Os dois pesos de Aras

31.07.20

O principal argumento “técnico” utilizado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, para acabar com a atuação exclusiva dos procuradores das forças-tarefas da Lava Jato é financeiro. Segundo ele, só no ano passado foram gastos 3,7 milhões de reais com o pagamento de gratificações a procuradores que tiveram que fazer as funções de colegas deslocados para atuar exclusivamente na operação. Essa lógica econômica, porém, não vale para o gabinete do próprio Aras. Toda a equipe nomeada por ele desde que assumiu o posto, em setembro de 2019, está liberada das funções em seus gabinetes de origem, exatamente como os procuradores da Lava Jato que ele critica, e gerando custos semelhantes. Essa lógica tem funcionado até para cargos administrativos da PGR. No último dia 24, por exemplo, Aras tirou um técnico que ganha 20 mil reais do cargo de secretário jurídico e de documentação para nomear um procurador, com dedicação exclusiva na função. Além do salário de 33,7 mil reais, o novo chefe do setor terá direito a auxílio-moradia para trabalhar em Brasília e deixará de atuar no gabinete que ocupava até então, no Espírito Santo. São, portanto, dois pesos e duas medidas.

Pedro Ladeira/FolhapressPedro Ladeira/FolhapressAras: o que vale para a Lava Jato não vale para o próprio gabinete do PGR

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Só são contra a Lava Jato os ladrões de sempre e as grandes bancas de advogados milionários, que, quanto mais os corruptos desviam dinheiro público, mais eles faturam. Uma vergonha, que eles não têm.

  2. Tamanho era o desespero do brasileiro decente que acreditou nas promessas quebradas que o MINTO fazia e o elegeu... hoje o povo reconhece que foi logrado e a nomeação desse PGR fora da lista fez parte do plano maquiavélico de destruir a Lava Jato. Afinal, quem deve, teme!

  3. Esse procurador nomeado pelo Bolsonaro, veio para destruir a lava jato. O Brasil não tem jeito, tudo tende a voltar como antes, só corrupção!

    1. O próprio convite ao Sérgio Moro para o Ministério da Justiça, foi estratégico para tirá-lo da Lava-Jato e fazer as coisas voltarem a ser com antes: corrupção e impunidade.

  4. Todas as explicações do proxeneta-geral da República não se sustenta, suas atitudes e seus atos são para atender interesses de poderosos envolvidos com a corrupção e para ajudar o MINTO afastar o fantasma da candidatura do grande Sergio Moro. De resto é indigência intelectual.

    1. Bolsonaro é um desastre.. que dedo horroroso.. .vergonha...que volte a lista tríplice do MPF

  5. O problema dele talvez seja total desinformação. Não disseram a ele que a Lava Jato logrou recuperar um monte de recursos públicos gatunados por bandidos travestidos de políticos, certos da geleia real da impunidade? O que foi resgatado é apenas uma parcela do roubo; mesmo assim, é muito dinheiro. Quanto terá o Sr. Aras conseguido reaver de tamanha roubalheira para os cofres públicos? O contribuinte, que a todos remunera, estima a Lava Jato, lamentando nada poder dizer em favor dos seus algozes.

    1. O contribuinte considera o seu bolso, ou bolsa, órgão muito sensível. Quando não está sentado na ponta de algum astro distraído, segue com atenção atividades políticas comuns no País, como peculato, arrombamento de fundos de pensão e maus tratos dados a estatais e estatais, vistas como vacas leiteiras de caciques políticos esganados. Sua atenção também se volta para a recuperação de dinheiro público gatunado por políticos, um fato marcante, reconhecido com loas. Nas eleições, isso será lembrado.

  6. Esse Aras é um imoral que foi colocado na PGR para proteger bandido e acabar com a Lava Jato. Até o seu aspecto físico é asqueroso 🤮🤮

  7. Esse Aras foi colocado na PGR com dois objetivos, acabar com a Lava Jato e, junto com Toffoli e Rodrigo Maia, tentar impedir a candidatura de Moro à presidência em 2022. Mas vão cair do cavalo.

  8. Aras na sua live parece tão despreparado e pouco inteligente, Será que ele sabe fazer contas.o cara que fala previlegio (privilégio ) é um ignorante

  9. 3.7 milhões não são nada. O dinheiro recuperado só no esquema do Lulaládrão é muito mais que este valor. Conta outra, dr. Picareta.

    1. Concordo de A á Z com Você! Estão fazendo a campanha de Moro para Presidência. Todo brasileiro do bem,jamais esquecerá toda luta de Moro contra esses corruptos!

    1. Que decepção com este PGR, um país que teve o maior seques dos cofres pubicos pela corrupção e, a "operaçao lava jato" está trazer uma parte deste dinheiro de volta. É difícil acreditar q/ainda tem espaço para este tipo de coisa. É inadmissível!!

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO