Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Presidente do Conselho de Medicina segue blindado na CPI da Covid

27.09.21 07:01

O discurso do presidente Jair Bolsonaro nas Nações Unidas, em Nova York, e a polêmica em torno do caso Prevent Senior na CPI da Covid elevaram a pressão sobre o Conselho Federal de Medicina, o CFM, em razão do aval à prescrição de tratamentos ineficazes contra o coronavírus. As polêmicas, entretanto, não devem ser suficientes para convencer os senadores da comissão de inquérito a convocar o presidente do CFM, Mauro Luiz de Britto Ribeiro (foto).

Na ONU, Bolsonaro voltou a defender o uso de cloroquina, e, para isso, citou o respaldo da autarquia que fiscaliza a atividade médica. “Desde o início da pandemia, apoiamos a autonomia do médico na busca do tratamento precoce, seguindo recomendação do nosso Conselho Federal de Medicina”, disse o presidente.

O mesmo argumento foi usado dezenas de vezes pelo diretor da operadora Prevent Senior, acusada de fazer estudos com o uso de cloroquina sem o consentimento de pacientes. Pedro Benedito Júnior disse que os profissionais médicos “indicavam o tratamento conforme sua convicção e mediante concordância expressa dos beneficiários, em estrita observância aos preceitos do Conselho Federal de Medicina”.

Em agosto, a CPI aprovou um requerimento de convocação do presidente do CFM, Mauro Luiz de Britto, mas o colegiado não marcou a data da oitiva. O requerimento foi apresentado pelo senador Humberto Costa. “Eu não consegui convencer a CPI a trazer o presidente do Conselho Federal de Medicina. É um criminoso, que permite que isso aconteça, que se faça isso com pacientes”, afirma Costa.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Agora um mereça desse da imprensa achar que 46 mil é salário de um grande executivo? Volta a estudar, atestado. Nem esse presidente do BNDES, se ele ganha só isso, merece demissão.

  2. Ganha-se bem nesse setor, mas é como técnico de futebol; não deu resultado, rua. Um diretor que não ganha 150 mil por mês é incompetentes. Um presidente branquinho que ganha 550 mil por mês, é incompetente.

  3. Vou fazer um comentário aqui fora da matéria, mas sobre salário de banco, que essa revista retirou do ar. Quem fez a reportagem é incompetente. Não conhece o mercado bancário, seja público ou privado.

  4. Uma antiga piada dizia que a diferença entre o médico e o agrônomo, é que o erro do agrônomo a terra mostra, enquanto o erro do médico, a terra encobre. Esse presidente do cfm (sim, com minúsculas) é réu, MP do MS, como funcionário fantasma da Santa Casa de Campo Grande.

  5. Segundo site da ANVISA: "A classificação de uma indicação como off label pode, pois, variar temporalmente e de lugar para lugar. O uso off label é, por definição, não autorizado por uma agência reguladora, mas isso não implica que seja incorreto." Não existe medicação que previna COVID-19. O termo "tratamento precoce" é incorretamente utilizado pela mídia. Assim como na COVID-19, não há tratamento para várias doenças virais, apenas medicação paliativa para amenizar os sintomas.

    1. a tal receita "off label" foi inventada por Hipócrates na Ágora quando o chá de cidreira não resolveu e o óleo de rícino soltou as tripas de um nkbte grego de ressaca .. é entenderam? não? todo médico é um cientista a experimentar o novo .. obs: não sou médico .. sou doido rs.

  6. Acho que a CPI tem medo de convocar o presidente do CFM. Como maior autoridade médica do país, suas manifestações estão respaldadas pela lei e pelo Código de Ética Médica, e não pelo viés político e ideológico, e muito menos pela reação raivosa daqueles que falam em ciência mas entendem muito pouco de medicina, e menos ainda de ética exigida daqueles que exercem a profissão. Basta ver os comentários de alguns "boca-suja" que aqui se manifestaram. Não argumentam, apenas insultam!

    1. não convocará nunca o CFM representa profissionais que tem uma ética milenar e corretíssima .. se for lá acaba o Circo ridículo de una escória politiqueira ladravaz e cínica.

  7. Realmente é injustificável a não convocação do presidente do conselho, já que sempre é citado como apoiador, desse malfadado tratamento precoce, por várias pessoas! O que é um absurdo!!!

    1. José em que mundo você vive? os ignorantes fanáticos idolatras da quadrilha assassina são suicidas todos sabem mas você vai ao ridículo do ridiculo .. hoje o capim desceu quadrado né fio?

    2. Verdade Cláudio. De qualquer forma a culpabilidade do Bozo por crime contra a humanidade será demonstrada com a esperança de que o Tribunal de Haia coloque o genocida e seus aliados na prisão perpétua.

  8. Qualquer ser decente e civilizado sabe duas coisas: que as vacinas funcionam e que não há nenhum tratamento preventivo contra a COVID 19. O resto são zurros de um bando de muares desmiolados e criminosos que ajudaram um presidente genocida a matar mais de 600 mil pessoas. Estes muares, incluindo o tal médico que preside o CFM, deveriam estar presos por crime contra a humanidade. Simples assim. O resto é zurro de seres bestializados por uma ideologia necrófila!

  9. Data vênia algo que quer ser sério NÃO LEVA A SÉRIO o Circo ridículo do Aziz . CaGAlheiros ambos com processos por corrupção e do Randolfe a nossa Greta com TPM ensandecido de ódio e testosterona represada .. o que estes senhores fazem ao país é inaceitável mas que mostra bem a divisão de uma nação ignorante suicida e algoz de si mesmo nas urnas que dizem fraudadas ou no mínimo fraudáveis.

  10. Esqueci de dizer que na Universidade de Oxford a mesma da vacina Astrazeneca tem um estudo em andamento de tratamento precoce com Ivermectina. Mas isso não é ciência segundo os não cientistas. https://www.principletrial.org/participants

  11. Vergonhoso quando se ver que médicos colocam suas ambições pessoais acima do próprio juramento para o exercício da função. Começam a agir de forma política para respaldar aquele que mandou "fabricar precocemente"e superfaturado uma quantidade absurda de Cloroquina. E para se safar da irresponsabilidade, não admite a ineficácia do remédio para tratamento da Covid.

  12. É por essa e tantas razões que acho que tudo vai acabar em pizza, um criminoso desse naipe sem responder ao mal que fez e propagou

  13. Para que, ou porque, eu me tornei médico há 33 anos atrás? Pelo o que eu leio na mídia atualmente, me parece que só pode ter sido pra causar dor aos outros. Muito obrigado pelo o que vocês da imprensa têm feito para ajudar a nossa classe a se tornar cada vez mais perseguida e desprestigiada e em nosso país. Enquanto isso, vamos arriscando nossas vidas, para tentar salvar vidas com a pouca ciência que estudamos por toda uma vida, afinal quem sabe tudo de ciências e biomedicina são os outros.

    1. meu caro Wilson .. vejo os médicos sobre imensa pressão mas resistindo com suas experiências estudos e muito compromisso .. são felizmente a razão em tanta irresponsabilidade política que insanos promovem estes sim por sujos interesses .. resista e conte com os cidadãos dignos do país .. meu abraço.

    2. Parabéns Wilson. Um punhado de leigos que não entendem nada de medicina querendo dar lições de moral. Não conhecem nosso trabalho e a dedicação que temos para com aqueles sob nossos cuidados, se esmerando na arte de insultar, fazer ilações, desprestigiar aqueles que arriscam todos os dias sua própria vida na assistência aos pacientes infectados pelo vírus. É simplesmente lamentável que existam pessoas assim.

    1. Não foi só ele, a CPI amarela diante dos “poderosos”

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO