Marlene Bergamo/Folhapress

Processos dos ‘quadrilhões’ do PT, MDB e PP travam na Justiça

22.02.21 07:31

Nesta semana, um pedido de vista do ministro Dias Toffoli adiou o julgamento no Supremo Tribunal Federal que decidiria se a corte receberia, ou não, uma denúncia contra senadores emedebistas no processo conhecido como “Quadrilhão do MDB” do Senado, que pode tornar réus velhos caciques do partido.

Quadrilhão foi o nome dado pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot para as supostas organizações criminosas não só do MDB, mas do PT e do PP que, juntas, teriam desviado até 3 bilhões de reais dos cofres públicos. No rol dos acusados estão 34 políticos. As denúncias foram oferecidas pela PGR há quatro anos, mas a exemplo do “Quadrilhão do MDB”, os processos contra as “quadrilhas” do PT e do PP seguem emperrados na Justiça.

No caso que envolve o MDB do Senado, estão entre os acusados de desviar 864 milhões de reais os senadores Renan Calheiros e Jader Barbalho e os ex-senadores Romero Jucá e Valdir Raupp. O julgamento virtual no STF foi iniciado na sexta-feira, 12, com o voto do relator da Lava Jato na corte, Edson Fachin, favorável ao recebimento da denúncia. Com o pedido de vista de Toffoli, a análise do caso não tem data para ser retomada.

O “Quadrilhão do MDB” da Câmara, por sua vez, supostamente integrado por Henrique Eduardo Alves, Eduardo Cunha, Michel Temer, entre outros caciques emedebistas, foi parar na Justiça Federal em Brasília após os acusados perderem o foro privilegiado. O caso está em fase de instrução e já mudou três vezes de juiz, por causa de um debate sobre se a competência para julgar o processo seria da 10ª ou da 12ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal.

A ação contra o “Quadrilhão do PP” também está travada no Supremo desde maio de 2020, desta vez em razão de um pedido de vista do ministro Gilmar Mendes. O organização criminosa que teria desviado 380 milhões de reais seria integrada pelo atual presidente da Câmara, Arthur Lira, o deputado Aguinaldo Ribeiro, o senador Ciro Nogueira e o deputado Dudu da Fonte.

A Segunda Turma do STF chegou a receber a denúncia, por três votos a dois. Em seu recurso, a defesa dos parlamentares alega que a acusação não poderia ter sido feita com base somente em delações premiadas.

Já a denúncia contra os petistas, que envolvia os ex-presidentes Lula e Dilma por supostos desvios de 1,48 bilhão de reais, foi rejeitada pelo juiz federal Marcus Vinícius Reis Bastos, da 12ª Vara de Brasília. Nesse caso, o próprio Ministério Público Federal pediu a absolvição dos ex-presidentes e de outros acusados, como os ex-ministros Antonio Palocci e Guido Mantega e o ex-tesoureiro João Vaccari Neto.

Segundo a procuradora Márcia Zollinger, a denúncia de Janot representava a “utilização distorcida da responsabilização penal” e provocava “efeitos nocivos à democracia”, entre os quais a “grave crise de credibilidade e de legitimação do poder político como um todo”. O parecer foi acolhido pelo magistrado, que afirmou que a denúncia era uma “tentativa de criminalizar a atividade política”.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Justiça? Desde quando? São os maiores déspotas, crápulas, canalhas que existem! Eles, políticos em geral e maioria dos jornalistas!

  2. Se um estrangeiro lê essa matéria, não vai acreditar. Acha que é pegadinha. Em qualquer país sério esses processos dariam prosseguimento. Estão esperando que os denunciados morram de velhice para poderem arquivar tais processos. Shame!

  3. Nosso STF é um lixo só uma reforma e a substituição desses que lá estão por juízes concursados idôneos com no mínimo 10 anos de profissão e escolhidos por uma junta da sociedade civil e judiciária conseguiremos imparcialidade e respeito a constituição

  4. Essa notícia é uma pequena amostra do que se passa no STF. Como os ministros operam em conformidade com seus interesses e não com Constituição. Por incrível que pareça, parte da imprensa anda com partidarismo ideológico. Na última semana, o STF acusou e prendeu um deputado federal em pleno exercício do poder e constrangeu a Câmara dos Deputados. A colunista da FSP, disse que ministros a informaram de que a prisão era um detalhe: eles estão mirando as Forças Armada. O STF quer ir pra guerra.

  5. Não se trata de criminalizar a atividade política mas de politizar a atividade criminal. E garantir impunidade. Essa é a agenda que une os partidos- verdadeiras quadrilhas, não se contentam com os fundos partidários e avançam vorazmente no dinheiro público - com apoio do Judiciário.

    1. Enquanto houver essa 2a turma do STF, esses bandidos não serão punidos. Como exigir respeito a esses ministros que julgam, condenam, e usam de todas as armas, inclusive acabar c a Lava-Jato p beneficiar os ricos criminosos de colarinho bco.

  6. Não são os processos contra os corruptos que criminalizam a política, porque são públicas e notórias as ações de desvio do dinheiro público e da corrupção. Mas os absurdos atos inconstitucionais do STF, de alguns juízes e até do MP na proteção vergonhosa dos agentes políticos que furtam o erário e as empresas públicas há décadas, só trazem o desprezo e a insegurança do povo brasileiro pela nossa escandalosa justiça, no Brasil e no exterior.

    1. Não existe uma justiça tão emporcalhada assim! Ahhhhgh, que nojo!

  7. Quem criminaliza a política são estes cidadãos marginais que estão sendo colocados lá dentro pela ignorância de grande parte de brasileiros ou mesmo pela ausência de opção. Bastaria ter prisão pra qualquer um que roube dinheiro público, independente de ser político ou não.

  8. O MECANISMO é como Jesus Cristo. De homem se torna deus com a santíssima trindade: Executivo, Legislativo e Judiciário. O MECANISMO é onipresente, onisciente e onipotente. Então a justiça não deve criminalizar a política corrupta. Para que serve então, essa justiça platônica, incapaz de alcançar algumas castas? A Lava Jato alcançou. Agora sofre a ira do deus. Defenderei a Lava Jato até a morte.

  9. O MECANISMO é como Jesus Cristo. De homem se torna deus com a santíssima trindade: Executivo, Legislativo e Judiciário. O MECANISMO é onipresente, onisciente e onipotente. Então a justiça não deve criminalizar a política corrupta. Para que serve então, essa justiça platônica, incapaz de alcançar algumas castas? A Lava Jato alcançou. Agora sofre a ira do deus. Defenderei a Lava Jato até a morte.

  10. Segundo alguns, tipo petistas que mais divulgam FAKE NEWS, a Lava Jato não existiu, é tudo invenção da Globo e de Moro, Venezuela e Cuba são democracias, e Mensalão, ahhh esse existiu, né, por que lula pediu desculpas ao povo brasileiro em rede nacional, então não dá para ser Fake News.

  11. Esse é retrato da impunidade e da inutilidade do STF , com essa composição , e sem limpar o senado tudo que muda é sempre para pior.

  12. Se buscar reparação por roubos é criminalizar a atividade política, logo esse pessoal entende que a atividade política envolve desviar e roubar. Aí não tem mesmo chance de dar certo.

    1. Você acertou. Entrar na política é igual à uma licença especial para roubar.

  13. QUE ASCO DESPERTA essa facção criminosa única, onde se aglomera a subespécie dos marginais de vertentes diversas, que se ajudam através de mútuas chantagens!!!! QUANDO É E, POR QUAL VIA, NOS LIVRAREMOS dessa caterva de marginais, ignóbil, perversa e repugnante, com conexões nas 3 funções do ESTADO BRASILEIRO ???!!!

    1. Que todos os vírus os carreguem, já que as instituições e instâncias irresponsáveis não o fazem mas, se não carregarem, nós o removeremos nas urnas, através de desdobramentos diversos.

  14. pobre brasil... LULA disse "QUE BOM QUE A NATUREZA MANDOU ESSE VIRUS" depois bolsonaro ,após 200 mil mortes diz " E DAÍ ??" A justiça é uma piada e o homem que tentou fazer justiça foi TRAÍDO.

  15. Toffoli sendo Toffoli, vassalo - o trocadilho infame foi legal, né Luiz? - marionete do PT, especialmente de Lula e Dirceu, seus padrinhos. Os caras do STF, que todas as manhãs se acham deuses, e nas tardes, têm certeza de que são, são intolerantes com o que dizemos deles e mandam prender movidos apenas pela ebulição dos seus supremos hormônios, como se isso expiasse suas supremas culpas por aplicar os rigores das Leis para seus iguais, e os rigores dessas mesmas Leis para quem ousa desafiá-los.

  16. Essa tese de criminalização da política, inventada pelos políticos e ratificada pelo judiciário, como argumento para blindar corruptos, lembra a tese do “colapso do sistema financeiro” assumida pelo governo FHC para justificar o socorro do tesouro nacional aos bancos na crise de 98/99. Moral da história: as oligarquias estão sempre prontas para mudarem o curso da história a seu favor com a ajuda de servidores públicos eleitos, indicados ou concursados. O poder não emana do povo como reza a CN.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO