Rogério Carvalho acusa Braga Netto de usar emissários para espioná-lo

03.08.21 10:48

O senador Rogério Carvalho (foto), do PT de Sergipe, acusou o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, de enviar militares a endereços ligados a ele para espioná-lo. O parlamentar fez o relato durante sessão da CPI da Covid na manhã desta terça-feira, 3.

O petista afirmou ter sido “surpreendido” quando um amigo lhe contou ter sido procurado por um coronel da reserva da Exército e um oficial da ativa. “Foram ao meu estado para bisbilhotar a minha vida, para saber o que é que podia ter para usar contra mim“, disse.

Rogério Carvalho alegou que os fardados eram “emissários” do ministro. “Quero dizer ao senhor Braga Netto que eu não tenho medo; que eu não abrirei mão das minhas convicções; que eu entrego a minha vida pela causa que defendo; que ninguém vai me intimidar“.

Crusoé questionou o Ministério da Defesa sobre a denúncia, mas não recebeu uma resposta até a última atualização desta matéria.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Isto é muito sério. Aras agora é o Controlador das Investigações da República. Bozo foi atrás do sistema Pegasus de espionagem, e agora um integrante das Forças Armadas vai em busca de informações para atacar um senador eleito democraticamente. A frase não e do Voltaire: posso discordar das convicções políticas de um senador petista, mas se preciso for, defenderei a sua liberdade com a minha própria vida. Pois a liberdade desse senador na nossa democracia, é em última análise, a nossa liberdade.

    1. Q coisa humilhante um general do nosso exército fazendo um papel indigno de espionar e com isso sugar com fezes e vômito a farda

    1. Envergonha Maria. Um cachorro na agitaria o rabo com mais entusiasmos q esse coitado q veste farda

  2. Kkkkkkkkkkkk. Bozo decrépito segue os passos do regime castrochavista. Eu sempre disse que Bozismo era igual ao castrochavismo!

    1. É castrochavismo mas uma versão suburbana q nos humilha a todos um coitado q acha q obedecer é rastejar

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO