FarsBeirute: mais de 5 mil pessoas ficaram feridas e lojas que estavam a 30 quarteirões de distância tiveram as vitrines estilhaçadas

Em busca de um culpado

Após a explosão que destruiu boa parte de Beirute, no Líbano, é preciso descobrir quem era o responsável pela carga de nitrato de amônio guardada no porto e que uso pretendia dar a ela. O grupo terrorista Hezbollah é um dos suspeitos
07.08.20
Mais notícias
Assine
TOPO