Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Lira diz que pode acionar o Cade para investigar preço do gás vendido pela Petrobras

14.10.21 10:42

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, voltou a criticar a Petrobras e o presidente da empresa, o general Joaquim Silva e Luna. Nesta quarta-feira, 13, Lira afirmou que a casa vai focar em debates sobre como reduzir o preço do gás de cozinha. Ele fez críticas ao monopólio da estatal sobre o produto.

“No Brasil, o problema é o monopólio. Não se justifica, porque o gás é extraído a dois dólares e caminha nos gasodutos a mais de dez dólares. A Petrobras tem que se esforçar para dar explicações. Houve uma venda de um gasoduto de 90 bilhões de reais e os recursos não foram para a União, criticou o presidente da Câmara, durante entrevista à Rádio Bandeirantes.

Para Lira, as explicações dadas pelo presidente da Petrobras a respeito da alta dos preços “não têm sido convincentes”. Integrantes do Centrão ampliaram os ataques ao comando da Petrobras nas últimas semanas. Além de lucrar politicamente com o combate à alta dos preços, os parlamentares tentam também emplacar aliados na presidência e na diretoria de estatais.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. O cargo de presidente da estatal é figurativo, a empresa navega como quer porque detem monopólio e o velho discurso da esquerda que o petróleo é nosso, ao contrário, o petróleo é deles, não dá prejuizo porque é dolarizada e porque petróleo é uma mina de dinheiro seja a empresa bem ou mal administrada.

  2. Generais continuam em baixa contra as “manguinhas de fora” do Centrão. Com a faca do impeachment no pescoço do ex tenente, o deputado alagoano cutuca o general e a Petrobras para ampliar as indicações de centristas e gozar das vantagens inerentes. Faz parte da tática do Centrão de “raspar o tacho” até onde o BR suportar. Ou alguém aí acredita que o Centrão está preocupado com o preço de alguma coisa no país?

  3. a B R virou uma tremenda dor de cabeça e caixa preta e pode ser a algoz de Bolsonaro como foi do ladrão mor que a faliu em dólar e em dólar o povo paga a roubalheira só isto.

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO