Reprodução

Negócios de operador do MDB com a Qualicorp na mira do MPF

31.10.20 14:20

O Ministério Público Federal em Brasília investiga os negócios entre o operador do MDB, Milton Lyra (foto), e a Qualicorp. E-mails indicam a existência de tratativas para uma transação entre a operadora de saúde e uma empresa ligada ao lobista, sob suspeita de ter sido utilizada para o recebimento de propinas. O dinheiro teria sido desviado do fundo de pensão dos Correios, o Postalis.

Nas últimas três semanas, diversas investigações fecharam o cerco sobre Lyra. Em uma delas, no STF, a PGR desconfia de que ele teria sido intermediário do pagamento de propina por um empresário do setor portuário ao ex-presidente do Senado, Renan Calheiros. Na Operação Descarte, deflagrada em São Paulo, um advogado delator o acusa de ser o elo das propinas em espécie entre o banco BMG e Eduardo Cunha e Romero Jucá.

Os negócios entre Lyra e a Qualicorp apareceram em uma investigação da força-tarefa Postalis em que ele está sob suspeita de integrar um grupo que provocou um rombo de 87 milhões de reais ao fundo de pensão. Lyra chegou a ser alvo de buscas e apreensões.

O Ministério Público Federal encontrou procurações e trocas de e-mail que envolveram negociações entre a empresa Medicando, sediada no Lago Sul, em Brasília, e pertencente ao lobista, e a Conectmed, adquirida pela Qualicorp em 2014. A Medicando é investigada por receber dinheiro fruto das fraudes no Postalis.

“Uma hipótese possível para explicar o vínculo entre tais pessoas tendo em vista outros contextos ilícitos já expostos e o modus operandi da organização criminosa liderada por Milton Lyra, é que Milton estivesse atuando em benefício dos interesses da Qualicorp S.A. para receber vantagens indevidas em contrapartida à sua atuação”, afirma o Ministério Público Federal, no pedido pela deflagração da Operação Combustão.

Em nota, Milton Lyra afirma ser vítima de uma “perseguição implacável ” do Ministério Público Federal. “O que o MPF tem feito até hoje, em relação a mim, é lançar suposições e fantasias como se fossem fatos concretos. Todas as minhas atividades sempre foram absolutamente lícitas”.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Qualicorp, Gamecorp, JBS, Empresas X do Eike, grandes empreiteiras, etc., tudo mutretas petistas para arrancar dinheiro do pobre povo brasileiro e enriquecer bandidos de colarinho branco da noite p/ o dia! Estejam certos, onde tem PT, tem roubo de dinheiro do povo ou do Tesouro Nacional. Todos os envolvidos levaram, inclusive Lula e Dilma! Todos na cadeia já. Caro presidente do STF, Dr. Luiz Fux, faça a Justiça funcionar, em vez de lagostas e vinhos importados, computadores, técnicos, softwares!

    1. O que se precisa pensar é :- pega um ladrão aumenta mais dois, pega os dois, aumenta para 4 e assim sucessivamente. E onde é a matriz destes assaltos, giram entre deputados, senadores, empreiteiras, advogados dos réus. Isto está enraizados dentros dos poderes, incluindo não tão raros na Justiça. Isto tem que acabar. É uma cultura desprezível. Homens que se tornaram animais. Solução para este mal, somente um povo culto e valente nas ruas clamando acabar com isto até que o BEM vence o MAL.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO