Adriano Machado/Crusoé

Combatentes mambembes

O governo dá novos passos rumo ao completo descrédito no combate à Covid-19, ao tentar mudar o método de contagem das vítimas da doença
12.06.20

“Conhece teu inimigo e conhece-te a ti mesmo; se tiveres cem combates a travar, cem vezes serás vitorioso.” O preceito do tratado militar “A arte da guerra”, escrito há 2,5 mil anos pelo chinês Sun Tzu, é uma analogia frequentemente evocada por epidemiologistas. Para vencer uma pandemia, os especialistas precisam, antes de tudo, conhecer o adversário. Além de desvendar os mecanismos biológicos do inimigo, é necessário ter dados. Uma abundância deles. Conhecer a fundo a letalidade e a transmissibilidade de uma doença, além do perfil das vítimas, é fundamental para superá-la. Manter os cidadãos bem informados para prevenir a disseminação de um vírus é outro mandamento das ciências médicas. Determinado a minimizar a gravidade do coronavírus para acelerar a retomada econômica, o ex-capitão Jair Bolsonaro ignorou os princípios básicos de Sun Tzu.

Em uma jogada combinada com o ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, o chefe do Planalto decidiu esconder da população dados estratégicos para o combate ao coronavírus, como o número real de mortos e infectados. As informações cruciais para administrar a crise já estavam contaminadas pela imprecisão, uma vez que epidemiologistas estimavam que mortes por Covid-19 seriam pelo menos o dobro do anunciado oficialmente. Mas, em vez de combater o verdadeiro inimigo, um vírus letal e ainda pouco conhecido, militares acomodados no front da pior emergência sanitária do país em décadas aceitaram a missão de ocultar suas vítimas.

Além de gerar uma nova crise política, a decisão teve efeitos nefastos sobre a credibilidade da investigação epidemiológica produzida pelo governo, que constatou depois que a estratégia não funcionaria – os dados continuariam disponíveis nas secretarias estaduais, e quem quisesse chegar aos números gerais do país só precisaria fazer uma simples conta de somar. Apesar de recuos do Planalto, a atitude deixou como consequência incontornável o descrédito dos dados públicos produzidos pelo estado.

Por trás da guinada metodológica na publicação de balanços, esteve a determinação do presidente Jair Bolsonaro para que o número de mortes por Covid-19 ficasse abaixo de mil por dia. A ordem foi dada a Pazuello, que repassou então a tarefa à equipe. Sem poderes sobrenaturais para interferir no curso da epidemia, restou ao Planalto conter a escalada de mortes com a distorção dos dados.

Van Campos /Fotoarena/FolhapressVan Campos /Fotoarena/FolhapressMaquiagem inócua: o mundo estarrecido com o avanço da pandemia no Brasil
A tática de minorar a crise maquiando os números – algo equivalente a forçar o fim da epidemia por decreto – começou a ser colocada em prática há duas semanas, quando o Ministério da Saúde, de maneira deliberada, passou a atrasar a divulgação diária das estatísticas. A pasta deu sucessivas justificativas para a publicação de dados após as 22 horas, mas coube ao presidente Jair Bolsonaro escancarar a estratégia. “Acabou matéria no Jornal Nacional”, afirmou na última sexta-feira, 5. No mesmo dia, foi explicitada a segunda parte do plano: para se encaixar no limite desejado pelo presidente, de menos de mil mortes diárias, a solução foi separar óbitos ocorridos nas últimas 24 horas das que haviam ocorrido antes, mas só haviam sido contabilizadas naquele mesmo dia.

Outro pretexto delirante: governadores e prefeitos estariam a inflar estatísticas reunidas no banco de informações federal. À noite, o portal do Ministério da Saúde com as estatísticas saiu temporariamente do ar. Pior: sumiram as vias de acesso à base de dados detalhados. A trapalhada ficou exposta no domingo, 7, quando a pasta divulgou números conflitantes. Em um balanço inicial, o Ministério da Saúde informou 1.382 novas mortes por Covid-19. Pouco depois, anunciou uma correção de supostas “duplicações” e o número caiu para 525 óbitos nas 24 horas anteriores. A escandalosa estratégia de sumir com 857 cadáveres, no entanto, não deu certo. No noticiário internacional, ganharam mais luz as cifras que colocavam o Brasil como o segundo país com maior número de infectados e o terceiro em óbitos. O bilionário empresário Carlos Wizard, cujo nome estava encaminhado para a Secretaria de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde e havia anunciado a “recontagem dos mortos” por considerá-la “fantasiosa”, saiu de cena mais depressa do que entrou, refugando o posto depois que pipocaram nas redes sociais propostas de boicote às suas empresas.

A maquiagem ostensiva gerou reações no Congresso, no Tribunal de Contas da União e na Justiça. Os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, prometeram providências. A Comissão Mista formada para acompanhar as medidas de combate à Covid-19, por exemplo, decidiu que só vai trabalhar a partir de agora com dados estatísticos fornecidos pelos estados. “Ao alterar os números, o Ministério da Saúde tapa o sol com a peneira. É urgente resgatar a credibilidade das estatísticas. Um ministério que tortura números cria um mundo paralelo para não enfrentar a realidade dos fatos”, argumentou o presidente da Câmara. O ministro Gilmar Mendes, do STF, chegou a afirmar, numa rede social, que a “manipulação de dados é manobra de regimes totalitários” e que “o truque não vai isentar a responsabilidade pelo eventual genocídio”. A partir de uma ação ajuizada pela Rede, pelo PSOL e pelo PCdoB, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo, determinou a retomada da publicação dos dados completos do coronavírus – e tudo voltou a ser como era antes.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéPara Gilmar Mendes, “manipular dados é manobra de regimes totalitários”
A mudança na forma de apresentar as informações públicas só foi possível graças ao apoio do ministro Eduardo Pazuello. Com a extensa militarização de cargos da cúpula do Ministério da Saúde, coronéis, tenentes, majores e capitães, fiéis à hierarquia das Forças Armadas, executam as propostas do Planalto sem contestações. A qualificada equipe técnica da pasta, concursada e com décadas de experiência, acabou escanteada. Resta-lhes assistir aos desmandos de maneira impassível. “Desde a Constituição de 1988, saúde e democracia são temas centrais do SUS. A militarização do Ministério da Saúde agora se manifesta com essas práticas antidemocráticas e com falta de transparência”, lamentou João Paulo Dias de Souza, integrante do comitê da Organização Mundial da Saúde sobre a Covid-19.

O afinco com que um governo atua para minimizar a pandemia e ocultar os números reais não era visto no Brasil havia pelo menos cinco décadas. Os precedentes são infelizes. No início dos anos 1970, período mais violento da ditadura, os militares reagiram a uma ameaçadora epidemia de meningite com censura. Proibiram os jornais de veicularem notícias sobre o surto da doença e vetaram ações de vigilância sanitária que protegessem a população.

Pesquisador do Observatório História e Saúde da Fundação Oswaldo Cruz, o historiador Carlos Fidelis da Ponte vê semelhanças entre a estratégia adotada agora e o controle da informação da ditadura. “Em 1971, apareceram focos de meningite em Santo Amaro, na zona sul de São Paulo, e, de lá, ela se espalhou pelo país e virou uma grande epidemia. Naquela época, o país estava no auge da fase ufanista. Eram tempos do ‘Brasil, ame-o ou deixe-o’ e os militares não queriam ver a imagem da nação fragilizada e associada a uma doença que surgiu no seio da miséria”, lembra o pesquisador. A reação teve um roteiro semelhante nos dois casos, começando pela fase da negação, seguida por atitudes que minimizam o problema e pela busca de culpados, até chegar às promessas de cura e de soluções mágicas para a doença e, finalmente, às tentativas de manipulação dos dados. A ditadura, como agora, ergueu uma cortina de fumaça em torno da meningite. A carência de informações precisas, também como agora, agravou o surto, favoreceu o descuido e levou o país ao pior dos mundos: o das milhares de mortes, muitas delas evitáveis.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Os da ciência que nada tinha pra salvar vidas, foi discurso do Mandetta picareta Esse era médico, alguém com saudade deste Ministro médico?

  2. A julgar pelo atual panorama sugiro colocar também profissionais da saúde para a direção das Forças Armadas, aí o "Samba do Presidente Doido" fica completo!!! Brasil virou motivo de chacota. Segue o vírus apartidário...

  3. Não consigo terminar um comentários sobre as matérias. Será porque faço críticas à imprensa. Acho estranho essa revista que já foi censurada pelo stf assumir papel de subsserviencia perante àquela Corte.

    1. Mauro está com medo da deleção do Queiroz. Coitado! Como os bozistas sofrem com a realidade!

  4. Lamentável o papel da imprensa que não publica uma linha sobre a atuação de prefeitos e governadores que falseiam dados sobre corona vírus. A imprensa deve muito por não cumprir seu papel de informar corretamente a população

    1. Que vergonha. Vens para cá zurrar que não existe pandemia no Brasil. Por favor, deixe de ser medíocre.

  5. Vamos iniciar a campanha Fala Queiroz! Deleção premiada nele. Procura-se um juiz que queira se transformar no próximo Moro! Fala Queiroz, fala!

    1. Assim espero Odete, assim espero. Quanto mais cedo o Queiroz falar, melhor será para o Brasil!

    2. Fale e não nos esconda nada!!! Até porque as Polícias descobrirão tudo mesmo!!!!.... 🤗🤗🤗🤗.....

  6. Não concordo com uma palavra que diga. Mas defenderei até a morte o seu direito de escrevê-las. Afinal, estamos em uma democracia.

    1. E por falar em mentirações, quem será a mulher usada para disfarçar o casalzinho?... 🤔 🤨 ......

    1. Opinião não se confirma Antônio. Opinião é opinião, seja ela boa ou rim. Entretanto, a minha hipótese sobre a tua natureza continua intacta, sem refutação: És mais um débil mental bozista!

  7. https://www.oantagonista.com/copy/a-voz-livre-de-moro-agora-como-colunista-exclusivo-da-crusoe/?utm_source=oa-site&utm_medium=post&utm_campaign=morocolunista&utm_content=160620&utm_term=fr1 🇧🇷 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏 🇧🇷

  8. Artigo do blog da faculdade de comunicação. A articulista não tinha nascido em 1977 quando da epidemia de meningite, e escreve de orelhada. Próximo.

    1. Esse é o mal do Bolsominion. Não entende de história. Não estuda e acha que ninguém deve fazê-lo. Segundo seu pensamento tacanho, não deveria haver cientistas que estudam dinossauros, afinal nenhum deles era vivo na época dos bichos... Melhor ler isso que ser cego.

  9. Eu me lembro dessa epidemia de meningite. Tinha uns 11 anos e tive notícias de muitas crianças do bairro morrendo. Como pode o Brasil ter um retrocesso desse porte. Acho que Bolsonaro foi ajudado pela facada. Assim virou "vítima ". Muitas vezes hospitalizado, sem fazer esforço falando, a população pensante não teve como ouvir os absurdos que saia dessa boca. Inacreditável que esse ex capitão seja o Presidente da República do Brasil!

    1. Além da facada, foi ajudado pelo adversário. Naquele momento, a urgência era afastar o pt do planalto, por isso vemos os Bozo-olavistas buscando uma polarização a qualquer custo.

  10. 😖😖😖🤯😖😖😖 Por todos os "deuses"... é preciso remover logo esse ""caricato sinistro analfabeto geral da deseducação"", que jamais poderia ter ocupado essa função!!!!....

  11. O mais estranho é que o citado Sun Tzu se baseava na história, nos fatos sobejamente conhecidos. Esse negócio de 'criar conteúdo' e dessa forma garante a não renovação da minha assinatura.

  12. Kkkkkkkkkkkkk. Bozo depende financeiramente dos comunistas chineses. Hoje ele está se reunindo com os comunistas russos para pedir ajuda, kkkk. Ele sabe que o Trump já dançou e agora vai atrás dos vermelinhos. Bozistas, qual a explicação de vocês? Não fiquem vermelhos de raiva, hein!

    1. Odete — Bozistas calados são uns poetas...tudo bem que são poetas do inferno, mas são poetas!

    2. É, Jose, se os broncopatetóides tivessem vergonha, ficariam é roxos de tanta dela!!! Mas eles inexistem como seres normais....são completamente embotados e pilantras,€ como o dono deles!!!

  13. Como se não bastasse a pandemia, o BRASIL está nova e paralelamente atacado de "ridiculite aguda" em tantas vertentes, que já está ficando difícil enumerá-las !!!! Depois do bloco de sujos da marginalha petralha, o bloco de sujos da marginalha broncossaulha, com essa ""sara'cotiante"" e seus 300 patetóides rôbôbóides, dando showzinhos ridículos país afora!!!! Haja estômago!!!!...

  14. E pensar que mesmo após as aparições e coletivas estilo "patropi"o Nelson Teich deixou muita saudade!!! O semblante dele na fatidica reunião quando o ministro da deseducação fake vociferou é impagável. Um pais sem ministro da saúde no meio de uma pandemia,,,SURREAL

    1. É o governo bozista, Marco. Na sua ânsia genocida, para que ministro que cuida da vida dos outros? A vida dos outros, para os Bozistas, nada significa. Sabe por que? Porque nem humanos eles são! Simples assim!

  15. O que devemos fazer é eliminar estes milicos de merda que deveriam ficar nos quartéis marchando o dia todo e fazendo merda nenhuma de útil. Periodicamente deveríamos mandar um monte deles para lutar na Venezuela, Congo, Zimbábue, e em outras republiquetas bananeiras, em nome da chamada liberdade democrática, etc.

  16. Bolsonaro é um jegue perdedor e isso estará claro a TODOS.Não existe na história registro,desde a idade média, onde a ignorância triunfou sobre o conhecimento científico;o que há e sempre haverá é o lamento pela perda de muitos que poderiam ter sido salvos e não o foram pela ação de um mentecapto e seus seguidores A economia com ou sem isolamento irá para saco mesmo...basta analisar a história de cataclismas que atingiram vários povos.Espero que Justiça seja feita pelos crimes QUEO BOZO COMETE

    1. Coitadinho do Bozo. Ele não merece isso. Ele só é um sujeito despreparado, desonesto, desmiolado, descontrolado e desconjuntado que teve a sorte de ser eleito presidente. O Brasil precisa desfazer o erro para tentar recuperar o tempo perdido. Quanto mais tempo o Bozo ficar, pior será para a pátria amada!

    2. Não ofenda o jegue, este santo animal, que tantos serviços prestou a nós aqui no nordeste. O melhor adjetivo para este pústula é "BESTA FERA"

  17. Eu creio que os Bolsonaristas poderiam ficar tranquilos quanto ao contágio da COVID 19 bastaria que alguém ligado à seita deles viesse a público e dissesse que IGNORANTES estão imunes. Sairiam às ruas e com o tempo, ou a sociedade se livraria da ignorância ou eles mudariam de opinião

  18. A escrita nesta piada de mau gosto não retrata o que o país precisa para decolar... pessoas, estratégia e vontade de verdadeiros brasileiros existem, mas as ideologias dos que perdem hoje com os ganhos de ontem, ainda ecoam... O filtro agora é mais rigoroso, uma pena o Antagonista está pregando essas falácias...

    1. AaPÓS LER SEU COMENTÁRIO, Sugiro instituir um imposto sobre a ignorância, nossa situação econômica estaria à salvo

  19. discurso com intenção não é novidade, claro. mas qual a intenção da autora e da revista? o texto se contradiz em vários momentos. os argumentos são fracos e as teses se desmontam... por ex, se não há dados, nao haveria o que maquiar... a revista, como um todo, enfraqueceu muito

  20. uma lástima esta reportagem. procura moldar os fatos à opinião do reporter ao da revista. caso não seja pura má fé então se explica pelo analfabetismo funcional de quem editou a matéria e não consegue entender o que foi feito no Min da Saúde. Tá ficando pior do que a Veja e se igualando à Globo.

    1. Parece que só os Bozo mais radicais entenderam “o que foi feito no ministério da saúde”. Tanto que nenhum médico sério topou ser ministro.

  21. Na verdade, ""alguéns"", não é, Dra. JANAÍNA PASCHOAL, essa catástrofe é quádrupla!!!! É mesmo de arrepiar, Dr. DALTAN DALAGNOL!!!! Mas o PRESIDENTE SÉRGIO FERNANDO MORO e todos nós, promoveremos uma desinfestação, uma desinfecção e uma assepsia total, eficiente e histórica!!!!

  22. Essas atitudes daninhas devem ser de pronto extirpadas e junto com quem as produziu. Vejam o exemplo da Itália. Os irresponsáveis que atrapalham ações de salvamento e, de fato, contribuem com tantas mortes devem ser punidos.

  23. Helenucha, qual meningite? Meningocócica ou viral? Pior dos mundos! Quando o articulista ganha pouco é um deles, e quando há viés esquerdopata é outro. Mas uma fonte pesquisadora informou que vc provavelmente, salvo falta de periodicidade, sofre de Síndrome de escrava Isaura. Aquela da TV. Ora Helenucha, vc começou tão bem!

  24. Eu fico estupefato com a ignorância e estultice da grande imprensa que insiste em comparar os países com base em números absolutos da pandemia. Em termos de incidência o Brasil ainda está bem atrás de países muito mais ricos e desenvolvidos.

    1. QUERUBIM QUE PAGA SUA ASSINATURA PARA VIR ESCREVER ESSAS BOBAGENS?

    2. É realmente dúbio que alguém pague a assinatura para “ler” algo que não tem a menor capacidade de compreender e discernir. Aos que não dispõem dessa capacidade crítica (e autocrítica): parem de gastar dinheiro e corram para o Jornal da Cidade Online! Lá vocês terão todo o conteúdo de que necessitam para afagar o próprio ego. E gratuitamente!

    3. pobre daqueles que não raciocinam e se deixam guiar pelos arroubos dubios de um governo nefasto.

    4. Dúbio é pagar uma assinatura apenas para depreciar as matérias. Mais a gente entende, a CRUSOE insiste nessa história de que os fatos precisam ser noticiados.

  25. "OS 2 INIMIGOS DO BRASIL NA PANDEMIA: O VÍRUS E A TENTATIVA DE MANIPULAÇÃO DOS DADOS DA SAÚDE". O segundo faz parte......................................... da CORRUPÇÃO!!!

  26. Crusoé se igualando a rede BOBO que ao invés de procurar os mandantes do crime querem inflar a infâmia. O número de mortos não vai em nenhum momento aplacar a sanha comunista. Muito pelo contrário, só colabora.

  27. Vc que escreveu a matéria está distorcendo a informação. igualzinho a ditadura, só que agora para o seu lado. Olha o estágio de experiência.? Senão será transferida para estágio na @lobolixo.

  28. "DECIDIU ESCONDER DA POPULAÇÃO", desde que mundo é mundo nem tudo é divulgado de maneira ipsiliteris, seus orelhudos, sejam conscientes com o que escrevem.

    1. Se era ruim antes, tem que continuar ruim. Escreve na camiseta e vai passear.

  29. "... o chefe do planalto decidiu esconder da população dados estratégicos ... como o número real de mortos e infectados." vc tomou o que para produzir uma frase desta? Gardenal vencido!!!!????? Os dados foram e são produzidos pelas secretarias municipais e estaduais de saúde!!!!!

    1. Ingenuidade é uma benção mesmo! E a quem cabe compilar e divulgar os dados oficiais da nação? Vc é que precisa de um remédio, o problema é que esse não está à venda na farmácia!

    1. Estaria melhor se o super Moro não tivesse sido boicotado!Quem pode levar à sério um governo desse?

  30. Essa jornalista está em estágio probatório? Caso não esteja sugiro a ela pesquisar em diversas fontes para somente depois emitir opiniões.

  31. Sr Observador, não é minha intenção causar polêmica tampouco polarizar, pois a pilha não me presto, cabe outrossim breve rememoração dos motivos que a mim me trazem, bem como à grande maioria de seletos leitores "assinantes" da Cruzoé, quero acreditar, qual seja, não um patrulhamento, que seria muito simples e cabido em leituras mais populares, mas sim a apreciação de veículo mais bem dotado de credibilidade e imparcialidade. Cordiais saudações.

    1. Ou seja, em palavras mais acessíveis, aqui, no fórum da revista Crusoé, encontramo-nos não para sermos "incomodados", falo por mim, procuro apenas uma visão (realista e não distorcida) dos fatos.

  32. 'Adoráveis' as declarações de hoje do General HAMILTON MOURÃO! 👏👏👏👏👏👏 Frases importantes, asseguradoras e alentadoras!! A terceira é especialmente bela e apaziguadora!! Adoreeeeeiii.... sinceramente!!! Deveria ter-nos tranquilizado antes mas, está ainda em tempo para respirarmos aliviados!!! Uffffaaaa!!! 😅😅😅..... Assim, General HAMILTON MOURÃO...eu nem vou mais chamá-los de "Forças Armadas".... trocarei por "FORÇAS AMADAS"!!!.... 💕💝💞💖💗💕💓💙💚💛😘😘😘😘😘😘

    1. Dois lúcidos: General CARLOS ALBERTO DOS SANTOS CRUZ ; Brigadeiro SÉRGIO FEROLLA.

    2. 💓💕💗💖💕💔💓💗💘💞💝💖💕💞

    3. 3- "Mourão, Jair Bolsonaro e o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo, assinaram uma nota em que afirmam que as Forças Armadas “não cumprem ordens absurdas” e não aceitam tentativas de tomada de poder decorrentes de “julgamentos políticos”. 🙏🙏🙏🙏🙏🙏

    4. 2- "...e neste exato momento temos gente defendendo a integridade do território e do patrimônio nacional nas fronteiras isoladas e na Operação Verde Brasil 2”.

    5. 1- "...as Forças Armadas “se mantêm firmemente disciplinadas e fiéis” em seu juramento de respeitar “a integridade e as instituições com o sacrifício da própria vida”.

  33. Sim. Gráfico de barras de infectados e um outro de mortos por dia, desde o inicio do primeiro infectado e o primeiro morto. Atualizando diariamente quando, após testes, àquele já morto foi por covid-19. Dados acumulados somente não levam a nada.

  34. Tem que ter diariamente um gráfico de barras com os infectados e mortos do dia, e não somente o total de infectados e mortos acumulados desde o primeiro infectado/morto. Isso será muito importante para tomada de decisão de flexionar a quarentene. Só dados acumulados está tateando a população, além de não ser informação robusta à tomadas de decisões.

  35. A Crusoe não está sendo coerente e não está passando a realidade para seus assinantes. Vamos fatos: 1. Bolsonaro fala muitas besteiras e poderia ser mais cortês com os infectados e as famílias dos mortos dessa pandemia; 2. Desde a época do ministro Mandeta passando pelo Nelson Teich e agora, o "estoque de mortos" não têm sido explicado corretamente à população, Teria que ter um gráfico de barras com os mortos somente daquele dia (certeza que foram dizimados pelo vírus chinês).

    1. A mim não incomoda absolutamente. era de se surpreender uma revista isenta. pena que a renovação foi automática. Se assim não fosse eu não renovaram nunca. Não por agora estarem criticando o presidente que é o que faço atualmente. gostaria de saber os motivos reais da mudança. era uma publicação em que eu confiava. Agora não mais. Mais um rei nu.

  36. Bom dia a todos, mesmo sendo um docente atuante na ingrata seara de pregar a necessidade de se conhecer todas versões dos fatos antes de emitir opinião e se posicionar, vejo-me obrigado a criticar esse respeitável veículo, a Crusoé, pela falta de critério na publicação da matéria supra, me perdoem.

  37. Bolsonaristas estão iguais aos Lulopetistas. Não aceitam críticas e opiniões opostas. Vão ter que acorda. Fomos traídos mais uma vez por outro estelionatário eleitoral.

  38. Pessoal, bom dia a todos, desculpem, mesmo sendo um professor na incansável e infrutífera seara de disseminar o conhecimento de todos os lados dos fatos para, só então, formar "qualquer opinião", sou obrigado a criticar este respeitável jornal (Crusoé) após ler a matéria supra, por favor Srs, revejam seus critérios...

  39. E ninguém comenta as alterações de metodologias contábeis ocorridas no município de São Paulo? Desavergonhadamente entravam nas estatísticas a soma de óbitos por vírus chinês confirmados com suspeitos! O que praticamente dobrava o número! O cambalacho era tão evidente que foi descontinuado nos últimos relatórios. Enquanto isso, o Anhembi, hospital de campanha de 1800 leitos, só tem 887 disponíveis, dos quais o Bruno Covas diz que só 407 estão ocupados! Isto dito pelo próprio prefeito!

  40. Enquanto o mundo discute alguns temas relevantes como se o isolamento teve, de fato, alguma influência no desenvolvimento da epidemia, ou ainda qual a origem real desse vírus, ficamos aqui atrás de irrelevâncias. Olhem os números atualizados da epidemia no país! Estamos atingindo o pico da epidemia agora, como era de se esperar, com ou sem isolamento, com ou sem mudança no critério de informação do MS. Parem de repetir dogmas idiotas tipo fique em casa, leiam um pouco sobre esse assunto.

  41. Pois é, já ultrapassamos a marca dos 40.000 mortos e continuamos sem um Ministro da Saúde. Os verdadeiros trapalhões devem estar envergonhados com este Desgoverno.

    1. É isso, Euzenil, o que já seria uma calamidade em tempos normais, chega a ser uma catástrofe incomensurável, inaceitável, durante uma pandemia!!!!

    2. É isso, Euzenil, o que já seria uma calamidade em tempos normais, chega a ser uma catástrofe incomensurável, inaceitável, durante uma pandemia!!!!

    3. Muito melhor um general competente do que um ministro incompetente como aquele que não aceitava a cloroquina !!!!

    1. Não saberemos nunca com quem está a verdade. mas citar Gilmar Mendes que talvez, seja o o "comandante" da corrupção, da mentira e das outras mazelas do Brasil, e não ter argumentos fundamentados na verdade do que está acontecendo. realmente... CRUSOÉ está morta. pena que não podemos ver o velório.

    2. Qualquer pré adolescente, que não habite uma bolha, compreende a espiral descendente que entrou o tal ministério da saúde. De fato, não havia necessidade de citar o beiçola.

  42. Êêêêppppaaaa..... escancararam as porteiras da "robôbôlândia patetóide mercenária contratada"!!!!.....rsrsrsrsrs.... Os fluorescentes se debatem e esperneiam aflitos!!!!..... 🤭🤭🤭🤣🤣🤣

  43. Que merda de reportagem. passou de tendenciosa. que alienação (cortina de ferro tortura militares incompetentes e tomando o poder) kkkkk to fora, vou cancelar minha assinatura, a ilha de crosue afundou ou fundiu com a Rede esgoto de televisão.

    1. já vão tarde, participantes da bolha fanática bolsonadista.

    2. Eu também cancelei. Até setembro terei acesso. Aproveito e mando um grande abraço aos crusominions. Fui!

  44. 1- É, de fato, as FFFAAA não poderiam ser ""poder moderador"" mas, poderiam perfeitamente ser uma "junta conciliatória", contedora de maluco à solta que elas próprias ""formassem"", ao invés de acobertar e insuflar a loucura! Devem isso ao BRASIL. Poderiam fazer isso, ou seja, por exemplo "questionar", CONSTITUCIONALMENTE, ao invés de submeter as suas próprias consciências. Poderiam, pelo bem do BRASIL e se respeitassem o POVO BRASILEIRO e o BRASIL, especialmente em momento de tamanha gravidade.

    1. 4- Fizemos uma manobra de risco *'para a sobrevivência'* nas últimas eleições, não para prosseguir a ""extrema degenerescência""! Sofremos OUTRO ESTELIONATO! ""Todo o quadro exposto em tese, naturalmente"".... Naturalmente.

    2. 3- Alguém tem que zelar pelo BRASIL, esse alguém é o POVO BRASILEIRO e o FAREMOS SIM mas, sobretudo em meio a uma pandemia, seria muito bom uma ajuda de ""sábios conselhos verdes-azuis-brancos"" (se os houvesse), antes que a população precise tomar uma medida drástica contra o absurdo estado de coisas.

    3. 2- Nada mais INCONSTITUCIONAL do que um múltiplo ESTELIONATO ELEITORAL, sobretudo quando as demais funções do Estado são partícipes do mesmo golpe nas coxias, com copartícipes de todas as vertentes, promovendo ""acordões"", ""negociatas"" e outras verdadeiras 'indecências'!

  45. um texto gigante pra tentar torturar a verdade. primeiro, o PR é capitão e não Ex-capitão. Segundo: Quem faz maquiagem nos números é a mídia, quando divulga o ranking de números absolutos e não relativos ao nro de habitantes, e pra finalizar, onde estão os registros de óbito doa cartórios referentes ao número relatado pelos estados?

  46. Nos últimos tempos, a Crusoé desinforma e tenta alienar. Falam em ditadura no Brasil sem ao menos, citar o nome do ditador no período do regime. O PR não esconde nada. A imprensa que tem o velho hábito de desqualificar a informação original. lamentável!

  47. Sem comentários. Revista com reportagem maliciosa e tendenciosa. Realmente vocês devem perder mais de 50% dos assinantes em 2021. Vão criar vergonha na cara e fazer uma matéria descente que reproduza a realidade dos fatos.

  48. Esta reportagem mostra diversas mentiras. O ministério da saúde melhorou a transparência. Em 2021 vocês perderam mais da metade de assinantes.

  49. As datas do óbito. Vocês não percebem. O governo federal comprou os ventiladores, bom preço e os entregou. O que fizeram os governos do estado: receberam o dinheiro e maquilaram o gasto e roubaram. Ora e vocês honestíssimos ficam procurando firulas. O nome disto é hipocrisia

  50. Assino vocês a mais de um ano, no início achei que sempre falavam a verdade. Depois percebi que começaram a interpretar. Depois percebi que a notícias são torcidas ao gosto do editor. Mais uma revista que também mente? Tristeza de não ter uma mídia honesta.

  51. JB não gosta de números pq eles escancaram sua incompetência. Uma vez superado este caso hj o governo decidiu ocultar os números com a violência policial. Será uma nova batalha que JB tb perderá. Aposto que o Ministério da maluca Damares terá que voltar atrás e colher os dados vergonhosos.

  52. estes militares que não entendem nada de saúde estão muito parecidos com os que formavam o exército de Brancaleone.gen Pazuello antes tão competente . agora virou motivo de chacota

  53. Diante de tantas denúncias o meu senso de pensamentos é fiel a verdade criteriosa ,o que não é o caso de muitos informantes ,prefiro o silêncio.

  54. É inadmissível contar no ambiente civil com militares, por um motivo muito simples. O militar é treinado para matar e só consegue perseguir o inimigo se ele for visível. Estamos em uma situação em que o inimigo é invisível e atinge todas as camadas da população, sem distinguir entre amigos e inimigos. Nessas condições, o militar fica perdido e procura encontrar meios para dizer que venceu. Daí as medidas de esconder as mortes que, inacreditavelmente, seriam motivo de vitória para os militares.

    1. Quanta ignorância....Santo Deus tenha compaixão desses pobres diabos que acusam nossos militares is verdadeiros heróis da Pátria.

  55. Com todo respeito ao Gal pela sua experiencia em logistica, etc... mas quem tem que dar receita de bolo na área da saúde é o médico. Ministério da Saúde sem um médico como gestor é atestado de burrice e irresponsabilidade de quem nomeia.

  56. Combatentes mambembes? E nada sobre a OMS e suas cambaleadas? Cloroquina ora pode ora não pode? Enquanto aqui até autoridades médicas se safam do vírus chinês usando cloroquina? E os ministros Gilmar Mendes e Alexandre de Morais viraram heróis, depois de tudo que se sabe sobre seus desvios de conduta, que vitimaram até a Crusoé? Governadores e prefeitos inocentes? Nada a respeito das fraudes nos hospitais de campanha? Quando alguns somavam casos confirmados a suspeitos para forjar números?

  57. Qualquer pesquisa séria feita com dados sobre mortes que ocorreram em datas diferentes da real é, estatisticamente, FALSA. CRUSOÉ poderia informar a especialidade MÉDICA de José Serra, ministro da Saúde de FHC? Mandetta ROLANDO LERO, o queridinho da mídia fazia o teatrinho vespertino com qualquer dado, pra ele o importante era o palanque político. CRUSÉ GOSTAVA.

  58. Falta-me adjetivos que qualifiquem adequadamente essa fraude chamada Jair Messias Bolsonaro. E, admito, fui um dos que votaram nele para Presidente do nosso Brasil, não por ante petismo, mas por sincera e equivocada convicção de que seria um bom Presidente.

  59. Enquanto os agentes insistirem na guerra midiática qto ao número de infectados, mortos e recuperados, maquiando dados estatísticos e ideologizando o combate à doença, estaremos caminhando, celeremente, pro "galardão" de campeões do futebol, do samba, das mulatas, e de mortandade por covid19. É a self do Brasil pro resto do mundo. Triste. acosta/df

  60. A simples divulgação dos óbitos por data de registro não mostra a realidade, não é assim que as coisas acontecem. Mostrar apenas conforme esta metodologia seria como acreditar que o vírus espera a divulgação dos dados para decidir se contamina mais pessoas ou não... é uma visão simplista demais, por isso o governo resolveu alterar a forma de divulgar. Essa reportagem mostra uma tendência de não aceitar a evolução no modo de fazer as coisas quando a melhoria é proposta pelo "inimigo".

    1. O bananão não aguenta até lá. Botafogo nada fará enquanto as ruas estiverem vazias. O vírus está sustentando o jumento

  61. Que triste Crusoe ver comentários preconceituosos contra sotaques cariocas e pessoas com língua presa entre seus leitores.

    1. Helena Mader entra numa escola de jornalismos sem viés ideológico! Dá náuseas ler um artigo de quinta categoria como esse. Quanto você ganha pra escrever porcaria como essa??

  62. Esta reportagem mostra um governo despreparado, genocida e monstruoso. Em um país civilizado, o presidente é o ministro já teriam sido presos e encarcerados para o resto da vida. Como estamos em um país onde a barbárie predomina e a desonestidade é o principal atributo para ascensão social, então nada acontecerá. Chegaremos aos mais de 100 mil mortos 3 nos tornaremos campeões mundiais de COVID. Este feito será comemorado nas ruas pelos Bozistas ensandecidos, que gritarão em coro: Mito! mito!

    1. Jose em um País civilizado o LULA e sua quadrilha, estariam na prisão perpétua junto com metade dos parlamentares do Congresso Nacional e alguns ministros do stf (minúsculo mesmo). Infelizmente aqui é Brasil e não Coréia do Sul ou Japão.

  63. Esse é mais um legafo do burrinho, despreparado, mau carater, vigarista bolsotonto. O meio ambiente, amazonia, o combate a corrupção e a economia, já foram pro beleleo. Agora, a saúde. Desde que esse burrinho virou presidente (bolsotonto), ele não fez literalmente nada de bom.

    1. Você se esqueceu de que a destruição da Saúde foi feita pelo PT. Em compensação temos belos estádios em Manaus e Brasília Antonio Carlos

  64. O critério utilizado de informar somente o número de casos e mortes desde o Inicio da pandemia é inútil e nada gerencial.O importante seria informar o número de mortes por 100.000 habitantes, a letalidade, a incidência, a evolução, os recuperando-se, leitos disponíveis etc. Dados úteis gerenciais. Como a população em geral não entende o assunto, a imprensa fica insistindo em um assunto de pouca utilidade. O nível sofrível desses jornalistas mostra que o curso de comunicação deve ser reformulado

    1. Ignorância e desinformação. Fernando é 100% bozomerda

    2. O "critério inútil" é o adotado no mundo todo. Qual dado gerencial ia beneficiar a população? Se aqui no Brasil nem os dados "alarmistas" convenceram a população a adotar as medidas que funcionaram na Europa e Oceania, imagina os dados gerenciais manipulados de forma especialmente conveniente para preservar a popularidade do presidente que você deseja?

    1. Chai Chang, jamais esqueça a responsabilidade do PC chinês em tudo que o mundo vem sofrendo! O PC chinês mancomunado com a OMS de Tedros.

  65. Ao ouvir o Gen Pazuello (vulgo Sargento Garcia) falando com sotaque CARIOCA , tive um insight..tá aí com esse sotaque nao pode ser sério. duas condições negativas sotaque CARIOCA e LINGUINHA presa.

    1. Este, acima, foi o comentário mais boçal, imbecil, e revelador da ignorância de seu autor, que já vi por aqui. Digno de ser escorraçado do convívio social, e injustificado, mesmo em nome da tal liberdade de expressão. Vade retro, ó insensato! acosta/df

    2. Que comentário preconceituoso.Tenho sotaque carioca é um neto com língua presa .

  66. Crusoé: querer atualizar os dados, computar as mortes nos dias DE FATO, para, dia-a-dia, está incorreto, ou a forma anterior era medíocre, coisa de vadios ou incoompetente6? Com a palavra, os senhores, especialmente Diogo Mainardi, que talvez não saiba a tabuada dos números 1 ou 5.

    1. Como é triste ainda ver cidadãos brasileiros defenderem o Jair. São petistas com sinal invertido, só pode.

    2. A "forma medíocre e coisa de vadios ou incompetentes" foi o que orientou a estratégia dos países da Europa e Oceania que fizeram uma quarentena bem sucedida. Computar as mortes "nos dias DE FATO" só funcionaria se o resultado dos testes fosse imediato. Qualquer um sabe que num país onde demora-se até 2 semanas pra sair o resultado do teste, essa estratégia seria infinitamente pior para orientar estratégias. Só apoia essa estratégia quem quer maquiar números pela popularidade do Deus Jair.

    3. Essa desculpa beira a ingenuidade, se não for tacanha. Eu lhe pergunto; e aqueles mortos no mesmo dia, cujo exame sairá depois? Contabilizam-se suas mortes quando? Nunca??

    1. Esse papinho do Antônio já rolava em Abril, quando registrava 100 mortes por dia e os apaixonados pelo presidente vociferavam contra os dados, afirmando que a pandemia estava acabando pois "no último dia, só tinham 3 mortes", só que ninguém revia os dados depois de 15 dias e admitia ter errado, pois as 3 mortes tinham virado 150 depois de 14 dias. Imagina se a estratégia fosse tomada de acordo com o dado sabidamente falso de 3 mortes no último dia?

    2. Não é o país que é medíocre, os agentes da Administração Pública é que são uma verdadeira catástrofe que país nenhum e niiiiiiinnnnnnguém merece!!!!

    3. País medíocre! O MS está querendo ter uma estatística REAL, para poder fazer análises consistentes, e a maioria, analfabeta funcional (ou, o que pior, mal-intencionada), é contra! Os americanos são os melhores do mundo porque levam a sério os números, de qualquer coisa, mas dá trabalho e requer preparo, coisa que, nós, vadios, não queremos ter.

  67. NÃO TEM QUE MUDAR ""AS COMUNICAÇÕES"", TEM QUE MUDAR É O *COMPORTAMENTO*!!!! É ASSIM QUE SE COMUNICA AUTOMATICAMENTE E BEM COM A POPULAÇÃO: COMPORTANDO-SE CORRETAMENTE!!!! O BRASIL TEM NOJO DE ""ALEGORIAS DE MARKETING"" DESDE A ASQUEROSA MARGINALHA PETRALHA!!!! ESTAMOS ACUMULANDO A REPULSA!!!!

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO