Divulgação

Após investida de Maia, governo diz ser o ‘único interlocutor oficial’ com a China

20.01.21 18:58

Horas após o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, conversar com o embaixador da China em Brasília, Yang Wanming, sobre o atraso na entrega de insumos importados do gigante asiático para a produção nacional de vacinas contra a Covid-19, o Ministério das Comunicações divulgou nota para afirmar que o governo federal “é o único interlocutor oficial com o governo chinês“.

No texto, a pasta declara que a gestão Jair Bolsonaro trata “com seriedade” todas as questões referentes ao fornecimento das matérias-primas e informou que, hoje mesmo, houve uma reunião entre Wanming e os ministros da Saúde, Eduardo Pazuello; da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina; e das Comunicações, Fábio Faria.

A nota diz, ainda, que o Ministério das Relações Exteriores, por meio da embaixada do Brasil em Pequim, “mantém negociações” com a China. O governo federal, entretanto, não divulgou novidades sobre a entrega dos insumos encomendados — a delonga pode interromper o plano nacional de imunização contra a Covid-19.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a postura de aliados do presidente Jair Bolsonaro tensionou as relações diplomáticas entre Brasil e China. Deputado federal e filho do chefe do Planalto, Eduardo Bolsonaro foi um dos responsáveis pelas rusgas. O parlamentar chegou a acusar o governo chinês de praticar espionagem através da tecnologia 5G e responsabilizou o gigante asiático pela disseminação do novo coronavírus.

A postura do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, também contribuiu para os atritos. Na conhecida reunião ministerial de 22 de abril, por exemplo, o chanceler afirmou que pandemia causaria uma “nova globalização” e, sem citar diretamente a China, referiu-se à nação como um país “não democrático” e que “não respeita os direitos humanos“.

Apesar do embate, após o encontro virtual desta quarta, Maia relatou que Wanming assegurou que a demora decorre de problemas técnicos e, não, de um “obstáculo político“.

O atraso no recebimento das substâncias preocupa em razão da limitação do estoque de vacinas em território brasileiro. O país conta somente com 6 milhões de doses da Coronavac distribuídas aos 26 estados e do Distrito Federal e com o lote de 4,8 milhões de doses do imunizante, que consta em pedido de uso emergencial e temporário submetido na segunda-feira à Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa.

Com o uso experimental autorizado pela autarquia no último domingo, o estoque de 2 milhões de doses da vacina de Oxford importadas do Instituto Serum, na Índia, não chegou ao Brasil e o governo federal sequer informa quando terá autorização para buscá-las. 

As demais doses que atenderão os brasileiros e estão previstas no plano de imunização dependem da produção nacional. Em ofício encaminhado ao Ministério Público Federal na terça-feira, 19, a Fiocruz comunicou que, em razão do atraso na entrega de matéria-prima, adiou de fevereiro para março a estimativa de entrega das primeiras doses do imunizante desenvolvido com base na tecnologia da Universidade de Oxford e da AstraZeneca.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
    1. Você deveria convocar o LULALADRÃO para patrocinar essa defesa das compras das vacinas.

  1. Esse Maia tambem não é "gente"... Sabe direitinho como cotucar a "onça" que, descontrolada e raivosa, sai por aí a "rugir" e a ameaçar... Precisa urgentemente ser "capturada"... E aí, Maia?

  2. Porque será que o botafoguense da lista da Odebrecht, não interviu a favor da ciência brasileira, da renovação do parque tecnológico do Brasil, creio que o Brasil teria competência de produzir a nossa vacina, infelizmente, ele e a quadrilha esquerdopata optaram pela ignorância, pois os nossos estudantes não conseguem fazer uma regra de três, é um dos últimos do exame de Pisa, mas a educação tem um orçamento de 1° mundo. Esse é o paradoxo para resolver, chega de politicagem patrimonialista

    1. Olá Paulo, você seria o mesmo Paulo do bypass? Pergunto pois nunca sabemos que é quem. Obrigado

    2. Concluindo. Se você estivesse realmente preocupada com a educação, não seria bolsonarista. O que dizer de um presidente que fala que vacina transforma pessoas em jacaré? Para os desafios futuros, que são tecnológicos, temos que ter um presidente com a mente aberta, que consiga se cercar de pessoas com a mente aberta. Tudo que Bolsonaro não é capaz. A pandemia acelerou transformações. E isso vai ficar cada vez mais rápido. Mentes arcaicas não abstraem o futuro. Essas mentes são passado.

    3. Inês, eu sou um dos brasileiros mais inteligentes. Sei muito mais do que fazer regra de três. A educação sofreu na administração petista e sua reverência marxista. Mas nem de longe os atrasos petistas se comparam aos do bolsonarismo. Começo pelo número de ministros da educação e pela qualidade deles. Não adianta trocar Paulo Freire por Olavo de Carvalho. Estamos na era tecnológica. Singularidade, machine learning, indústria 4.0. A inovação somente avança. Nem talibã, ISIS, consegue deter.

  3. Único interlocutor? Então, não seja incompetente e finalmente aja; pelo menos, escute os apelos constantes de Dimas Covas para interferir junto ao governo chinês

    1. Agora já é tarde. Depois de tanto agredir a China, o Brasil vai pagar caro.

  4. A turma do BolsoNERO está certa: Os ÚNICOS responsáveis pela incompetência nas relações internacionais e nacionais é governo brasileiro. Até quando?

  5. Patética declaração desse desgoverno! Ontem as declarações da Dra Margareth chorando falando sobre o atraso do recebimento da vacina da Índia diz tudo . Ou seja , Fiocruz tem ZERO VACINA ! Só temos vacina do Butatan que não é suficiente nem pra PRIMEIRA etapa ! CONGRESSO NACIONAL cúmplice desse caos imposto ao povo de bem brasileiro ! Impeachment já! #forabolsonero#impeachamentja#foragenocida

    1. VAMOS ELEGER PARA PRESIDÊNCIA O LULALADRÃO E PARA VICE A DILMADEBIL É RESTO DE TODOS OS ESQUERDOPAS NAS ESTATAIS.

  6. Interlocutor oficial incompetente, louco e mentiroso. Portanto, qualquer ajuda importante se torna necessária para ajudar o genocídio deliberado que já matou mais de 210.000 brasileiros. #SOS:ImpeachmentDeBolsonaroUrgente!

  7. Bolsobosta realmente é um BOSTA. Chega tarde sempre ele só tem olhos para as RACHADINHAS. CORRUPÇÃO NÃO EXISTE. BOLSORACHIDE. AGORA A VACHINA É Brasileira? Pessoa que ñ tem respeito por nada. Vem com essa mentira Deus à cima de tds sua língua vai Cair.

  8. Dizem que aqui em Manaus, mal chegou a vacina e médicos dos poderosos já contactavam clientes dos consultórios oferecendo a vacina. Isto sim é BYPASS.

    1. Moro em Manaus e o negócio aqui é feio, assim como outros locais do Brasil também

  9. Nunca comentei nada, mas desta vez não me contive. Melhor não falar nada, o cidadão já lacrou, não consigo, só risada , desculpem, passando mal de tanto rir. Vai ganhar Oscar do stand up. PARABÉNS, demais, aplausos.

    1. Rindo ainda do comentário do indivíduo do bypass,

    1. Seu João, a gente chamaria com prazer, se o indigitado não impedisse. Mas o ciúme é maior que tudo. Só gosta do Pazzuello porque este lhe é subserviente.

    2. Dona Maria chama o MANDETTA para administrar o ministério da saúde.

  10. Desgoverno total. Ninguém comanda, ninguém coordena, ninguém consegue comunicar com credibilidade no Executivo Federal. Esse descompasso está presente e crescendo no meio de uma pandemia altamente contagiosa e letal. A curto prazo, o cenário será cada vez mais comprometedor para a saúde e para a economia. A melhor saída será a renúncia do presidente, botando a culpa em todos que a ele se opõem. Cai fora Jair! Volte para o seu condomínio na Tijuca. Deixe o BR se recuperar em paz.

  11. Eu tenho cursos de Negociação pela FGV, Univ. do Michigan e Harvard. Posso garantir por inferência, que se não houver um "bypass" sobre o governo federal nas tratativas com a China e a Índia, os avanços quanto a termos um fluxo de insumos para as vacinas será prejudicado. Esse "bypass" deve ser feito pelo governo paulista. Não interessa o que Bolsonaro fala. Ele e sua equipe são um bando de moleques. Precisamos de negociadores de verdade. Doria assuma o leme. Apela para o risco que assumiu.

    1. Concordo com vc, Heloísa; contra fatos não há argumentos.

    2. Parabéns, nunca ri tanto, vou acompanhar seus comentários.

    3. Prezada Heloisa, se o DORUA entrar para a marinha, não volta mais. Fica embarcado para sempre.

    4. Paulo, não tenho a sua expertise. Mas concordo que não temos governo e que Dorua já demonstrou que sabe administrar a pandemia. Assuma o leme, Doria.

  12. Esse Maia penso que a China lhe beijaria os pés, como disse outro leitor, não podem entregar o que não tem.Quando a corda aperta no pescoço, cada um cuida do seu primeiro.

  13. Além de mudar o rumo e o condutor da diplomacia, impedir manifestações destemperadas de seus filhos e entregar o ministério da saúde a uma liderança competente e técnica, NÃO SE PODE ESQUECER QUE DORIA E O BUTANTÃ CONTRATARAM A VACINA DA SINOVAC PARA APLICAR NO POVO PAULISTA...

    1. Quando Doria pousou para fotos no desembarque das vacinas se lê nos adesivos VACINA DO BRASIL. Agora mudou.

    2. a vacina é para todos brasileiros. EM nenhum momento Doria falou que era os paulistas. Se nao fosse o Doria nao teriamos nada pois o incompetente presidente nada fez. Alias fez sim...trapalhadas.

    1. Ernesto e Pazuello é prova da incompetência do "Minto" qdo designa pessoas ineptas e medíocres, sem requisitos essênciais como: competência, experiência, isenção e independência no cumprimento de suas funções.

    2. Enquanto esses incompetentes estiverem no poder, nada de vacina.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO