Fred Loureiro/Secom-ES

Secretários de Guedes que pediram demissão aguardam substitutos para fazer transição

22.10.21 09:02

Os quatro secretários do Ministério da Economia que pediram demissão por divergências com relação à política econômica do governo Jair Bolsonaro vão ficar na pasta até que Paulo Guedes anuncie os substitutos. O Diário Oficial da União desta sexta-feira, 22, ainda não trouxe os nomes dos novos secretários e não há expectativa de anúncio. Mas os assessores de Guedes que participaram da debandada prometem fazer a transição de cargo para evitar a descontinuidade dos trabalhos.

O secretário de Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal; o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt; a secretária-especial-adjunta de Tesouro e Orçamento, Gildenora Dantas; e o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Rafael Araujo, pediram demissão nesta quinta-feira, 21, e alegaram “razões pessoais” para a decisão.

Funchal e Jeferson, que estavam entre os principais assessores de Paulo Guedes, já haviam anunciado que deixariam o governo, caso Guedes e Bolsonaro insistissem em manobras para furar as regras fiscais do teto de gastos.

Na quinta-feira, 21, em viagem oficial ao Nordeste, o presidente da República confirmou seus planos de pagar benefícios de 400 reais no programa Auxílio Brasil. Bolsonaro, entretanto, não explicou de onde sairá o dinheiro. Pressionado pelo Centrão, o presidente também articula outros gastos eleitoreiros fora do teto. Entre os anúncios recentes está o pagamento de auxílio a caminhoneiros, para compensar a alta do preço do diesel.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Quando digo que o governo Bolsonaro virou uma curva de rio, só ficou parado lixo, estou certo. Aliás, esse governo se tornou uma seita, onde os integrantes só dizem amém para o grão-mestre sociopata. Funchal, por quem tenho o maior respeito, mostrou que não está disposto a se curvar como os outros além dos 45°. O girassol só se curva até 45° ao Astro-rei. Além disso está morto. Parabéns a todos que saíram desse governo incompetente. Mor🇧🇷 Presidente.

  2. é pouco fácil analisar fatos em meio à sua turbulência. talvez, e somente talvez, esse quadro dos 4 cavaleiros do após-quem-fica descreva um ensaio para que o chefe, desgastado com episódios, queira uma oportunidade para sair e ir beber água de coco no caribe, e, de longe, comentar: après moi le déluge. com tantas instituições esgarçadas na máquina pública de interesses não-republicanos, a porta da rua é a serventia da casa.

    1. E finalmente os bolsonaristas estão defendendo o socialismo. É mole, mais ainda bem que ainda sobe. Bolsonaro é leitor assíduo da Crusoé. Se o ex-presidiário Lula também for, deve estar rindo de toda essa merda: BOLSONARISTA DEFENDENDO O SOCIALISMO. Quer socialismo Francisquinho, vai para a Venezuela, ou para Cuba. Melhor, pela sua falta de argumento e agora apoio ao socialismo, vai para a put* que te pariu.

  3. típica reação de uma elite insensível que imagina o liberalismo pode tudo e não é assim . a saída em massa é covarde e cínica é para enfraquecer o governo pois sabem bem que o teto não será rompido mas haverá remanejamento de dinheiro e os mais ricos serão afetados . substitutos tem aos magotes.

    1. Francisco, interessante como vc é burro. Os mais ricos tendem a serem mais ricos, por terem uma maior capacidade intelectual e/ou de trabalho. O que vc propõe seu animal imbecil, é um confisco do q é dos outros por direito, por AQUELES QUE NÃO PRODUZEM PORRA NENHUMA, OS POLÍTICOS. Aliás, Bolsonaro produziu, produziu filhos parasitas e se cercou de mulheres parasitas. O seu comentário estúpido, se levado adiante, vai descambar no socialismo, ou seja todos miseráveis controlados por políticos.

    2. PAULO em que mundo você vive? há dois anos o mundo numa pandemia violenta está em séria crise . os mais ricos têm de ceder aos mais pobres e eles sabem disto não dão ricos por idiotas . na sua fanática miopia esquece que em qualquer lugar do mundo quem trabalha sustenta aos que já produziram e pior aos que nada produzem pois se isto não for feito por eles serão comidos e ao molho pardo . acorda cara pare de fumar bosta de jumento castrado.

    3. 2- Mas Bolsonaro, um animal do Centrão, ñ quer saber disso. Afinal, o objetivo do sociopata e seus asseclas do Centrão, é igual ao do Lula, secar o leite da vaquinha Brasil, pois qto pior, melhor p/ eles. Diante do desastre do governo da Dilma, veio o Bolsonaro. Diante do desastre do governo Bolsonaro, a massa famélica e ignara clama pelo Lula... E de país do futuro, o Brasil está virando o país sem futuro. Parabéns Francisco. Vc q já está quase com o pé na cova, se curvou a isso. Mor🇧🇷.

    4. 1- Amaury, sério...😂😂😂😂😂😂😂. Sério mesmo? 😂😂😂😂🤣🤣😝. Para cada cidadão que recebe sem produzir, outro produz sem receber. Então a questão é a seguinte: transferência de renda não funciona dessa forma proposta pelo Bolsonaro e pelos petistas. Imagina se todo mundo precisasse de auxílio, quem iria pagar por isso? Governos que não se curvam ao populismo, sabem bem disso. Transferência de renda responsável, requer corte de despesas.

  4. O Brasil sempre o mesmo. Os parlamentares pressionam o governo de forma eleitoreira, e depois , antes do barco afundar, abandona-o. Entre eles não há amigos, apenas conspiradores que se unem contra o inimigo. A fragilidade da popularidade do presidente é mamão com açúcar para os políticos. Come miudinho nas mãos deles.

  5. Sim. Quanto maior a miséria do povo, maior a dependência e a "mistificação do mito" como o "pai dos pobres". Isso é estratégia. Inadmissível o preço da gasolina, do saco de arroz, do óleo. Tenho 50 anos e nunca, em nenhum momento, nem na Era Sarney vi um governo incentivar tanto a miséria de seu povo como o Bolsonaro. É a barbárie instituída em forma de inflação, fome e indignidade humana...

    1. Se nós voltarmos para traz , vamos dar as terra para os índios foram os primeiros a está aqui!!! Molusco , Dilmanta e Conde Teme já foi e o Haddad PERDEU , será que tem que desenha seus idiotas, para o passado nós não respeitamos nem os índios , e tu quer dizer que em quase três anos , a lava jato recuperou dinheiro de roubo e o dono de vocês ajudou a enterrar!!Quando ele concorreu nada de Centrão, filho meu fez merda vai pagar e aí?? Deixem de ser cafajestes!!

    2. Francisco, porque um governo anterior errou e foi corrupto não significa que somos obrigados a aceitar seu sucessor igualmente corrupto. Mas infelizmente este governo é pior que o anterior, ao contrário do que imaginávamos. Lamento por você, por mim, pelo país, pelas futuras gerações. Estamos em uma situação de barbárie total. As acusações que pesam sobre os Bolsonaro são de fazer corar qualquer corrupto experiente! Convenhamos!!

    3. Suely ... o fanatismo sem memória dá nojo . onde estavam os que não se indignaram com 15 anos de roubalheira? por que não se indignaram quando o ladraum delator enviou $52 bilhões a ditaduras para comer propina? cegos? surdos? mudos com certeza .. estou mentindo? haja cinismo.

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO