Reprodução

Em carta à PGR, 56 organizações pedem renovação de força-tarefa para proteger Amazônia

22.07.21 20:19

Em uma carta endereçada à Procuradoria-Geral da República, a PGR, e ao Conselho Superior do Ministério Público Federal, 56 organizações, incluindo a Transparência Internacional no Brasil, o WWF e a Human Rights Watch, pediram a renovação da Força-Tarefa da Amazônia (foto) ou a criação de uma estrutura permanente para lidar com crimes ambientais.

Desde que foi criada em agosto de 2018, a Força-Tarefa da Amazônia realizou 19 operações contra crimes ambientais.

Assim como ocorreu com a Lava Jato, a força-tarefa permite que os procuradores atuem de maneira articulada, ampliando a capacidade do Ministério Público para lidar com crimes ambientais“, diz o gerente de meio ambiente e clima da Transparência Internacional no Brasil, Renato Morgado.

O crime ambiental normalmente é bem organizado. Por trás deles há vários outros delitos como lavagem de dinheiro, corrupção e fraude, que dão impunidade a seus autores. Por causa dessa complexidade, quando os procuradores atuam em conjunto, os resultados são melhores“, diz Morgado.

As entidades pedem que, se não for renovada a força-tarefa, que seja criada uma outra estrutura permanente e com dedicação exclusiva dentro do Ministério Público. “Se o Ministério Público não criar uma solução para preencher esse espaço, estará recuando na proteção do meio ambiente“, diz Morgado.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Proteção de mentirinha, nunca ninguém protegeu nada, só uns poucos heróis morreram nas mãos dos fazendeiros inescrupulosos. Obviamente são acoitados por gente com poder.

  2. A Amazônia é o nosso maior ativo pra desenvolvimento de políticas públicas ambientais e turismo, seríamos a maior potência em biodiversidade no mundo.

  3. É inacreditável que seja necessário reinvindicar a esses mentecaptos desgovernantes, cuidados para com a AMAZÔNIA, a nossa maior riqueza natural!!!! É inacreditável como os bolsonéscios sao estúpidos e obtusos, a ponto de cogitarem votar nesse traste predador novamente!!!!

  4. É louvável a atitude dessas organizações relativas à proteção da Amazônia. Só lamento que essas mesmas organizações não tenham se manifestado quando extinguiram a Lava Jato. os fatos estão relacionados.

  5. A Califórnia e a Sibéria ardem em chamas, a China sofre a enchente do milênio e cidades alemãs foram destruídas pelas águas. Será que isso não tem o dedo do PR Bolsonaro? ,,, Já podemos culpá-lo ou ainda é cedo?

    1. Agora eu entendi a razão dos desvarios do Nyco Penyco, Nyco Penico. A espécie dele está ameaçada de extinção no Brasil. Leiam com atenção. Aqui está o link: https://umsoplaneta.globo.com/biodiversidade/noticia/2021/07/22/abate-de-jumentos-para-exportacao-cresce-8000percent-e-ameaca-a-especie-no-brasil.ghtml.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO