Imprensa boa é sem propaganda estatal

01.11.18

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem.

500
  1. Mario, o único jeito de realmente acabar com essa cretinice nas escolas é tirar também o estado da educação. Sem escola estatal, sem currículo nacional, sem prova nacional, não tem como emplacar essa bobajada toda. Pais e alunos vão querer o ensino decente

  2. Parabéns, macanudo. Vc tem realmente o dom da escrita. Esse é meu primeiro comentário. Estou contigo em gênero, número…Com certeza essa verba deveria ser encaminhada para Saúde e Segurança.

  3. Caro Mário Sabino,
    Sou assíduo leitor de suas colunas. Mas veja as matérias divulgadas pela maioria jornais são de cunho politico/eleitoral. E se não bastasse isso são ofensivos a pessoa privada e ainda tem o conteúdo duvidoso/mentiroso.
    Olha nesse contexto é fácil de se entender que o meio de comunicação está sendo pago para denegrir a imagem das pessoas não alinhadas com o pensamento. A imprensa deve se manter com quem acredita nela (a esquerda é claro)! Aos esquerdistas boas assinaturas!

  4. Sabino, como vc, trabalhei em editoras Abril, Folha, Estado e até no JB. Lembrei que na Folha de SP (idos1990) tinha uma porta que o pessoal do comercial (eu, rs) não podia nem atravessar p a Redaçao. Obrigada pela flexibilização nas condições p assinar. Valeu

  5. Modus Operantis do leitor mudou e tds estão nas redes ! Acabou tv, jornais, revistas e só ficará os livros. A mídia tem de virar a criatividade e a inovação de ponta-cabeça para fazer dinheiro.

  6. Foi o artigo mais esclarecedor que li sobre propaganda estatal. Os exemplos enriquecem os argumentos. Tomara que o futuro governo ouça suas sugestões. Apenas no tocante às estatais, não sou tão radical, embora também pense, que a imensa maioria delas tem que ser privatizada ou simplesmente extinta. São instrumentos permanentes de corrupção e clientelismo.

  7. Há dois operadores financeiros que continuam sem ser presos. Sugiro o Crusoé fazer reportagem sobre :1. Raul Schmidt cuja extradição de Portugal para o Brasil foi negada pela Justiça Portuguesa e 2. sr. Mario Ilneu de Miranda envolvido em pagamento de propinas de E$ 47 milhões ref. contratos feitos pela Petrobrás e a Construtora Odebrecht. Acho que os casos pendentes relatados por jornais portugueses, deveriam ser perseguidos aqui para saber em que pé estão os processos. Grato

  8. Desculpem minha ignorância, mas ao meu ver, seria muito difícil acabar totalmente com a propaganda estatal em veículos de comunicação de massa, a não ser ,que se garantisse que todo cidadão tivesse internet em casa.

  9. Concordo com a matéria e com a ideia de que redes sociais e aplicativos de transparência de gestão bastam para nos cidadãos sabermos o que acontece na gestão pública. Além disto eh bem mais barato e não cria viés jornalístico. Parabéns pela edição, a primeira que leio após assinar Crusoe.

  10. Espero que este artigo sirva de inspiração ao Presidente Bolsonaro: “0” (ZERO) de verbas públicas, seja da administração direta, seja de empresas estatais para qualquer órgão da imprensa tradicional ou da mídia eletrônica.

  11. Artigo muito bom, como sempre. Pela imprensa escrita e televisiva pouco se fica sabendo. Faz alguns anos que deixei de vê-los. Por sorte nossa, temos O Antagonista e a revista Crusoé, nos quais podemos acreditar e dar fé.

  12. Sou publicitário e na minha opinião o artigo faz todo o sentido. Exceto sobre as empresas estatais que enfrentam competição: bancos e Petrobras (Correios não porque é monopólio). Hoje há um outro cenário tanto político quanto competitivo no setor de veículos de comunicação. A audiência dos meios digitais cresceram exponencialmente nos últimos 5 a 10 anos, a ponto de um candidato a presidente fora do mainstream ser eleito utilizando somente as redes sociais.

  13. vi a entrevista do Bolsonaro com o Bonner. Ele não disse que iria tirar a propaganda estatal da Folha por falar de sua candidatura, mas sim devido às fake news. Foram tantas mentiras que realmente não podem deixar de ser combatidas. Aproveito para pedir que vcs comecem uma campanha contra a mentira em todos os níveis. Nos Estados Unidos acreditam no que vc diz, pois se vc mentir poderá ser condenada. Me lembro do caso Clinton x Monica, que ele sofreria impeachment se ele tivesse mentido.

  14. presado senhor Mari Sabino excelente article e estou contente e confio nas reporetagens de Crusoe e sua equipe por mostrar a verdade aos brsileiros a verdade sem propinas e vou continuar a dar-les support mas desculpe minha ignorancia arespeito de privatizacoes mas falando com amigos sobre privatizar a Caixa economica Federal o Banco do Brasil e a Petrobras seria um erro pois limitaria o governo de controlar transacoes ilicitas? (agora que estamos indo para o caminho da clareza de transacoes)

  15. Concordo plenamente com a construção de algum mecanismo que proíba que nossos impostos sejam “distribuídos” dessa forma tão duvidosa de transparência de gastos e programas de utilidade.
    Parabéns pela argumentação!

  16. CONCORDO COM TODA A EXPOSIÇÃO E ENCERRAMENTO DA PUBLICIDADE EM TODOS OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO…NESSA BOLSONARO ERROU…OU CORTA TODAS OU ACEITA TODAS…É A LIVRE MÍDIA COMO DISSE QUE SERIA…JORNAIS E REVISTAS INIDÔNEAS SEMPRE APARECERÃO…VAI BRIGAR COM O MUNDO ? VÁRIOS PAÍSES DIVULGARAM INVERDADES TAMBÉM…ASSIM A ATITUDE DEVE SER RADICAL, OU ACEITA TODAS OU NENHUMA…

    1. BB e Caixa são empresas públicas de economia mista. Gozam de legislação de direito público, como o concurso público e cláusulas exorbitantes em contratos administrativos. Mas tbm gozam de direito privado quando lhes são convenientes. Afinal de contas, são estatais e possuem prerrogativas e privilégios que bancos privados não têm.

  17. Caro Mário,
    Que tal publicar a relação dos assim chamados – por José Serra – blog sujos (parece que somam mais de 100!) Felipe Moura Brasil mencionou a existência dela, mas seria muito apropriado dar amplo conhecimento do jogo que eles patrocinavam e continuam utilizando ainda hoje.

  18. Esperamos que o Governo Bolsonaro seja tão ou mais duro com a China que os comentarios do proprio jornal . O comercio com a China, supondo-se interessante ao Brasil, deve continuar. Mas os chineses devem saber que doravante o Brasil é sim alinhado aos EUA e Israel. A era da esquerda acabou por aqui.

  19. Excelente artigo! Parabéns! sem nada para tirar nem por…Vamos pressionar o novo presidente a seguir os seus argumentos e acabar com a mídia tradicional e forçá-los a trabalhar e viver sem mensalinhos e mensalões.

  20. Adolescente, fui Redator-Chefe de jornal mural, iniciativa da professora de português, em meu colégio. Ao escrever o Editorial do número 1 para “O Engenho”, cuja marca era a indefectível roda dentada da indústria e uma carinha do Professor Pardal, fui orientado por meu pai a falar dos quatro poderes: dos três, sabidos, e da Imprensa, assim considerada. Agora, na Crusoé, me deparo com suas ponderações e me pergunto: seria o “Quarto Poder” sendo financiado pelos outros três? Meu pai sabia muito!

  21. SOU APOSENTADO DA PETROBRAS E PORTANTO HOJE DEPENDO DA PETROS QUE FOI ROUBADA E POUCO DIVULGADA, PRINCIPALMENTE NO CASO SETE BRASIL. HOJE PERCO 20 A 30% DA MINHA APOSENTADORIA POR CONTAS DESSES ROUBOS. GOSTARIA QUE A CRUSOE FIZESSE UMA REPORTAGEM COM ESSE ASSUNTO E M RELACAO A OPERACÃO GREENFIELD. ATE HOJE NAO ENTENDO PORQUE O CASO DOS FUNDOS DE PENSÃO NÃO FORAM INCLUIIDOS NA LAVA JATO. A IMPRENSA SÓ PUBLICA O QUE DA AUDIENCIA. TAMBEM CANCELEI ÉPOCA E VEJA. AGORA SÓ ANTAGONISTA E CRUSOÉ.

  22. Tenho dúvidas se precisaríamos chegar a tanto como aqui proposto, mas apoio inteiramente a revisão dos critérios para a concessão de propagandas oficiais,principalmente quanto aos volumes financeiros envolvidos.Que Deus nos ilumine a todos e um abraço fraterno em agnósticos e ateus!

  23. Convivi com o responsável pelas operações no antigo DIarios Associados do Chatô…. sempre me dizia: Chatô ganha mais dinheiro não publicando notícias…. e isso continua, com o viés de que notícias publicadas são corrompidas na lógica, na apresentação dos fatos ou pelas próprias falácias tornadas públicas, para lavagem cerebral dos leitores…como preconizava Gramsci…. enfim, realmente não precisa pagar para propaganda somente avisos contingenciais….zap e outras chegaram pra ficar.

  24. Ao meu ver, tudo isso é resultado da lata carga tributária. Se pagassem menos impostos (mídias em geral) poderiam se financiar com seus assinantes, e não ficariam refém de anunciantes. Depender de verba de anunciante em republica de bananas dá nisso, e o leitor paga o pato duas vezes.

  25. É bom lembrar que a publicidade dos atos de governo já está prevista nas Leis de Acesso à Informação e da Transparência, a partir de reflexos da Lei de Responsabilidade Fiscal. Que o dinheiro seja gasto com a massa dos cidadãos e não com uns poucos detentores dos velhos meios de comunicação.

  26. 0 PT foi o maior e mais maldito partido que o Brasil já teve. 44.000.000 de pessoas ainda acreditam nele e, se não fosse 55.000.000 de pessoas inteligentes e vigilantes estaríamos hoje nos preparando por mais caos. A imprensa hoje chora, por não ter sido e tido voz própria. Triste fim. Ainda bem que existem as redes sociais.

  27. Na minha simplicidade, dinheiro público deve ser investido em coisa públicas, jamais deve-se usar verba pública para pagar publicidade governamental….isso é inadmissível…sem merecer ou desmerecer a classe mas verba pública não tem nada de legal com pagamento para divulgação de obras públicas….a classe nunca vai desistir da verba e isso faz com que sejam mal vistos pela sociedade mais equilibrada……. larguem mão de serem sustentados, mesmo que por pequenas porcentagens, com verba pública

  28. Concordo com você Mario, vocês são o exemplo de um bom jornalismo sem propaganda oficial, Bolsonara faria um golaço se cortar as verbas publicas para os médios, pretende acabar com NBR já no inicio…e por aí

  29. Se o Jair Bolsonaro suprimir essa verba de publicidade vai sobrar muito dinheiro para saúde, segurança e educação. Mas a Folha de São Paulo mostrou ser um jornal de 5.a categoria e a Rede Esgoto também.
    Merecem nosso desprezo.

  30. É por essas e outras que assino CRUSOÉ.
    O jornalismo brasileiro, escrito e televisado principalmente, estão vendidos e só publicam o que é do interesse de seus aceclas. Assino Veja e deixarei de assinar assim que meu contrato encerrar pois se vendeu na reta final para derrubar Bolsonaro. Uma revista que se dizia independente se enlameou ao servir ao SISTEMA. Você tem razão: o Governo não precisa de propaganda. Divulga o que precisa divulgar pelas redes sociais. O País só precisa do Banco Central

  31. Ótimo texto. Concordo em muito. Empresas estatais fazerem propaganda principalmente quando muitas vezes não temos opção. Petrobrás, Eletrobrás fazerem propaganda? Tá de brincadeira. Governo tem q fazer propaganda de prevenção de doenças, prevenção de acidentes…

  32. Parabéns, Rabino. É isso que esperam seus assinantes, como eu, quanto à revista. Não há dúvida, da minha parte, que o governo, todos os governos, não comprem a mídia para gabolices e fanfarras destinadas a enganar o eleitorado.

  33. Meios para comunicarem os próprios feitos governamentais existem aos montes após o advento da internet. Sites podem ser usados para divulgação dos feitos dos governantes e com o custo muito menor se fossem pelas mídias tradicionais.

  34. Excelente coluna! Por favor enviem ao presidente eleito, ele tem se mostrado aberto a conselhos técnicos inteligentes. Seria muito benéfico para o nosso país o fim da propaganda estatal.

  35. Concordo contigo, mas acho que o maior problema do Bolsonaro cortar as propagandas em todas as grandes revistas jornais ( impressos ) será a retaliação da imprensa, capaz de derrubar qualquer presidente.

  36. excelente reportagem, concordo plenamente com o exposto, finalmente vem a público posição igual a minha e com certeza de muitos brasileiros que estão a desejar a eliminação desta despesa inútil.

  37. Mário Sabino sua leitura sobre a imprensa brasileira é impecável. As redes sociais vieram para libertar as mentes aprisionadas, mesmo com a fake News, a população tem “n” meios de comunicação hoje em dia, aliás meios de comunicação que o próprio leitor interage, como faço agora. Essas interações ajudam os outros leitores a buscar um raciocínio mais independente e menos direcionado, uma vez que o redator da notícia não tem a menor ideia e muito menos controle da repercussão de sua matéria.

  38. Não tinha essa noção sobre a compra do jornalismo e sobre como isso influencia, vaselinando a opinião da mídia que tanto influencia e engana a população. Muito didática esta matéria!

  39. Ótimo texto. No início pensei que caminhava na direção oposta de onde chegou mas a conclusão acerca dos bilhões gastos em publicidade governamental é perfeita. Bolsonaro tem que fechar mais essa torneira derramando dinheiro público.
    E sobre as estatais, concordo plenamente que tem que dar fim nelas apesar de alguns setores sensíveis necessitarem de uma adequação para que não se perca o controle. No mais, servem apenas para levar dinheiro a corruptos.

  40. Bolsonaro já falou que irá reduzir bastante a verba publicitária do Governo na imprensa escrita e falada, por achar desnecessária, por ser um volume exorbitante, sem cabimento. Não concordo com a privatização do BB e da CEF.

  41. Parabéns Sabino! Concordo plenamente com seu artigo. Gostaria que em algum momento Crusoé e O Antagonista voltassem a investigar e noticiar sobre os fundos de pensão, principalmente os que não estão na Operação Greenfield por serem médios ou pequenos. Estes também perderam muito dinheiro, mas por serem de menor porte foram praticamente ignorados pela mídia e pelas investigações do MP e da PF.

  42. Concordo plenamente. Sempre critiquei o fato dos governos terem de gastar uma fortuna com propaganda estatal. Bela matéria e, também bem explicativa, dinheiro jogado fora mesmo, deve ser aplicado melhor em outras áreas específicas. Parabéns Sabino.

  43. Assim como existe a propaganda eleitoral gratuita poderia ter a propaganda do governo gratuita. Mormente para campanhas de vacinação, trânsito, drogas entre outras educacionais e preventivas.

  44. Concordo totalmente. Deveria ser proibido o governo anunciar em publicações. Seria uma economia para o país e, ao mesmo tempo, daria credibilidade e isenção aos meios de comunicação. Pois veículo que recebe anúncio do governo não tem isenção e credibilidade. E, por outro lado, é indecente o governo usar dinheiro público, ou seja, nosso para se promover. Governo sério não precisa divulgar seu trabalho, não precisa de marketing. O próprio trabalho, o feito, a competência informam a população!

  45. Orgulho de assinar Crusoé, como se não fosse o suficiente o jornalismo de alta qualidade ainda temos a certeza de sua imparcialidade não recebendo verbas do Estado. Concordo quando diz que o investimento em publicidade deveria ser proibido em revistas, jornais e TVs, estamos em fase de economia e essa daria uma baita visibilidade reinvestindo os R$ 1,5 bi com outros necessidades. Mas ele vai acertar o passo, é questão de tempo.

  46. O que está bem difícil hj em dia é aguentar corporativismo de jornalista. Vide por exemplo, Vera Magalhães. Ela defende a Folha com unhas e dentes, não importa a gravidade da fake news publicada pelo jornaleco. Isso afeta a credibilidade da Vera, uma pena…

  47. O problema da imprensa brasileira bem como a estrangeira, para além da corrupção, é o seu aparelhamento ideológico. A esquerda é, comprovadamente, corrupta! Corrupção e imoralidade andam juntas! Por lógica, a imprensa aparelhada é imoral. Essa é a questão! Ao se livrar do viés ideológico, e ao tornar-se ética e honesta, a imprensa irá auto regular-se, moralmente, legalmente e financeiramente. O leitor quer ler coisas sadias. Eu fui seguidor do O Antagonista. Abandonei. Se Cruzoé se aparelhar …

  48. Parabéns! Brilhante matéria. Gostaria de divulgá-la. É possível? Concordo com tudo o que você escreveu. Há cerca de 30 ou 40 anos anos assisti uma palestra do jornalista Hélio Fernandes, dono da Tribuna da Imprensa. Ele disse, de maneira enfática, uma coisa que nunca esqueci. “Não há imprensa isenta pois todas vivem do patrocínio recebido, seja público ou privado, que representa a maior parcela de seu faturamento. Somente a receita da venda de jornais e revistas não sustenta a empresa”

  49. Concordo plenamente. A máquina governamental tem por obrigação eliminar toda possibilidade de favoritismo. E o sistema da imprensa, da mesma forma, deve não deixar espaço para se corromper. A corrupção tem que ser extirpada com total combate em todas as frentes de onde ela possa insurgir-se.

  50. Perfeito. Também sempre pensei dessa forma. Outra questão interessante vi aqui em MG, cidade de Japaraiba, na qual os vereadores aprovaram lei que impede que o executivo, a cada mandato, pinte toda frota e estrutura municipal com a logo da gestão.

  51. Penso de forma semelhante, se quisermos ter uma imprensa confiável e que ela seja os nossos olhos e ouvidos, temos que fortalecer está idéia e passar a só prestigiar àqueles que são livres das influências do governo. Parabéns pela reportagem.

  52. Prezado jornalista, um ótimo artigo. nos dias de hoje, lamentavelmente são poucas as fontes de notícias que ao me ver são confiáveis. Atualmente vocês(Antagonista) Joven Pan, o Nêumanne são as minha leituras. Me restou esse pequeno arquipélago.

  53. Perfeito Mario!Nosso presidente precisa de espaço e tempo para se inteirar profundamente caso a caso. Ele tem uma missão enorme e tem muita gente “atrapalhando”. Confiemos que ele terá sabedoria, pois está claro que todos seus desejos vão de encontro aos nossos. Nada será fácil e temos que ter paciência e apoia-lo. A CRUSOÉ juntamente com OANTAGONISTA, é e sempre serão nossos nortes . Estamos em campanha:Tenho uma pagina com 40.000 seguidores. e #OANTAGONISTASIM #CRUSOÉSIM é promovido. abraços!

  54. Fantástico seu texto Sabino. Invejável. Um texto que qualquer pessoa que queira o bem do país gostaria de ter escrito. Parabéns mesmo! A Revista Crusoé e O Antagonista surgiram para estabelecer uma mídia independente, isenta. Coisa que não existia em nenhum veículo de país corrupto de A a Z.

  55. Ótimo artigo! Perfeito! Sempre achei um absurdo o governo fazer propaganda daquilo que é obrigação dele. É o mesmo que jogar dinheiro público na lata do lixo, até porque a maioria da população brasileira não lê jornais ou revistas. E, em relação à mídia televisiva, o governo tem as emissoras estatais, assim como tem emissora de rádio, cuja penetração nas camadas mais pobres, que é a maioria da população, é muito maior.

  56. Não se pode comparar a perseguição q o PT, o jornalista Franklin Martins e Lula fizeram, cercaram e encurralaram a revista Veja que publicou fatos, com o que a Folha fez, inventou conscientemente fatos com intuito de prejudicar, encurralar e cercar um candidato a presidência que o jornal não gosta. Foi crime o que fizeram com a Veja e a mesma turminha de esquerda da Folha cometeu crime muito pior usando o jornalismo, o jornal e a mentira para influir na eleição. Foram crimes graves da esquerda.

  57. Não deve gastar um centavo com jornais e revistas. Congresso deveria aprovar lei que obrigasse emissoras de rádio e TV liberar X horas/ano ao governo por se tratarem de concessões. Com esse tempo, administração pública estaria limitada a campanhas públicas

    1. Justamente! deveria existir uma lei proibindo isso, Esse espaço na mídia deveria ser gratuito, por tratar-se de uma concessão pública.

  58. Concordo com sua visão, porém, acredito que o governo deva manter campanhas publicitárias voltadas a saúde pública nos diversos meios de comunicação, com a finalidade de alcançar maior abrangência.

  59. Perfeito Sabino, o silencio da imprensa sobre os fundos de pensão é alarmante, pois prejudicou milhares de pensionistas, e a imprensa nada. O maior engodo que a imprensa tupiniquim realizou foi esconder da população a existencia do FORO DE SÃO PAULO. IMPERDOÁVEL…

  60. Acabei de fazer a assinatura da Crusoe. Esta é a primeira coluna que leio. Estou impressionado. Penso que o Presidente Bolsonaro vai, sem dúvida nenhuma, utilizar apenas as redes sociais para se pronunciar e se comunicar com os cidadãos. Parabéns Crusoe.

    1. Não fará. Se fizer, será impichado. Infelizmente, as organizações de comunicação ainda tem grande poder no Brasil.

    2. Ele poderá fazer, se isso vim do povo como clamor popular, basta a população começar a se mobilizar nas redes sociais e ir para as ruas.

  61. No geral o texto com informações é MUITO BOM. Não gostei do início, quando insinua algum risco de o Bolsonaro “dar uma de LULLARÁPIO”, bloqueando publicidade e depois “propinar” jornalixos para melhorar a imagem. BOLSONARO JAMAIS FARÁ COISA SEMELHANTE…!!!

  62. Isso mesmo Mário! Concordo com vc. Esse recurso deve ser melhor aplicado e nunca para pagar os servicos da grande imprensa “sujinha”. Acho que Bolsonaro deverá ir por esse mesmo caminho.

  63. Excelente artigo. Realmente nunca entendi isso de propaganda governamental. Sempre achei balela e desnecessário. Tomara que ele corte tudo. Tem algumas exceções como esclarecimento ao público e campanhas dirigidas a população. Temos que enxugar essa máquina cuspidora de dinheiro.

  64. Não pesquisei ainda como isso funciona nos EUA, mas acredito que lá não existe essa de o governo federal anunciar nas grandes redes e, por conseguinte, pagar milhões em verba publicitária. Aqui isso sempre foi moeda de troca com uma imprensa vendida (e, pode-se dizer: corrupta) e para governos sufocarem (com verdadeiros subornos) a liberdade de imprensa.

  65. O Estado é a realidade ideológica que fundamenta a existência de uma nação,portanto ele NÃO precisa de propaganda!O cidadão precisa de informações a respeito do funcionamento desse Estado,para poder analisar e agir quando necessário.A imprensa que busca e apresenta essas informações ISENTA de relações sombrias e sinuosas com o Estado,será a verdadeira imprensa NOBRE!Assim continuo assinando CRUSOÉ!

  66. Certíssimo e como numa Democracia o que deve prevalecer é o desejo do povo…. Acho que o novo presidente está fazendo tudo certo. Vai cortar essa verba inútil também. É uma baita economia. Deve aproveitá-la para cortar impostos (quando as contas se equilibrarem)

  67. Artigo perfeito, falou tudo e por isso a revista Crusoé e O Antagonista está se tornando esse sucesso nacional, sempre tento pender amigos para o site e minha balança é O Antagonista. Parabéns pela imparcialidade.

  68. Depois que a Veja republicou incessantemente na capa de seu Site pesquisa antiga da vitória de Haddad sobre Bolsonaro, troquei minha assinatura pela Crusoé. Após anos de leitura,
    de Veja, nunca imaginei que a revista se tornaria uma puta do Cais.

  69. Concordo em tudo: por isso me tornei assinante da Crusoé e, ao mesmo tempo cancelei a assinatura do principal jornal de Aracaju e estou providenciando o cancelamento da Veja, com mais de 20 anos de existência.

  70. Sou absolutamente a favor do término do dinheiro público em propagandas nos meios de comunição nefastas como a revista Veja.
    Eu boicoto marcas da JBS,operadora Oi,telejornais e a lista está crescendo…
    Campanhas educativas podem ser jogadas na web,nos meios de transportes,escolas,hospitais,estradas,e por ai segue…
    Bora fazer diferente.
    Chega de mesmice!

  71. Que me lembre nunca estive tão de acordo com a leitura deste artigo publicado por Mário Sabino a quem cumprimento efusivamente pela lucidez . Acabe-se com a verba publicitária para todos os veículos. Já pensaram em quantas residências poderiam ter tratamento de água e esgoto por ano?

    1. E também sobre o destino da Lei Rouanet. Quanto de cultura escolas de músicas, de literatura podem levar às crianças e adolecentes pobres com o dinheiro,ao invés de entregar aos artistas ricos e já bem sucedidos? Que essas duas propostas chegue ao presidente para serem votadas no Congresso

  72. Agradeço pelo esclarecimento. Não havia entendido como nem porque o escândalo dos fundos de pensão havia passado em branco. Espero que o Bolsonaro não caia na tentação da poderosa arma financeira controlada pelo estado.

  73. Sou a favor do término da propaganda pública nos meios de comunicação privados.
    Que se estabeleça a propaganda obrigatória e gratuita desses meios para o interesse público como as campainhas de vacinação como bem lembrado em um dos comentários. Mas gratuitos.
    Nada de distribuicao de dinheiro público para quem quer que seja.

  74. Sou completamente a favor da retirada da propaganda pública da imprensa geral. Esse recurso pode ser usado em outra coisa. Político competente não precisa de propaganda, os seus feitos aparecem por si só. Tornam-se notícia.

  75. Anúncios de Programa de Governo são importantes, tipo “campanha de vacinação “. É só.
    O que a Folha e alguns outros fazem é impróprio. Deveria mudar o nome para “Folha do Nordeste” e se implantar por lá. O resto do país está é gargalhando.

  76. Nós é que devemos cortar a assinatura de jornais partidários de um e outro lado.
    A Folha de São Paulo perdeu minha assinatura de mais de 20 anos por defender aberta e claramente o PT e seu projeto de poder.
    Espero que a Crusoé se mantenha de fato independente e tenha senso critico de comentar os malfeitos dos dois lados.
    Enquanto assim o fizer terá minha assinatura e meu aplauso!

  77. Sr. Mario Sabino, eu gostaria nos meus 60 anos de idade de fazer duas observações:
    1- Obrigado pela aula de história da mídia, de fato, é de arrepiar;
    2- De minha parte, sempre tive um sonho: fazer do Brasil uma Nação. Sinto hoje que cada um de nós brasileiros deve fazer o seu melhor. Finalmente temos a oportunidade. Me sinto jovem novamente para lutar pelo meu sonho.
    Obrigado pela luta e transparência em favor do Brasil

  78. Concordo em tudo, aliás foi exatamente o que entendi na campanha eleitoral de Jair Bolsonaro. Entendi que toda a verba destinada com propaganda teria fim. Sinceramente é o que espero que aconteça.

  79. Meu fundo de pensão começou a ser aparelhado antes dos comunistas terem o poder em 2003. Os comunistas aterrorizavam os bancários falando que FHC iria avançar no dinheiro do fundo e tal e coisa. Nada aconteceu, mas a ameaça ficou. E quem quase faliu os fundos? O molusco ladrão e sua turma. Sete Brasil, JBS e outros “campeões”. E o que sobrou para empregados, aposentados e pensionistas das estatais? Ficar mais de dezena de anos pagando os prejuízos se quiserem continuar recebendo alguma coisa.

  80. As Organizações Globo e a Folha de São Paulo são provas inequívocas do uso da mentira goebeliana contra o candidato Bolsonaro, sempre em nome da democracia esquerdista que quase assassinou o líder das pesquisas. Agora vão fingir que são democratas de fato e imparciais.

  81. Há anos fico chocada com as propagandas do governo, tanto nas revistas quanto na TV. É uma dinheirama sem igual. Chega de sermos explorados e roubados. Afinal o dinheiro é da população. Brasília não existiria sem nossos impostos. O governo supostamente deveria administrar nosso dinheiro muitíssimo melhor.

  82. Excelente matéria, fruto de longa experiência, que traz uma visão de todos os processos envolvidos. Acrescento apenas que banco como a CEF e BB possuem sua importância para o governo, e poderiam se readequar e usar a criatividade na área da sua propaganda.

    1. Esse Mário e genial. Tb não sabia que a banda tocava assim. Bolsonaro vai limpar tudo e dar a César o que é de César.

  83. Que beleza de texto que descortina o toma lá dá cá entre imprensa e governo.
    A publicidade do governo tem de ser apenas o seu bom trabalho que a imprensa aí sim isenta, reportará aos brasileiros. Que se faça uma lei proibindo qualquer propaganda governamental

  84. Quem lida na área de mídia social de forma profissional sabe que duas pessoas dedicadas exclusivamente a isso, conseguem gerenciar, criar e publicar num portal (do governo) tuuuuudo o que o governo quer, pode e deve divulgar.
    A imprensa (que desejasse) poderia beber direto dessa fonte. E ponto.
    Teríamos um governo mais enxuto nesse área, teríamos empresas (imprensa) mais enxutas como, aliás, me parece que a Crusoé é (nem por isso menos importante).

  85. Grande análise de Mário Sabino. Se não fôssemos uma República de Bananas não teríamos propaganda oficial. Qual o sentido de o Estado fazer publicidade se ele não tem um concorrente? Também é proníscua essa relação com a imprensa, vide a campanha suja veiculada contra o Oresidente Bolsonaro na última corrida eleitoral por parte da imprensa(leia-se Folha de São Paulo, Globo e Veja). Parabéns ao Antagonista e a Crusoé por representarem a imprensa livre.

  86. Fui assinante da Veja por mais de 10 anos, achava uma publicação independente e verdadeira, mostrava a verdade dos desmandes do governo PT. De repente não mais que de repente virou a casaca, passou a defender o que atacava. Por coincidência (ou não) coincidiu com a saida da Joyce da revista……..nossa deputada mais votada do Brasil sabia o que fazia ao se afastar….

  87. Sabino, a postura sempre imparcial que fez com que assinasse O Crusoé.
    Continuem com esta mesma conduta, que certamente, em breve será a maior revista semanal do Brasil.
    A mais importante, Vocês já são!!!

  88. Que Bolsonaro o ouça. E que dr. Moro o aconselhe nisto, junto con General Heleno. Porque Paulo Guedes e Onyx Lorenzoni CERTAMENTE serão contra tal medida! O slogan de Bolsonaro poderia ser: o meu governo será a propaganda de si mesmo!

  89. Assinei hoje (02/11/2018) a Crusoé por sua independência jornalística, e, claro, pelo nível de seus profissionais. Não fujam dessa meta! Independência sempre! Vocês serão, e para mim já é, a principal fonte de informação/notícias do Brasil.

  90. Um governo honesto pode dialogar diretamente com os seus cidadãos através das redes sociais, não precisa de uma imprensa comprada para mascarar seus ilícitos e manipular as pessoas. Este é mais um paradigma que o novo governo precisa quebrar, instituindo a proibição de propaganda estatal através de dispositivo legal que interrompa esta manipulação.

  91. Concordo plenamente com os argumentos .Infelizmente só assino hoje o Estadão e Crusoe e não me importaria de pagar um pouco mais na assinatura de um jornal, se soubesse que ele não recebe verba do governo .

  92. Concordo integralmente com seu texto. Acho que é um grande absurdo, uma excrecência, existir verba para propaganda oficial do governo e de suas estatais (que aliás, com mínimas exceções, devem ser rapidamente privatizadas).

  93. Parabéns pela reflexão e honestidade intelectual. Precisamos das duas coisas pra refundar nossa sociedade. Para que seja realmente promotora de desenvolvimento do cidadão e não de tutela econômica e moral, “apoiada” por oligarquias coniventes com governos corruptos.

  94. Claro q vc nem leu mas foi meu comentário a respeito disso. NÓS DAS REDES SOCIAIS SOMOS O 4º PODER, elegemos Bolsonaro e faremos propaganda de graça de seus atos governamentais. ele nao precisa jogar dinheiro nosso no lixo da mídia podre!

  95. Mario: perfeito. Em duas semanas, dois artigos estupendos( semana passada as brilhantes sugestões ao Bolsonaro). E faça mais, principalmente focado na “ caixa preta” da imprensa! Ninguém sabe tanto quanto tu. Nos mostre, mais profundamente, como funciona essa engrenagem: veículos, imprensa, anunciantes públicos e privados, com ênfase em colunas e colunistas. E neles os blogs independentes e dependentes ou vinculado a veículos! Abc. Edson

  96. Perfeita sua análise e raciocínio, discordo porém no que se refere à privatização da Caixa e do BB, que ainda desempenham papel social importante. Sem falar q isso aumentaria ainda mais a concentração bancária já existente no país

  97. Parabéns pelo artigo.Show de bola.Agora meu amigo a pedreira vai ser dura demais para o Presidente.Se a gente titubear esse Congresso de “M” derruba Bolsonaro!Serão quatro anos duros e uma grande prova para democracia brasileira.Esta Revista terá um papel mais importante ainda.Não desistam,por favor!

  98. Preciso de um esclarecimento: por que, ao comentar o artigo “a lava jato chega aos bancos” expressando minhas dúvidas, não foi publicado o comentário e nem o comentário do estranhamento pelo fato, e pior ainda, redigiram uma frase com meu nome e publicaram como se fosse minha e com opinião contrária à que expressei? A dúvida é sincera, pois prefiro MESMO acreditar na honestidade de vcs.

  99. A propria concessao das tvs e rádios já é um enorme benefício dado pelo governo. As beneficiárias deveriam ceder tempo gratuitamente. Quem pode imaginar que 99 por cento da populacao pode ter assinatura de jornais ou revistas. Povao vê é novela e futebol e ouve rádio. Nao precisa governo anunciar em jornais e revistas. Principalmente anunciar monopolio ? Jogo e correios ? Pra que anuncio disso ?

  100. Plenamente de acordo. Nada de dar dinheiro NOSSO, do pagador de impostos para mídias. Que Bolsonaro te leia! Até nós, que estamos tentando esquecer as BANANAS que nos enviaste com raiva numa reunião de pauta, concordamos contigo, Sabino. Estás deixando até de ser um careca emburrado.

    1. Ótima ideia, Sabino!! Você tem toda razão! Faça sua matéria chegar ao presidente. Ele parece aberto a colaborações!

  101. Excelente artigo! Como jornalista no interior de SP, Vivi essa realidade da pressão do Depsrtamento Comercial sobre a redação. Teve um prefeito, no início dos anos 80, que ameaçou tirar as publicações oficiais do jornal por conta das minhas matérias. Eu era repórter de política. Hoje, atuo com comunicação corporativa e, confesso, sonho com o dia em que o dinheiro público não será mais usado para comprar ideias. Parabéns, Crusoe.

  102. Concordo integralmente. Governo tem monopólio na prestação do serviço e não precisa autoelogiar-se.
    Em época de eleição, se quiser mostrar de forma mais abrangente seus feitos ao eleitor, o custo deve recair sobre o partido político e não sobre o contribuinte.

  103. assinei a revista está semana e depois de ler uma reportagem dessa, percebo que depois de muito tempo sem.assinar uma , pelos motivos que o próprio já relatou neste artigo, agora sim , acertei minha assinatura. Entendi agora o mensalão do jornalismo e seu modus operanti

  104. O governo Bolsonaro jamais cometeria a tonteira de acabar com a verba da Globo. Principalmente porque a Globo atinge diretamente a população cativa petista nordestina. Não seria estratégico. Além do mais a Globo sempre é situação. Desde os tempos dos governos militares sempre apoiou o governo, assim como apoiou o PT. Minha previsão é que demita Miriam Leitão, Renata JN e Bonner. Provavelmente contratarão Felipe Moura Brasil. Prevejo que farão uma novela com heróis históricos nacionais.

  105. … Eu quero que fechem só um pouquinho:

    — ANATEL – desta eu não abro mão de jeito nenhum.
    — CAIXA PODRE FEDERAL;
    — Banco do Bandoleiros da Amazônia – BASA; SUDAM que fecharam e nunca fecharam;
    — Correios TABAJARA.
    — Mais um ‘porrilhão’ de outras tranqueiras.
    — 300 ‘porrilhões’ de ONGs.
    — O ‘porrilhão’ não pode fechar. É do Ruy Goiaba.

  106. Perfeito, Mario Sabino. Verba para publicidade oficial é um escoadouro de corrupção e patifaria; a tal grande imprensa, quando lhe interessa silencia. É certo que corruptos, bandidos (eles estão em todo lugar) tentarão acercar-se de Bolsonaro para manter vivo esse esquema, que só existe aqui. Passo a acreditar mais ainda no governo Bolsonaro se ele furar essa gigantesca bolha de corrupção da imprensa.

  107. Mario concordo 100% com o texto. Detalhe também seria os patrocínios esportivos e culturais para times esportivos do Banco do Brasil, Caixa Federal, Correios e outros tantos patrocínios, pelo visto a quase 30 anos. Abraços, para o time da Crusoé e a torcida dos leitores.Daniel

  108. Mario Sabino, concordo em todos is sentidos.
    Sem a verba da propaganda estatal, terão que reportar a realidade e nao as mentiras encomendadas.
    O governo, quando de seu interesse, pode abrir horário gratuito para pronunciamentos, ate onde sei, e me corrijam se eu estiver errado.
    como disseram, tem que chegar à presidência esta ideia.
    Se a imprensa quiser, noticia a verdade, e se mentirem, o governo entra com ação judicial contra o jornal, editores e reporteres sem escrúpulos

  109. Mário Sabino, como sempre, afiado feito uma navalha. A verdade nua e crua. Não dói nada cortar verbas de jornais, revistas e TVS. O dinheiro será melhor investido no nosso desenvolvimento.

  110. Bolsonaro precisa tirar a verba de TODA a imprensa, que se virem em falar a verdade e conquistar público. Agora, convenhamos, a Folha é psicopata como o PT, é seu alter-ego na imprensa, mas tem jornalista safado em todo lugar, é a turminha que saiu do armário vertida de diabo vermelho. Não acho que Bolsonaro vai tirar a verba só da Folha, ele está irritado como estive, já faz quase 1 ano, quando liguei furiosa e cancelei minha assinatura, pagar para ler m. e mentira não dá, dinheiro não é capim.

  111. Admiro Sabino, mas tem de ler tudo e ele gosta da caneta!
    Ao ler o primeiro parágrafo eu queria discordar afinal a Folha foi muito baixa em tudo o que fez, mas ao ler todo o texto, ao tomar conhecimento de toda a lama que beira as portas das grandes mídias, só há uma coisa a dizer:
    Grande Sabino, parabéns.

  112. Concordo plenamente. A publicidade prevista no Direito Administrativo se garante com a transparência, e objetividade, dos atos e dados nos sites públicos. Ponto. O governo não deve se meter com publicidade paga e, muito menos, empresas estatais de comunicação.

  113. A democracia não comporta espaço para veículos de informação ,que não prezam pela imparcialidade.
    Que se faça propaganda barata pela internet e se use o dinheiro para projetos sociais.

  114. Tem que tirar verba para toda a imprensa
    E usar o suado dinheiro público para educação,segurança,saúde etc
    Gastar bilhões com as TVs, jornal , etc
    E irracional, um país com tantos
    Desempregados não dá .

    1. Se a imprensa falasse só verdades nunca teríamos um Lula como presidente o pelo menos uma Dilma. Para o PT valeu cada centavo ter feito propaganda enganosa todo o tempo. Tem que se fazer uma lei que organize isto.

Mais notícias
TOPO