Reprodução

A história da menor de idade cubana que foi colocada em prisão domiciliar após os protestos

20.10.21 12:35

A organização de direitos humanos Human Rights Watch, HRW, levantou informações sobre 130 pessoas que foram presas pela ditadura cubana após os protestos do dia 11 de julho. Segundo o site Cuba Missing, 1.120 foram detidas desde então e 563 continuam presas.

Entre os casos analisados pela HRW há alguns menores de idade, como Gabriela, uma estudante de 17 anos (foto).

Ela foi presa no dia 11 de julho em San Miguel de Padrón, na província de Havana, quando caminhava ao lado de uma manifestação. Várias agentes mulheres do grupo especial boinas negras a pegaram pelo braço, colocaram algemas e a subiram em uma viatura.

Gabriela então perguntou por que estava sendo presa. “É isso o que acontece quando você faz protesto e é contrarrevolucionária“, disse uma das agentes.

Na delegacia, a jovem foi colocada em uma cela escura e com pouca ventilação com 16 mulheres adultas. Ela dormiu em uma cama de cimento e não recebeu comida. No dia seguinte, foi levada para a prisão de Cien y Aldabó.

Gabriela disse que não tinha completado 18 anos e pediu para ligar para sua mãe, mas o pedido foi negado. “Duas policiais forçaram-na a fazer cinco agachamentos nua, tossir e apertar o estômago. Uma ordenou que ela inspecionasse a própria vagina com o dedo“, relata a HRW.

Depois, a estudante foi colocada em outra cela com quatro presas adultas. Ela pediu novamente para ligar para a mãe, mas o pedido foi rejeitado. Você agora é uma adulta“, disse uma das agentes.

Durante a noite, várias vezes agentes a acordaram para interrogá-la. Eles perguntaram por que Gabriela estava protestando e quem a estava financiando. Algumas noites, os oficiais tocavam música alta para impedir que ela dormisse.

Os policiais mostraram fotos para a estudante e pediram que ela identificasse os líderes da manifestação. Um deles ameaçou levá-la com dois homens para a área conhecida como “pabellón”, onde os presos recebem visitas íntimas.

A mãe de Gabriela conseguiu localizar o nome da filha em uma lista de presos no dia 13 de julho. Ela então pôde dar artigos de higiene e um cartão telefônico, mas não foi autorizada a ver a filha.

No dia 22 de julho, onze dias depois da prisão, Gabriela foi a julgamento. O advogado conversou com a estudante minutos antes da audiência. Apesar de o promotor não ter apresentado evidências contra Gabriela, ela foi condenada a oito meses de prisão. A família apelou, alegando que ela é menor de idade. Com isso, Gabriela agora está em prisão domiciliar. A família não pôde obter cópia da sentença, segundo a HRW.

Os cubanos que querem uma mudança democrática na ilha estão organizando um protesto para o próximo dia 15 de novembro.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Nossa Gente Do Mundo !! Que quê está acontecendo? Será que Deus precisa voltar ao Planeta Terra ? Quantas mudanças para o Bem Estar dos Seres Humanos ! A Roda , Computadores , Medicamentos , Alimentos, TV , WhatsApp….. vamos sossegar esses “ Diabos de quê tudo pode “ ! Mataram a moça da tela !

  2. Parte significativa da esquerda brasileira, como o ex-presidiário Lula e seus postes, Dilma e Haddad, não reconhecem o regime cubano como uma ditadura. Boulos se limita a dizer que a "democracia" de Cuba, não é um exemplo para o Brasil. POR ISSO TEMOS QUE LUTAR, PARA QUE O LULA NÃO VOLTE AO PODER. Os antipetistas como eu, ajudaram a eleger o Bolsonaro. O sociopata, pelos inúmeros erros que o seu governo cometeu, perde para o Lula no 2° turno. ESTÁ NA HORA DE BOLSONARISTA SER PRAGMÁTICO. Mor🇧🇷

  3. Culpa do Bozo, genocida, transfóbico, etc, etc.........Mas todos se esquecem que o adorado pelos tidos cultos artistas e intelectuais que durante visita de Lula a Cuba, faleceu o preso político Orlando Zapara Tamayo que vazia greve de fome, Luladrão não disse uma palavra sobre as violações do DH em Cuba e em posterior entrevista defendeu o regime castrense de Cuba e comparou o preso político, como preso comum no Brasil.........é este lixo que qerem q volte a Presidencia..#tamutudofu

    1. Pronto, falei também. u Um dos políticos que trabalham diuturnamente para a volta do ex-presidiário Lula, é o Bolsonaro. Um cidadão decente não se presta a comparar às aberrações lulistas, com às atrocidades bolsonaristas. Eu prefiro me espelhar num governo ideal, menos corrupto e que enfrente às ineficiências do estado. Um governo capitaneado pelo ex-juiz Sergio Moro, será capaz disso. E Moro é o único que pode vencer o Lula no 2° turno. Não quer a volta do Lula. Lute pela chegada do Mor🇧🇷.

  4. A ausência de democracia é sempre sustentada por um regime de terror que tem seu sustentáculo no medo que tiranos impõem pela força intimidatória e repressiva de seus soldados e agentes. As ditaduras de direita que vicejaram na AL, (Brasil, Argentina, Chile, Uruguai) tiveram vida longa, entretanto bem menor do que a longeva ditadura de Cuba, que parece ainda sem data para terminar. O que é lamentável e inaceitável. O castrismo deveria ter sido enterrado com seu criador.

    1. Prezado Paulo, concordo contigo. Nem deveria ter existido

    2. Caro Ferreira , discordo, não dever ser enterrado com Fidel, nunca deveria ter existido. É um escárnio para humanidade a existência do regime cubano.

  5. Eu sempre disse que boa parte de nossa esquerda é Fake e mentirosa e que, na verdade não são aquilo que deveria ser uma esquerda. Tá aí a prova. Quantos deles estão ao lado da população Cubana e condenando esse regime ditatorial, perverso, corrupto, incompetente e burro? Vale também pra Venezuela.

    1. Brasileiros que defendem o regime de Cuba e Venezuela vivem num mundo paralelo. E eu creio que esse mundo existe, porque não tem explicação.

    2. Nenhuma voz da esquerda se manifestará em favor do povo cubano. Nenhum grupo da ala feminista espalhafatosa, mostrará o menor interesse pela situação dessa jovem ou de qualquer vítima feminina. Nenhum artista descolado será solidário. E hipocrisia mesmo!

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO