Adriano Machado/Crusoé

Randolfe quer estudo da equipe de Guedes que minimizou risco de 2ª onda

10.06.21 15:10

O vice-presidente da CPI da Covid, Randolfe Rodrigues (foto), quer que a equipe de Paulo Guedes disponibilize os estudos da Secretaria de Política Econômica que minimizaram os riscos da ocorrência de uma segunda onda da pandemia do novo coronavírus.

No requerimento, o parlamentar menciona uma entrevista, de novembro de 2020, em que o secretário Adolfo Sachsida alegou que a pasta detinha informações que indicavam a proximidade da chamada “imunidade de rebanho, o que reduzia as chances de uma nova escalada da crise sanitária.

Randolfe ainda pretende pedir à equipe econômica “todas as comunicações, e documentos recebidos, com o Ministério da Saúde sobre as projeções, previsões e planejamento para a pandemia no ano de 2021“. Para ser remetido ao governo federal, o requerimento ainda precisa ser aprovado pelo plenário da CPI.

Ao justificar o pedido de informações, Randolfe lembrou que, para explicar a falta da indicação de recursos para o enfrentamento da crise sanitária no Orçamento de 2021, o Ministério da Economia admitiu não ter vislumbrado “a continuidade bem como o recrudescimento da pandemia“.

Ora, no segundo semestre de 2020 muitos especialistas já alertavam
para a possibilidade de um grande aumento nos casos e de uma chamada ‘segunda onda’ da doença. Por que, então, o Ministério da Economia não levou esses alertas em consideração?“, anotou o senador. “É preciso, portanto, esclarecer se o Ministério da Economia trabalhou, de fato, com essa tese da imunidade de rebanho, e quais foram esses estudos realizados“, emendou.

Já é assinante?
Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Assine a Crusoé

*válido até 30/06/2021

Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Parabéns senador Randolfe pela iniciativa. São tantos absurdos q foram cometidos pelo governo federal, q ficamos até perdidos. O coronel Elcio falou ontem, que o Paulo Guedes teve participação nas decisões de compra das vacinas, se posicionando contrariamente. O q levou o Paulo Guedes a ñ preparar o país para a 2a onda no q tange a economia, apontada pelos especialistas? E onde está a impessoalidade dita na negociação das vacinas, na compra de cloroquina, quando o Bozo se envolveu pessoalmente?

    1. Joãozinho camarão, vc é outro fraquinho pra comentar. Totalmente sem argumentos. Nem me ofendo com esses comentários de um ser de mentalidade infantil.

    2. João aqui em Minas tem uma festa que chama Velório do Carneiro. Porém obviamente ela não está sendo realizada em virtude da epidemia. Pelo que sei esse nome é registrado. Estou pensando em lançar uma marca de festa para o pós-pandemia e o pós-Bolsonaro, que ocorrerá concomitantemente. Joãozinho, vc acha que VELÓRIO DO COVEIRO seria uma marca com potencial, para aglomerar às pessoas numa festança?

    3. Maria ,não se impreciso e com o Palhaço palhaço,ele é da turma do Zezinho diarreia ,se não fizerem esses tipos de comentários o dono deles manda ficarem de castigo….

    4. Deixa de torcida Paulo,você é muito parcial e pretensioso nos seus comentários….

  2. Realmente, Esse povinho ganhar salário altíssimo para bancar o palhaço... Cada notícia da CPI da Covid é a comprovação que o jornalismo é patético e os parlamentares muito mais... Já deu essa história de querer atingir o presidente... Vão procurar o que bando de desocupados

    1. Maria, precisa melhorar essa sua retórica. Está muito fraca e sem pé nem cabeça. O pior é que passa a ideia de que, para bozistas, é totalmente desnecessário e sem importância saber quais foram os motivos que levaram a essa quantidade monstruosa de mortes para esse vírus. Crusoé nunca será pasto bozista de alienação.

    1. Por incrível que pareça, dos estudos do exército do qual eu tive conhecimento, todos foram no sentido oposto do propagado por esse governo federal e a ala ideológica do mesmo (incluído aí o gabinete paralelo da morte).

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO