Divulgação MDB

MDB lança candidatura de Tebet como alternativa à ‘polarização’

08.12.21 11:36

O MDB lançou a candidatura da senadora Simone Tebet à Presidência da República nesta quarta-feira, 8. Em uma cerimônia realizada em um hotel em Brasília, o partido reuniu suas principais lideranças, entre parlamentares, prefeitos e governadores, para oficializar o nome de Tebet.

Integrantes do partido descartam a possibilidade da retirada da candidatura da senadora para que ela concorra a vice em outra chapa. Mas presidentes nacionais de outros partidos que negociam com o MDB, como Luciano Bivar, do PSL, e Bruno Araújo, do PSDB, participaram do evento de lançamento da candidatura de Tebet. As siglas não descartam uma reunião desses grupos para a disputa de 2022. Os governadores do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, e do Pará, Helder Barbalho, participaram da cerimônia e o ex-presidente Michel Temer gravou uma mensagem para apoiar a candidatura de Simone.

O MDB exibiu um vídeo com cenas da atuação de Simone Tebet na CPI da Covid e com um resumo da trajetória da parlamentar. “A confiança no país diminui, a credibilidade internacional desaba e a polarização chega a limites inaceitáveis. Quando as democracias se enfraquecem, é necessário liderança. Chega de líderes que dividem o país ao meio e promovem o nós contra eles. Um país forte começa pela união”, afirmou Tebet.

O MDB adotou o slogan “uma nova esperança para o Brasil” para lançar Tebet. Além da senadora, outros integrantes da sigla que discursaram durante a cerimônia também criticaram a “polarização” da política no país, em uma tentativa de emplacar o partido como uma alternativa ao presidente Jair Bolsonaro e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Formada em Direito, Tebet ganhou projeção durante a CPI da Covid. Mesmo sem atuar como titular da comissão, a senadora participava das sessões assiduamente, munida de perguntas técnicas e objetivas. Foi ela quem conseguiu arrancar do deputado Luis Miranda a declaração de que o parlamentar citado por Jair Bolsonaro no “rolo” da vacina indiana Covaxin era o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros.

A congressista iniciou sua trajetória política em 2002, como deputada estadual pelo MDB. Depois, foi eleita prefeita da sua cidade natal, Três Lagoas, por duas vezes. Tebet ainda atuou como vice-governadora, quando exerceu a função de Secretária de Governo, e iniciou o mandato de senadora em 2015. Ela é filha de Ramez Tebet, ex-presidente do Congresso, falecido em 2006.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. simone ao apoiar entusiasticamente Renan Calheiros e Omar Aziz na CPI que desrespeitou os direitos humanos de homens e mulheres é mais uma hipocrita neste triste Brasil

  2. A Simone de braços dados na CPI da Covid c a corja q ela atacava no passado(a turma do PT,Renan e outros),nos mostra q precisamos de uma terceira via verdadeira,e não de bla,bla,bla. Falar bem todos falam

  3. Ela até seria uma alternativa, já o seu partido o velho, arcaico e viciado mdb dos renan, jader, cunha, etc..... velho conhecido das práticas nocivas da política.

  4. Simone tem luz própria . E foi a base do partido que a impôs como candidata . Nunca se auto intitulou como presidenciável mas tem carisma, coragem, e competência para tanto. Achar que poderia ser só vice , é preconceituoso . Não pode porque é mulher ? O MDB com erros e acertos ( criou o SUS) tem cepa para bancar candidatura própria . Não a subestimem .

    1. Totalmente de acordo. Excelente candidata, deve crescer bastante nas próximas pesquisas. Boa alternativa para a terceira via.

    1. Tem chance, é uma ótima candidata. E você acredita que tem chance de ser eleito um candidato que aparece na pesquisa com um índice de rejeição de 61%?

  5. Grande parlamentar, diligente e honesta com os valores republicanos, mas seria uma boa candidata à vice de Sérgio Moro. MORO 22.

  6. Excelente candidata para a 3a via desde que ela acabe com Bolsonaro.Deveria ser vice de Lula.Parlamentar inteligente essa doutora.Eu sou jornalista no Maranhao.Parabens

    1. as senhoras feministas tem sua candidata . simples é só 52% de eleitoras votar numa mulher . devem estar loucas de saudade da Anta kkkkkk .. mas repito o MDB para evitar a extinção aceita ser vice até do diabo este o objetivo é outros aderirão a Moro e aí pode resultar em +4anos de desgraça sob os mesmos dinossauros políticos . cada um escolhe seu algoz mas todos teremos um.

    2. Vice de Lula??? Que idéia mais maluca!!! Ela é muito honesta para se aliar com bandido. Se fosse a vice de MORO, teria chance, mas candidata a Presidente, não tem chance. O problema é que político é muito ambicioso e vaidoso. Vamos perder uma grande senadora, uma pena!

    3. Lula e Bozo são da mesma estirpe. Viva Simone! Viva Sérgio Moro!

  7. Excelente senadora mas, equivocada quanto ao momento da candidatura à presidência. Como o Governador JOÃO DÓRIA não vencerá e só ajudará a pulverizar alguns votos da Terceira Via. Teriam que se unir para a eleição do DR. SÉRGIO FERNANDO MORO, porque se não pensam prioritariamente no BRASIL, poderiam ambos pensarem ao menos em seus respectivos filmes que poderão ser queimados para futuras candidaturas. NÃO É HORA DE BRINCAR DE VITRINE. O MOMENTO É GRAVEMENTE SÉRIO E PRECISA DE UNIÃO DA DECÊNCIA.

    1. ""Chega de líderes que dividem o país ao meio e promovem o nós contra eles. Um país forte começa pela união"”, afirmou a Senadora DRA. SIMONE TELBET. Que incongruência sra. senadora!!!

    2. ""Chega de líderes que dividem o país ao meio e promovem o nós contra eles. Um país forte começa pela união"”, afirmou a Senadora DRA. SIMONE TELBET Que incongruência sra. senadora!!!

  8. a megalomania da politicalha é ridícula ou risível? o MDB que já teve 97 deputados e hoje 34 ou 1/3 quando esteve no auge e é dos destruidores do país ao nos legar uma constituição estúpida impraticável que liderou .. resta-lhe ir a reboque de Moro para tentar evitar a extinção nas urnas . é uma múmia a feder muito.

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO