Rosa quer isonomia

25.05.18

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, fez um esforço para votar a favor da manutenção do cumprimento de pena após decisão em segunda instância por entender que a corte não pode mudar de entendimento ao sabor das circunstâncias, mas tem se queixado: ela entende que, assim como foi rigorosa com Lula, a corte precisa agir da mesma forma com caciques de outros partidos.

José Cruz/Agência BrasilA ministra Rosa Weber: ela acha que falta alcançar políticos do PSDB, por exemplo (José Cruz/Agência Brasil)

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Em setembro ficará ainda pior o STF, não haja a menor dúvida. Sai da presidência o peso de papel Carmen Lúcia. Entra o adEvogado de bandido Dias Toffoli.

  2. Ela está certíssima. A nota destoante da corte tem sido o ministro Gilmar Mendes que pretende afirmar sua pseudo convicção de forma individual sem considerar a decisão do colegiado. É lamentável sua conduta para não dizer outra coisa...

    1. Corretíssima, como afirma Ana. Parabéns, Ministra. Entretanto, no querido Brasil, onde as nossas nobrezas jornalística, política, jurídica e intelectual dão maus exemplos, figura até como uma das ilhas de coerência.

  3. Concordamos, Ministra. A crimes iguais, penas e execução das mesmas com isonomia. Por favor lembre ao Ministro Gilmar Mendes para honrar a toga, o cargo, e a Nação, e aplicar esta regra.

  4. Posso dizer que os fatos após julgamento em 2ª instância transitam em julgados, só eventualmente podem ser revertidos. Entretanto não digo o mesmo sob a prescrçoes, caso esperar pela corte máxima .

  5. Inteiramente de acordo com a Ministra Rosa Weber, e impossivel admitir a loucura que cometeu o Ministro Marco Aurélio ao mandar soltar alguem condenado e preso em 2a instancia, no dia de ontem. Ele precisa ser jubilado do STF, junto com o Gilmar Mendes e se possivel colocar no mesmo rol o Lewandovski e o Toffoli.

  6. Certíssima! Aliás, qual é o mecanismo de controle social sobre o STF? Ou não há e qualquer membro pode fazer o que quiser?

  7. Ela está certíssima, é imprescindível ser coerente. Crime é crime não importando, raça, credo, classe social, partido ou seja lá o que for.

  8. Esta regulacao devera ser promulgada e aprovada no Legislativo, seria a solucao, seria lei com jurisprudencia garantida. Outras medidas deveriam ser legisladas para eliminar as protelacoes com recursos chicaneiros que advogados de alta plumagem adotam e cobram fortunas nas defesas seus representados.

  9. Concordo com a posição dela. É fundamental que possamos viver num sistema jurídico no qual as leis sejam cumpridas com total isonomia. O outro lado é o caos... Por quanto tempo uma sociedade pode viver no caos?

  10. Seria normal que esse assunto fosse encerrado como está. Não se pode ficar votando enquanto uma a parte perdedora não conseguir abrir vitória.

  11. Com todas as vênias, está ávida pra acompanhar o Barroso! Mas não quer reverter sua posição no mérito , pra não ser criticada por Gilmar e companhia!

  12. Está certo: o pau que bate em Chico de bater em Francisco Sem Exceção. Corrupto é corrupto, independente de sexo, religião, partido poltitico e time de futebol.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO