Divulgação/TJ-BA

Delação de desembargadora da Bahia abre novas frentes da Operação Faroeste

17.10.21 08:02

O acordo de delação premiada fechado pela desembargadora Sandra Inês Rusciolelli (foto) e por seu filho, o advogado Vasco Rusciolelli, deve abrir 30 novas frentes de investigação e abastecer quatro inquéritos e duas ações penais da Operação Faroeste, deflagrada pela Procuradoria-Geral da República em 2019 contra um esquema de venda de sentenças no Tribunal de Justiça da Bahia.

A dupla narrou em 39 anexos uma série de pagamentos ilícitos vinculados a decisões de magistrados do TJ baiano, a maioria envolvendo disputas por terras no oeste do estado. O acordo, que foi homologado em junho pelo ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça, implica 68 pessoas, entre desembargadores, juízes e parentes, advogados, empresários e políticos.

Entre os magistrados acusados de receber propina em troca de decisões judiciais estão outras três desembargadoras que também foram presas pela Faroeste no ano passado. Uma delas é Ilona Reis, que redigiu uma carta de dentro da prisão acusando um advogado amigo do procurador-geral da República, Augusto Aras, de extorqui-la para que ela não fosse presa, como mostrou Crusoé em junho. O advogado nega.

Os delatores também envolveram em um dos anexos o senador Ângelo Coronel, do PSD da Bahia, que teria coagido produtores rurais em troca de favorecimento pessoal quando era deputado estadual e teria “recebido uma aeronave como pagamento pela sua atuação”. O senador nega. Outro acusado é o ex-secretário de Segurança da Bahia Maurício Barbosa, afastado do cargo a pedido da Faroeste, por supostamente proteger os magistrados envolvidos no esquema de vendas de sentenças. Barbosa também nega as acusações.

A delação de Sandra Inês e de seu filho ainda está sob sigilo, mas os anexos com as acusações vazaram depois que o ministro Og Fernandes deu acesso à íntegra do processo a advogados de vários dos suspeitos, no início da última semana. O acordo prevê pena de 20 anos de prisão para a desembargadora, sendo três em regime fechado, e pagamento de 4 milhões de reais em multa — atualmente, ela e o filho estão presos em regime domiciliar em Salvador.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. E... No tabuleiro da baiana temmmmm: vatapá-desembargadores, oi; caruru-juízes e parentes, oi; mungunzá-advogados, tem umbu-empresários, pra ioiô... E se eu pedir você me dá ex-secretário estadual, oi; atual senador, oh! São mais de 68 guloseimas pra iaiá.... Oh, Bahia! Bahia cidade de "São Salvadó"!

  2. Vai ficar presa três anos e depois vai usufruir de todo o dinheiro que já "ganhou". Infelizmente o crime no Brasil compensa mesmo.

  3. Se o stf soltou lula, certamente soltará essas desembargadoras baianas injustiçadas. O stf não pode ter dois pesos e duas medidas_embora a maioria das excelências tenha sido escolhida nos governos petistas. Claro, eles são fiéis, é normal. Mas estamos no brasil...DESEMBARGADORAS LIVRES🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷

  4. justiça será feita. Gilmar Mendes soltará esse povo. Que absurdo...prender desembargadoras só por causa da venda de sentenças. Se as sentenças fossem dadas depois de processadas, aí sim, seria anormal. Mas foram vendidas em transações comerciais legítimas entre as partes. Onde nós estamos???? Gilmar Mendes já para moralizar isto. DESEMBARGADORAS LIVRES.🙏🏻

    1. Dra. Sandra, presa em casa, e com tornozeleira. Quanto sofrimento. Ganhando o salário integral, mas sem poder ir ao Iguatemi fazer compras, sem poder usar um "tailleur chanel" pela vergonha de estar com aquele troço agarrado na canela.

    2. Outra coisa. Os desembargadores ganham bem, sim, mas não o suficiente. Por que essa maldade em privá-los de comprar lanchas, SUVs importadas, de ter seus próprios aras (eu me lembrei de alguém com esse nome🙄), apartamentos em Miami e NY? Era só o que faltava, prender uma desembargadora fotogênica e bem vestida como a Dra. Sandra! Pura inveja. Mas Gilmar Mendes fará prevalecer a Justiça neste país de invejosos.🙏🏻

  5. Num pais cujas leis são frouxas é que dá margem pra pilantras como estes agirem com tanta desenvoltura, tivesse aqui prisão perpétua a coisa seria diferente. No caso destes bandidos de toga serãos agraciados gracas ao corporativismo com aposentadoria compulsória com misero salário de mais de 30 mil. Viva o Brasil, cada vez pior.....aqui o crime compensa...

  6. Juízes e desembargadores são muito bem pagos, podendo ter um padrão de vida alto. Mas alguns querem viver como milionários. O que intriga, é se querem viver como milionários, por que escolheram ser juízes? Advogados como o famigerado Kakay são milionários. Obviamente eu sei a resposta. ELES VENDEM A JUSTIÇA PARA QUEM PAGAR MAIS. E em vez da justiça ser severa com esses desvios, ela age muitas vezes com corporativismo, sobretudo com quem está disposto a dividir o butim. Moro Presidente 🇧🇷

  7. Esses ladrões não deveriam se preocupar, acho até que nem delação deveriam fazer. É só esperar um pouquinho, que na hora certa o Gilmar Mendes resolverá tudo, impugnando provas, tornando juízes suspeitos e dizendo que só está garantindo o estado de direito e o devido processo legal. Em resumo: isso não dará em nada.

    1. A Bahia não é um puteiro, é um estado maravilhoso de pessoas maravilhosas, porém com várias exceções como o caso citado na reportagem, que abominamos é exigimos xadrez para todos.

    1. CONCORDO PLENAMENTE COM O MEU XARÁ QUE SE ASSINA JOSÉ. PRISÃO DOMICILIAR P ESSA GENTE QUE COMETEU CRIMES DE LESA PÁTRIA? É BRINCADEIRA!!! JOSÉ ROBERTO.

  8. Se estas coisas já estão acontecendo na turma debaixo do judiciário fico imaginando o que acontece no STF, onde ninguém tem poder para investigar, pois o senado que tem este poder já está comprometido com o mal feito.

    1. já deu .. e o povo ignorante se fodeu.

  9. Aí, se provarem sua culpas, serão aposentados compulsoriamente e viverão felizes para sempre gastando o dinheiro suado dos brasileiros! Eita Brasil! Para os advogados o mel e para o povo o fel!

    1. Comprovada a culpa não há demissão no judiciário; Ao contrário, os culpados são compulsoriamente aposentados e irão receber proventos pagos pelo governo até sua morte! Isto quer dizer que estamos trabalhando pra sustentar criminosos!

  10. Só espero que a banda podre do STF não jogue essa operação mais uma vez para debaixo do tapete como fez com as outras operações principalmente como fez com a Lava Jato.

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO