante para você?

    5. Concordo com você Jose. O Marcos não é empresário, pois escreveu algo que não condiz com a realidade. Pela confluência de fatores positivos, sobretudo o crescimento internacional, a rápida industrialização da China, valorizando as nossas commodities, o governo Lula surfou uma onda que poderia ter mudado o Brasil de patamar. Infelizmente aproveitou para sistematizar o maior esquema de corrupção do mundo.

    6. Marcos - Claramente você é um péssimo empresário, pois mesmo com a economia bombando na época do PT seus negócios estavam em crise. Uma outra opção é que você talvez seja empresario de atividades ilícitas, as únicas que realmente aumentaram durante o governo bozista. Independente da resposta, você é um medíocre e apedeuta ao defender um governo genocida e necrófilo.

    7. A atual gestão é uma aberração que já vitimou mais de 200 mil vidas.

    8. Vcs só sabem falar nau da atual gestão E o que vcs fazem pra ajudar ? Acho que tá e faltando trabalho pra vcs

    9. O palhaço. eu sou empresário e vc ? Eu estava na merda na época do PT HOJE MESMO COM AS FALÁCIAS DO BOZÓ ESTOU MELHOR E VC ? Então vai a merda vc é sua geração inteira seu petista de de merda!

    10. Marcos, vá para a merda. Que comentário ridículo!

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO