Facebook. Foto: Reprodução

Facebook remove 140 mil conteúdos por violação a políticas contra interferência eleitoral

23.11.20 13:48

O Facebook anunciou nesta segunda-feira, 23, que excluiu mais de 140 mil conteúdos que violavam regras contra a interferência eleitoral na rede social e no Instagram ao longo da campanha do primeiro turno das eleições municipais.

A empresa explicou que os posts continham “informações que poderiam desencorajar eleitores de irem votar, como por exemplo o horário errado de abertura das urnas”.

O Facebook alega ter rejeitado, no mesmo período, 250 mil submissões de conteúdos impulsionados sobre política ou eleições que não continham o rótulo “Propaganda Eleitoral” ou “Pago por”, direcionadas a pessoas no Brasil.

De acordo com a empresa, desde agosto, qualquer pessoa física ou jurídica que queira fazer publicidade sobre política ou eleições no país precisa passar por um processo de autorização, confirmando sua identidade e residência no Brasil.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
Mais notícias
Assine
TOPO