Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Após embate entre Lira e líder do DEM, Câmara vai votar projeto para setor de eventos

03.03.21 13:16

Após um embate entre o líder do DEM na Câmara, Efraim Filho, e o presidente da casa, Arthur Lira, na noite de terça-feira, a Câmara dos Deputados vai retomar a votação do projeto que cria o Programa Emergencial do Setor de Eventos. A deliberação foi suspensa por Lira, após questionamentos de Efraim por conta da rejeição de uma emenda.

Os deputados aprovaram o texto-base da proposta, mas a sessão acabou suspensa antes do fim da votação. A criação do programa emergencial é uma proposta de autoria do deputado Felipe Carreras, do PSB, e mais sete parlamentares.

A iniciativa prevê o parcelamento de dívidas de empresas do setor de eventos relativas a tributos federais e a suspensão da cobrança de alguns impostos por 60 meses. O segmento é um dos mais atingidos pela crise da Covid-19.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
    1. Se trata de um grande numero de pequenos empreendimentos , como salões de festas infantis , aniversários e pequenas comemorações. São micro empresários fechados a quase um ano.

    2. Não está perdendo grande coisa Josias. A publicação já foi bem melhor do que está atualmente

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO