Pedro França/Agência Senado

Governo adia Auxílio Brasil e ministérios ainda negociam valor do benefício

19.10.21 17:01

O governo cancelou os planos para anunciar nesta terça-feira, 19, os detalhes do Auxílio Brasil, o programa social eleitoreiro do presidente Jair Bolsonaro que substituirá o Bolsa Família. O adiamento do anúncio do programa é resultado de um embate ainda sem solução entre as alas política e econômica do governo federal.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, está no Palácio do Planalto e participará ao lado de Bolsonaro de uma reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos. Guedes voltará a pressionar o presidente da República a não fazer concessões tão drásticas à ala política do governo.

Com apoio do presidente da Câmara, Arthur Lira, o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, e outros assessores palacianos, como a chefe da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, querem o benefício de 400 reais mensais, ainda que seja necessário deixar parte do valor fora do teto de gastos.

Para Guedes, a medida pode aumentar a desconfiança do mercado e causar danos à economia, como o aumento do dólar e da inflação. Integrantes da equipe econômica ameaçam até mesmo uma nova debandada na pasta, caso Bolsonaro ceda ao Centrão e à ala política e infrinja as regras fiscais para inflar o Auxílio Brasil.

Em setembro, o governo Jair Bolsonaro anunciou a decisão de elevar a alíquota do Imposto sobre Operações Financeiras, o IOF, para obter recursos para bancar o Auxílio Brasil. O aumento, diz o Ministério da Economia, é temporário e deve vigorar somente até o final deste ano. O governo também articula com o Congresso o parcelamento dos precatórios para conseguir ampliar o valor do programa social.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. 2-Seus Gados ouçam a entrevista do Economista Fábio Schuwartsman , Brasil tem condições de pagar o auxílio , e tirar dos ; Benefícios Fiscais da Empresas, Isenções da Contas Exterior(Guedes),Grandes Fortunas , Remessa de Lucro de Multi Nacional para Matriz,O por que de O de perdão de multa do Ibama e queimadas???E muito mais !!! Ele saiu do PT , por que , era igual !! Seus Gados idiotas único que não fazem pressão no congresso é o POVO, por isto, o Brasil perde sempre !!!

    1. Perfeita às suas colocações Humberto. Esse governo está cada vez mais parecido com o governo da Dilma, e Guedes busca inspiração nas trapalhadas do Guido Mantega. O Brasil caminha para ser um país de pobres de um lado, e milionários do outro. Todo esse populismo barato, vêm às custas de afugentar investimentos externos, deixar de investir seriamente na educação, na ciência e na tecnologia, que permitiriam ao Brasil avançar, formando uma classe média robusta. ESSE GOVERNO É MAIS DO MESMO. Mor🇧🇷

  2. Quem reclama tem que ler muito !!! Ninguém é contra dar auxílio ao menos favorecidos, mas tirar de onde não tem , é o que o Bozo disse que o Molusco ladrao fazia para se eleger, como é difícil para o brasileiro que vota errado , ele acha por que VOTOU errado,tem que apoiar o erro , isto não é futebol seus idiotas , e o destino da nação , acordem !!

  3. Farão o mesmo com o 14° dos aposentados, os BRASILEIROS que estão sustenrando os desempregados e suas familias há 2 anos!!! Pode-se apostar!!!! Enquanto isso, mansões rachids e bilhões nas contas suíças se multiplicam!!!!!

  4. . vergonhoso o JORNAZISMO canalha tratar a bolsa para os pobres de forma tão cínica .. tomem vergonha patifes.

    1. Chico Bovino Bozista, caíram as máscaras dos bozistas? Assumiram de vez q são irmãos gêmeos dos petistas e defendem as mesmas bandeiras?

    2. Francisco, Bolsonaro sempre se referiu ao Bolsa Família de forma inapropriada. Agora o sociopata se rende ao populismo barato. Eu sou à favor de programas de transferência de renda, porém tanto o lulismo, como agora o bolsonarismo, fazem isso somente com viés eleitoreiro. Quando vão atacar às ineficiências e às mordomias do estado, que permitirão ajudar os pobres, sem onerar demais a classe média, já que milionários como o Guedes já se protegeram em investimentos externos. Mor🇧🇷 Presidente.

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO