Mateus Bonomi/Agif/Folhapress

Os equívocos identificados por Renan nas falas de Osmar Terra

22.06.21 13:08

O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (foto), listou contradições e equívocos identificados pela equipe de assessores do colegiado nas falas de Osmar Terra durante a sessão desta terça-feira, 22. O emedebista leu um relatório parcial, que será encorpado ao longo do dia.

Osmar Terra é suspeito de integrar o “gabinete paralelo“, que aconselhou o presidente Jair Bolsonaro durante a pandemia às margens das orientações do Ministério da Saúde. A estrutura extraoficial teria, por exemplo, recomendado a propaganda da cloroquina para o tratamento da Covid-19 e investido na tese da “imunidade de rebanho“.

Renan sublinhou que, embora Terra insista na ineficácia do isolamento social, a estratégia funciona, uma vez que reduz a propagação do vírus, conforme reconhecido por especialistas e organismos internacionais. “O lockdown não piora a contaminação, como aqui foi dito”.

O senador acrescentou que, em Manaus, capital do Amazonas, não houve imunidade de rebanho antes do surgimento da cepa P1 do coronavírus. “Os dados mostram exatamente isso“. A capital manauara vivenciou a segunda onda da pandemia em janeiro deste ano, quando dezenas de pacientes faleceram asfixiados em decorrência da falta de oxigênio hospitalar.

Além disso, o parlamentar rechaçou o uso da Suécia como exemplo de enfrentamento da crise sanitária. “O país tem os piores indicadores da região e, ontem, o premiê [Stefan Lofven] foi afastado por ter apostado na imunidade de rebanho“, frisou.

O emedebista referiu-se à moção de desconfiança imposta pelo parlamento sueco ao líder Social Democrata. Lofven terá uma semana para renunciar e responsabilizar o presidente da casa pela montagem de um novo governo ou convocar uma eleição antecipada.

Renan esclareceu, ainda, que a taxa de letalidade da Covid-19 não é de 0,27%, como dito por Osmar Terra, mas, sim, de aproximadamente 1%, conforme dados da Epicovid-19, pesquisa coordenada pelo Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas e financiada pelo Ministério da Saúde.

Na sequência, o emedebista pontuou que, embora o deputado tenha afirmado que a taxa de reinfecção pelo novo coronavírus é pequena, análise conduzida por cientistas do Centro Conjunto Brasil-Reino Unido para Descoberta, Diagnóstico, Genômica e Epidemiologia de Arbovírus sugere que até 31% das pessoas que contraíram a doença em Manaus após janeiro de 2021 já haviam sido contaminadas antes.

Ao concluir a fala, Renan Calheiros lembrou também que o Supremo Tribunal Federal jamais impediu o governo federal de adotar medidas para o combate à crise sanitária. A corte somente estabeleceu que União, os estados e os municípios têm “competência concorrente” para realizar ações de mitigação dos impactos pandemia.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. A Crusoé incorporou o espirito global! Qualquer coisa serve desde que atinja Bolsonora! dar espaço e credibilidade ao que faz e fala Renan é o cumulo! Virou planfetinho!

  2. A credibilidade desse corrupto na relatoria do Circo Para Inglês ver, assim como em sua vida pregressa, é a mesma de uma assinatura na água.

    1. O Renan não é flor que se cheiro, contudo, está pondo o em polvorosa o Bozo e seus apaniguados, prestando um bom serviço ao país, enquanto Bozo só pensa em reeleição e imunidade de rebanho como defende o idiota do Osmar Terra, outro ignorante...

  3. Também em janeiro de 2020, a Moderna tomou a decisão de começar a testar o uso do RNAm, para desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus. Sendo uma empresa pequena, contou com o apoio do governo americano. E no Brasil ninguém acompanhava nada disso. Aliás uma pergunta para o Osmar Terra, seria se ele conhece a tecnologia dessas duas vacinas? E de onde o Bolsonaro tirou, que a vacina da Pfizer transforma a pessoa em jacaré?

  4. Vamos analisar um fato. Em janeiro de 2020, depois de ler um artigo médico sobre o novo coronavírus, Ugur Sahin da BioNtech, mandou um e-mail para o conselho da empresa, dizendo acreditar que esse vírus era diferente, e não iria embora como ocorreu com o MERS e o SARS. Então a BioNtech deu início a um projeto batizado de Velocidade da Luz para inventar uma vacina, baseada em sequência de RNA. E no Brasil todos tinham somente certezas. Que era uma gripezinha. Que a vacina chegaria depois.

    1. Realmente essa revista é um tipo genérico da revista veja... Próximo mês vou cancelar a minha assinatura...

    2. Renan está fazendo um ótimo trabalho para o Brasil, como senador. Renan Calheiros está salvando vidas. A CPI, da qual o senador é relator, forçou o Bolsonaro a comprar vacinas. Na minha Divina Comédia, Renan Calheiros estará no Purgatório, já Bolsonaro e os bolsonaristas, pelo genocídio de brasileiros e pela corrupção, estarão no Inferno.

  5. Osmar Terra tomou os medicamentos ineficazes. Contraiu a covid, foi hospitalizado e chegou a ir para a UTI, com 80% do pulmão comprometido. Então o tal tratamento precoce, não preveniu e não impediu o agravamento do quadro. E mais, os médicos competentes que salvaram a sua vida, não prescreveram esses medicamentos. Osmar Terra foi salvo pela boa ciência.

  6. Fica claro que não existe divisão na questão do tratamento precoce, como alguns cretinos senadores bolsonaristas falam. Se a CPI fosse a respeito do nazismo, haveria indivíduos que defenderiam essa atrocidade. Mas por termos monstros que ainda defendem o nazismo, podemos afirmar que se tem uma divisão de posicionamentos? É claro que não.

  7. Deve ser difícil para os bozistas ter de aguentar um corrupto fdp jogando verdades na cara de seus ídolos mentirosos.

    1. Renan é o Jean Valjean do Brasil. Ele tem feito um ótimo trabalho na CPI. Se ele errou no passado, hoje o seu trabalho é de salvar vidas. Qual trabalho é mais nobre do que esse?

    2. Pois é! É divertido ver um canalha como Renan Calheiros espinafrar os sequazes do Malucão da Cloroquina.

    3. Pois é! É divertido ver um canalha como Renan Calheiros dar esculachos nos sequazes do Malucão da Cloroquina.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO