Marcos Corrêa/PR

Discurso de Bolsonaro agrada EUA, mas ‘credibilidade depende de planos sólidos’

22.04.21 14:48

O discurso de Jair Bolsonaro na Cúpula de Líderes sobre o Clima foi bem recebido pelo governo de Joe Biden na manhã desta quinta-feira, 22. O chefe do Planalto foi considerado “positivo e construtivo em seus comentários na Cúpula”, segundo fontes do Departamento de Estado americano, ouvidas sob reserva por Crusoé.

“Alcançar a neutralidade de carbono até 2050, dez anos antes do compromisso feito anteriormente, e sem pré-condições, é significativo. Assim como seu compromisso de dobrar os fundos disponíveis para a fiscalização [na Amazônia], um passo crucial para eliminar o desmatamento ilegal até 2030”, diz um porta-voz da diplomacia norte-americana, que pediu a reserva do nome.

No entanto, há um certo ceticismo quanto à concretização dos objetivos traçados na Cúpula do Clima. “Muitos detalhes ainda precisam ser resolvidos, e é justo perguntar a todos os países – Estados Unidos, Brasil e outros – como vamos alcançar nossos ambiciosos objetivos”, diz. “Nossa credibilidade estará em planos sólidos, na execução do trabalho e em um foco implacável nos resultados”, acrescenta.

“Alguns dos comentários que o presidente Jair Bolsonaro fez hoje me surpreenderam. É muito bom [o que foi anunciado]. Funcionará, se você tomar aquelas medidas. A questão é o que eles vão fazer e quais são os próximos passos na aplicação das medidas”, disse o secretário especial de Joe Biden para questões climáticas, John Kerry, durante coletiva de imprensa.

Para alcançar as metas, Jair Bolsonaro pediu aos líderes de países desenvolvidos “justa remuneração pelos serviços ambientais” brasileiros, referindo-se às atividades de conservação da Amazônia. Sobre isso, “os americanos estão comprometidos com a parceria com os brasileiros nesse esforço” por mais recursos, segundo fontes no Departamento de Estado.

“Estamos satisfeitos que o presidente Bolsonaro tenha reconhecido o importante papel do setor privado em nos ajudar a encontrar soluções”, diz um porta-voz americano ouvido por Crusoé. Os americanos querem que o capital privado internacional faça investimentos no combate às mudanças climáticas, o que inclui a luta contra o desmatamento ilegal.

Outro ponto que agradou Washington foi a menção de Bolsonaro à necessidade de envolvimento de povos indígenas e comunidades tradicionais na proteção de florestas e da biodiversidade. A Casa Branca, inclusive, convidou a líder indígena Sinéia Wapichana – representante do Conselho Indígena de Roraima – para um dos painéis da Cúpula do Clima.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
    1. Se fosse bozolulistas na rua, tais como o Joãozinho e o Lourival, eles venderiam as roupas e ficariam nus para dar as migalhas que eles conseguiram para o dono deles! Bozolulistas são xerimbabos de políticos corruptos!

  1. Os EUA estão tratando esses néscios desgovernantes predadores como meros bobinhos padrão cucaracha, que é exatamente o que eles são. Uma bobeira e os EUA do Biden pisam neles!!! Bem feito!!! Esses néscios passarão, NÓS.... PASSARINHOS!!!!....

  2. Ambientalista só vê Amazônia enqto Recife, Rio, Fortaleza, Salvador jogam esgoto não tratado no mar e nenhuma ONG dá dinheiro para tratar esgotos, nem de Manaus nem de outras cidades. Rio poluído não tem problema? Mar tb não? Só querem ver os peixinhos e as matas. E tem gente que ainda responde essa gente.

  3. Kkkkkkkkkkkkkk. O discurso do Bozo foi abaixo da crítica. O Biden fez o Bozo baixar a bola e apresentar algum compromisso. Foi isso o que ele fez. Como o genocida não tem credibilidade alguma, nem com os seus eleitores e muito menos com o mundo, o Biden tratará o Bozo como um xerimbabo. Ele dirá ao Bozo, faz isso! Se o Bozo não fizer não ganha a banana. De banana em banana, o Biden amestrará o genocida até o Brasil resolver dar um basta em tanta incompetência. Simples assim! Zurrem Bozistas!

    1. Discurso bom foi do Presidente do Mexico. Não houve um.

    2. Esse Jose é um mal educado, ignorante pelo que escreve. Não respeita a opinião alheia e ofende a todos. A Crusoé deveria vetar comentários desse tipo. O cara não poderia viver em sociedade. É um câncer, cheio de ódio a todos. Imagino como é na casa dele, ou onde for q ele viva, talvez nem seja casa, sei lá.

  4. André, vc deu um sonoro pontapé nos traseiros dos seus colegas da Crusoé, que antes de vc, postaram exatamente o contrário.

    1. Diversas, centenas de ONGs que atuam na Amazônia, inclusive e especialmente estrangeiras, têm donos e são sumidouros de dinheiro do público. Ações eficazes, só de mentirinha e prestações de contas, idem.

    2. Roberto,está achando que vão dar dinheiro para o Bolsonaro? Se vier algum será para compra de crédito de carbono,será para o país,não é esmola nem agrado,hoje crédito de carbono e uma commodity.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO