MarioSabino

O grande ausente no artigo de Mourão

15.05.20

Hamilton Mourão, o vice-presidente da República que saiu da posse do novo ministro da Saúde com aquela blague deliciosa — “tudo sob controle, só não se sabe de quem” —, assina um artigo publicado no Estadão, nesta quinta-feira, intitulado Limites e Responsabilidades.

Eu me animei com o início do artigo:

A esta altura está claro que a pandemia de covid-19 não é só uma questão de saúde: por seu alcance, sempre foi social; pelos seus efeitos, já se tornou econômica; e por suas consequências pode vir a ser de segurança. A crise que ela causou nunca foi, nem poderia ser, questão afeta exclusivamente a um ministério, a um Poder, a um nível de administração ou a uma classe profissional. É política na medida em que afeta toda a sociedade e esta, enquanto politicamente organizada, só pode enfrentá-la pela ação do Estado.

Para esse mal nenhum país do mundo tem solução imediata, cada qual procura enfrentá-lo de acordo com a sua realidade. Mas nenhum vem causando tanto mal a si mesmo como o Brasil. Um estrago institucional que já vinha ocorrendo, mas agora atingiu as raias da insensatez.

A minha animação, contudo, foi murchando à medida que fui lendo o restante do artigo. Mourão diz que o mal que o país vem causando a si mesmo é culpa da imprensa, que acirra a polarização e não publica opiniões favoráveis ao governo na questão da pandemia; de governadores, magistrados e legisladores, que estariam usurpando as prerrogativas do Poder Executivo; de ex-presidentes da República, empenhados em exibir uma imagem negativa do país, “por se sentirem desprestigiados ou simplesmente inconformados com o governo democraticamente eleito em outubro de 2018”.

Vice-presidente só tem importância em dois momentos: quando decide romper com o presidente — como fez clandestinamente Café Filho com Getúlio Vargas, em 1954, depois do atentado a Carlos Lacerda —  e quando substitui o próprio presidente (João Goulart, Itamar Franco, Michel Temer). Obviamente, não seria de esperar que Mourão rompesse com Bolsonaro, ainda mais por meio de um artigo, e não há horizonte de renúncia presidencial ou impeachment no curto prazo. Mas ficou esquisito ele apontar o dedo para todo mundo, menos para o principal responsável pela falta de direção no Brasil durante uma pandemia cujos desdobramentos estão levando o país para um buraco mais fundo do que os das outras nações. O principal responsável é aquele senhor que está mais preocupado em salvar a pele da sua família investigada e tentar reeleger-se. Se há dedo a ser apontado, é para Jair Bolsonaro.

Concordo com Mourão que, neste pedaço de história que vivemos, há muita gente fazendo coisa errada. Assistimos a governadores e prefeitos oportunistas mais de olho na vitrine eleitoreira do que na eficiência das restrições impostas aos cidadãos. Assistimos a magistrados legislando, prática que vem se tornando cada vez mais comum. Assistimos a legisladores que aproveitam a dinheirama derramada na economia para atender a desejos paroquiais ou locupletar-se. Assistimos a uma imprensa que, na sua cobertura sobre a pandemia, por vezes beira o mundo cão. Todos esses erros, contudo, não apagam o fato de governadores, prefeitos, legisladores e imprensa atuarem corretamente em boa parte das vezes. Todos esses erros não fazem um único acerto de Jair Bolsonaro.

No seu artigo, Mourão cita O Federalista, a famosa coletânea de artigos dos pais da democracia americana. Ele destaca o trecho no qual John Jay diz que a “administração, os conselhos políticos e as decisões judiciais do governo nacional serão mais sensatos, sistemáticos e judiciosos do que os dos estados isoladamente” , para concluir que “simplesmente porque esse sistema permite somar esforços e concentrar os talentos de forma a solucionar os problemas de forma mais eficaz”. Mourão está certo. Somar esforços e concentrar talentos é papel do governo nacional. Na minha modesta posição de jornalista, canso de dizer que seremos derrotados pela covid-19, se não houver uma política única e coordenada para combater a doença, e que implementá-la seria papel do inquilino do Palácio do Planalto e seus ministros.

Há, contudo, um enorme, estridente e incontornável senão que impede o Brasil de fazer o que tem de ser feito: temos um presidente da República desagregador, em guerra permanente com todo mundo, inclusive com um vírus tratado como inimigo político, como eu já disse em outro artigo. Bolsonaro, não custa repetir pela enésima vez, ainda vende a falsa ideia de que a panaceia para a doença é um remédio fabricado por um dono de laboratório que é seu amigo, e ele sai por aí aglomerando pessoas a seu redor e cumprimentando admiradores depois de limpar o nariz com a mão, em clara provocação a quem preconiza o isolamento social. Por ele, não haveria quarentena (só a “vertical”, uma invenção do ponto de vista epidemiológico) ou confinamento, porque a preocupação com a doença é uma “neurose”. Se há desordem na maneira como foram decretadas as medidas de isolamento social, como disse Mourão, é porque Bolsonaro age como doente mental, convenhamos, e portador de afecção grave: sociopatia. O presidente se mostra irresponsável na vontade de abrir a economia a qualquer preço, não importa o crescimento exponencial do número de mortos que essa decisão acarretaria, e é incapaz de dirigir uma palavra sincera de conforto às vítimas da covid-19 ou de agradecimento aos médicos e enfermeiros que lutam nas piores condições, sem equipamentos apropriados, a fim de salvar vidas. Para se ter ideia da tragédia, segundo o Conselho Nacional de Enfermagem, já morreram 98 enfermeiros no país por causa da doença, mais do que nos Estados Unidos. De acordo com a contabilidade da Organização Mundial da Saúde, o dado representa 38% das baixas na categoria em todo o planeta, uma proporção escandalosa.

Bolsonaro age como maluco, e quem se comporta como maluco o tempo todo acaba maluco. O seu hospício, infelizmente, é o Palácio do Planalto, e a maluquice tem muito método. Ele acaba de editar, por exemplo, uma Medida Provisória que exime de responsabilidade agentes públicos que cometerem erros durante o enfrentamento da pandemia, tanto no plano sanitário, como no econômico. É indecente porque o torna inimputável, assim como os corruptos que acertam a compra de materiais e equipamentos por preços superfaturados. Bolsonaro poderá tocar harpa enquanto o Brasil vai sendo infectado pelo coronavírus, sem medo de ser processado, porque a MP diz que um agente público não poderá ser punido por “mero nexo de causalidade entre a conduta e o resultado danoso”. Não existe vacina para Covid-19, mas Bolsonaro inventou a vacina para os efeitos da sua própria loucura. Um dos efeitos é acabar estendendo por muito mais tempo do que necessário as quarentenas e confinamentos desordenados que não detêm suficientemente a propagação da doença e estendem a paralisia econômica. Perdemos de ambos os lados, enquanto o presidente sabota as medidas restritivas que deveria comandar, em ordem unida.

Mourão termina o seu artigo, que causou grande repercussão, cheio de boas intenções (a tentativa petista de fazê-lo parecer golpista é uma tolice). Ele diz o seguinte:

Enquanto os países mais importantes do mundo se organizam para enfrentar a pandemia em todas as frentes, de saúde a produção e consumo, aqui, no Brasil, continuamos entregues a estatísticas seletivas, discórdia, corrupção e oportunismo.

Há tempo para reverter o desastre. Basta que se respeitem os limites e as responsabilidades das autoridades legalmente constituídas.

Não existe “estatística seletiva”, prezado Mourão, porque dispomos de números ainda menos confiáveis sobre a pandemia do que o habitual sobre qualquer coisa. Nesta semana, o Institut for Health Metrics and Evaluation (IHME), ligado à Universidade de Washington, fez uma projeção sobre o Brasil — note-se que se trata de uma entidade que ajuda a balizar a política sanitária americana, não a cubana ou venezuelana. O instituto estima que o Brasil atingirá o pico de casos de Covid-19 em 2 de junho, com um total máximo de 203.985 registros. Depois de 2 de junho, a epidemia começaria a desacelerar no país, baixando para 103.343 casos em 4 de agosto, última data da projeção. O pico de mortes seria em 27 de junho, com 1.024 óbitos em 24 horas. Em 4 de agosto, seriam contabilizados 757 óbitos. Essa estimativa é baseada nos dados fornecidos pelo Ministério da Saúde do Brasil.

Como os números brasileiros são inconfiáveis, já que as subnotificações abundam mais do que em outras latitudes, o IHME tem uma segunda projeção: em 2 de junho, poderemos ter 618.152 casos, e o pico de mortes, em 27 de junho, chegaria a 2.646 óbitos. Nesse cenário mais sombrio, em 4 de agosto, teríamos 194.307 casos, com até 1.584 mortes nas 24 horas precedentes. Na estimativa baseada na informações oficiais, o Brasil atingiria, em 4 de agosto, um total de 88.305 mortes por Covid-19. Na projeção mais pessimista, os óbitos alcançariam 193.786. Na comparação com outros países analisados pelo IHME, enquanto eles talvez quase zerem as mortes pela doença no início do segundo semestre, nós possivelmente permaneceremos no mesmo patamar de agora, destes meados de maio. Sei que há gente com modelos matemáticos mais róseos, e que modelos matemáticos não dão conta inteiramente da variação das circunstâncias de propagação de um vírus. Mas tendo a crer que o IHME americano tem um pé bem plantado na realidade que observamos no Brasil. Espero que o instituto esteja errado na contabilidade mais pessimista, vou comemorar se estiver.

Quanto à corrupção apontada por Mourão, basta deixar a Polícia Federal trabalhar direito, sem seletividade (aqui a palavra cabe), o que deixou de ser uma garantia com a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça, e sem MPs malandras que garantam a impunidade, feitas sob medida para o Centrão.  Em relação ao oportunismo, ele aumenta na mesma proporção da discórdia. A discórdia é também uma grande oportunidade para os aproveitadores. E quem semeia a discórdia é ele, Jair Bolsonaro, o grande ausente no artigo assinado por seu vice. Sem um presidente que agregue, lidere de verdade, leve a sério a ciência e esteja disposto a sacrificar o interesse pessoal em prol da sociedade, não haverá tempo para reverter o desastre.

Além de John Jay, Mourão citou James Madison, outro autor de O Federalista. O vice-presidente gostou da parte na qual o fundador da democracia americana que viria a ser o quarto presidente dos Estados Unidos diz que um sistema político deve ter “como fundamentos básicos que o Legislativo, o Executivo e o Judiciário devem ser separados e distintos, de tal modo que ninguém possa exercer os poderes de mais de um deles ao mesmo tempo”. Também gosto. Mourão deve saber que se trata do mesmo Madison que afirmou que “nenhuma nação poderia preservar sua liberdade em meio à guerra contínua”. Acho a segunda frase mais apropriada para o atual momento, porque não se pode exercer a liberdade quando falta saúde. Proteger a saúde de um país é também preservar a sua liberdade.Talvez o vice-presidente possa tentar explicar esse ponto da guerra contínua a Bolsonaro. Se o presidente não entender, tudo permanecerá sob controle, só não se sabe de quem.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Sou Lavajatista . Votei no Bozo pq na campanha falou que ia combater a Corrupção . Retrocedemos muito no combate à corrupção , COAF , Fim do Foro Privilegiado, Prisão em 2ª instância. Se Bozo tivesse usado a mesma energia gasta pra trocar o Juiz Moro teríamos avançado Mas preferiu blindar o filho corrupto . Pior que os Bozistas parecem os petistas , usam a mesma tática do Lula Ladrão inocente . Pior que esse psicopata pode vir a dar um golpe. BOZO E LULA SÃO ALMAS GÊMEAS Dois Energúmenos

  2. Caro Mário, moro em São Paulo, conheço 5 pessoas idosas que contrairam Covid-19, se trataram na Rede Privada e se curaram com esta medicação. O problema é que na rede pública esta medicação chegou com 2 meses de atraso. Não brinque com os pobres que sem medicação foram mandados de volta para suas casas e contaminar toda a familia.

    1. Você pode dizer que conhece 5 idosos que contraíram a doença e se curaram. Atribuir isso à hidroxicloroquina, fica inteiramente por sua conta. A ciência não corrobora como seu ponto de vista.

    2. Se eu pegar covid, só tomar suco de laranja e me curar não significará que o suco me curou. O detalhe é que suco de laranja não tem efeito colateral grave, já a cloroquina. Povão precisa entender que o método cientifico trabalha para extrair a verdadeira informação. Várias pesquisas já mostraram a ineficácia do medicamento, provavelmente seus conhecidos melhoraram por causa de outras medicações ministradas em conjunto, além de boa infraestrutura em seus atendimentos clínicos.

  3. Precisa colocação dos fatos. Esse Bolsonaro cava a própria sepultura a cada dia. Votei nessa peça, mas tomei ranço. Parabéns pelo artigo.

  4. Concordo que foi uma perda de tempo ler o seu longo artigo. Como sempre, a imprensa continua torcendo contra. Vamos olhar as boas ações do Presidente.

    1. Qual boa ação? Se existe, por favor, nos brinde com suas análises.

    2. Você leu e não entendeu, né? Não era sobre futebol mas, na falta de capacidade para comentar o conteúdo, saí com esta de torcida.

  5. Um país onde grande parte das ações dependem do Legislativo e do judiciário (Poder supremo), é muita hipocrisia culpar o presidente que não foi agraciado com mais deputados e senadores que queiram o bem comum. Fácil ter um messias e um bode expiatório.

    1. Sim, o ignorante sou eu que percebi exatamente o motivo do presidente estar isolado politicamente ao ponto de ter de abrir as pernas para o centrão. Sim, bolsonaro é o único herói que combate contra as hordas dos políticos corruptos, esquerdistas e malvadões. Só que não...

    2. Palhaço mesmo dizendo que houve renovação do congresso. Acabou de passar atestado de ignorância total.

    3. Andrea, deixa de mimimi falacioso. Bolsonaro foi eleito junto com uma boa quantidade de deputados e senadores que defendiam a mesma bandeira (nunca houve tamanha renovação na câmara e no senado), o problema é que após colocar a faixa presidencial foi ele quem decidiu abandonar as bandeiras levantadas em campanha. Ao agir contra o combate a corrupção ele perdeu parte da bancada q queria trabalhar com ele e tmbm boa parte de seus eleitores.

  6. Sinceramente perdi meu tempo lendo seu longo artigo. Culpar apenas o Bolsonaro do que está acontecendo, não posso considerar apenas uma ingenuidade, é sem dúvida mal caratismo. Não é possível um homem com anos de trabalho apenas escreva um longo artigo, para acusar o Bolsonaro. Eu não sou Bolsonaro Futebol Clube, mas sem dúvida vicê e Anti Bolsonaro futebol Clube. Apenas um torcedor e não sócio de uma revista semanal que infelizmente já paguei o ano.

    1. Amigo, existem muitos culpados pela situação, mas o maior de todos e o único capaz de mudar a situação de verdade, é o Bolsonaro.

  7. Faço minha as palavras do Paulo, logo abaixo com seu comentário. O Brasil nunca administrou uma liberação de recursos tão bem e tão custosa quanto essa na sua existência. E você queridinho Mário não consegue enxergar nada disso. Falhas existem, mas são mínimas. Veremos sempre o lado bom das atitudes e às comentaremos, não queremos ser carniceiros como vocês estão se comportando. Comecem a ser isentos nos seus artigos, está mais do que na hora.

    1. Espere sentado por que de pé vai cansar e muito.

    2. Quanto pior melhor é você, com a defesa cega do MINTO, ou então os esquerdistas muito bem mencionados pelo Paulo, q se recolheram para deixar o MINTO se queimar sozinho e de tabela prejudicar toda uma nação. Mas não, se eu estou aqui tentando colocar juízo na sua cachola, é por me preocupar com o futuro desse país e enxergar o óbvio: Bolsonaro está nu, sem apoio do povo e sem base no governo. Renúncia seria o melhor para o país, mas impeachment é o q vai acontecer, pois ele não largará o osso.

    3. Palhaço Bozo, infelizmente você faz parte daqueles que quanto pior melhor. Pode continuar a puxar a corda pelo lado contrário. Que Deus nos dê a força necessária, para poder tira-los do lamaçal em que vivem.

    4. Rubens, a isenção que você deseja é na verdade a elaboração de artigos chapa branca em favor do presidente. Isso vai ser difícil de se ver aqui, na medida que só mentindo descaradamente para que tal coisa se concretize. A liberação de recursos não está lá essa maravilha que você diz não, mas é entendível na medida que se é elaborada e posta em prática as pressas para atender a necessidade urgente do país.

  8. Os generais do governo Bolsonaro andam sobre ovos, e os demais funcionários e ministros idem! Então, conforme um artigo recente no próprio Estadão, todos têm receio de falar com JB pois têm q escutar grosserias. O motivo é simples, Bolsonaro é absolutamente despreparado e não sabe nada de nada. Ignorante, sem cultura, sem formação não está preparado p/ responder qualquer pergunta e sua burrice já é notória. Então é grosso e trata mal seus subordinados. JB é mais uma das heranças malditas do PT!

  9. É desanimador tudo o que acontece. Votei em Bolsonaro não pelo que ele era, mas pelo que representava...agora ele mostra que nos enganou com palavras, mas sempre foi um imbecil, porém era ele ou o PT de volta...isso é o que me deixa um pouco menos decepcionado comigo mesmo...o fanatismo de seus seguidores me preocupa tanto qto suas loucuras ou a própria covid.

  10. Mario Sabino aderindo ao time dos que querem derrubar o Presidente a qualquer custo. Enquanto os políticos de esquerda estão de resguardo, felipe moura brasil, antagonistas, crusoes mainardi e, agora, mario sabino atacam o que Bolsonaro faz e o que não faz. As ações realizadas pelos ministros do Bolsonaro nem sequer são lembrados pelos novos cristianizadores. É por dinheiro ou por antipatia pessoal?

    1. Paulo, na boa, vá procurar a sua turma, deixe de ser canalha.

    2. O resguardo da esquerda é para sangrar o presidente até 2022. Já o brasileiros que sonham com um país melhor e com um verdadeiro combate a essa pandemia (sem uso político do mesmo), urge que ele seja apeado do poder. Não dá para saber como o Mourão fará no lugar dele, mas só de não ter filhos problemáticos, fanáticos ideológicos idiotizados e corruptos, a tendencia é melhorar.

  11. Ainda estou esperando o evento DE-VAS-TA-DOR que vai acabar com o governo. O imperialismo chinês batendo à porta e os profetas do apocalipse torcendo pelo quanto pior melhor.

    1. Amigo gadinho, a verdade está bem longe do atual governo que se elegeu em cima de fake news e com um presidente mentiroso que usou o combate a corrupção para se eleger e agora joga o jogo dos corruptos vermelhos e do centrão.

  12. Em qual país do mundo onde está havendo a pandemia está se culpando o presidente? Só no Brasil. Os derrotados de plantão e a mídia hipócrita, que só pensa em faturar em cima de factoides que ela subestima. NÃO há governante perfeito, e isso se sente principalmente quando temos um Congresso majoritariamente corrupto e um Judiciário usurpando poderes, legislando e governando. Numa hora de crise tão aguda todos devem estar juntos pelo bem do país, e não ficar acusando como faz a imprensa - Crusoé

    1. Concordo com o Edson, mas minha opinião pessoal é a de que o presidente tem culpa sim por essa pandemia, na medida que segue na linha contrária do controle e combate da mesma. Pra piorar ainda é ferrenho defensor da cloroquina como panaceia salvadora, quando diversos estudos pelo mundo mostraram que ela não tem efeitos significativos no combate e seus efeitos colaterais aumentaram a porcentagem de mortos.

    2. Caro Emanuel, o Mario Sabino não colocou a culpa pela pandemia no presidente. Exatamente pelo que você disse sobre legislativo e judiciário, que deveríamos ter um presidente mais equilibrado, não um guerrilheiro. Também votei nele, mas, me parece, que demos com os burros n'água.

  13. Muito bom! De maneira simples descreve a situação com absoluta precisão, sem viés político, ou qualquer outro. Simples assim, nosso presidente está babando na gravata. Todos podemos fazer isso na conversa de bar, depois de umas cachaças. Ele não pode.

  14. Quando ele dissera que seria o escudo e a espada de Bolsonaro, eu dissera que a espada estaria mais segura, para Bolsonaro, nas mãos do Serveró. Continuo com a mesma opinião, agora em relação à democracia e ao povo brasileiro.

  15. Hamilton Mourão, o Senhor é o Vice-Presidente da República. Assuma sua posição e pare de bajular as asneiras do atual ocupante do governo. Por favor, não se iguale a ele.

  16. A Cloroquina do Poder está se mostrando eficaz em salvar o Centrão da pandemia de corrupção que seu vírus decano vem assolando à décadas o contribuinte e a naçãoĺ, sem defesa ou esperança de se livrar de vez destes dois vírus pandemicos que se abraçam de vez : Covid-19 + Centrão da Orcrim. Que Deus nos proteja dos dois.

  17. Simplesmente assim. o Bozó, quando eleito, se esqueceu de sair do baixo-clero da Câmara de deputados. Continua lá brigando com o Jean Willis, Maria do Rosário, e outros do mesmo nível. Está sendo o seu martírio.

  18. Parabéns ao autor deste texto. Realmente os transtornos psiquiátricos, a desconsideração e uso indevido do prestígio das pessoas para satisfação de interesses mesquinhos e particulares, tomou conta da administração desse país. Já não se sabe o que mais preocupa o Brasil. Se é os efeitos do Covid-19 ou, se é as contínuas atitudes temperamentais de um mandatário desequilibrado.

  19. Como unificar os procedimentos se o STF, tendencioso, bagunçou o meio de campo, garantindo a cada governador o direito de fazer o que bem quiser?

  20. Parabéns Sabino, você conseguiu dominar totalmente as técnicas da "Novilíngua" proposta por Orwell. Concordou com praticamente tudo com o que o Mourão escreveu naquele artigo, para depois discordar daquilo com o que você acabara de concordar. Lembra-me muito "Animal Farm" do mesmo autor, onde os porcos acrescentavam pequenas alterações nos princípios que deviam nortear a nova direção da Fazenda para poderem praticar o que bem entendesse. Você deve estar craque no "Duplipensar", que ginástica!

    1. Mario, cuidado ao ir atrás do armário. Coisas desagradáveis podem lhe acontecer.

    2. Estou impressionado com a sua, como dizer, intertextualidade suína.

  21. Belíssimo artigo. Quem escreveu? - Quem sabe um deputado do pt. Essa revista não precisa mais de assinante, tá com as burras cheias.

  22. Excelente percepção do que está acontecendo e para onde vamos nessa nau desgovernada. Ainda bem que temos a lucidez do Sabino.

  23. Nem o ministério da saúde do Brasil acredita nos números do ministério da saúdo do Brasil. Este país é uma zona, não existe confiabilidade nenhuma e nenhum dado estatístico é correto. Decisões idiotas são baseadas nesses números. Bruno Covas fez rodízio de carros e aumentou as aglomerações nos transportes públicos. Dória vai quebrar SP só para ser viável em 2022. Quércia quebrou o BANESPA e elegeu Fleury Filho. E o Bolsonaro é outro idiota traidor, mas está certo quanto a cloroquina.

    1. Puta merda, tava i do bem até defender a cloroquina. O vírus é novo e seu combate se dá meio q as cegas no país da corrupção e impunidade. Covas escolheu errado o rodízio mas foi uma escolha tentando acertar. Já a defesa cega da cloroquina pelo presidente genocida não é apenas uma escolha errada, é crueldade e falta de amor pelo próximo. O povo, para o Napoleão de Hospício, é apenas o gado q ele usa a seu bel prazer e sem remorso de levá-lo ao abate. Pior é ver o 🐄 angus ainda o defender.

  24. Excelente artigo.Parabéns ao jornalista e a revista. Tarefa árdua dos jornalistas, que, mesmo quando escrevem uma matéria sensata e realista como essa, recebem dos leitores o silêncio ou uns poucos elogios e muita agressão vinda dos assinantes que gostariam de ter a impress a seu serviço e não a serviço da sociedade.

    1. Albino, não são muitos assinantes não. A própria revista cria esse carma negativo nos comentários, pois não faz o basico q é proibir um mesmo assinante de fazer comentários utilizando de diversos pseudonimos. Assim o gado cloroquinado a serviço do gabinete do ódio consegue dar a impressão de q são muitos, quando na verdade é 1 ou 2 escrevendo os impropérios irracionais em defesa do MINTO deles.

  25. O destino do Brasil, não se resolve num Fla x Flu. É necessáio e urgente que os responsáveis (Presidente, Judiciário e Legislativo) criem juízo. Do contrário vamos Todos pro buraco. Lúcido artigo, como sempre, Sabino.

  26. “Todos estes erros ( de todos ) não fazem um único acerto do Presidente” . Vc é muito CRETINO, vcs ( imprensa) estão fazendo escada em cima de cadáveres , vcs pensam que alguém acredita ? 75% dos brasileiros não acredita na imprensa. Vão tratar de se reciclar. Vcs são muito fracos .

    1. 🐄🐄🐄🐄🐄🐄🐄🐄🐄🐄🐄 = 💩

  27. A Saúde no Brasil nunca foi boa ou suficiente ou adequada e agora reagimos exatamente como fizemos quando ocorreram os motins nas prisões no início do Governo Temer. Até parece que as prisões eram boas, suficientes ou adequadas antes de Temer. Assim ficamos discutindo como fazer o melhor com o que nunca foi bom, suficiente ou adequado. A resposta a essa Pandemia será ruim e é o esperado. Por que alguém esperaria que o Brasil tivesse uma ótima resposta para combater a Pandemia? Não esperaria.

  28. Boa análise. Mas tenho duas colocações. Os modelos matemáticos, como os de Londres e outros, são muito falhos por aqui, pois são muitos os Brasís. Exemplo o protocolo exitoso usado no Piauí, nascido da experiência em Madri, Espanha. Urge que seja repetido em outros estados. não se trata de uma medicação e sim das medicações corretas para cada fase. Segundo que Mourão produz clara acertiva, posto que a Nau em qualquer mar, deve ter capitão que a conduza com firmeza, tranquilidade e equilíbrio.

    1. Grande Mario Sabino, confesso que voltei em JB por pura falta de Opção, mas depois que vi Mourão em algumas entrevista passei a acreditar que seria um substituto a Altura pela sua clareza e ponderações ao falar. por favor Mourão Reconheça que JB é um MALA

  29. Bolsonaro é o culpado. Dória e Witezel são seus santinhos porque esconderam a gravidade do vírus em janeiro para salvar o carnaval. Irresponsáveis e genocidas.

    1. 🐄🐄🐄🐄 = 💩. O Jenisvaldo não percebeu que o ídolo dele esconde a gravidade do vírus até hoje.... Realmente um verdadeiro 🐄 angus!

  30. Estou desde final de março em casa. Num túnel escuro, sem saber o tamanho e onde está a saída. Eu posso trabalhar de casa e tenho conforto. Mas sejamos realistas, não somos um país de classe média. Há famílias com 12 ou mais pessoas vivendo num cubículo. Eles vão pra rua, é a realidade que os move, não discursos políticos. Querer encontrar salvadores da pátria no Estado é que nos trouxe até aqui. Talvez devam ouvir mais Ideias de indivíduos do que políticos. Esses só levam nossos impostos.

    1. Não existem santos no cabaré Brasil. Aqui o buraco é mais embaixo e o poder público trabalha sob o manto acolhedor da luz vermelha. O isolamento proposto pelos governadores e prefeitos não é perfeito mas ajudou a retardar a propagação do vírus, mas um isolamento vertical proposto pelo louco presidente seria muito pior exatamente pelas mesmas complicações e dificuldades muito bem observadas por vc.

  31. Desta vez não concordei.Não in totum pelo menos. Acho que a pandemia é uma realidade. Muito grave? Sim. Se resolve com confinamento? Não sei. Há muitas opiniões contra e a favor. Houve-se um,Osmar Terra, que é do ramo, que diz coisa com coisa e como não concordar? Por outro lado tem-se mil exemplos que a cloroquina, ou lá como chame, produz efeitos positivos, mas os Dórias da vida dizem que não... uma coisa é verdade: muitos, se não todos, estão apenas tentando tirar proveito da situação.

    1. Osmar Terra, aquele que disse que seriam 2100 mortos, depois foi obrigado a atualizar para 10000, e agora com mais de 15000? Ele não passa de um político que é médico, incapaz nas duas profissões.

    2. cloroquina é panaceia defendida por loucos intere$$eiros. Depois dos primeiros testes, bem duvidosos por sinal, foram feitos muitos outros testes q não só comprovaram a sua ineficácia como tmbm mostraram um aumento de quase 400% na probabilidade do paciente vir a óbito. Valorizar a opinião obtusa de um Osmar Terra mostra bem o seu nível hard de 🐄 da marca angus!

    3. Complementando: escrevendo contra ou a favor, continua o melhor texto tupiniquim...

  32. Está muito claro que o autor do artigo é a favor do "fique em casa" com sua boa adega, sua tv por assinatura, sua Netflix, sua piscina aquecida, etc, e o povão? Me deixe.

  33. Parabéns pelo artigo, Sabino. É no debate inteligente em torno de ideias que o triste cenário atual tem chance de mudar - para melhor, quem sabe? Em relação ao governo que aí está - imprevisível, inconsequente, autoritário e, agora amplo balcão para cooptar corruptos, só nos resta amargar arrependimentos.

  34. Acredito que ele não teria a capacidade de desafiar a ciência e a lógica mais elementar quando assumir. No momento em que nos encontramos, isso já é muita coisa.

  35. Parece que nem lemos o mesmo artigo. Senti o Morão puxando inclusive as orelhas do Bolsonaro. Mas basta arranhar um pouco a imprensa pra vcs se arrepiarem como vestais ofendidas.

    1. Tambem percebi, com a necessaria discreção, uma critica ao JB no artigo de Mourão. Não vi, entretanto, no artigo do Sabini, nenhuma indignação. Sabino está ótimo, Mourão tem limites institucionais, tem disciplina, tem respeito à hierarquia. Gostei muito dos dois artigos e penso que devem ser lidos com o entendimento da profissão e do cargo que seus autores ocupam!

  36. Infelizmente a extrema Imprensa, faz de tudo para prejudicar o Governo e o Brasil. Como neste artigo. Tudo é parte de um plano para voltarmos à velha Política do Café (SP) com Açúcar (NE). E o Brasil? Ora Presidente!

    1. Esse Gado bolsonariano quer acabar com a imprensa e transforma lá em mídia soviética O jornal vai chamar se Pravda (A Verdade única em português .

  37. Vejam quem Moro queria no Governo, e tirem suas conclusões: http://sensoincomum.org/2020/04/29/ilona-szabo-governanca-global/

  38. Bom comentário. Faltou a vc. a coragem para dizer que no fundo, no momento, o estrelismo e a interferência do STF nos outros dois poderes acabam se tornando o maior fator desagregador do governo como um todo, pela insegurança jurídica que causa.

  39. Votei num presidente que a humildade pudesse sufocar a soberba da família e a vaidades de outrora. Tais pecados capitais fizeram sucumbir Reis e reinados. No Brasil não seria diferente. Acredito que Deus quis honrar e coroar Bolsonaro presidente do Brasil. Mas eu também acredito, como sempre, que satanás está conseguindo mais uma vez transformar a benção de Deus em maldição, sempre com a ajuda do beneficiário.

  40. Essa previsão catastrófica do IHME, com o alarde sensacionalista sobre o Brasil, me parece as previsões psicoticas da equipe de doutos de Oxford. Profetas do Apocalipse.

  41. Estamos perdidos na mão de um lunático cercado de bajuladores, psicopatas e agora, por incompetentes que formulam uma MP indescente, cheia de conflitos constitucionais logo de cara ... O país é definitivamente, um colapso...

    1. João de Deus poderia ser o Ministro da Saúde ideal p este Sr.!

  42. Insisto: Gostei. E chego à conclusão: desastre, já que absolutamente improvável “presidente agregador” e tudo o que você coloca como necessidade.

  43. Gostei e tirei minha conclusão: desastre. Absolutamente improvável “presidente agregador” e tudo que você colocou como necessidade.

  44. Reflexões..Vc confia no STF? Vc confia no Congresso? Vc confia na Imprensa? Vc confia no Presidente?? Todos são altamente suspeitos!! O país está à deriva, o caos está implantado!! Talvez o primeiro passo fosse trocar a Presidência!! Mas são apenas reflexões!!

    1. Precisam nada. Tem dim dim entrando a rodo. São os mais novos vendilhões!

  45. Sr. Sabino, boa tarde. Mais um orgão de imprensa que só vê os defeitos do Presidente. E olha que os tem, e muitos. Não estão cobrando nada de governadores oportunistas, corruptos, de um STF político, de uma mídia totalmente parcial. Esses poderes que deviam pensar o bem do Brasil, da Nação, passam a milhões de brasileiros a nítida impressão que preferem o caos, E nós sabemos bem por que? Na realidade ninguém quer discutir políticas Brasil, querem isto sim usar a velha politicagem para barganh

  46. Quero o Bolsonaro fora do governo. Isso não me impede de perceber a seletividade de boa parte da imprensa. Um exemplo disso foi a flagrante omissão do Jornal Nacional sobre a refrega entre MAM e Alexandre de Moraes durante o julgamento nesta semana. Há outros, sabemos.

    1. Duas questões referentes à cobertura tendenciosa, em termos de informações: Por que divulgar números absolutos de mortes e casos, e não os relativos que são, sem sombra de dúvida, os relevantes? Parece que o Brasil já é um dos países mais afetados....simplesmente porque somos mais de 200 MM de habitantes...

  47. Caro Mário. Como sempre vc está na linha de frente do bom combate. Quando li o artigo do vice presidente ontem tive o mesmo sentimento. Até tu General?

  48. Seu artigo atendeu minha ansiedade sobre a “fala” do vice. Só discordo da narrativa do sucessor do suicida Vargas. Golpe de mão deixou Nereu Ramos como Presidente. Minha expectativa de ler algo sensato do General desmoronou com a leitura e convergiu para a pura decepção ao final. Vale a pena criar boas expectativas, se tornar sucessor do renunciado, mas, a continuar assim, jogo a toalha. Que seja uma estratégia aa Garrincha: faz que vai, mas não vai...e acaba indo ao encontro da Nação.

  49. Não me faça rir, eu sou um cidadão comum, não estou informado como vcs que tem várias fontes, sempre conspirando contra o governo. O que vejo de notícias desde as eleições q elegeram o PR, só coisas contra tudo o q o governo faz. Só vendem notícias ruins, mas quando o Mensalão, Petrolão e outros escândalos surgiram, vcs estavam aonde nos últimos 16 anos de roubalheira??Talvez fosse interessante para vcs ficarem caladinhos!!!

    1. * correção: ...o segundo maior partido aliado ao PT...

    2. Agora, tem gente q tem memória curta. Desde o Mensalão, a grande imprensa estava pegando no pé direto na corrupção e na Lava Jato, reportagens das manifestações nas ruas e finalmente do Impeachment. Por isso a esquerda chama a Globo de lixo e a extrema direita tb... fica difícil! Mesma assim, reelegeram o PT mais 3 vezes, não adianta!!! Ladrão no Brasil e bicho de estimação e tem fan-clube. É triste ver um pais tão bom ser sistematicamente destruído por causa de uma idiotice de idolatria.

    3. Pq, Carlos H, JB é ferinha do meso saco. De 2005 a 2016 estava filhado ao PP, o segundo maior partido aliado ao PP...??? no ano do Impeachment de Dilma mudou p o PSC. Só ficou polarizado ao contrário .. pra ser eleito, fácil. E pq Lula está solto, graças ao acórdão do JB (p beneficiar o filho)...e quem mais ajudou (indiretamente) JB se eleger ...Lula.

    4. Olá Rui. Continuo sendo anti-PT, a favor do combate a corrupção, lava-toga e lava-jato, além do fim do toma lá dá cá. Baseado nisto votei no JB. Com certeza eu não mudei, mas os rumos que a PR tomou vão no sentido contrário. Por quê será?

  50. A cada patacoada do vice Mourão, fica a impressão de que ele e o titular BOÇALnero disputam a primazia da asneira definitiva. Um esmera-se na estultícia chula, o outro "enverniza" as suas idiotices. Exemplo ? Para o titular, o PROF. SÉRGIO MORO era um mentiroso; para o vice, o PROF. SÉRGIO MORO saiu de forma inapropriada ! Oh, Preclaro e prefulgente General, qual seria então a forma correta ? Fazer-se de morto, deixar-se cooptar, sair criminosamente em silêncio, tecer loas ao nefasto ???

  51. Excelente artigo. Parabens. Mas o numero de 38% dos peofissionais de enfermagem mortos são brasileiros chama muito a atenção. Qual é a fonte?

  52. Mario, mais uma vez parabéns! Imagino q não seja prazeiroso fazer a análise da nossa realidade atual, por ser doloroso, como é extremamente triste, doloroso atender os pacientes em sofrimento. Mas é necessário, extremamente necessário!ainda acredito na insistência pela busca da verdade e da preservação da vida.

    1. Gabi como preservar vidas se os hospitais não têm vagas para pacientes covid 19? só no Rio tem uma fila de 900 pacientes esperando por um leito de UTI. Agora esse número pode ter aumentado.

  53. Nós primeiros parágrafos do texto do Gen Mourao , achei que teríamos como Abreviar o tempo do Maluco , mas depois ......a Decepçao

  54. Excelente..Mourão não aponta o dedo pq também foi calado!! Hoje está na chuva se encharcando de ignorância e boçalidades.. uma pergunta pertinente ao grave momento que o país atravessa com mais uma demissão na saúde.. .. quem para este capitão autoritário, destrutivo, sem a cultura militar dos companheiros e que dia após dia faz estragos irreversíveis ao país ?? Está sem capacidade mental E condições psíquicas de seguir governando o país. O povo colocou o povo tira !!

    1. Ele está sempre apagando os incêndios do presidente. Geralmente sempre inventando desculpas para os absurdos nas falas do JB. Não acredito em ninguém desse governo. A começar pela pessoa principal. Eu acredito sim que o JB vai dar um golpe sim porque ele tem mostrado essa vontade. E claro os militares vão apoiar porque só querem moleza. coisa boa ser militar num país onde não tem guerras nem sombra de vir a acontecer uma. Eles gostam é de mordomias.

  55. Um comando nacional é sabotado por comandos regionais, a imprensa semeia a discórdia (para citar só dois exemplos) e o desagregador é Bolsonaro?

  56. O vice Hamilton Mourão que parece não ser burro, deve ter escrito esse artigo de ontem no Estadão para testar a reação da população e da imprensa, única forma de conseguir isso atualmente devido ao isolamento social. Só pode ser. Tomara que entenda as respostas que obteve até agora.

  57. Grande Mario Sabino, muito obrigado o pelas suas sábias e experiente palavras. Espero que o Presidente Mourão leia este artigo e inspirado assuma o quanto antes o cargo que está vago e esperando por ele. 👏👏👏

  58. Todos que fazem parte do governo Bolsonaro tem que pisar em ovos. O gen. Mourão não foge à regra. Embora, eu acredito, que ele compartilhe da sua opinião, Sabino, sobre o presidente, ficaria muito deselegante, uma verdadeira saia justa, se colocasse o PR como alvo de suas críticas, especialmente por ser o vice, ou seja, alguém pretensamente interessado naquela cadeira.

    1. Tem todo razão Eustáquio. Gal. Mourão é inteligente, formado e educado. Certo que ele não pode ser demitido, más pode-se comprar muita encrenca, algo por que ele já passou e se calou... Para quem sabe ler entre as linhas...

  59. a MP sobre impunidade é ridícula, o PR fez para ele......uma vergonha pessoas adultas agindo como crianças sem responsabilidade pelos seus atos.....até onde isso vai..

  60. A imprensa não é culpada por divulgar apenas fatos e análises técnicas. Pelo amor de Deus... Imprensa tem o dever de informar, para o mal ou bem dela. Por que divulgar apenas opiniões contrárias às do Presidente? Por que só criticar o Presidente? Por que não divulgar opiniões favoráveis e contrárias na mesma edição? Que saudade da Veja dos anos 90.

  61. Sr. Mario, das manifestações do Sr. Mourão são pra ser lidas apenas as partes iniciais, como em "quem alinha discurso é bandido". Ele fala em código pra dar o recado, pra não ser massacrado com palavrões e pelos robôs. O resto é camuflagem militar, pra despistar o capitão Bic.

  62. Refletindo sobre o artigo do Mourao, a princípio assusta e gera receio,no entanto, se entendermos o discurso mais para inglês ver com o objetivo de falar para o público interno ( militares)podemos interpretar como ele se vendendo para assumir,tipo eu sou a alternativa para sairmos ( os militares no governo)dessa canoa furada.Será?

  63. Como sempre excelente Mario! Porém confesso que tenho medo de um militar no poder (de novo). Estamos numa situação terrível, um sociopata, um militar, ou ...

    1. Ñ podemos ser tão estúpidos e desunidos. Somente a n determinação política, direta no q interessa ao POVO, a PRISÃO EM 2ª INSTÂNCIA E O FIM DO FORO PRIVILEGIADO, nos levará à reconquista da Pátria, aparelhada por bandidos de COLARINHO BRANCO, em conluio c corporações criminosas na OAB, STF, mídia, bancos, e até em açougues. Só as RUAS, sem ideologias e partidos políticos, na PRESTAÇÃO DE CONTAS definitiva c o Congresso, em quem confiamos n/voto e nos traem, haveremos de sair do caos.

    2. Os militares não têm a mínima intenção de golpe. Eles já controlam o governo. Esse temor dos dinossauros esquerdistas da redemocratização é ridículo. Os militares também são cidadãos brasileiros e tem, sim, direito legítimo de disputarem eleições democráticas.

  64. Ñ podemos ser tão estúpidos e desunidos. Somente a n determinação política, direta no q interessa ao POVO, a PRISÃO EM 2ª INSTÂNCIA E O FIM DO FORO PRIVILEGIADO, nos levará à reconquista da Pátria, aparelhada por bandidos de COLARINHO BRANCO, em conluio c corporações criminosas na OAB, STF, mídia, bancos, e até em açougues. Só as RUAS, sem ideologias e partidos políticos, na PRESTAÇÃO DE CONTAS definitiva c o Congresso, em quem confiamos n/voto e nos traem, haveremos de sair do caos.

  65. Eu não tenho dedos suficientes para apontar os culpados. o problema no Brasil é de expectativa: * errou em esperar do presidente uma resposta condizente * errou em esperar da imprensa informação imparcial, científico e confiável * errou em esperar que a população ia colaborar * errou em imaginar que os governadores não iam aproveitar para tirar proveito político... e por aí vai

  66. Quanto tempo será necessário para que você e o Diogo reconheçam que o Mourão não é solução, mas parte importante do problema? Que o exército de MAVs do Bolsonaro que empesteiam o Antagonista e a Crusoé são decorrentes da fantasia que vocês dois tentaram vender que Bolsonaro "seria controlado" em seus arroubos por gente como Mourão e Heleno? Ambos (e todos os outros ministros militares) estão 100% fechados com o presidente. Como já dizia alguém em "Minha Luta", os escritores não mandam em nada.

  67. A matéria publicada pelo General Mourão, Vice-Presidente é de uma clareza luminar. Não merece o minimo de reparos. Corretíssimo Sr. Vice-Presidente. descortina o cenário politico-social brasileiro com a magnitude de Chefe de Estado. Quiçá um porém. Vice-Presidente tem atitude dos "homens decentes": RESPEITA A ÉTICA.

  68. Talvez o Mourão deva ter assoprado; como vice, não quis causar, a não ser q foi contaminado pela 'inteligência' do bolso; bolsonaro, o lula verdeamarelo.

  69. perfeito artigo pena que vc Mário como todos os jornalistas são empreiteiros de obras prontas ou arquitetos de obras impossíveis. o problema que agora os jornalistas deixaram seu lugar na sociedade para serem o farol da humanidade mas sem saber para aonde ir.

    1. Sou no máximo uma lanterninha com pouca pilha, Roberto.

  70. Excelente a análise do Mário Sabino. O Mourão tenta um equilíbrio difícil. Colocar-se com um mínimo de racionalidade, sem romper diretamente com o louco do Presidente. O que é uma ação verdadeiramente impossível. O Presidente é um sociopata. Um doente. Um delinquente. Enfim, temos muitos inimigos a combater.

    1. Sociopatica não é doença. É alteração d.e caráter. Não muda,não trata. Igual burrice. Trata-se os dist.de conduta associados ao chamado déficit cognitivo. A burrice e a sociopatica não.

    1. Como se a cloroquina fosse o problema!! Tem alguém aí para indicar o melhor tratamento para essa doença nova??? Se tem informe logo qual é a droga e parem com a discussão da cloroquina de vez. E o que qualquer ser humano deseja no momento. Vamos lá sabichões Bozos! Em tempo: estou com o arquivo de todos os vídeos de Mário Sabino juntamente com Diogo Mainardi pré eleição/ 2018. Recordar é viver!!!

    2. Excelente texto. Que bom iniciar o fim de semana com essa análise tão lúcida.

    3. Agnaldo, eu acredito que a mensagem subliminar do texto do Sabino é exatamente a de que Mourão sabe de tudo o que ele enumera aqui mas, não quer, ou não pode se interpor ao presidente. A pergunta valiosa é se esse enfrentamento "um dia" se dará, ou não. Texto muito bom.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO