Bruno Santos/ Folhapress"Achamos que a recessão global será muito forte, e é muito provável que o PIB global tenha uma subtração de 10 bilhões de dólares"

‘O que vier é lucro’

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, diz que a companhia está preparada para o pior cenário econômico após a pandemia e rechaça a hipótese de cargos de direção voltarem ao varejo da política
12.06.20

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Excelente! A Revista deu voz ativa a quem merece ser ouvido. Oxalá, a governança complience seja a regra na Petrobras, enquanto tiver recursos do erário compondo o patrimônio. Louvável mentalidade do Castello Branco de privilegiar a meritocracia, a transformação digital bem como os desinvestimento.

  2. E a refinaria expropriada pela lhama bolivariana? Evo e o lula corrupto deram um prejuízo de centenas de milhões e ninguém mais falou nisso

  3. O mais importante é o fato de a empresa ter deixado de ser uma das vacas leiteiras de caciques políticos, certíssimos da geleia real da impunidade, típica de repúblicas bananeiras, notórias por seus tribunais de chicaneiros. O desprezo pela produtividade, a aversão a técnicas sadias de gestão e o atraso administrativo geral marcaram a ação da coalizão trambiqueiro-meliante que, graças a Juízes aptos e destemidos como Joaquim Barbosa e Sergio Moro, não logrou consolidar uma cleptocracia perene.

    1. Cleptocracia é o (des)governo aparelhado por ladrões com o propósito exclusivo de enricar a quadrilha, seus padrinhos e afilhados. Além de assaltar sistematicamente o erário e estuprar fundos de pensão, cleptocratas são doutores em metamorfose: convertem estatais e paraestatais em doces vaquinhas leiteiras. Com 35 grupos de interesse travestidos de partidos partidos, e mais 70 deles na fila de espera, fica muito claro que inexistem entes de estado suficientes para contentar caciques insaciáveis.

  4. Quanta diferença na administração , parabéns, masss ainda tem esquerdopatas corruptos, pilantras e péssimos patriotas criticando esse trabalho de muita competência!

  5. Entrevista bem ampla e objetiva. A esperança é que o Presidente respeite o prometido e mantenha a Petrobrás distante de apadrinhados políticos, especialmente do Centrão, esse ajuntamento de corruptos

  6. Com centenas ou talvez milhares de empregados fantasmas, com o dinheiro do povo, com certeza vai sobreviver. Enquanto for uma estatal sobreviverá a tudo. Tem sempre os palhaços a pagar a conta.

  7. Se o Bolsonaro decidir colocar apaniguados do "Centrão" na Petrobrás, não há quem o faça desistir. Ele é mais teimoso que um jumento, e mais inconsequente que um suicida.

Mais notícias
Assine
TOPO