Cleia Viana/Camara dos Deputados

Réu por esquema de propina, Barros acusa MP de ‘ativismo político’

24.11.21 15:45

Após virar réu na Justiça Eleitoral pela suposta participação em um esquema de propina na Companhia Paranaense de Energia, o deputado Ricardo Barros, líder do governo na Câmara, foi às redes sociais na tarde desta quarta-feira, 24, acusar o Ministério Público de praticar “ativismo político.

Promotores afirmam na denúncia, recebida pela 3ª Zona Eleitoral de Curitiba, que, em 2013, quando Barros atuava como secretário estadual de Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, ele usou a influência que tinha na diretoria da Copel para negociar a contratação de duas subsidiárias da Galvão Engenharia. Em troca, teria recebido propina por meio de dinheiro e de doações eleitorais.

O parlamentar negou as acusações e criticou o que chamou de “criminalização de doações oficiais de campanha. Barros afirmou que o repasse de recursos da Galvão Engenharia ao diretório nacional do Progressistas em 2014 foi “espontâneo“.

A denúncia eleitoral não se sustenta. Auditorias independentes mostraram ausência de dano ao erário na compra do parque eólico pela Copel. O próprio delator reconhece que a venda foi abaixo do preço. Não houve tráfico de influência. Os depósitos citados estão declarados“, completou.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Este político é da pior espécie, especialista em Rachadinhas-CORRUPÇÃO, desde a sua origem. Está no DNA do depravado, é o líder da desonestidade reinante.

  2. Fique tranquilo deputado que a justiça eleitoral vai deixar quieto. Agora, em 2013 com #SergioMoro de presidente, aí fique preocupado porque a saudosa #LavaJato vai voltar.

  3. Um marginal de gravata saqueando o país!!! Bolsonaro só se cerca de pessoas erradas como ele!!! Alô pessoal do Paraná vamos tirar esse crápula do “puder” Moro 22

  4. 1- RB foi apontado pelo próprio Bolsonaro, como o líder no Esquema da Precisa/Covaxin. Mas Bolsonaro mantém ele como líder e ainda faz um agrado, uma verba de cerca de 300 milhões que valorizará ativos imobiliários do deputado paranaense. E não se pode esquecer, que o Bolsonaro arrumou uma boquinha para o mulher do deputado do PP no conselho de Itaipú.

    1. 2- RB que estava à frente do Ministério da Saúde na negociata com a mesma Precisa das vacinas, na ocasião era a compra de medicamentos p/ doenças raras, que gerou prejuízo financeiro e mortes p/ os brasileiros. Bolsonaro tem RB como líder na Câmara, Bezerra no senado, Ciro Nogueira na Casa Civil... Está cercado por gente da mesma espécie dele. Moro 🇧🇷

  5. ele saqueiam a nação e culpam os outros assim como faz bolsonaro e Lula, sempre mentindo e tem gente que acredita mesmo conhecendo a verdade.

    1. Concordo! Se o STF vai pra cima de político ladrão é ativismo político. Agora também MPF também sofre a mesma acusação. E desviar dinheiro público, no caso, uma das especialidade desse deputado, é o quê? Cadeia neles, 'otoridades'.

  6. apure-se e se culpado puna-se . mas existe outros? já estão terminando o mandato e todos rindo de nós as vítimas.

  7. Para esse senhor, tudo que lhe diz respeito é ativismo político do MP ou ativismo jurídico do STF. É melhor já ir se acostumando. Moro 2022.

    1. O MP faz ativismo político, e essa bandalha que ocupa o Congresso (com araras excessões), faz o quê? Como adjetivar esses saqueadores contumazes?

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO