Alô, Abin

29.03.19

Há tempos não se via em Brasília, especialmente entre parlamentares, tamanha preocupação com a possibilidade de ligações e mensagens eletrônicas estarem grampeadas. Pode ser só neurose, é verdade, mas muita gente importante tem redobrado os cuidados. O clima de medo está instalado, inclusive, entre deputados do PSL, o partido do presidente Jair Bolsonaro.

Câmara dos DeputadosCâmara dos DeputadosDeputados no plenário da Câmara: o medo de grampo se espalha

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. A preocupação é devido a grande quantidade de bandidos no meios dos congressistas! A velha política (roubalheira) resiste intensamente. Quem não deve não teme grampo!!! A limpeza e desinfeção de Brasil vai levar muito tempo!

  2. Que tenham receio, cuidado e medo! Isto somente significa que não estão bem Intencionados!! Que a ABIN continue a ajudar a não deixar as coisas descambarem!

  3. É preciso esclarecer que o PSL era um partido nanico que usado pelo candidato B17 à presidência inflou pelo tufão de votos e tornou-se grande.B17 não teve uma convivência longa com o partido nem com os candidatos eleitos.A maioria foi no vácuo do fenômeno.São pessoas novas,desconhecidas e muito ingênuas.Não conhecem nem o regimento interno das casas.Bolsonaro tem de conviver com isso e mais um time de velhos políticos que vivem de mordomias e querem vantagem em tudo,até para fazer reformas.

  4. Concordo plenamente desde que o sistema seja para indicar quem não presta, quem rouba, contrabando, quadrilhas, e para os que se acham impunes de modo geral.

  5. Provavelmente em busca de traidores, vazadores, negociadores etc , inteligência, é pra isso, aqui no Brasil quem nos ferra é o inimigo interno.

  6. Claro que não só a ABI mas a CIA e outras entidades tem tudo sobre desvios na ponta dos dedos, o que é muito bom para os brasileiros que pagam impostos quase a fundo perdido.

    1. Desde que as comunicações se tornaram digitais, qualquer palavra se tornou rastreável. Em outras palavras espionagem total.

  7. Espionar amigos e inimigos é coisa antiga. Apenas mudam as técnicas. No vespeiro de Brasília, a fonte é inesgotável. E governo precavido deve estar prevenido. Sir Francis Walsingham (1532-1590) , Conselheiro de Elizabeth I Tudor, é considerado o pai da espionagem. Foi um dos responsáveis por salvar a Inglaterra de seu inimigo figadal Felipe II de Espanha. Foi um mestre da intriga e da espionagem. Na época, na Torre de Londres, as maneiras eram sangrentas e eficazes. Guantánamo é um Resort.

  8. Desde muito tempo a figura do informante policial ("X-9") foi substituída pela web e suas derivações ("grampo", filmagens). As microondas invadiram todas as praias, via satélite, ERBs, drones... Não há mais segredos. Nos anos 1980, os russos já estavam muito avançados na pesquisa da telepatia - transmissão e captação das ondas cerebrais organizadas. Lá chegaremos. No Brasil alguns políticos só acreditam nisso quando a imprensa publica suas indiscrições. Alguns magistrados também.

  9. Como é aquele ditado mesmo: " Há três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida." Principalmente em tempos de internet globalizada, eu acrescentaria.

    1. A Santa Informática!!! Eficácia exponencial a velocidade da luz!!! A melhor ferramenta Democrática!!!

    1. Mas a ABIN não deveria ter poder maior que muitas instituições? Por exemplo mais poder de ação q o supremo? A ABIN não tinha q ser suprema? Fico pensando. Talvez seja só intrusa? Não pode ser.

  10. Hoje se grava o número e os mais chamados por eles , daí se monta a rede e daí se coloca os titulares se não for os nomes vão pelo GPS.

Mais notícias
Assine
TOPO