Roque de Sá/Agência Senado

Senador quer investigação sobre citação de seu nome na planilha dos R$ 3 bi do Planalto

14.05.21 19:30

O senador Vanderlan Cardoso (foto), do PSD, afirmou nesta sexta-feira, 14, que vai “pedir uma investigação” para apurar os motivos que levaram à inclusão de seu nome em uma planilha elaborada pelo Planalto que lista repasses de R$ 3 bilhões de reais a cidades apadrinhadas por parlamentares próximos do governo federal.

Como mostrou Crusoé em sua mais nova edição semanal, Vanderlan, que é senador por Goiás, pediu para que uma verba de 633,5 mil reais da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba, a Codevasf, fosse repassada a uma locadora de veículos em nome de dois sobrinhos do prefeito de Betim, Vittorio Mediolli, que é do mesmo partido de Vanderlan. A firma faz parte do conglomerado do qual o prefeito é proprietário. Este é apenas um dos casos revelados pela reportagem que mostrou onde foi parar uma parte do orçamento paralelo bilionário usado pelo governo para comprar o apoio de parlamentares.

Vanderlan alega que “todos os recursos liberados foram exclusivamente destinados a municípios goianos“. Diz, ainda, por meio de nota, “que não conhece e não tem nenhuma relação com entes da cidade de Betim“. Já o prefeito de Betim não quis responder sobre os repasses da Codevasf para a locadora de seus sobrinhos.

Já é assinante?
Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Assine a Crusoé

*válido até 30/06/2021

Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Kklkkkkkkkkkkkkk. Bozolulistas agora estão em desespero. Descobriram o Bozolão! Imaginem quando descobrirem os resultados do maior programa de apoio a grilagem do mundo?

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO