Carlos Moura/SCO/STF

Por 10 a 1, STF referenda Barroso e confirma instalação da CPI da Covid

14.04.21 15:23

Em uma sessão célere, por dez votos a um, o Supremo Tribunal Federal confirmou nesta quarta-feira, 14, a decisão do ministro Luís Roberto Barroso (foto) que determinou a instalação da CPI da Covid no Senado.

Ao votar, Barroso citou outras ocasiões em que a corte ordenou a abertura de comissões no Congresso e frisou que o pedido para a instauração da CPI da Covid atendeu todas as exigências constitucionais — a assinatura de um terço dos representantes da Casa Legislativa, a indicação de um fato determinado a ser apurado e a definição de um prazo certo para a investigação.

A instalação de uma CPI não se submete a um juízo discricionário da Casa Legislativa seja do plenário da casa legislativa. Não pode o órgão diretivo ou a maioria se opor a tal requerimento por questões de conveniência ou de oportunidade políticas“.

O ministro ainda fez menção ao direito da minoria de fiscalizar o Poder Público. “Nesse mandado de segurança, o que está em jogo não são decisões políticas, mas o cumprimento da Constituição. O que se discute é o direito das minorias parlamentares de fiscalizarem o poder público, no caso específico, diante de uma pandemia que já consumiu 360 mil vidas apenas no Brasil, com perspectivas de no curto prazo, de chegarmos ao recorde negativo de 500 mil mortos”, anotou.

De acordo com Barroso, caberá ao Senado decidir detalhes técnicos da instalação da CPI. “Caberá ao Senado dizer se será por videoconferência, presencial ou por modo semipresencial”, disse.

Após a manifestação de Barroso, apesar de concordar com o posicionamento do colega, Marco Aurélio Mello afirmou que não caberia a ele “referendar ou deixar de referendar a liminar“. O ministro argumentou que decisões monocráticas em mandados de segurança, como no caso, não precisam ser confirmadas em plenário e declarou que jamais viu algo parecido em 30 anos de magistratura.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
    1. Abrirão a Caixa de Pandora geral!!! 😆😆😆😆😆😆

  1. Ninguém foi contra, Marco Aurélio se absteve de votar por achar desnecessário referendar uma decisão que já havia sido tomada e era valida.

  2. Agora o Bozo terá um ataque psicótico e tentará morder o Randolfe, kkkkkkkkkkkkk. O Bozo e os bozistas são criaturas degeneradas!

    1. Genocidas os governadores? Quem foi contra uso das máscaras, combateu as vacinas, oi contra e ainda é contra o isolamento social, faça-me um favor. Você sabe bem quem é...

  3. Muito acertada a decisão, algo que há muito já deveria ter sido imposto, pois a situação está tão crítica que não se pode justificar a negativa por conveniência política.

    1. Acho que foi o mesmo que soltou monocraticamente aquele criminoso ano passado?

    1. Canalha é o que esta tentando abafar a CPI. O GENOCIDA.

    2. Acertada a abertura desta CPI . Quem nada tem a dever muito menos terá a temer.

    3. Canalhas, QUEM? Neste caso, certamente os ministros do STF não merecem o adjetivo pejorativo. Leia o parágrafo 3º do Artigo 58 da Constituição.

    4. Porquê? Fizeram cumprir um preceito Constitucional cristalino. Qual é o problema?

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO