Agência Brasil

Ministro minimiza instabilidade em sistema: ‘Como astronauta, resolvi muitas panes’

28.07.21 19:27

Cientistas e pesquisadores de todo o país enfrentam, pelo quinto dia consecutivo, dificuldade de acesso às plataformas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, órgão ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia.

Um dos sistemas que está fora do ar é o da Plataforma Lattes, que reúne quatro meios onde cientistas, professores e pesquisadores do país registram seus currículos — algo necessário para conseguir bolsas de pesquisa, vagas em universidades e para participar de editais.

No início da noite de desta quarta-feira, 28, o próprio ministro Marcos Pontes foi às redes sociais tentar tranquilizar os pesquisadores. Pontes disse que, assim como os cientistas, ele também está preocupado com “a pane” em um equipamento de tecnologia da informação do ministério. Mas afirmou que, como astronauta, está acostumado a resolver problemas.

“Eu, como piloto, como astronauta, obviamente vocês sabem que eu já passei por muitas situações difíceis, à noite, em voo, com instrumento a baixa altura, com avião monomotor. Dá para imaginar uma situação dessas, e aí a gente aprende a resolver panes. E é o que está acontecendo agora é que está sendo resolvida essa pane, e não vai ter nenhuma implicação”, afirmou.

Por meio de nota, o ministério já havia informado, mais cedo, que o problema que causou a indisponibilidade dos sistemas foi diagnosticado em parceria com empresas contratadas e os procedimentos para sua reparação foram iniciados. “O CNPq já dispõe de novos equipamentos de TI e a migração dos dados foi iniciada antes do ocorrido. Independentemente dessa migração, existem backups cujos conteúdos estão apoiando o restabelecimento dos sistemas. Portanto, não há perda de dados da Plataforma Lattes. O pagamento das bolsas implementadas não será afetado”.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. De um ministro da ciência e tecnologia se espera sólidos conhecimentos e vivência nessas áreas assim como vivência na formulação de políticas que engrenem essas mesmas áreas nos sistemas produtivos da nação. Tiradas ao estilo futebolístico, como essa aí na chamada, já é outro departamento.

  2. O currículo Lattes é uma jaboticaba muito azeda. Só serve para avaliação de desempenho com parâmetros definidos pelos Comitês Assessores. Infernizam a vida de boa parte dos pesquisadores. Em minha opinião poderia ter ido pro espaço junto com o “astronauta “. Mas sua base de dados é compartilhada com outras plataformas, como a Sucupira (outra jaboticaba azeda), que avalia as pós-graduações e a Carlos Chagas (mais uma) de acompanhamento burocrático de projetos. Enfim, deu praga no jaboticabal.

    1. Como vice avaliaria os pesquisadores? Pelos olhos ou pelas medidas corpóreas?

  3. Os astronautas de fato se referiam a ele como o "risadinha" devido aquele sorriso permanente de retardado que mais parecia uma paralisia facial.

  4. É outro milico de posto superior que vendeu sua alma para o Capitão Cloroquina, para fazer nada pelo Brasil, mas muito para encher seu bolso de dinheiro.

    1. Esse aí, hoje a serviço do capetão, queimou nosso dinheiro no espaço com as bênçãos do PT.

  5. Tempestade em copo d’água.Quem tem currículo no LATTES sabe que não se acessa esta plataforma todos os dias, nem há muita urgência em fazê-lo, pois duvido que ninguém tenha uma cópia do se CV LATTES no seu pc. O problema que poderia haver é com as bolsas. Mas o pagamento é feito em conta; é só esperar.Quanto ao resto a Pane é do descaso político que vem desde os tempos do LULA, e até antes, quanto aos rumos da pesquisa no Brasil. Estudem o assunto antes de escrever

  6. O governo brasileiro dar atenção à segurança em TI, inclusive contra ataques de hackers e/ou sequestradores digitais. A impressão é a de que agimos de improviso, sem qualquer planejamento (como sempre).

  7. o sujeito, (mais um milico sem-pescoço) foi de carona ,ficou isolado vendo para que lado raiz de feijão cresce em gravidade zero (experimento ja tinha sido realizado trocentas vezes) e diz que resolveu problemas, realmente tem um problemas com a pós verdade. CLOWN

  8. Mentira do coronel Marcos Pontes, pois como astronauta ele apenas foi "simples passageiro" da nave espacial; não fez nada, apenas olhou pela janelinha.

  9. É, mas já é um milagre que, nesse desgoverno insano, ele tente resolver alguma coisa, não tenha assaltado o erário e nem propinado, ao que se saiba. Parece que ao menos tenta trabalhar. Tudo isso deveria ser o absolutamente elementar e normal mas, nesse desgoverno tresloucado, já configura milagre!!!!! Antes ele do que um marginal do centrão-ladrão!!!!!

  10. Este sujeito, ao invés de ir e ficar no espaço, mandou o Cnpq, a c & t brasileira, os pesquisadores, os estudantes com potencial futuro para o país, enfim mandou todos estes para o espaço e à merda ao mesmo tempo. E tudo com esta cara de sorriso que não se sabe se é esperteza ou deficiência mental. Marcos Pontes, cria vergonha e peita alguma coisa na tua vida! Ensaboado oportunista, escorregou até para o espaço fazendo este jogo medíocre. Deixa de faz de conta e cuida ao menos do básico.

  11. Não precisa ser o Einstein para deduzir o porquê do cachorrinho de painel de carro, Marcos Pontes, ter sido LEVADO numa viagem espacial: ele é um peso morto. Só tem utilidade no governo do Bolsonaro, que é um morto-vivo, marionete do Centrão. Pena que a tal Anitta não tem nenhuma capacidade propulsora, pois se tivesse, poderíamos calcular quantas seriam necessárias enfiar no rabo desse astronauta, para enviá-lo para o Buraco Negro mais próximo.

  12. Kkkkkkkkkkk. Os pesquisadores brasileiros estão em fuga do Brasil. Uma verdadeira migração. O Bozo arrasou a ciência brasileira! Levará décadas para recuperar o prejuízo.

    1. Aliás o genocida arrasou o país inteiro!!! E seus ministros são tao imbecís quanto o astronauta que bem poderia estar no espaço . Não ! Pra que lixo no espaço ??

  13. Voltemos pra era do papel e dos correios. Hoje, pra qualquer acesso a órgãos oficiais não se gasta menos que meio dia pra nada se resolver. Computador, telefonia, nada resolve. Tá mais fácil se comunicar por fumaça. Aff

  14. Coitado. Vendedor de travesseiros. Para de falar e faz alguma coisa. É só bla bla bla. Ninguém aguenta mais esses bolsonaristas de vitrine. Eta governo incompetente!

  15. CADA PALAVRA, UMA PÉROLA. ESSE CIDADÃO, REALMENTE É UM ARTISTA FRACASSADO. NÃO CONSEGUE FAZER GRAÇA NENHUMA. É UM BOBO, BABACÃO.

  16. Não interessa se foi astronauta e resolveu panes. Tem que resolver os problemas aqui na terra e que são de sua responsabilidade!

  17. Esse Astronauta cria do PT custou para nos contribuintes milhões pra ir pro espaço. Não sei por que voltou, devia ter ficado por lá.

    1. Pelo menos é constante e extremamente coerente: só fala bobagens.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO