O pacotão de Lira

18.06.21

A agenda da Câmara dos Deputados contra o combate à corrupção voltou com força. Além de aprovar o afrouxamento da Lei de Improbidade Administrativa, com votos de partidos governistas e de oposição, Arthur Lira fez outros movimentos nesta semana. Um deles foi incluir na pauta do plenário um projeto para impedir que políticos condenados por atos dolosos de improbidade e punidos apenas com multa sejam considerados fichas-sujas e, assim, fiquem impedidos de disputar eleições. Também está acelerada a tramitação da proposta de emenda constitucional que modifica a composição do CNMP, o Conselho Nacional do Ministério Público – uma iniciativa destinada a deixar promotores e procuradores mais expostos ao risco de punições porque a ideia é ampliar o número de conselheiros indicados por políticos. A expectativa é que o texto seja votado em no máximo dois meses na comissão especial criada para debatê-lo. Feito isso, restará apenas a votação em plenário. A comissão, ironicamente, é presidida pelo notório Dudu da Fonte, correligionário de Lira no Progressistas e investigado em diversas frentes na Lava Jato. Chefes do Centrão querem ainda aproveitar a oportunidade para apresentar outras propostas que, nas palavras deles, têm por objetivo conter “abusos do Ministério Público”.

Câmara dos DeputadosCâmara dos DeputadosLira prepara novos lances na ofensiva contra o MP

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Impunidade é somente uma palavra para quem é inescrupuloso. O Brasil é mais do que conhecido por este tema. Na vida pública "surfar" pela impunidade foi sempre uma característica decadente daqueles que são inimigos do povo.

  2. Agora teremos a figura do candidato "meio ficha suja", roubou, mas como teve pena pequena, pode continuar se candidatando e roubando...

  3. Até quando o povo aguentará está organização criminoso na câmera cuspindo em nossa cara, zombando de nosso trabalho, de nosso esforço.

  4. Todos os poderes usando seu poder pra aliviar a barra de corruptos, ladrões e que tais. Do Judiciário, passando pelo Executivo, chega-se fácil ao Congresso. Isso sem falar no tal quarto poder. Sim, essa imprensa suja, parcial e comprometida com tudo isso que está aí.

    1. É difícil entender e vergonhoso aceitar, como esses caras transvestidos de autoridades, manipulam as leis, já feitas para ser manipuladas e não acontece nada com eles, a ser cada vez mais enricar e tornar-se poderosos, basta olhar o centrão. Pobre do brasileiro comum, é semelhante a prego, só leva na cabeça martelada.

  5. Cambada de calhordas! O povo que os elege é o retrato bem acabado do eleitor médio, sem formação escolar, sem grandes esperanças de vida, nem informação sobre as barbaridades que essa matilha feroz pratica contra todos nós…

  6. É de uma indignidade ímpar. O Centrão, ajudados pela esquerda e de mãos dadas com o Governo Bolsonaro deram um xeque-mate na Lava Jato. Sim, Bolsonaro nega. Mas ele tem sua digital nesse lamaçal.

  7. Esses politicos corruptos e operadores dessa maquina de roubalheira do erário publico estão apodrecendo o nosso Brasil. Tenho nojo desses politicos, nas ultimas eleições o povo esta super motivado com as mudanças ao combate a corrupção e a esses politicos fdps que a Lava Jato estava investigando e levantando provas do ilícito, mais o judiciário que faz parte desse mecanismo entrou pesado no jogo e saiu rasgando as leis e ate aprovando lei que mudava o passado.Vergonha do stf, stj,pgr e politicos

  8. O povo brasileiro está entregue as "baratas' (políticos pilantras) e ninguém é por nós. NINGUÉM NOS SOCORRE. ESTÁ TUDO DOMINADO.

  9. Espero que os idiotas úteis que em caixa alta aqui defendiam o “mito” tenham se dado conta do desastre que esse elemento está proporcionando ao nosso país, retrocedemos 40 anos. Espero que tenham aprendido que não há salvador da pátria! Política se faz com políticos e não com militares! Basta de heróis! Voto tem que ser estudado. Sendo assim, comecem desde já a estudar os candidatos a Presidente, Governador, Senador e Deputados Federais e Estaduais. Democracia da trabalho mas é a melhor opção.

  10. os EXEMPLOS EXCECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! São DEGENERADOS MORAIS que IMPEDEM o BRASIL de AVANÇAR! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

  11. Só uma nova constituição com um estrutura de poderes contemplando a meritocracia para galgarem poderes de deputado, senador, governador, presidente, supremo, tudo. O país do voto ignorante no esperto ladrão com indicações quadrilheiras por todos os poderes não tem como andar para frente. Teria que ser uma constituição de notáveis honestos (!), se forem votados nada mudará. Nem daqui 500 anos esse sistema de governo vai funcionar, se sobrar nações e Brasil até lá…

    1. Eu só queria saber que ganha um eleitor desse tal de Lira. O homem tem um olhar esquisito de criminoso....dá medo !

    2. Eu só queria saber o que ganham eleitores desse tal de Lira para votar nele. De graça não é. E o homem tem um olhar esquisito....de criminoso.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO