Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Lira contradiz Bolsonaro sobre novo valor do Bolsa Família

03.08.21 17:39

O presidente da Câmara, Arthur Lira (foto), contradisse Jair Bolsonaro sobre as negociações relativas ao novo valor do Bolsa Família, que será ampliado diante da reestruturação de programas sociais pelo governo federal no ano pré-eleitoral.

O parlamentar declarou nesta terça-feira, 3, que o parlamento estuda ampliar o repasse médio do benefício de 192 reais para 300 reais, numa alta de cerca de 50%. Mais cedo, porém, Bolsonaro admitiu que as tratativas envolvem um salto “de até 100%, o que acarretaria na elevação do valor médio à cerca de 400 reais.

Lira falou sobre o Bolsa Família logo depois de comentar a proposta de Emenda à Constituição elaborada pelo governo federal que prevê ajuste nas regras de parcelamento dos precatórios, ampliando a possibilidade de parcelamento já prevista na Constituição Federal. A ideia da gestão Bolsonaro, com o projeto, é abrir espaço no Orçamento para a ampliação do programa social. A proposição foi apresentada ao presidente da Câmara e a Rodrigo Pacheco pelo alto escalão da gestão federal na noite desta segunda-feira, 2.

A versão que foi criada é que essa PEC seria votada para que se abrisse valor para se criar o Bolsa Família, ou o programa com outro nome, de 400 reais. Isso em nenhum momento foi falado na reunião. Eu queria reafirmar que não há a possibilidade de se estourar o teto [de gastos] no Brasil a depender da vontade do Legislativo. O Bolsa Família virá por medida provisória própria, dentro do orçamento, dentro do teto de gastos, com valor médio de 300 reais. Isso é o que vem sendo comentado“, disse.

O congressista ainda assegurou não haver “nenhuma possibilidade de calote” aos beneficiários dos precatórios, que são dívidas reconhecidas pela Justiça, mas levantou a impossibilidade de o governo realizar o pagamento de 90 bilhões de reais referentes a esta rubrica sem estourar o teto de gastos.

A ideia da PEC é ajustar esses pagamentos, preservando os alimentícios e até um determinado valor, e fazer o parcelamento do restante dos débitos. É o mesmo critério que foi aprovado e está na Constituição para estados e municípios. Nós temos que levar em conta a média de precatórios que vem sendo paga nos últimos cinco anos. A gente saiu de 13 milhões de reais há cinco anos para 90 bilhões no ano que vem? Isso não é média. Isso praticamente engessa e faz um estrago no orçamento e nas contas públicas do governo“, argumentou.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. O Lira assim como o Pacheco está conivente com as atitudes do GEhNOCIDA pq estão se aproveitando da situação, para eles é lucrativo em todos o sentidos, só não é bom para o povo, mas o povo foi e é educado para não pensar, não discernir o que e certo ou errado, tipo "Povo marcado povo feliz".

  2. O broncossauro tá desorientado como uma barata tonta a ser esmagada pelos próprios pares do centrão-ladrão que, lógico (na lógica deles), priorizam suas próprias patas para as próximas eleições. Qualquer um sabe como se comporta um marginal louco, bêbado e drogado de pavor da cadeia ou do sanatório para si e para suas demais baratas. Não é preciso desenhar o resultado disso, não é mesmo???!!!

    1. E tirar essa barata de circulação, tem vantagem dupla: remove igualmente a barata luladrão!!!!

    2. Que os pares dele, que não por NÓS, porque jamais o fariam por NÓS, façam urgente a coisa certa: tirar o baratão de circulação URGENTEMENTE!!!! Porque senão, além de cúmplices, afundarão juntos nos porões doTitanic.

  3. Se estourar o teto perderemos única coisa que temos hoje confiava do Mercado Financeiro é nossa Inflação sob controle , se estourar aí vai tudo para o brejo , pode dar 500,00 de bolsa família que não vai adiantar nada!!!!

    1. Verdade Humberto, se ele pensa que vai ganhar aqui no Nordeste por conta de mudança de nome e aumento do bolsa família, terá uma grande decepção. Pode aumentar para 500 reais que ainda assim o povão e a classe média não votarão nele e a derrota será certa, pouco adiantando colocar a culpa nas urnas eletrônicas nas quais a maioria da população confia. De tanto falar besteira o povo abusou o cara.

  4. Centrão não dá ponto sem nó!!Lira deu a palavra que não estourava o teto , não vai oerder o apoio do empresariado , que o bozo não tem mais , eles não querem o bozo no PP!!! Infelizmente em governo corrupto e incompetente quem sofre é o pobre!!! Isto foi no PT e agora neste desgoverno!!! Nós na mão do centrão !!! Terceira Via já !!!

    1. Caro Paulo; O centrão através do Lira , já assumiu as rédeas do governo bozo , viram que Guedes e incompetente, bolsa família não passa 400,00 , pois estoura teto de gasto , aí se foi o apoio da Faria Lima , acho que tu tem razão , mas o povo vai começar a pagar por seus erros(bozo) agora!!! Vai passar privatizações, aumento do fundão e parcelamento de precatório !!! Este é o centrão, bozo vai pagar os erros de inflação alta e racionamento de energia e bolsa família baixo valor!!!!

  5. CONVOCO TODOS OS CREDORES DOS PRECATÓRIOS A ANOTAREM OS NOMES DOS PARLAMENTARES QUE VOTARÃO A FAVOR DESSE CALOTE GOVERNAMENTAL E POSTERIORMENTE, NAS ELEIÇÕES, DAREM A RESPOSTA DIGNA.

  6. Artur Lira, uma das cabeças do Cérbero, o cão que guarda a porta do inferno, está preocupado com às contas públicas? Mas ñ era ele que segundo o deputado Miranda, colocou o dedo na cara do general sapo sem pescoço Pazzuelo, querendo pixulé? Tem que aprovar no mínimo o valor de R$ 400,00 para o Bolsa Família. Pessoas estão passando fome. A outra cabeça do Cérbero, Ricardo Barros, estava numa negociata de vacinas. Dinheiro para corrupção tem. Então não pode faltar dinheiro para os pobres comerem.

  7. Cúmulo da ironia é o Brasil 🇧🇷 decente agradecer e tecer loas ao Centrão que, por ter os pés no chão quanto às eleições de 2022, está segurando o maluco no braço e na unha…

  8. Esse pessoal do centrão entende de poder. Não aa toa domina a República desde a monarquia… Os Bonifa’cio de Andrada que o diga. Já estão sentido que Bolsonaro não dá “place”. Não irá para o segundo turno. Para desespero de Lula e da ex-folha.

  9. Na cabeça deste bozodemente, responsabilidade fiscal não existe , nem para os capachos do Guedes e dos outros Ministros!!! Nós brasileiros vamos ter que começar a agradecer ao Centrão de colocar ordem na casa (tomara), pois se deixar estes incopetentes administrarem o Brasil , nós estamos perdidos!!!!!

  10. Agora eu quero ver o vagabundo do Bozobosta, não faz nada , não trabalha , meter a boca no Lira , aí o furo e mais embaixo , ele acha que todo mundo é igual aos filhos cagoes ou os ministros capachos , este vai fazer do jeito dele ,vai sim cagar e andar para o Bozobosta e o capacho Guedes!!! Se comprometeu com os empresários que não vai furar o teto !!! Bozo achou que ia mandar no Centrão!!! Kkkkk

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO