Reprodução

Evo se reúne com chefe do partido de Pedro Castillo e fala em agenda comum

27.07.21 18:06

A grande dúvida sobre Pedro Castillo, que tomará posse como presidente do Peru nesta quarta, 28, é qual será a influência de Vladimir Cerrón, o líder do partido Peru Livre, em seu governo.

Cerrón (na foto, à direita) morou dez anos em Cuba e escreveu o programa de governo de Castillo. Entre as promessas está o controle da imprensa, o fim dos planos de previdência privada, a nacionalização dos recursos naturais e a revisão dos contratos com empresas estrangeiras.

O programa afirma que o Peru deve se inspirar na Bolívia de Evo Morales e no Equador de Rafael Correa.

Nesta segunda, 26, Evo Morales (à esquerda, na foto) jantou com Cerrón em Lima. O boliviano publicou imagens do encontro nesta terça nas redes sociais.

Horas antes da posse do novo presidente do Peru, o irmão Pedro Castillo, coordenamos uma agenda de integração programática com Vladimir Cerrón, secretário-geral do Peru Livre“, escreveu Evo Morales em sua publicação.

O boliviano também visitou produtores de coca peruanos. A folha de coca é a matéria-prima do crack e da cocaína. “Concordamos em trabalhar pela unidade. A América Latina não é o quintal dos Estados Unidos“, disse Evo.

Na opinião do cientista político peruano Carlos Meléndez, da Universidade Diego Portales do Chile, Cerrón terá bastante poder.

Cerrón terá muita influência no governo de Castillo porque postos-chave do novo governo serão ocupados por membros do partido Peru Livre e por integrantes de grupos sindicais apoiados por Cerrón“, diz Meléndez.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Vocês estão empurrando o Brasil pra essa derrocada ! Irados com Bolsonaro não percebem que há coisa muuuuuiiito pior ! Ou pensam que existe uma fila de candidatos probos pra nós governar ? Procurem com uma lanterna num dia de sol !

  2. O governo Castillo será um belíssimo fracasso para o Peru. Ninguém merece, nem mesmo os peruanos que elegeram Castillo.

  3. O Brasil não pode cair numa armadilha novamente. O ex-presidiário sistematizou o maior esquema de corrupção do Brasil, nos forçando a votar no que se tornaria um genocida. Agora não podemos procurar fugir do genocida, elegendo o ex-presidiário. O ex-presidiário já se vê comendo à mesa com seus antigos companheiros, traçando seus estratagemas, onde o povo é apenas bucha de canhão. O ex-presidiário é o mesmo corrupto de sempre. A pergunta é: O Brasil ainda aceita isso?

  4. O cerco vermelho só aumenta, a Argentina já aceitou uma base chinesa e uma central nuclear russa na patagônia e futuramente deverá perder cerca de 30% de seu território riquíssimo em água e petróleo. Enquanto isso o trabalhador passa fome e pior, não tem onde comprar alimentos, a fome se alastra e não tem como fugir. Bolsonaro 2022, a última trincheira.

    1. Trincheira contra ignorantes como Zezinho diarreia que vão ter que reverenciar o MITO a partir de 2022…….

    2. A última trincheira de que Nyco Penyco? Do nazismo? Do fascismo? Se for isso vc tem rasgão!

  5. Coitados dos peruanos. Diferente da Bolívia e Equador, eles não possuem commodities para sustentar as loucuras dos extremistas. No Brasil, o Lula enganava. Dizia-se de esquerda, mas quem mais se beneficiava do governo eram os mesmos de sempre: os grandes empresários cleptocapitalistas!

  6. Olha a URSAL DE NOVO, TOMANDO FORMA DE NOVO! Votem no LULA e aí teremos a catástrofe perfeita na América Latina e no BRASIL. ESCREVAM: a ditadura de partido só se da bem quem for escravo ou líder de “coletivo”. É isso que se quer? Então vote sem pensar. Se você tiver um único neurônio, lamento.

    1. É assombrosa a ignorância e imbecilidade desses povos de língua espanhola da América do Sul e Central, salvo poucas excessões. Nunca conseguem o mínimo de razoalidade em suas escolhas, sempre optando por caudilhos e os piores tipos de governo.PQP.

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO