MarioSabino

Van Gogh interrompido pelo Brasil

31.07.20

Eu planejava escrever apenas sobre Vincent van Gogh, o pintor holandês cuja morte fez 130 anos no último dia 29. Ele morreu com um bala no peito, na francesa Auvers-sur-Oise, que atraía muitos pintores por causa das cores dos seus campos de trigo e vegetação natural. No dia 27 de julho de 1890, dois dias antes da sua morte, Van Gogh chegou ao hotel onde morava com a noite já caída, bem mais tarde do que o habitual, e subiu para o seu quarto no primeiro andar, sem dar palavra. O proprietário do hotel, o senhor Ravoux, estranhou e foi até o quarto do pintor.  Encontrou-o deitado em posição fetal. “O senhor está doente?”, perguntou-lhe Ravoux. “Eu queria me matar”, respondeu Van Gogh, levantando a camisa e mostrando o buraco de uma bala no seu peito. Na versão de Adeline, filha de Ravoux (retratada de perfil, em azul sobre azul, em junho de 1890, tela pertencente a uma coleção privada suíça), a cena é mais dramática: o pintor entra no hotel com as mãos sobre o estômago, dizendo a todos que havia tentado se matar. Gosto mais da outra versão.

Correram a chamar o doutor Gachet, personagem que rendeu dois magníficos óleos de Van Gogh, um deles exposto no Museu D’Orsay, em Paris, no qual predomina o azul (o segundo retrato, em que reina o preto, foi comprado por um particular por mais de 82 milhões de dólares). O médico o auscultou (provavelmente com expressão mais próxima do retrato em fundo azul) e disse que faria de tudo para salvá-lo, embora já soubesse que não havia nada a fazer. A morte era só questão curta de tempo. No dia seguinte, policiais foram ao hotel para tomar o depoimento do pintor. Um deles disse a Van Gogh que suicídio era ilegal. O moribundo retrucou: “Guarda, meu corpo me pertence e sou livre para fazer dele o que quiser. Não acusem ninguém, fui eu quem quis me matar”. Não há registro do depoimento e jamais encontraram a arma. 

Apesar de a vida de Van Gogh ter sido marcada por surtos de depressão e insanidade, inclusive com a automutilação da sua orelha esquerda (dois autorretratos), numa briga com o amigo Paul Gauguin, além da internação em hospício, as circunstâncias do suicídio do pintor pareceram estranhas aos que o conheciam, e assim permanecem aos pósteros. Quarenta anos depois da sua morte, surgiram rumores de que Van Gogh levara o tiro fatal por acidente: dois jovens parisienses, Gaston e René Secrétan, em férias em Auvers-sur-Oise, divertiam-se com um revólver no campo onde o pintor trabalhava, quando um deles, sem querer, teria disparado um tiro com a arma usada para matar passarinhos. O passarinho acabou sendo Van Gogh, que costumava conversar com ambos e até chegara a pagar uma rodada de cerveja a Gaston. Numa entrevista a um historiador americano, John Rewald, ambos os irmãos negaram a hipótese de homicídio culposo: havia sido um acidente protagonizado pelo próprio pintor. Mas a morte de Van Gogh ainda causa controvérsia.

O retrospecto biográfico é para emoldurar devidamente um achado surpreendente noticiado pelo jornal Le Monde. Ao catalogar cartões postais antigos das regiões nas quais Van Gogh havia vivido, Wouter van der Veen, estudioso da obra do pintor, deteve-se sobre o que trazia uma foto de Auvers-sur-Oise, datado da primeira década do século XX. A imagem mostra um caminho que leva aos campos de trigo pintados por Van Gogh. Debruçado sobre o caminho, há uma árvore cujas raízes estendem-se pelo terreno erodido. Van der Veen suspeitou que ali estava a realidade do tema da última e inacabada pintura de Van Gogh: Raízes de árvores.

Entusiasmado, o estudioso, que mora em Estrasburgo, entrou imediatamente em contato com o Museu Van Gogh, em Amsterdã, que abriga a tela no seu acervo. Especialistas do museu se certificaram de que a árvore ainda existia, pediram fotos dela hoje, mediram ângulos e proporções da imagem antiga e das atuais, confrontaram-nas com a pintura e, nesse exame minucioso, chegaram a consultar um dendrólogo (botânico especializado em vegetais lenhosos), que lhes disse como as raízes daquele espécie de árvore se desenvolviam ao longo do tempo. Medições e comparações feitas, concluiu-se depois de cinco semanas que a árvore que Van Gogh deixara incompleta na tela era a mesma da foto que chamou atenção de Van der Veen. A ilustre habitante de Auvers-sur-Oise foi protegida por um tapume-moldura, para ser admirada, ela própria, como se fosse um quadro. Virou patrimônio artístico.

Van der Veen não tem dúvida de que, no dia em que morreu, Van Gogh enveredou pelo caminho estampado no cartão postal. Naquele 27 de julho de 1890, um domingo muito quente, Van Gogh teria montado o seu cavalete próximo da árvore, a 150 metros do hotel em que morava, antes de chegar ao campo onde o tiro foi disparado. Ela já o intrigava como tema havia bom tempo. Numa carta endereçada a seu irmão, Theo, em maio de 1882, ele desenhou um croqui das raízes da árvore e escreveu sobre o seu tema: “Há algo (nela) da luta pela vida. O fato de se enraizar apaixonada e convulsivamente de alguma forma na terra, mas sendo meio arrancada pelas tempestades”. Belo.

O achado de Van der Veen empresta um significado extra a Raízes de Árvores, considerada precursora da arte abstrata. “É uma mensagem de adeus”, diz ele. E mensagem de aspecto universal, porque a vida, ela própria, deixa raízes e é sempre inacabada, acrescento.

Adeus, Van Gogh.

“Raízes de Árvores“, de Van Gogh
Como disse, eu planejava escrever apenas sobre o pintor, mas fui bruscamente interrompido por Dias Toffoli. É a história da minha (nossa) vida brasileira: antes de inacabar qualquer coisa, sou (somos) sempre interrompido(s) em atividades mais frutíferas, elevadas e interessantes. As interrupções constantes impostas pela realidade do país são também uma forma de censura.

Dias Toffoli. Das manobras que vêm sendo feitas para exterminar não apenas a Lava Jato, mas a possibilidade de que possam surgir homens públicos honrados em quantidade suficiente para mudar o país, entra como cereja do bolo a sugestão do presidente do Supremo Tribunal Federal de que ex-juízes e procuradores sejam obrigados a fazer quarentena de oito anos antes de candidatar-se a cargos políticos. Oito longos anos. Como diz um amigo meu, é impor a pena ateniense do ostracismo a magistrados e integrantes do Ministério Público. Cassação de direitos pura e simples. Acho Toffoli um sujeito formidável — eu, que já admirava a sua cultura e elegância, passei a admirar também a sua sutileza.

Ao justificar a proposta, ele disse que era preciso evitar a “utilização da magistratura e do poder imparcial do juiz para fazer demagogia, aparecer para a opinião pública e se fazer candidato”.

E mais:

“Quem quer ser candidato, seja como magistrado, seja como membro do Ministério Público, tem que deixar a magistratura, tem que deixar o Ministério Público, e tem que haver um período de inelegibilidade, sim (…). Eu já disse isso várias vezes a senadores da República, não só nessa legislatura como em legislaturas anteriores.”

E ainda:

“A imprensa começa a incensar determinado magistrado e ele já se vê candidato a presidente da República, sem nem conhecer o Brasil, sem nem conhecer o seu estado, sem ter ideia do que é a vida pública.”

E por fim:

“Quer ir para a política, pode ir, pode ir. Sai da magistratura, e tenha um período de inelegibilidade. E eu volto a pedir ao Congresso Nacional que estabeleça prazos de inelegibilidade para membros da magistratura e do Ministério Público deixarem suas carreiras. Para que não possam magistrados e membros do Ministério Público fazer dos seus cargos e das suas altas e nobres funções meios de proselitismo e demagogia.”

Como também posso ser sutil, sugiro que advogados de partidos políticos tenham de fazer quarentena de vinte anos, pelo menos, antes de serem indicados para o Supremo Tribunal Federal. E com efeito retroativo, se já tiverem sido empossados.

Vou tentar não cortar uma das minhas orelhas.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. O Mário, como sempre, faz um artigo perfeito. Muito interessante a parte sobre Van Gogh e incisivo sobre o oportunismo e a hipocrisia do presidente do STF.

  2. Como sempre, texto irretocável! Sugiro veementemente ao invés do sangue derramado por doloroso decepamento auricular em homenagem ao insigne magistrado, o produto direto de um bom laxante:

  3. Querido Mário Sabino, é sempre um prazer ler os seus textos, apesar de volta e meia aparecer um toffoli para atrapalhar. Parabéns! Vou sair a cata de um ;ivro seu para comprar.

  4. Vincent Van Gogh é meu pintor favorito Fui a todas as cidades da Provence onde ele viveu e pintou O Cafe de la nuit, agora Van Gogh, em Arles, só mudou de nome; de resto, parece congelado no tempo São inesquecíveis meus 3 dias em Amsterdam imersa no Rijksmuseum e no Van Gogh Museum Ir de Van Gogh a Toffoli é uma viagem direta do sublime ao esgoto. Contraste chocante entre o q de melhor e pior a humanidade vem produzindo Acordei de um sonho divino p/ encarar comhorror nossa realidade infernal

  5. Não corte a orelha. O Brasil não merece essa metáfora. O Brasil é de Lula, Bolsonaro Fake News, Arthur Lira, Gilberto Kassab, Roberto Jefferson, Paulinho da Força, Valdemar da Costa Neto... nós somos os pagadores de impostos e taxas.

  6. O texto, como sempre, é primoroso. Infelizmente termina revelando as inconfessadas, mas não disfarçadas, manobras de um homem patético. E ainda se autoriza a falar de juízes e magistrados. Quem é ele, que não conseguiu ser juiz, mas, por trabalhos prestados aos nomeadores, recebeu a nomeação? O Toffoli é patético. Sim. Nossa realidade brasileira também.

  7. As raízes da velha política, teimam em manter o país no mesmo lugar. As consequências disso, sofremos todos, exceção feita à casta.

  8. Excelente, meu caro. É de cortar o coração essa inversão de valores capitaneadas por amigos do Brasil arcaico. Segura as raizes e vamos em frente!

  9. Até você falar do Toffoli, já ia comemorar que iamos conseguir uma edição sem falar de Bolsonaro e aparece o Toffoli, infelizmente no Brasil é assim

  10. Um texto maravilhoso. O que as vossas excelências querem é aniquilar qualquer possibilidade de Sérgio Moro set candidato, pois tem chance de ganhar.

    1. Jacinta, pelo procedimento do Moro mais parecendo um menino mimado que não aceita um revez, se eleito, seria um 2° Jânio Quadros, correndo da luta no primeiro embate. É isso.

  11. Ótimo artigo. É incrível a preocupação dessa turma com a possibilidade de o Sergio Moro ser candidato a Presidente, será porque?

  12. Otimo texto. Você é muito bom escritor. Por favor não corte suas orelhas pois também estou com vontade de cortar as minhas.

  13. Sua sugestão de retroatividade no STF está perfeita... Eu ainda acrescentaria o seguinte: incompetente reprovado a juíz por dias vezes, jamais pode ser ministro do STF... Fechado.... O Brasil é uma piada e esse STF é um circo....

  14. Advogados de partidos políticos e ocupantes de cargos de confiança no governo, devem ficar impedidos de assumir a função de Ministro do STF. Os atuais Ministros que se enquadrarem nessas condições, deverão ser defenestrados do STF. Simples assim.

  15. O penúltimo parágrafo é particularmente interessante, ficaríamos livre de, pelo menos, duas tralhas se, em sequência, incluirem no rol dos impossibilitados, os advogados de organizações criminosas.

  16. Sugestao: vereador, deputado ou senador qdo for designado pra função no poder executivo....tem que cumprir quarentena de 8 anos tb pra voltar ao poder legislativo. Sutileza por sutileza...

  17. 👏👏👏👏👏👏 tem todo o meu apoio a essa sugestão! E acrescento: aos politicos deve ser dada a oportunidade de colaborar com o pais como parlamentar por apenas 2 mandatos em cada casa legislativa, seja camara federal, senado, assembleia legislativa ou Câmara Municipal. E a apenas um mandato, podendo ser reeleito e ter esse mandato estendido para os cargos do executivo. E chega! Mais brasileiros tem o direito de colaborar com o país! Chega de cargos vitalícios e familiares na política! Chega!

  18. Quem tem olhos certamente verá, hoje no Brasil forças maléficas aliadas a famílicia tentam de todas as formas tirar o Moro das eleições de 2022.

  19. Como sempre, os textos de Mário Sabino são os primeiros que procuro na Crusoé. Lúcidos, são sempre um deleite de ler. E , sempre,, informação de primeira linha, em todos os sentidos. Parabéns. Esse , então, é de se pôr em moldura

  20. eu estava enebriado lendo seu texto, fazendo buscas no google sobre as referências que citou, vendo as pinturas, os lugarejos, quando no meio da narrativa você joga a realidade, dando uma reviravolta nos meus sentimentos. não quero cortar minhas orelhas, quero cortar esse sentimento de impotência e angústia. para sobreviver no brasil, só na base da alienação. vou voltar a contemplar digitalmente essa vila que citou Auvers-sur-Oise. obrigado pela crônica!

  21. Apesentador de televisão também deve entrar nessa "pequena quarentena" né? Afinal eles usam do poder de influenciar a população. Talvez 30 anos nesse caso.

  22. Não tem mais jeito. Somos uma sociedade de castas. Esta casta de juízes e a casta de políticos, juntamente com as grandes empresas oligopolísticas do país (escolha a área, bancos, empresas de aviação, cartões, mineradoras... tem para todos os gostos) submetem 220.000.000 de idiotas aos seus ditames. Vou cortar uma orelha.

    1. " A expressão Sociedade brasileira não se aplica ao Brasil. Somos um amontoado de pessoas que vivem na aldeia Tabajara "

  23. Diante de um Toffoli, somos todos tentados a cortar a orelha. De preferência a dele, que parece ter havido tentativa mas acertaram a testa. Deixa pra lá. Melhor, muito mais, Van Gogh e essa história da árvore que ainda sobrevive. Qual sua espécie? Onde encontrar uma foto dela?

  24. Mais um texto brilhante. Elegantemente Sabino nos faz entender que se Einstein tivesse conhecido Toffoli certamente teria incluido o cinismo e a desfaçatez na sua certeza sobre a infinitude da ignorância humana.

  25. Excelente Mario. É incrível como um comentário absurdo e imbecil desse juizeco não tenha tido a repercussão necessária.

  26. Exatamente como me sinto... fazendo um esforço pra não cortar as orelhas com tanta barbárie do STF. Eles decepam nosso futuro pela raiz.

  27. Caro Sabino, não abaixe a guarda. Mantenha esse "personagem"sob atenção e constante crítica. Falta pouco tempo para ele trocar de andar...

  28. Caro Sabino, tava adorando conhecer um pouquinho da finaleira do Van Gogh, e veio este digníssimo “excelencia”, de grande saber jurídico te perturbar! Adoro ler teus textos, maravilhosos como sempre, abraço.

  29. Um sujeito reprovado duas vezes em concurso público para magistratura, não deveria poder ser juiz. Os senadores que o aprovaram para o STF, deveriam ter seu nomes publicados todas a vezes que o Toffoli envergonhasse Brasil. Fica a sugestão para a Crusoé/Antagonista.

  30. Complementando: advogado inexpressivo, inculto, de um pseudo-partido, de fato uma organização mafiosa, criminosa, danos ao bem público, subversiva, subserviente a toda a espécie de escroque que compõem sua cúpula.

    1. Só continuo lendo a Crusoé por sua causa , o resto é porcaria

  31. O STF se supera cada dia.Além de defender corruptos, fazem uma nova apologia da liberdade democrática. Fizeram da corte um Olimpo, onde se julgam os deuses da sabedoria. São ministros vaidosos de umbigos inchados.Enfrentam a indignação dos cidadãos de bem com arrogância e desprezo.

  32. Nesse cenário, nenhum pintor do quilate de Van Gogh tem interesse nas cores oriundas das raízes expostas e inacabadas, nas cercanias do Lago Paranoá, sobretudo no fundo escuro decorrente do mar de lama que escoa das fissuras desse território. Com efeito, as entranhas do Planalto provocam depressão, favorecem o suicídio bem como abrem feridas impossíveis de cicatrização pelo tratamento ministrado pelo Dr Gauchet.

    1. O texto do Mário Sabino é lindo, poético e magistral. Por sua vez o teu comentário é brilhante e também poético. Você mostra que é digno de ser contratado pela Crusoé e ter a sua própria coluna.

  33. Muito bom como sempre! Realmente nosso Presidente do STF é de chorar e cortar os pulsos! O pior é que ele conseguirá passar esta medida “ilibada”. A maior parte dos nossos políticos quer ver Moro pelas costas! Já não basta a censura que está correndo solta, agora teremos pré-impeachment do candidato que ainda não é!

    1. Essa do "pré impeachment" foi supimpa! É a perfeita definição da nojenta atitude do Tofolixo.

  34. Perfeito! Viajei na alma turbulenta do artista que o fez criar maravilhas para depois me deparar com o esgoto do desalmado, do patife que cria canalhices.

  35. Perfeito! Viajei pela alma turbulenta do artista que o fez criar maravilhas para depois me deparar com o esgoto do canalha sem alma.

  36. Bela alusão do Mario mas infelizmente Van Gogh nos deixou órfãos de suas obras precocemente e para nosso martírio temos que aturar certos artistas longo tempo pintando nossos quadros!!! Até quando aguentaremos ser esta aquarela?

  37. É, Sabino... E o país é que vem sendo mutilado moralmente por essas excelências forjadas por conveniências e sua magistral incompetência. A propósito, há coisas nada republicanas pululando sobre este nobre senhor nos últimos dias. Espero (sem muita esperança) que uma dia possamos ver iluminados também os campos de trigo desse flanco do planalto central, e as colheitas que se esforçam a manter em silos da impunidade sistêmico-corporativa desse abençoado naco de terra fincado no Atlântico Sul.

  38. Realmente a triste realidade do Brasil sempre interrompe nossas atividades mais elevadas e interessantes. Eles vão sempre nos vencer pelo cansaço. Fico me questionando Se vale a pena mesmo se desgastar tanto com pessoas tão mesquinhas como esse reizinho Napoleon......Acho sinceramente que a vida é curta, eu que já estou nos 42, para gastar tanta energia e dinheiro nesse país de homens tão indignos com poder. Se fosse brasileiro acho que Van Gogh cortaria as duas orelhas e furaria os dois olhos

    1. Aline, mais velho que você, eu também fui vencido pelo cansaço. Nossos políticos descorçoam qualquer um por mais perseverante que seja.

  39. Mário, tenho nojo do momento que vivemos neste lugar chamado Brasil. Republiqueta dos e das bananas. Coisas da América Latrina

  40. Completando o que disse o Mário: e que advogados reprovados em concursos para juiz de primeira instância jamais fossem empossados no STF!

  41. Tofolli paga a fatura da nomeação por Lula até hoje. Resta saber o que Bolsonaro fez de bom para ele também. Sufocar a lava toda!

  42. que merda fedida os chefes dos três poderes nesse biênio tenebroso de pandemia, gafanhotos, Toffoli, maia, araras e estelionatário eleitoral. meu Deus, vamos dar um reinício urgente

  43. Sabino, todo cuidado é pouco! "Alguém poderá tentar cortar o seu "enrugadinho". Depois, "alguém" dirá que você é um louco, desvairado! Eu, seu admirador, não quero correr o risco de ficar sem seus excelentes textos. Abraços!!!

    1. Abraço Nelson, do seu colega do Departamento Juridico da Philips/Intarco, Salvador Ceglia

  44. Por que devemos nos limitar aos juízes? Proponho que os deputados, senadores, vereadores, prefeitos e governadores uma vez eleitos também tenham um prazo de oito anos de quarentena para disputarem uma nova eleição...

  45. Sabino, que bom que aos poucos você está voltando ao seu normal. Passou aquela embriaguez que apossou de quase todos da Crusoé quando embarcaram (ingenuamente? não creio) na campanha organizada pelo próprio Toffoli para derrubar o Bolsonaro. Você resistiu, balançou um pouco, mas acho que agora percebeu o perigo que corremos todos. A censura já está instalada, vocês escaparam pela conivência com o plano. Parabéns pelo quase retorno à normalidade.

    1. Eu escreveria direto, fulano , tu nem juiz és, rodaste no exame ... Fraco causídico que por favor foi nomeado para a corte...

  46. Mário, claro como o sol de verão. Advogados de partidos políticos são nocivos ao Brasil assim como os próprios partidos com raras exceções.

  47. Toffoli está sendo Toffoli, ou entregando a fatura pela sua nomeação ao garfo de ministro que ocupa. Eita fatura cara é longa!

  48. eu ia justamente sugerir isso, que advogados de partidos políticos t tenham quarentena antes de assumir qualquer cargo público 20 anos esta de bom tamanho! quanto a ser retroativo... fantastico

  49. É um vagabundo esse Dias Toffoli, quando penso que nada mais me surpreenderia, vem a cara de pau dele e de Rodrigo Maia, que, elogiando a sugestão do presidente do STF, conclamou o congresso a pensar e votar a respeito. Dá vontade de cortar a orelha... dele

  50. Como advogado militante por mais de quarenta anos não acredito no que vem acontecendo em nosso país e no STF. Parabéns ao ministro Tofoli . Completamente despudorado, cara de pau e com uma coragem desmesurada para enfrentar a opinião publica e afrontar a Constituição. A nós simples mortais resta orar e pedir a Deus sua Justiça para punir tanta leviandade...

  51. Saímos das raízes da árvore de Van Gogh diretamente para a lama da política brasileira que só pensa nos seus interesses e benesses sem nenhuma raiz ou comprometimento com a terra em que nasceu.

  52. Eu acho que ministro do supremo deveria ser eleito por voto direto... Nesse caso, eu voto na Anita e no Felipe Neto pro Supremo, já que o cargo não exige nenhuma qualificação prévia e nem período de inelegibilidade ... "rir para não chorar"

  53. Como sempre brilhante neste artigo me doi voce ter misturado um dos maiores genios da pintura, se não o maior a meu ver, louco ou não com uma pesoa que a meu ver não merece sequer meu desprezo! Não da Sabino; da proxima vez, sugiro que voce segregue em dois artigos

  54. Texto maravilhoso mas Toffoli cada vez que Opina é como Aras mostra mais as deficiências do ensino.sou capaz de apostar que eles enforcavam as aulas para irem aos comícios do Trancredo neves ou talvez do Franco Montoro

  55. Foi exatamente isso que eu disse ontem em um post do Facebook. E disse que principalmente Advogado Geral da União, PGR e outros ministros também teriam que ficar de quarentena e poderem ser indicados para O STJ ou STF por que os indicou a esses cargos. E se apoiam essa quarentena e tiverem vergonha na cara (não é querer demais? kkkk) deveriam sair imediatamente. Aliás, não seria bom expandir essa quarentena para presidentes da câmara e do senado? kkkkkk

  56. Um dos melhores artigos que li na crusoe !!! Parabens !!! que as raizes da lavajato sejam protegidas para crescer e acabar com essas ervas daninhas para que DIAS melhores (nao Tofolli's) venham !

  57. Pq só juízes?! Ministros, Secretários de Estado podem? Médicos podem? Professores Universitários? Pastores? Advogados podem? Membros das Forças Armadas, Policiais podem? isso na área pública. Na privada. jogadores podem? Cantores? Atores? Digital Influenciadores podem? Por que??!! Eles querem manipular as leis em benefício próprio ou impróprio. É cinismo, e cara de pau, a arrogância e a podridão essencial desses corruptos do Tribunal do Crime q é o $TFF e do Congresso de Ladrões e Saqueadores.

  58. Brilhante seu comentário. Um presidente do STF que não passou nos exames para juiz, ser ministro do STF simplesmente porque era advogado do PT é o cúmulo ao que o Brasil chegou em matéria de justiça. Você foi maravilhoso. Tenho orgulho de ser assinante da Crusoé. Nunca me identifiquei tanto com um veículo de comunicação, como me identifico com vocês. Todos são excelentes.

  59. Se a exposição é motivo de quarentena proposta pelo Presidente do STF, que dizer então da pretensão de Luciano Huck a ser candidato a presidência da república, sendo ele muito mais exposto do que Juízes e procuradores. Não somos todos iguais perante a constituição? Ou é simples golpe contra Moro?

  60. Mário, em primeiro lugar parabéns por mais um excelente texto! Aproveito para deixar a sugestão ao editores da revista: abram espaço para conhecermos melhor aqueles políticos ainda não envolvido com a corrupção. Sem a renovação do quatro político, o país afunda cada vez mais. Precisamos de informação!

  61. Torço muito para que, na hora H, todos nós, que não fomos às ruas mais recentemente manifestar nosso apoio à Força Tarefa da Lava Jato por causa da pandemia, tenhamos a força e a mobilização necessárias para não permitir que essa casta criminosa, que comanda o País, “mire” definitivamente no pequeno grupo de brasileiros honrados, que fizeram o melhor trabalho pró Brasil de todos os tempos. Tenho que acreditar que os idólatras do bolsonarismo/petismo não são a maioria. 3/3

  62. Quanto ao fabuloso artista, todo suicida é ambivalente: ao mesmo tempo que deseja eliminar seu desespero, tirando a própria vida, deseja ser salvo da escuridão do sofrimento e da morte. Quanto às interrupções diárias (no mínimo) dos acontecimentos absurdos da política brasileira, deixo a mensagem que escrevi nos comentários pro colunista da Crusoé Dr. Sérgio Moro... 1/2

  63. "Adeus, Van Gogh." Você poderia ter acabado a coluna aí mas não, resolveu me fazer 'abandonar toda esperança' ao voltar a nossa realidade.

  64. Bravíssimo, Mario! Preserve sua orelha, por favor, que eu vou tentar conter minhas lágrimas e os sentimentos mais primitivos do ser humano, que se instalaram em mim. Raiva, ódio. Queria ser indiferente, mas não consigo diante desses ataques a pessoas honradas como Moro, Deltan, você, Diogo, Cláudio. Venho até me manifestando um pouco mais aqui e no chat do GC, algo que não faz parte do meu perfil, mas é uma tentativa de diluir esse veneno bilioso. 1/3

  65. A Lava Jato já tem raizes profundas como às telas de Vicent Van Gogh expostas expostas no museu de Amsterdã; a vida não é possível sem raizes, como detalhou Carl Gustav Jung em seus textos sobre psicologia analítica . Fique tranquilo Mário tem raizes que não podem ser extirpadas.

  66. Dois textos em um. O primeiro, brilhante como Vincent. O segundo, realista, e cru como deveria ser. Gostei de ambos, mas separadamente. Unidos, ficou parecendo (peço desculpas) um coito interrompido, sei lá... Raízes inacabadas?

    1. Como se pode ser tão..tão.. vá lá.. tão incoerente, ou, sei lá, tão imbecilizado que não saiba interpretar um bom texto, e pior, ainda atrever-se a tentar dissecá-lo? Ou apontar-lhe os erros. Cáspite. É o fim da picada, como todo o meu respeito e compreensão ao seu desmiolado comentário..quaquaqua..apscosta/df

    1. Muito bom o artigo! Os senhores políticos, governadores, prefeitos, presidente não precisariam fazer a mesma coisa?

  67. Comentários como este são um alento porém inócuos para combater a safadeza de sujeitos como o presidente do STF. Tipos cínicos como ele inatingíveis por críticas. Se lhe derem um revólver carregado e pedirem para a Dilma explicar como deve manusear, acredito que, considerando a rara inteligência de ambos, o resultado seria semelhante ao que aconteceu com Van Gogh. Fica aí a sugestão.

  68. Excelente, meu amigo! Além de me recordar de um dos melhores momentos da minha vida, ver em Auvers-sur-Oise tudo sobre o gênio Vincent, correlacionar com essa figura patética q tenta acabar com tudo antes da sua saída, pela porta dos fundos, lógico. Vc q tem boa memória, poderia acrescentar o “top-top” com aquele excremento já falecido,nas janelas do Alvorada. Abração.

  69. Vinte anos para sabujos de partidos políticos é pouco... o partido político teria que acabar para ele conseguir uma vaga em tribunal!!!

  70. O Ministro Presidente do Supremo faz questão de exibir, a exaustão, o motivo que determinou não conseguir, por duas vezes, passar no concurso para juiz. Entretanto, há que se reconhecer a sua transparência e coesão nas suas propostas de pacificar o país. Ouso sugerir a comunicação direta e exemplar para este último episódio: " É o Sérgio Moro, estúpido". Não sei se conseguirei manter as duas orelhas...

  71. Esse aí , frango d'água leitor e cumpridor de ordens canalhas não teria de mim a menor sutileza. Essas raízes merecem ser dinamitadas e o local enorme queimar pela eternidade.

  72. Embora o que esse ministreco fale tenha mais potencial de ferrar o Brasil pelo cargo indecente que ocupa o que mais me agradou e me fez viajar na narração foi a história do Van Gogh ! Obrigada Mario!

  73. Por essa lógica, radialistas, pastores, médicos ou qualquer pessoa famosa também teriam de ficar inelegíveis. Ou seja, Qualquer um que tenha alguma exposição pública e possa usá-la de forma “demagógica”.

    1. Quem sabe Bolsonaro ainda nomeia Moro para o STF? Assim não correria o risco de enfrentá-lo nas urnas. Não custa sonhar...

    1. Mario Sabino fechou com chave de ouro seu texto, pois para Dias Toffoli à martelada deu uma no cravo e outra na ferradura, 8 anos não é equarentana, e sim, com absoluta certeza, cassação de direitos políticos. Acho que Dias Tofelles nao é deste planeta, é um Alienígena que caiu no STF.

    2. Formidável . Artigo de uma inteligência admirável!!!! Quarentena para advogados de partidos políticos !!!!!Boa pergunta . O que Tofinho deve a boisonaro ou vice versa ?

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO