Edilson Rodrigues/Agência Senado

‘Se o cara não presta, pode até morrer’, diz senador sobre jornalista sequestrado; ouça áudios

27.10.20 15:44

“Pra mim, se o cara não presta, ele pode até morrer. Eu não vou dizer ‘ah, coitadinho, morreu’, tenho pena não. Se não presta, não presta. Acabou”. Foi com essas palavras, em um grupo de WhatsApp, que o senador Telmário Mota, do PROS de Roraima, se referiu ao jornalista Romano dos Anjos. De acordo com informações da polícia do estado, Anjos foi sequestrado na noite de ontem e encontrado nesta terça-feira, 27, em uma área rural de Boa Vista com as pernas e as mãos quebradas.

Na noite de segunda-feira, 26, o carro de Romano foi encontrado queimado, mas sem sinais do jornalista, que também teve seu aparelho de celular abandonado pelos criminosos, mas com todos os dados apagados.

Nos áudios enviados em um grupo de apoiadores, Telmário Mota classifica o jornalista como “mau caráter” em razão de seu trabalho na TV Imperial, emissora afiliada da Record em Roraima, que tem com sócia a empresária Marina Jucá, filha do ex-senador Romero Jucá, do MDB.

Os áudios foram enviados antes de o jornalista ser encontrado. “Esse cidadão é um bandido. Esse cara está há seis anos falando mal da minha família, falando mal de mim com mentiras, calúnia e difamação. Só tentando me destruir para tentar eleger o Romero Jucá. (…) Eu não sou hipócrita. Eu sou a realidade. Eu falo o que eu sinto. Se o cara pra mim é bandido, porque ele tá há seis anos com bandidagem, prestando serviço sujo, eu vou dizer que ele é boa pessoa?”, arguiu o senador de Roraima, em uma das mensagens. Ouça:

Em outra mensagem, Telmário reclama da cobertura feita por Romano dos Anjos no período em que esteve em tratamento para a Covid-19. O senador testou positivo no início de outubro, chegando a ficar com 25% do pulmão comprometido. “Eu adoeci em Brasília. Esse indivíduo passou o tempo todo dizendo ‘por que você não veio se tratar em Roraima?’. (…) Pra mim, se o cara não presta, ele pode até morrer. Eu não vou dizer ‘ah, coitadinho, morreu’, tenho pena não. Se não presta, não presta. Acabou. Ouça:

Procurado por Crusoé, o senador disse: “Reitero tudo que falei. Se juntar todas as indenizações de calúnia e difamação que eles fazem, já passa de 200 mil reais. A polícia precisa investigar, precisa saber como que aconteceu essa situação. Esse sequestro tem que ter uma investigação muito profunda para esclarecer muitas dúvidas que tem. Porque pra mim ele é um mau caráter”.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Olha o nível dos senadores. Esse aí, o Chico cueca, o alcolumbre, o Renan, o bolsonaro, e dezenas de outros que me escapa o nome. Pela extinção do senado, que custa muito caro

    1. Bruta bandalheira pra todo lado. Corrupção marchando sempre avante !!

  2. O Brasil virou um México piorado. No México o crime organizado tomou conta à luz do dia. Aqui o crime organizado está legislando atrás dos gabinetes. No nosso caso, a situação é muito pior: a barbárie tenta se legitimar oculta atrás das leis elaboradas pelos próprios donos do poder. Que sina!!!!

  3. Grande senador. Esse é o verdadeiro representante do povo. Bandido marginal com foro privilegiado vexaminoso... Salve o Brasil e Supremo Tribunal Federal..,

  4. É cada desqualificado bronco e primitivo acessando a ""representatividade"" que até parece ficção!!!! Êta Sistema defeituoso esse!!!!

  5. Senador Telmário, se for macho e homem nos diga: Senadores e Deputados que ROUBAM/FURTAM dinheiro público da Verba de Gabinete, Verba de Atividade DE FUNÇÃO E OUTRAS e "comprova" com nota fiscal FRIA também TEM QUE MORRER. Fala aí, que eu quero ouvir! Seja homem, cara!

  6. Esse é o modelo de pessoas que temos no senado. Sai um bandido corrupto como o Romero Jucá, e o povo elege um biltre como esse. O povo precisa aprender a escolher melhor seus representantes, mas são poucas as opções.

  7. É simplesmente um canalha, quem deseja a morte do outro. Este carreirista pode esperar , o universo devolver tudo e em dobro.

  8. Esse telmário defensor da diuma... melhor investigar mesmo. Fatos ligados à violência não são novidade na vidinha desse anjo..

  9. Um senador da república sem compostura;nem ele é nem Jucá deveriam representar(agora e no futuro) Roraima no senado. Vergonha!!!

  10. Muito temerário isso. O senador podera ser investigado, se ele não tem envolvimento no 'sequestro' ele dá todo aval a quem o fez. É estranho isso, se ao quer ser falado por jornalista não vá pra vida publica como servidor ou político. Se o povo tem porta-voz, é o jornalista.

  11. aí está a nata da política brasileira, não vale nem apena falar o que agente pensa desses políticos. a realidade nenhum presta para nada.

  12. Ótimo estado para investir e gerar empregos. Não vai pegar mal um jornalista aparecer com os braços e pernas quebradas depois de um senador esconder dinheiro na bunda.

  13. Mais um irresponsável no Senado Federal! Essas palavras revelam o péssimo quadro de Senadores na atualidade. As instituições estão sendo destruídas por esse tipo de gente! Ele fala como se fora inimigo do jornalista. Trata-se de um ignorante, pois jornalista fala o que quiser desde que não pratique crimes e as informações sejam verdadeiras. A ABERT poderia ingressar em defesa do jornalista e incluir esse SENADOR no rol dos suspeitos e mandantes da agressão. Por que não se defende, se ofendido?

  14. O porão da política. Nada de novo. A guerra do poder. Geralmente, o interesse do país passa ao largo desses episódios. São disputas de projetos políticos pessoais. Mais um exemplo do tipo de parlamentares que existe no Congresso. Reforma Política! Para quê tantos parlamentares no Congresso Nacional? Obeso. Redução desse contingente. Poucos protagonistas. Grande parte, figurantes.

    1. Telmário Mota está bravo, com os termos q/ ousou a usar, não sei, parace que ele deu um chega pra lá no cara. Telmário Telmário!!! ,políticos não são nem um santinho, naquelas da terra do Telmário ainda tem os Coronéis tipo capitão do mato.Bobeu dançou.🧹

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO