Waldemir Barreto/Agência Senado

Futuro do Conselho de Ética: apenas Baleia diz ter planos para o colegiado

24.01.21 10:33

Responsáveis pela análise de representações por quebra de decoro parlamentar, os conselhos de Ética da Câmara e do Senado estão inativos desde março de 2020. Apesar de estarem na fila para exame casos escandalosos como os do senador Chico Rodrigues, flagrado com dinheiro entre as nádegas, da deputada Flordelis, acusada de mandar matar o próprio marido, e do senador Flávio Bolsonaro, acusado de lavagem de dinheiro e de operar um esquema de “rachid” em seu antigo gabinete na Alerj, os parlamentares não se mobilizaram para reativar os colegiados durante a pandemia, ainda que de forma virtual. A tarefa dependerá agora dos futuros presidentes das duas casas, que serão eleitos em 1º de fevereiro.

Crusoé questionou os principais concorrentes sobre seus planos para os conselhos de Ética, e se atuariam pela retomada dos trabalhos, mesmo que de forma virtual. De todos os candidatos às presidências da Câmara e Senado, apenas Baleia Rossi, do MDB, respondeu.

Em nota, o emedebista afirmou que levará o tema ao Colégio de Líderes, ressaltando, entretanto, que, com o início da vacinação no país, “fica mais fácil pensar na retomada na Câmara”. “Claro, vamos ouvir recomendações médicas”, ponderou. O deputado ainda disse não se opor à reativação do Conselho de Ética de forma remota. 

Na Câmara, o filho 03 do presidente, deputado Eduardo Bolsonaro, do PSL, é recordista de ações. Três delas foram protocoladas em 2019. Apresentadas por partidos de oposição, duas representações, que tramitam em conjunto, o acusam de quebra do decoro parlamentar pelo episódio em que afirmou que um novo AI-5 poderia ser uma resposta à eventual radicalização da esquerda. O parecer do relator dos processos, deputado Igor Timo, do Podemos, ainda não consta no sistema da Câmara.

A terceira ação contra o filho 03 do presidente da República baseia-se em ataques a Joice Hasselmann nas redes sociais, em outubro. As postagens ocorreram logo depois de a deputada apoiar a permanência do deputado Delegado Waldir na liderança do PSL na Câmara, se contrapondo à tentativa de Jair Bolsonaro de emplacar Eduardo no posto. A movimentação era resultado de uma crise política entre o presidente e o comandante do partido, Luciano Bivar. A disputa, que envolvia o controle da legenda e recursos milionários dos fundos partidário e eleitoral, provocou a saída de Jair Bolsonaro da sigla. 

A lista de processados no Conselho de Ética conta ainda com Bibo Nunes, Carla Zambelli, Filipe Barros, Alê Silva, Carlos Jordy, Daniel Silveira e Coronel Tadeu. Todos eles tornaram-se alvos de representações por desavenças internas do PSL. 

No Senado, tramitam ações que pedem a perda de mandato de nomes graúdos. Em dezembro, Alexandre Frota, do PSDB, propôs a abertura de um processo disciplinar contra Flávio Bolsonaro por indícios de prática dos crimes de improbidade administrativa, peculato, associação criminosa e tráfico de influência. A representação se soma a uma outra, apresentada por PSOL, PT e Rede, que está parada na comissão desde fevereiro de 2020. 

Os dois processos são sustentados na investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro sobre o esquema “rachid” operado no antigo gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa local. Além de Flávio, também são alvos de pedidos de processo disciplinar no Conselho de Ética os senadores Jorge Kajuru, Cid Gomes e Davi Alcolumbre, atual presidente da casa.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Conselho de ética. É piada. Ou estão falando de algum presidio. Os presos tem mais ética que 90% desses vagabundos. Que a sub-raça elege.

    1. Você está se referindo aos Bozistas? Eles não são sub-raça. Eles são apenas seres bestiais da espécie Equus bozinus.

  2. O fato de Baleia Rossi ter sido o único a responder está longe de significar que algo será efetivamente implementado. A diferença entre Arthur Lira e Baleia Rossi é que o primeiro diz 'sim, senhor' e o segundo, 'sim'.

  3. No parlamento brasileiro, o que é Conselho e o que é Ética? Esse parlamento desafia a lógica: "nunca uma água passa duas vezes por baixo da mesma ponte." Nosso parlamento é um eterno dejavu de safadeza. Vou fazer um encadeamento. Temer agora é lobista. A nossa sanguessuga da mala, da conversa subterrânea na calada da noite, arrumou outro "trampo". Será que realmente está em jogo na Câmara a questão do impeachment? Ganha Baleia. Temer tem poder sobre essa espécie marítima.

    1. Temer tem uma agenda oculta com os chineses na tecnologia 5G. Uma decisão que deveria ser técnica. O que é melhor para os brasileiros, vai virar moeda de troca. Eu acho que a tecnologia 5G da China é tecnicamente melhor para o Brasil. Estamos o tempo todo vivendo o Paradoxo da democracia e o Paradoxo da liberdade. Da democracia, quando constatamos que podemos mudar os eleitos, mas não mudamos às prática. Da liberdade, pois às decisões que nos afetam, são FECHADAS em conluios.

    1. Leonardo, o PT não vai lançar candidato. O Lula já está com o pé na cova. Mais tempo na política é menos tempo para gastar o dinheiro do butim. A esquerda lançará campanhas fragmentadas. E isso é um erro. No segundo turno, teremos a disputa entre Doria-Moro X Bolsonaro - ............... Doria vence Bolsonaro. Agora se ocorrer o impeachment, que diante do balaio de gato que se instaura, não é certeza, o processo apenas se adianta. Ponto pacífico somente que Bolsonaro já é um morto vivo.

    2. Meu ponto é esse: Enquanto PT, REDE, PSOL, PCdoB, PSTU e similares... tentarem puxar pra si o afastamento do Bolsonaro, a única coisa que irão conseguir é a reeleição do mesmo por repulsa da sociedade a essa esquerda criminosa. Em tempo, não vejo a hora de Mourão presidente.

    3. Leonardo, você quer que eu use a minha memória para quê? Para defender a esquerda? O Bolsonaro saiu dos diversos partidos por quê? Do PSL foi pelo laranjal. Como se ele tivesse MORAL (está vendo o que me interessa nesse embate) para condenar essa prática. Flávio Bolsonaro responde processo pela Rachadinha. Bolsonaro não consegue explicar os cheques que foram depositados na conta da mulher. O PT era sindicalista. Bolsonaro é corporativista. São políticas marxistas. PT = BOLSONARO = MARX

    4. Se estudar um pouco saberá. A turma do PSOL foram saídos do PT por não apoiar um reforma previdenciária do Lula. Marina buscou outros caminhos por não receber espaço e sucessivas derrotas dentro do governo Lula. A turma da Marina inclusive estavam no governo Lula antes, durante e depois do Mensalão. Eita povo de memoria curta.

    5. Leonardo, se os políticos que saíram do PT para montarem outros partidos, foram motivados pela corrupção petista ou outra coisa, jamais eu e você teremos certeza. Com relação a pessoa que você me pediu para pesquisar, eu acho desnecessário. Não me interessa defender a Rede e o PSOL. O miliciano Adriano tinha proximidade com o Flávio Bolsonaro, inclusive familiares dele foram empregados no seu gabinete. Se a Rede e PSOL tiveram problema. Os Bolsonaros não são nenhum exemplo.

    6. REDE e PSOL nasceram dentro do PT, farinha do mesmo saco e não deixaram o PT por conta da corrupção, mas pelo paratiquieto e obediência que Lula impôs. PSOL inclusive tem entre seus fundadores um assassino condenado, pesquise por Achille Lollo.

    7. Leonardo, depende do que você entende por moralidade e ética. O PT sistematizou o maior esquema de corrupção da história da humanidade. Isso é fato. Posso não concordar com parte da visão de mundo do PSOL e da Rede. Mas desafio você a mostrar fatos, que desabone esses dois partidos, no que tange moralidade e ética Quanto aos Bolsonaros: Rachadinha. Ataques a democracia. Incompetência no enfrentamento da pandemia. Incompetência no enfrentamento da crise econômica. Queimadas...

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO