Reprodução

Governo oficializa intenção de compra de vacinas da Pfizer e da Janssen

03.03.21 20:43

O governo federal oficializou na noite desta quarta-feira, 3, a intenção de compra de 138 milhões de doses das vacinas contra a Covid-19 produzidas pelas farmacêuticas Pfizer e Janssen, com dispensa de licitação. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União.

De acordo com o documento, o Ministério da Saúde pretende adquirir 100 milhões de doses do imunizante da Pfizer, o único com registro definitivo concedido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, no país. O texto estabelece que a entrega das doses ocorrerá até dezembro de 2021.

No caso da Janssen, braço da Johnson & Johnson, a pasta negocia a compra de 38 milhões de doses da vacina, as quais também devem ser remetidas ao Brasil até dezembro. Esse imunizante, porém, ainda não obteve da Anvisa o registro ou autorização para o uso emergencial e temporário.

A publicação não detalha o exato cronograma de entregas. Em nota, no entanto, o ministério afirmou que a “expectativa é de que as vacinas da Pfizer e BioNTech cheguem ao Brasil a partir do segundo trimestre de 2021“.

O ato ocorre um dia após o Congresso avalizar projeto de lei que permite que a União, os estados, o Distrito Federal e os municípios assumam a responsabilidade por eventuais efeitos adversos de vacinas avalizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, como exigiam os laboratórios. O texto aguarda a sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Maria Lhe aconselho a esperar 20 anos para tomar qualquer das vacinas contra Covid . Até lá todas estarão bem testadas . Enquanto isto não use máscara porque seu cientista psicopata Bolsonaro desaconselha .

  2. Existe alguma publicação do ministério da Saúde que especifique data específica de algum evento? É tudo muito inconsistente, muito assim, quem sabe assado e assim vamos caminhando rumo ao precipício.

  3. Depois de um ano de Sindemia, brasileiro ainda nem sabe que o termo existe, não sabe diferenciar conhecimento de ciência e não percebeu que vacina deveria ser questão científica e não de fé na ciência e nos políticos. Não percebeu que não existe um único estudo CIENTÍFICO ( no mundo)de efeitos adversos a longo prazo da vacina do COVID 19. Ainda compara vacinação contra pólio com a vacinação contra Covid19 e acha que Brasil, EUA, Japão e África é tudo a mesma coisa. E viva a Ciência da Urgência!

  4. 1.1 - Bolsonaro e o general Pazzuelo, agora estão encurralados pelos fatos. Porém, infelizmente para o Brasil, os erros passados na tomada de decisões, não serão corrigidos com o acertos de agora. Estamos noutro "time" da pandemia. Bolsonaro pelo seu negacionismo, comprometeu a nossa economia, pelo menos no primeiro semestre desse ano. Todos os líderes, como o João Doria, sabiam que a melhor solução era às vacinas. Porém, como Doria é governador, seu poder de fogo é menor.

    1. certíssimo paulo, agora ja perdemos o bonde se tivéssemos comprado todas as vacinas lá atrás hoje não estariamos com 2mil mortes por dia ,hospitais em colapso e economia em frangalhos, se o nosso pais fosse de primeiro mundo esse genocida psicopata ja estaria preso

    2. Coxinhas, mortadelas e bovinos. Vão todos a merda! Mas de todos, os bovinos são os piores, pois são adoradores da morte.

    3. Caro Antônio, tem quem aqui se prostitui para fazer propaganda política, esse cidadão tem vários pseudônimos com esta finalidade, em tempos de pandemia deixe o coitado trabalhar, só ignore as bobagens que escreve.

    4. Pessoal do psdb aqui não é lugar de propaganda política

    5. 1.2 - Bolsonaro insistiu no falso dilema de querer salvar a economia, às custas de ceifar vidas. Mas como disse Churchill: "entre a desonra e a guerra, escolheste a desonra e terás guerra". Bolsonaro chega ao dia de hoje, com mais de 269 mil mortos, um país endividado, sem vacinas, sem luz no fim do túnel. A esperança dos brasileiros hoje, está na atuação do Doria, demais governadores, prefeitos e a iniciativa privada.

  5. Depois de um ano de pandemia, apenas pioramos no trato com a doença. Tudo causado por um presidente genocida e psicopata que se comportou como um delinquente pervertido. Se não fosse a ambição do Dória, certamente não teríamos vacina até agora. Como o povo brasileiro foi capaz de eleger novamente mais um bandido para presidente? Expliquem?

  6. Agora correm atrás da vacina. Não entenderam que era a vacina que ia salvar a economia e não o negacionismo burro da família Bolsonaro.

    1. Negacionismo da família do Presidente, dos ministros, de alguns governadores, prefeitos, empresários, senadores, deputados, vereadores e do gado. Por falar em gado, eu me lembro da propaganda de muitos anos atrás do produto IVOMEC, vermifugo pra gado. Na época nem sabia que era ivermectina. Agora faz sentido o gado do Negacionismo tomar remédio pra gado. Que país é esse???

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO